Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.

Oficinamunicipaljunho09

488 views

Published on

Elaboração de projetos para o desenvolvimento municipal

Published in: Technology, Business
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

Oficinamunicipaljunho09

  1. 1. <ul><li>Oficina Elaboração de Projetos e Parcerias para o Desenvolvimento Municipal </li></ul><ul><li>Marcelo Estraviz </li></ul>
  2. 2. Antes de começarmos, é bom saber que vamos passar um dia juntos, então... *Quem são vocês? *Não se trata aqui de instituições...
  3. 3. VAMOS COMBINAR? ENSINAR Estímulos para pensar e desmistificar os monstros Consultoria Coletiva para sair diferente de como entrou <ul><li> ACORDOS: </li></ul><ul><li>Horário </li></ul><ul><li>Celulares </li></ul><ul><li>Silêncio </li></ul><ul><li>Perguntas </li></ul>
  4. 4. AGENDA <ul><li>9:30 as 11:00 Introdução a Captação de Recursos Introdução aos conceitos fundamentais da captação de recursos assim como a desmistificação de conceitos equivocados sobre o tema. Histórico brasileiro resumido e análise comparada com outros países. </li></ul><ul><li>11:30 as 12:30 Diversificação das Fontes de Financiamento Existem novas formas de obtenção de recursos mais além dos tradicionais repasses e cobrança de impostos? Como algumas cidades tem buscado formas alternativas para realizar ações de desenvolvimento? O que se poder aprender das experiências do terceiro setor na diversificação de fontes? </li></ul><ul><li>14:00 as 15:30 Recursos Federais e Internacionais para Municípios Destacaremos uma das formas de repasse federal aos municípios, que trata das transferências voluntárias. A operacionalização dessas transferências é, em regra, viabilizada por meio de convênios ou contrato de repasses. </li></ul><ul><li>16:00 as 17:00 Envolvimento Comunitário Pode-se optar por buscar recursos dentro do gabinete ou envolvendo a comunidade na busca de soluções sociais. Neste momento da Oficina, discutiremos sobre quais as características que permitem estabelecer um ciclo virtuoso de financiamentos e quais as experiências que se tornaram referência aqui no Brasil e lá fora. </li></ul>
  5. 5. município SOBREVIVENDO E APRENDENDO RECURSOS MUNDO FUTURO PARCEIROS
  6. 6. SUSTENTABILIDADE INSTITUCIONAL Mobilizar Recursos pra gerar frutos DESENVOLVIMENTO INSTITUCIONAL AÇÕES MISSÃO semente caule DESENVOLVIMENTO MUNICIPAL frutos
  7. 7. O QUE É CAPTAR? SUPRIR NECESSIDADES OU OUTRAS COISAS PEDIR DINHEIRO CONCILIAR INTERESSES
  8. 8. “ Nunca pense que você precisa se desculpar por pedir a alguém que doe para uma causa de valor, é como se você estivesse dando a ele a oportunidade de participar de um investimento de alto nível. O dever dele em dar é igual ao seu em pedir” Rockfeller
  9. 9. QUANTOS ERROS TEM AQUI ? SOCIEDADE nós SOCIEDADE
  10. 10. O REAL TAMANHO DAS COISAS SOCIEDADE nós parceiros doadores governo “ clientes” ONGs o vizinho tua prima mil etceteras SOCIEDADE
  11. 11. AQUI ESTÁ VOCÊ
  12. 12. OS ATIVOS COMUNITÁRIOS Copo meio cheio ou meio vazio? Olhar o problema ou a solução? Os “jovens” são alienados? Os “velhos” são incapazes? Os “ricos” são egoístas? O que a “comunidade” tem? Quem são essas pessoas?
  13. 13. EXERCÍCIO #1 – LISTA DOS ATIVOS
  14. 14. DIVERSIFICAÇÃO DE FONTES <ul><li>Interdependência </li></ul><ul><li>Estabilidade </li></ul><ul><li>Legitimidade </li></ul><ul><li>Riqueza de experiências </li></ul><ul><li>Tem trabalho todo dia </li></ul><ul><li>“ Não colocar todos os ovos no mesmo cesto…” </li></ul>
  15. 15. A IMPORTÂNCIA DAS PESSOAS 20% - 1 DO A DOR 20% - 2 DOADORES 20% - 5 DOADORES 20% - 10 DOADORES 20% - 500 DOADORES   RECURSOS LEGITIMIDADE
  16. 16. FONTES DE RECURSOS EMPRESAS FUNDAÇÕES GOVERNOS PESSOAS
  17. 17. <ul><li>Levantamento das fontes atuais e antigas </li></ul><ul><li>Eventos realizados, contatos perdidos </li></ul><ul><li>Similares </li></ul> <ul><li>Pontos Fortes e Fracos para a captação </li></ul><ul><li>Ameaças e Oportunidades </li></ul>MOMENTO DA ANÁLISE
  18. 18. EXERCÍCIO #2 - ANÁLISES PONTOS FORTES PONTOS FRACOS AMEAÇAS OPORTUNIDADES  <ul><li>LISTAS: </li></ul><ul><li>Pessoas </li></ul><ul><li>Empresas </li></ul><ul><li>Fundações </li></ul><ul><li>Governos </li></ul>
  19. 19. RECAPITULANDO… <ul><li>VIVEMOS EM REDE </li></ul><ul><li>RECURSOS SÃO TROCAS </li></ul><ul><li>EXISTEM OS ATIVOS DA COMUNIDADE </li></ul><ul><li>EXISTEM NOSSOS CONHECIDOS </li></ul><ul><li>TEMOS UMA ANÁLISE… </li></ul>
  20. 20. TRABALHO DE ESCALA LEGITIMIDADE PROJETOS E REUNIÕES
  21. 21. EXERCÍCIO #3 – O PLANO
  22. 22. REQUISITOS PARA CAPTAR <ul><li>Internos </li></ul><ul><li>Ótima causa </li></ul><ul><li>Missão sem desvios </li></ul><ul><li>Administração Interna </li></ul><ul><li>Casa Arrumada </li></ul><ul><li>Externos </li></ul><ul><li>Documentação </li></ul><ul><li>Reconhecimento da comunidade </li></ul><ul><li>Comunicação </li></ul><ul><li>Solicitar! </li></ul>
  23. 23. AS REUNIÕES <ul><li>Agendamento </li></ul><ul><li>Preparação, leituras e seleção das pessoas </li></ul><ul><li>Levar material institucional e projeto </li></ul><ul><li>Brilho nos olhos </li></ul><ul><li>Seja sucinto </li></ul><ul><li>SOLICITE! </li></ul><ul><li>Escute bastante </li></ul><ul><li>Carta na manga </li></ul><ul><li>Agende e tchau </li></ul>
  24. 24. ÚLTIMOS TOQUES Trabalhar com diversificação de fontes. Ampliar nossa rede de apoiadores diariamente. Trata-se de mobilizar recursos entre PESSOAS !
  25. 25. MOBILIZAÇÃO DE RECURSOS Marcelo Estraviz marcelo.estraviz @ gmail.com ABCR www.captadores.org OFICINA MUNICIPAL – maio de 2008 MUITO OBRIGADO (mesmo!)

×