SlideShare a Scribd company logo
1 of 45
Download to read offline
LATEX e BibTEX para
Teses e Disserta¸c˜oes no IFSC
Thiago Mosqueiro1 e Jaqueline J. Brito2
1
Instituto de F´ısica de S˜ao Carlos (USP)
2
Instituto de Ciˆencias Matem´aticas e da Computa¸c˜ao (USP)
thmosqueiro.vandroiy.com
Th Mosqueiro & JJ Brito (IFSC / ICMC - USP) LaTeX + BibTeX 4 Teses/Disserta¸c˜oes @ IFSC II SIFSC (2012) – IFSC USP 1 / 30
O que estamos fazendo aqui?
• Escrever a tese: conte´udo ´e a parte importante
• Objetivo do LATEX ´e facilitar
• Mas vocˆe tem que usar da forma correta!
Th Mosqueiro & JJ Brito (IFSC / ICMC - USP) LaTeX + BibTeX 4 Teses/Disserta¸c˜oes @ IFSC II SIFSC (2012) – IFSC USP 2 / 30
O que estamos fazendo aqui?
• Podemos encarar duas etapas no processo:
* Editor
* Autor
• Muitos dos maiores jornais e editoras fazem assim...
• Detalhes de formata¸c˜ao podem ser extremamente t´ecnicos!
• Basta um padr˜ao fixo estar determinado, o trabalho fica f´acil!
Th Mosqueiro & JJ Brito (IFSC / ICMC - USP) LaTeX + BibTeX 4 Teses/Disserta¸c˜oes @ IFSC II SIFSC (2012) – IFSC USP 3 / 30
O que estamos fazendo aqui?
Como ent˜ao tornar este processo ´agil?
Th Mosqueiro & JJ Brito (IFSC / ICMC - USP) LaTeX + BibTeX 4 Teses/Disserta¸c˜oes @ IFSC II SIFSC (2012) – IFSC USP 4 / 30
O que estamos fazendo aqui?
Como ent˜ao tornar este processo ´agil?
Entrar em acordo e criar um estilo para as
teses com todas as defini¸c˜oes que
devem ser atendidas
Th Mosqueiro & JJ Brito (IFSC / ICMC - USP) LaTeX + BibTeX 4 Teses/Disserta¸c˜oes @ IFSC II SIFSC (2012) – IFSC USP 4 / 30
Sum´ario
1 Markup Language e o LATEX– qual a ideia?
2 O Padr˜ao BibTeX
3 Montando uma entrada
4 Usando LATEXna sua disserta¸c˜ao
5 Fim
Th Mosqueiro & JJ Brito (IFSC / ICMC - USP) LaTeX + BibTeX 4 Teses/Disserta¸c˜oes @ IFSC II SIFSC (2012) – IFSC USP 5 / 30
O que vem em seguida...
1 Markup Language e o LATEX– qual a ideia?
2 O Padr˜ao BibTeX
3 Montando uma entrada
4 Usando LATEXna sua disserta¸c˜ao
5 Fim
Th Mosqueiro & JJ Brito (IFSC / ICMC - USP) LaTeX + BibTeX 4 Teses/Disserta¸c˜oes @ IFSC II SIFSC (2012) – IFSC USP 6 / 30
Linguagem de marca¸c˜ao
Ideia principal:
separar estrutura e dados
da apresenta¸c˜ao
Th Mosqueiro & JJ Brito (IFSC / ICMC - USP) LaTeX + BibTeX 4 Teses/Disserta¸c˜oes @ IFSC II SIFSC (2012) – IFSC USP 7 / 30
Exemplo
SMS
DESTINO
55 16 654321
FIM DESTINO
ORIGEM
55 16 123456
FIM ORIGEM
DATA
10h 01min 14s – 19/10/2012
FIM DATA
MENSAGEM
II Semana do IFSC
FIM MENSAGEM
FIM SMS
II Semana do IFSC
Remetente
Para: 654321
Enviado em 10h 01min 14s – 19/10/2012
II Semana do IFSC
Destinat´ario
De: 123456
Recebido em 10h 01min 14s – 19/10/2012
Th Mosqueiro & JJ Brito (IFSC / ICMC - USP) LaTeX + BibTeX 4 Teses/Disserta¸c˜oes @ IFSC II SIFSC (2012) – IFSC USP 8 / 30
TEX e LATEX
• TEX– sistema de tipografia (maior parte por Knuth ’1978)
com dois objetivos:
i qualquer um pode escrever um livro de qualidade
profissional
ii um sistema livre de ´epoca e/ou plataforma
• TEX + Linguagem de Metafonte + recursos
= objetivos i e ii
• LATEX = linguagem de marca¸c˜ao + processador que trabal-
ham sobre o TEX
• Compatibilidade: ridiculamente grande
a arquivos .tex podem ser abertos em qualquer editor
b f´acil converter para XML ou RTF
c tamb´em convertido em PORTABLE Document Format
(PDF).
d gratuito para todos
Th Mosqueiro & JJ Brito (IFSC / ICMC - USP) LaTeX + BibTeX 4 Teses/Disserta¸c˜oes @ IFSC II SIFSC (2012) – IFSC USP 9 / 30
Em mais detalhes...
Pasta com
sua tese
LATEX
Arquivos auxiliares do LATEX
Vers˜ao final
Th Mosqueiro & JJ Brito (IFSC / ICMC - USP) LaTeX + BibTeX 4 Teses/Disserta¸c˜oes @ IFSC II SIFSC (2012) – IFSC USP 10 / 30
Classe e pacotes
• documentclass[Opcoes]{NomeClasse}
- Avisa ao processador que tipo de documento vocˆe quer escrever
• book
• article
• report
• beamer
• revtex
• ieee
• ...
• usepackage[Opcoes]{NomePacote}
- Cria ou sobrescreve defini¸c˜oes da classe e disp˜oe mais op¸c˜oes
• subfigure
• nopageno
• inputenc
• amsmath, amssymb, amsfonts, bbm
• ...
Th Mosqueiro & JJ Brito (IFSC / ICMC - USP) LaTeX + BibTeX 4 Teses/Disserta¸c˜oes @ IFSC II SIFSC (2012) – IFSC USP 11 / 30
diss.tex
§ ¤
1 documentclass [ a4 paper , espaco=emeio , dvips , ruledheader , twoside , openright ,
f i n a l , normalfigtabnum , tocpage=p l a i n ]{ i f s c }
3 usepackage{ a d d i t i o n a l s }
5 begin{document}
7  i n c l u d e { t i t l e p a g e }
9  i n c l u d e {aknowledgements}
 i n c l u d e {resumo}
11
 l i s t o f f i g u r e s
13 newpage
 l i s t o f t a b l e s
15 newpage
17  t a b l e o f c o n t e n t s
newpage
19
 i n c l u d e { i n t r o }
21
 i n c l u d e {conclusao}
23
 b i b l i o g r a p h y s t y l e { i f s c abnt}
25  b i b l i o g r a p h y {ArquivoDeReferencias}
27 appendix
29  i n c l u d e {ap c o n t a s a u x e q e f e t i v a }
31 end{document}
¦ ¥
Th Mosqueiro & JJ Brito (IFSC / ICMC - USP) LaTeX + BibTeX 4 Teses/Disserta¸c˜oes @ IFSC II SIFSC (2012) – IFSC USP 12 / 30
titlepage.tex
§ ¤
1  u n i v e r s i d a d e { U n i v e r s i d a d e de S˜ao Paulo  I n s t i t u t o de F´ı s i c a de S˜ao C a r l o s }
3 autor{Seu nome}
 t i t u l o { T´ı t u l o da sua t e s e }
5  o r i e n t a d o r {Prof . Dr . Nome do Seu Orientador}
area{ F´ı s i c a B´asica}
7
comentario{ D i s s e r t a ¸c ˜a o apresentada ao Programa de P´os−Gradua¸c˜ao em F´ı s i c a do
I n s t i t u t o de F´ı s i c a de S˜ao C a r l o s da U n i v e r s i d a d e de S˜ao Paulo , para
obten¸c˜ao do t´ı t u l o de mestre em C iˆe n c i a s .}
9  i n s t i t u i c a o {Grupo de Nome do Grupo par Departamento de Algum Nome par
I n s t i t u t o de F´ı s i c a de S˜ao C a r l o s − U n i v e r s i d a d e de S˜ao Paulo}
11  l o c a l {S˜ao C a r l o s }
data {2011}
13
% I n s e r i n d o a capa
15 capa
17 % I n s e r i n d o a f o l h a de r o s t o
 f o l h a d e r o s t o
19
% P´agina com i n f o b i b l i o g r a f i c a
21 begin{ c e n t e r }
{scshape  t t f a m i l y AUTORIZO A REPRODUC¸˜AO E DIVULGAC¸ ˜AO TOTAL OU PARCIAL
DESTE TRABALHO, POR QUALQUER MEIO CONVENCIONAL OU ELETRˆONICO, PARA FINS
DE ESTUDO E PESQUISA , DESDE QUE CITADA A FONTE.}
23
 v f i l l
25 % Ficha c a t a l o g r ´a f i c a aqui !
27 end{ c e n t e r }
¦ ¥
Th Mosqueiro & JJ Brito (IFSC / ICMC - USP) LaTeX + BibTeX 4 Teses/Disserta¸c˜oes @ IFSC II SIFSC (2012) – IFSC USP 13 / 30
resumo.tex
§ ¤
1 chapter∗{RESUMO}
3 begin{ c i t a c a o t e s e }
SOBRENOME, T. S .  t e x t i t { T´ı t u l o da t e s e e n t r a aqui }. 2011. 160 p .
D i s s e r t a ¸c ˜a o de Mestrado −− I n s t i t u t o de F´ı s i c a de S˜ao Carlos ,
U n i v e r s i d a d e de S˜ao Paulo , S˜ao Carlos , 2011.
5 end{ c i t a c a o t e s e }
7 begin{resumo}
Texto aqui .
9 end{resumo}
11 begin{ p a l a v r a s c h a v e }
Palavra−chave 1. Palavra−chave 2.
13 end{ p a l a v r a s c h a v e }
15
chapter∗{ABSTRACT}
17
begin{ c i t a c a o t e s e }
19 MOSQUEIRO, T. S .  t e x t i t { T i t l e of the Thesis Here }. 2011. 160 p . D i s s e r t a ¸c ˜a o
de Mestrado −− I n s t i t u t o de F´ı s i c a de S˜ao Carlos , U n i v e r s i d a d e de S˜ao
Paulo , S˜ao Carlos , 2011.
end{ c i t a c a o t e s e }
21
begin{resumo}
23 Text here .
end{resumo}
25
begin{keywords}
27 Keyword 1. Keyword 2.
end{keywords}
¦ ¥
Th Mosqueiro & JJ Brito (IFSC / ICMC - USP) LaTeX + BibTeX 4 Teses/Disserta¸c˜oes @ IFSC II SIFSC (2012) – IFSC USP 14 / 30
Resultado
Th Mosqueiro & JJ Brito (IFSC / ICMC - USP) LaTeX + BibTeX 4 Teses/Disserta¸c˜oes @ IFSC II SIFSC (2012) – IFSC USP 15 / 30
Resultado
Th Mosqueiro & JJ Brito (IFSC / ICMC - USP) LaTeX + BibTeX 4 Teses/Disserta¸c˜oes @ IFSC II SIFSC (2012) – IFSC USP 15 / 30
Resultado
Th Mosqueiro & JJ Brito (IFSC / ICMC - USP) LaTeX + BibTeX 4 Teses/Disserta¸c˜oes @ IFSC II SIFSC (2012) – IFSC USP 15 / 30
Durante a escrita do artigo
Na maioria das vezes, vocˆe nem vai lembrar que est´a usando LATEX
Th Mosqueiro & JJ Brito (IFSC / ICMC - USP) LaTeX + BibTeX 4 Teses/Disserta¸c˜oes @ IFSC II SIFSC (2012) – IFSC USP 16 / 30
Durante a escrita do artigo
Na maioria das vezes, vocˆe nem vai lembrar que est´a usando LATEX
Th Mosqueiro & JJ Brito (IFSC / ICMC - USP) LaTeX + BibTeX 4 Teses/Disserta¸c˜oes @ IFSC II SIFSC (2012) – IFSC USP 16 / 30
O que vem em seguida...
1 Markup Language e o LATEX– qual a ideia?
2 O Padr˜ao BibTeX
3 Montando uma entrada
4 Usando LATEXna sua disserta¸c˜ao
5 Fim
Th Mosqueiro & JJ Brito (IFSC / ICMC - USP) LaTeX + BibTeX 4 Teses/Disserta¸c˜oes @ IFSC II SIFSC (2012) – IFSC USP 17 / 30
BibTeX, a solu¸c˜ao para incorporar referˆencias...
• BibTeX – sistema para manuseio de referˆencias,
inicialmente por O Patashnik & L Lamport ’1985.
seu arquivo .tex
LaTeX LaTeX
.aux pedindo por referˆencias
BibTeX
gera .bib de acordo com
estilo pr´e-definido
Documento Final
com Referˆencias
Referˆencias no documento final seguem o estilo que vocˆe escolher!
Th Mosqueiro & JJ Brito (IFSC / ICMC - USP) LaTeX + BibTeX 4 Teses/Disserta¸c˜oes @ IFSC II SIFSC (2012) – IFSC USP 18 / 30
BibTeX, a solu¸c˜ao para incorporar referˆencias...
• BibTeX – sistema para manuseio de referˆencias,
inicialmente por O Patashnik & L Lamport ’1985.
seu arquivo .tex
LaTeX LaTeX
.aux pedindo por referˆencias
BibTeX
gera .bib de acordo com
estilo pr´e-definido
Documento Final
com Referˆencias
Referˆencias no documento final seguem o estilo que vocˆe escolher!
Th Mosqueiro & JJ Brito (IFSC / ICMC - USP) LaTeX + BibTeX 4 Teses/Disserta¸c˜oes @ IFSC II SIFSC (2012) – IFSC USP 18 / 30
BibTeX, a solu¸c˜ao para incorporar referˆencias...
• BibTeX – sistema para manuseio de referˆencias,
inicialmente por O Patashnik & L Lamport ’1985.
seu arquivo .tex
LaTeX LaTeX
.aux pedindo por referˆencias
BibTeX
gera .bib de acordo com
estilo pr´e-definido
Documento Final
com Referˆencias
Referˆencias no documento final seguem o estilo que vocˆe escolher!
Th Mosqueiro & JJ Brito (IFSC / ICMC - USP) LaTeX + BibTeX 4 Teses/Disserta¸c˜oes @ IFSC II SIFSC (2012) – IFSC USP 18 / 30
BibTeX, a solu¸c˜ao para incorporar referˆencias...
• BibTeX – sistema para manuseio de referˆencias,
inicialmente por O Patashnik & L Lamport ’1985.
seu arquivo .tex
LaTeX LaTeX
.aux pedindo por referˆencias
BibTeX
gera .bib de acordo com
estilo pr´e-definido
Documento Final
com Referˆencias
Referˆencias no documento final seguem o estilo que vocˆe escolher!
Th Mosqueiro & JJ Brito (IFSC / ICMC - USP) LaTeX + BibTeX 4 Teses/Disserta¸c˜oes @ IFSC II SIFSC (2012) – IFSC USP 18 / 30
BibTeX, a solu¸c˜ao para incorporar referˆencias...
• BibTeX – sistema para manuseio de referˆencias,
inicialmente por O Patashnik & L Lamport ’1985.
seu arquivo .tex
LaTeX LaTeX
.aux pedindo por referˆencias
BibTeX
gera .bib de acordo com
estilo pr´e-definido
Documento Final
com Referˆencias
Referˆencias no documento final seguem o estilo que vocˆe escolher!
Th Mosqueiro & JJ Brito (IFSC / ICMC - USP) LaTeX + BibTeX 4 Teses/Disserta¸c˜oes @ IFSC II SIFSC (2012) – IFSC USP 18 / 30
BibTeX, a solu¸c˜ao para incorporar referˆencias...
• BibTeX – sistema para manuseio de referˆencias,
inicialmente por O Patashnik & L Lamport ’1985.
seu arquivo .tex
LaTeX LaTeX
.aux pedindo por referˆencias
BibTeX
gera .bib de acordo com
estilo pr´e-definido
Documento Final
com Referˆencias
Referˆencias no documento final seguem o estilo que vocˆe escolher!
Th Mosqueiro & JJ Brito (IFSC / ICMC - USP) LaTeX + BibTeX 4 Teses/Disserta¸c˜oes @ IFSC II SIFSC (2012) – IFSC USP 18 / 30
BibTeX, a solu¸c˜ao para incorporar referˆencias...
• BibTeX – sistema para manuseio de referˆencias,
inicialmente por O Patashnik & L Lamport ’1985.
seu arquivo .tex
LaTeX LaTeX
.aux pedindo por referˆencias
BibTeX
gera .bib de acordo com
estilo pr´e-definido
Documento Final
com Referˆencias
Referˆencias no documento final seguem o estilo que vocˆe escolher!
Th Mosqueiro & JJ Brito (IFSC / ICMC - USP) LaTeX + BibTeX 4 Teses/Disserta¸c˜oes @ IFSC II SIFSC (2012) – IFSC USP 18 / 30
diss.tex
§ ¤
documentclass [ a4 paper , espaco=emeio , dvips , ruledheader , twoside , openright ,
f i n a l , normalfigtabnum , tocpage=p l a i n ]{ i f s c }
2
usepackage{ a d d i t i o n a l s }
4
begin{document}
6
 i n c l u d e { t i t l e p a g e }
8
 i n c l u d e {aknowledgements}
10  i n c l u d e {resumo}
12  l i s t o f f i g u r e s
newpage
14  l i s t o f t a b l e s
newpage
16
 t a b l e o f c o n t e n t s
18 newpage
20  i n c l u d e { i n t r o }
22  i n c l u d e {conclusao}
24  b i b l i o g r a p h y s t y l e { i f s c abnt}
 b i b l i o g r a p h y {ArquivoDeReferencias}
26
appendix
28
 i n c l u d e {ap c o n t a s a u x e q e f e t i v a }
30
end{document}
¦ ¥
Th Mosqueiro & JJ Brito (IFSC / ICMC - USP) LaTeX + BibTeX 4 Teses/Disserta¸c˜oes @ IFSC II SIFSC (2012) – IFSC USP 19 / 30
Estilos bibliogr´aficos
ifsc abnt
Th Mosqueiro & JJ Brito (IFSC / ICMC - USP) LaTeX + BibTeX 4 Teses/Disserta¸c˜oes @ IFSC II SIFSC (2012) – IFSC USP 20 / 30
Estilos bibliogr´aficos
alpha
Th Mosqueiro & JJ Brito (IFSC / ICMC - USP) LaTeX + BibTeX 4 Teses/Disserta¸c˜oes @ IFSC II SIFSC (2012) – IFSC USP 20 / 30
Estilos bibliogr´aficos
ieeetr
Th Mosqueiro & JJ Brito (IFSC / ICMC - USP) LaTeX + BibTeX 4 Teses/Disserta¸c˜oes @ IFSC II SIFSC (2012) – IFSC USP 20 / 30
Estilos bibliogr´aficos
aps
Th Mosqueiro & JJ Brito (IFSC / ICMC - USP) LaTeX + BibTeX 4 Teses/Disserta¸c˜oes @ IFSC II SIFSC (2012) – IFSC USP 20 / 30
Exemplo de uma entrada do BibTeX
§ ¤
1 @ A r t i c l e { e i n s t e i n 1905 ,
author = ” A l b e r t E i n s t e i n ” ,
3 t i t l e = ”Does the i n e r t i a of a body depend on i t s energy content ?” ,
j o u r n a l = ” Annalen der Physik ” ,
5 volume = ”323” ,
number = ”13” ,
7 c i t y = ” B e r l i n ” ,
pages = ”639−−641”,
9 year = ”1905” ,
DOI = ”10.1002/ andp .19053231314” ,
11 ISSN = ”0003−3804”,
bibdate = ” F r i Dec 17 10:53:36 2004” ,
13 b i b s o u r c e = ” http ://www. math . utah . edu/pub/ tex / bib / e i n s t e i n . bib ” ,
acknowledgement = ack−nhfb ,
15 C a l a p r i c e−number = ”10” ,
f j o u r n a l = ” Annalen der Physik (1900) ( s e r i e s 4) ” ,
17 language = ”German ” ,
remark = ” Mailed on September 27 , 1905 , p u b l i s h e d on November
19 21 , 1905.” ,
Schilpp−number = ”10” ,
21 Whittaker−number = ”9” ,
xxvolume = ”18” ,
23 }
¦ ¥
Se quis´essimos citar este artigo, bastaria usar cite{einstein1995}
Th Mosqueiro & JJ Brito (IFSC / ICMC - USP) LaTeX + BibTeX 4 Teses/Disserta¸c˜oes @ IFSC II SIFSC (2012) – IFSC USP 21 / 30
O que vem em seguida...
1 Markup Language e o LATEX– qual a ideia?
2 O Padr˜ao BibTeX
3 Montando uma entrada
4 Usando LATEXna sua disserta¸c˜ao
5 Fim
Th Mosqueiro & JJ Brito (IFSC / ICMC - USP) LaTeX + BibTeX 4 Teses/Disserta¸c˜oes @ IFSC II SIFSC (2012) – IFSC USP 22 / 30
Obtendo BibTeX de jornais da APS
Th Mosqueiro & JJ Brito (IFSC / ICMC - USP) LaTeX + BibTeX 4 Teses/Disserta¸c˜oes @ IFSC II SIFSC (2012) – IFSC USP 23 / 30
Obtendo BibTeX de jornais da APS
Th Mosqueiro & JJ Brito (IFSC / ICMC - USP) LaTeX + BibTeX 4 Teses/Disserta¸c˜oes @ IFSC II SIFSC (2012) – IFSC USP 23 / 30
Obtendo BibTeX de jornais da PLOS
Th Mosqueiro & JJ Brito (IFSC / ICMC - USP) LaTeX + BibTeX 4 Teses/Disserta¸c˜oes @ IFSC II SIFSC (2012) – IFSC USP 24 / 30
Obtendo BibTeX de jornais da PLOS
Th Mosqueiro & JJ Brito (IFSC / ICMC - USP) LaTeX + BibTeX 4 Teses/Disserta¸c˜oes @ IFSC II SIFSC (2012) – IFSC USP 24 / 30
Obtendo o BibTeX j´a gerado
• Bem mais da metade das vezes, vocˆe ter´a as entradas do BibTeX prontas nos sites d
revistas ou em sites que indexam artigos
i Google Acadˆemico e Books
ii PubMed via TeXMed – http://www.bioinformatics.org/texmed/
iii Web of Science
iv NASA Astrophysics Data System
v SPIRES
vi CiteSeer
• ...
• Mas algumas entradas vocˆe vai ter que construir sozinho.
Th Mosqueiro & JJ Brito (IFSC / ICMC - USP) LaTeX + BibTeX 4 Teses/Disserta¸c˜oes @ IFSC II SIFSC (2012) – IFSC USP 25 / 30
Entrada feita `a m˜ao
§ ¤
1 @INPROCEEDINGS{myself 1 s t s c h o o l s p i n t r o n i c a p 21 ,
author = {Thiago Schiavo Mosqueiro and Esmerindo Bernardes and J . C a r l o s Egues
} ,
3 t i t l e = {Spin−a s s i s t e d O p t i c a l T r a n s i t i o n s i n Zincblende Quantum Wells with Two
Subbands } ,
b o o k t i t l e = {Resumos . . . } ,
5 year = {2010} ,
pages = {21} ,
7 p u b l i s h e r = {S˜{a}o C a r l o s : IFSC } ,
c a d d r e s s = {S˜ao C a r l o s } ,
9 cdate = {2010} ,
cnumber = {1},
11 c o n f e r e n c e = {S˜ao Paulo School of Advanced Science : S p i n t r o n i c s and Quantum
Computation } ,
c t i t l e = {Resumos . . . } ,
13 cyear = {2010} ,
timestamp = {2011.05.07}
15 }
¦ ¥
Para citar: cite{myself1stschoolspintronicap21}
Th Mosqueiro & JJ Brito (IFSC / ICMC - USP) LaTeX + BibTeX 4 Teses/Disserta¸c˜oes @ IFSC II SIFSC (2012) – IFSC USP 26 / 30
O que vem em seguida...
1 Markup Language e o LATEX– qual a ideia?
2 O Padr˜ao BibTeX
3 Montando uma entrada
4 Usando LATEXna sua disserta¸c˜ao
5 Fim
Th Mosqueiro & JJ Brito (IFSC / ICMC - USP) LaTeX + BibTeX 4 Teses/Disserta¸c˜oes @ IFSC II SIFSC (2012) – IFSC USP 27 / 30
Exemplos
Agora ´e s´o usar. N˜ao h´a segredos.
Th Mosqueiro & JJ Brito (IFSC / ICMC - USP) LaTeX + BibTeX 4 Teses/Disserta¸c˜oes @ IFSC II SIFSC (2012) – IFSC USP 28 / 30
O que vem em seguida...
1 Markup Language e o LATEX– qual a ideia?
2 O Padr˜ao BibTeX
3 Montando uma entrada
4 Usando LATEXna sua disserta¸c˜ao
5 Fim
Th Mosqueiro & JJ Brito (IFSC / ICMC - USP) LaTeX + BibTeX 4 Teses/Disserta¸c˜oes @ IFSC II SIFSC (2012) – IFSC USP 29 / 30
Obriagado pela aten¸c˜ao de todos!
http://thmosqueiro.vandroiy.com/ifsc-latex/
Th Mosqueiro & JJ Brito (IFSC / ICMC - USP) LaTeX + BibTeX 4 Teses/Disserta¸c˜oes @ IFSC II SIFSC (2012) – IFSC USP 30 / 30

More Related Content

What's hot (9)

Mini Curso Introdutório ao Latex
Mini Curso Introdutório ao LatexMini Curso Introdutório ao Latex
Mini Curso Introdutório ao Latex
 
Introducao ao LaTeX
Introducao ao LaTeXIntroducao ao LaTeX
Introducao ao LaTeX
 
ERBASE 2015 - Curso Básico de LaTeX
ERBASE 2015 - Curso Básico de LaTeXERBASE 2015 - Curso Básico de LaTeX
ERBASE 2015 - Curso Básico de LaTeX
 
Minicurso LaTeX
Minicurso LaTeXMinicurso LaTeX
Minicurso LaTeX
 
Curso de LaTeX
Curso de LaTeXCurso de LaTeX
Curso de LaTeX
 
Introdução ao Latex
Introdução ao LatexIntrodução ao Latex
Introdução ao Latex
 
Tutorial de Beamer
Tutorial de BeamerTutorial de Beamer
Tutorial de Beamer
 
Programação Estruturada 2 - Aula 04
Programação Estruturada 2 - Aula 04Programação Estruturada 2 - Aula 04
Programação Estruturada 2 - Aula 04
 
Apostila latex 2010
Apostila latex 2010Apostila latex 2010
Apostila latex 2010
 

Viewers also liked

Globs - Gestão de Glossários
Globs - Gestão de GlossáriosGlobs - Gestão de Glossários
Globs - Gestão de Glossárioscodebits
 
BRT Standard 2013 - Padrão de qualidade de BRT 2013
BRT Standard 2013 - Padrão de qualidade de BRT 2013BRT Standard 2013 - Padrão de qualidade de BRT 2013
BRT Standard 2013 - Padrão de qualidade de BRT 2013Claudio Bomfim
 
métodos ordenação C, bolha, selection sort e insertion sort
métodos ordenação C, bolha, selection sort e insertion sortmétodos ordenação C, bolha, selection sort e insertion sort
métodos ordenação C, bolha, selection sort e insertion sortAlessandro Trevisan
 
introdução à farmacologia
 introdução à farmacologia introdução à farmacologia
introdução à farmacologiaJaqueline Almeida
 
Tcc Final Completo
Tcc Final CompletoTcc Final Completo
Tcc Final CompletoDaiana Le
 
Farmacologia para enfermagem
Farmacologia para enfermagemFarmacologia para enfermagem
Farmacologia para enfermagemAna Hollanders
 

Viewers also liked (10)

Globs - Gestão de Glossários
Globs - Gestão de GlossáriosGlobs - Gestão de Glossários
Globs - Gestão de Glossários
 
Apostila latex
Apostila latexApostila latex
Apostila latex
 
BRT Standard 2013 - Padrão de qualidade de BRT 2013
BRT Standard 2013 - Padrão de qualidade de BRT 2013BRT Standard 2013 - Padrão de qualidade de BRT 2013
BRT Standard 2013 - Padrão de qualidade de BRT 2013
 
Tutorial latex 2011
Tutorial latex 2011Tutorial latex 2011
Tutorial latex 2011
 
métodos ordenação C, bolha, selection sort e insertion sort
métodos ordenação C, bolha, selection sort e insertion sortmétodos ordenação C, bolha, selection sort e insertion sort
métodos ordenação C, bolha, selection sort e insertion sort
 
Normas Acadêmicas FATEC
Normas Acadêmicas FATECNormas Acadêmicas FATEC
Normas Acadêmicas FATEC
 
introdução à farmacologia
 introdução à farmacologia introdução à farmacologia
introdução à farmacologia
 
Tcc Final Completo
Tcc Final CompletoTcc Final Completo
Tcc Final Completo
 
Aula de metodologia, monografia e tcc
Aula de metodologia, monografia e tccAula de metodologia, monografia e tcc
Aula de metodologia, monografia e tcc
 
Farmacologia para enfermagem
Farmacologia para enfermagemFarmacologia para enfermagem
Farmacologia para enfermagem
 

Similar to [SIFSC] LaTeX para teses e dissertações

Introdução e estatísticas descritivas
Introdução e estatísticas descritivasIntrodução e estatísticas descritivas
Introdução e estatísticas descritivasFelipe Pontes
 
Introdução à Análise Avançada das Demonstrações Contábeis UFPB
Introdução à Análise Avançada das Demonstrações Contábeis UFPBIntrodução à Análise Avançada das Demonstrações Contábeis UFPB
Introdução à Análise Avançada das Demonstrações Contábeis UFPBFelipe Pontes
 
Projeto de tisi e tcc vazio
Projeto de tisi e tcc vazioProjeto de tisi e tcc vazio
Projeto de tisi e tcc vazioClaudio_Vanucci
 
LaTeX workshop (JEQ)
LaTeX workshop (JEQ)LaTeX workshop (JEQ)
LaTeX workshop (JEQ)Miguel Pardal
 
Métodos de Energias para Análise de Estabilidade Transitória de Motores de In...
Métodos de Energias para Análise de Estabilidade Transitória de Motores de In...Métodos de Energias para Análise de Estabilidade Transitória de Motores de In...
Métodos de Energias para Análise de Estabilidade Transitória de Motores de In...Alexandre Duarte
 
Catalogação com Resource Description and Access
Catalogação com Resource Description and AccessCatalogação com Resource Description and Access
Catalogação com Resource Description and AccessMarcelo Votto
 
Introdução às Finanças
Introdução às FinançasIntrodução às Finanças
Introdução às FinançasFelipe Pontes
 
Curso de Desenvolvimento de Software para Concurso TRF 2
Curso de Desenvolvimento de Software para Concurso TRF 2Curso de Desenvolvimento de Software para Concurso TRF 2
Curso de Desenvolvimento de Software para Concurso TRF 2Estratégia Concursos
 
Introdução às finanças
Introdução às finançasIntrodução às finanças
Introdução às finançasFelipe Pontes
 
Modelo formatacao mestrado
Modelo formatacao mestradoModelo formatacao mestrado
Modelo formatacao mestradoCarla Pimenta
 
Pesquisa em contabilidade dicas e falhas comuns
Pesquisa em contabilidade dicas e falhas comunsPesquisa em contabilidade dicas e falhas comuns
Pesquisa em contabilidade dicas e falhas comunsFelipe Pontes
 
Pesquisa em contabilidade: dicas e falhas comuns
Pesquisa em contabilidade: dicas e falhas comunsPesquisa em contabilidade: dicas e falhas comuns
Pesquisa em contabilidade: dicas e falhas comunsFelipe Pontes
 
Arquivologia aula01-121211104742-phpapp01
Arquivologia aula01-121211104742-phpapp01Arquivologia aula01-121211104742-phpapp01
Arquivologia aula01-121211104742-phpapp01Claudeir Fernandes
 
Regimento Interno para Concurso TRE-BA 2017
Regimento Interno para Concurso TRE-BA 2017Regimento Interno para Concurso TRE-BA 2017
Regimento Interno para Concurso TRE-BA 2017Estratégia Concursos
 

Similar to [SIFSC] LaTeX para teses e dissertações (20)

Aula 00 (1)
Aula 00 (1)Aula 00 (1)
Aula 00 (1)
 
Introdução e estatísticas descritivas
Introdução e estatísticas descritivasIntrodução e estatísticas descritivas
Introdução e estatísticas descritivas
 
Introdução à Análise Avançada das Demonstrações Contábeis UFPB
Introdução à Análise Avançada das Demonstrações Contábeis UFPBIntrodução à Análise Avançada das Demonstrações Contábeis UFPB
Introdução à Análise Avançada das Demonstrações Contábeis UFPB
 
Projeto de tisi e tcc vazio
Projeto de tisi e tcc vazioProjeto de tisi e tcc vazio
Projeto de tisi e tcc vazio
 
LaTeX workshop (JEQ)
LaTeX workshop (JEQ)LaTeX workshop (JEQ)
LaTeX workshop (JEQ)
 
Métodos de Energias para Análise de Estabilidade Transitória de Motores de In...
Métodos de Energias para Análise de Estabilidade Transitória de Motores de In...Métodos de Energias para Análise de Estabilidade Transitória de Motores de In...
Métodos de Energias para Análise de Estabilidade Transitória de Motores de In...
 
Catalogação com Resource Description and Access
Catalogação com Resource Description and AccessCatalogação com Resource Description and Access
Catalogação com Resource Description and Access
 
Relatórios
RelatóriosRelatórios
Relatórios
 
Introdução às Finanças
Introdução às FinançasIntrodução às Finanças
Introdução às Finanças
 
Curso de Desenvolvimento de Software para Concurso TRF 2
Curso de Desenvolvimento de Software para Concurso TRF 2Curso de Desenvolvimento de Software para Concurso TRF 2
Curso de Desenvolvimento de Software para Concurso TRF 2
 
Algii aula00-cic2 na446
Algii aula00-cic2 na446Algii aula00-cic2 na446
Algii aula00-cic2 na446
 
Introdução às finanças
Introdução às finançasIntrodução às finanças
Introdução às finanças
 
Modelo formatacao mestrado
Modelo formatacao mestradoModelo formatacao mestrado
Modelo formatacao mestrado
 
Pesquisa em contabilidade dicas e falhas comuns
Pesquisa em contabilidade dicas e falhas comunsPesquisa em contabilidade dicas e falhas comuns
Pesquisa em contabilidade dicas e falhas comuns
 
Pesquisa em contabilidade: dicas e falhas comuns
Pesquisa em contabilidade: dicas e falhas comunsPesquisa em contabilidade: dicas e falhas comuns
Pesquisa em contabilidade: dicas e falhas comuns
 
projeto da 28ª SAPe
projeto da 28ª SAPeprojeto da 28ª SAPe
projeto da 28ª SAPe
 
Arquivologia aula01-121211104742-phpapp01
Arquivologia aula01-121211104742-phpapp01Arquivologia aula01-121211104742-phpapp01
Arquivologia aula01-121211104742-phpapp01
 
Regimento Interno para Concurso TRE-BA 2017
Regimento Interno para Concurso TRE-BA 2017Regimento Interno para Concurso TRE-BA 2017
Regimento Interno para Concurso TRE-BA 2017
 
Python-Fenalivre-Imed
Python-Fenalivre-ImedPython-Fenalivre-Imed
Python-Fenalivre-Imed
 
NTE
NTENTE
NTE
 

More from Thiago Mosqueiro

Os Perfis dos Cientistas de Dados nos Estados Unidos
Os Perfis dos Cientistas de Dados nos Estados UnidosOs Perfis dos Cientistas de Dados nos Estados Unidos
Os Perfis dos Cientistas de Dados nos Estados UnidosThiago Mosqueiro
 
Non-parametric Change Point Detection for Spike Trains
Non-parametric Change Point Detection for Spike TrainsNon-parametric Change Point Detection for Spike Trains
Non-parametric Change Point Detection for Spike TrainsThiago Mosqueiro
 
Information Dynamics in KC model
Information Dynamics in KC modelInformation Dynamics in KC model
Information Dynamics in KC modelThiago Mosqueiro
 
Classical inference in/for physics
Classical inference in/for physicsClassical inference in/for physics
Classical inference in/for physicsThiago Mosqueiro
 
Orbitais Atômicos do Ponto de Vista de Simetrias
Orbitais Atômicos do Ponto de Vista de SimetriasOrbitais Atômicos do Ponto de Vista de Simetrias
Orbitais Atômicos do Ponto de Vista de SimetriasThiago Mosqueiro
 
Flutuações e Estatísticas: Estudo sobre o Decaimento Radioativo
Flutuações e Estatísticas: Estudo sobre o Decaimento RadioativoFlutuações e Estatísticas: Estudo sobre o Decaimento Radioativo
Flutuações e Estatísticas: Estudo sobre o Decaimento RadioativoThiago Mosqueiro
 
Efeito terminônico em tubo
Efeito terminônico em tuboEfeito terminônico em tubo
Efeito terminônico em tuboThiago Mosqueiro
 
O Experimento de Franck Hertz
O Experimento de Franck HertzO Experimento de Franck Hertz
O Experimento de Franck HertzThiago Mosqueiro
 
Determinação Da Razão Entre Carga Elementar E Massa Eletrônica
Determinação Da Razão Entre Carga Elementar E Massa EletrônicaDeterminação Da Razão Entre Carga Elementar E Massa Eletrônica
Determinação Da Razão Entre Carga Elementar E Massa EletrônicaThiago Mosqueiro
 

More from Thiago Mosqueiro (12)

Os Perfis dos Cientistas de Dados nos Estados Unidos
Os Perfis dos Cientistas de Dados nos Estados UnidosOs Perfis dos Cientistas de Dados nos Estados Unidos
Os Perfis dos Cientistas de Dados nos Estados Unidos
 
Non-parametric Change Point Detection for Spike Trains
Non-parametric Change Point Detection for Spike TrainsNon-parametric Change Point Detection for Spike Trains
Non-parametric Change Point Detection for Spike Trains
 
Information Dynamics in KC model
Information Dynamics in KC modelInformation Dynamics in KC model
Information Dynamics in KC model
 
Classical inference in/for physics
Classical inference in/for physicsClassical inference in/for physics
Classical inference in/for physics
 
Orbitais Atômicos do Ponto de Vista de Simetrias
Orbitais Atômicos do Ponto de Vista de SimetriasOrbitais Atômicos do Ponto de Vista de Simetrias
Orbitais Atômicos do Ponto de Vista de Simetrias
 
Fedora 11 Release Party
Fedora 11 Release PartyFedora 11 Release Party
Fedora 11 Release Party
 
Flutuações e Estatísticas: Estudo sobre o Decaimento Radioativo
Flutuações e Estatísticas: Estudo sobre o Decaimento RadioativoFlutuações e Estatísticas: Estudo sobre o Decaimento Radioativo
Flutuações e Estatísticas: Estudo sobre o Decaimento Radioativo
 
Efeito terminônico em tubo
Efeito terminônico em tuboEfeito terminônico em tubo
Efeito terminônico em tubo
 
O Experimento de Franck Hertz
O Experimento de Franck HertzO Experimento de Franck Hertz
O Experimento de Franck Hertz
 
Difração de Elétrons
Difração de ElétronsDifração de Elétrons
Difração de Elétrons
 
Determinação Da Razão Entre Carga Elementar E Massa Eletrônica
Determinação Da Razão Entre Carga Elementar E Massa EletrônicaDeterminação Da Razão Entre Carga Elementar E Massa Eletrônica
Determinação Da Razão Entre Carga Elementar E Massa Eletrônica
 
Difração de Elétrons
Difração de ElétronsDifração de Elétrons
Difração de Elétrons
 

Recently uploaded

v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbv19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbyasminlarissa371
 
TREINAMENTO - BOAS PRATICAS DE HIGIENE NA COZINHA.ppt
TREINAMENTO - BOAS PRATICAS DE HIGIENE NA COZINHA.pptTREINAMENTO - BOAS PRATICAS DE HIGIENE NA COZINHA.ppt
TREINAMENTO - BOAS PRATICAS DE HIGIENE NA COZINHA.pptAlineSilvaPotuk
 
Minha Luta (Mein Kampf), A História do País que Lutou contra a União Soviétic...
Minha Luta (Mein Kampf), A História do País que Lutou contra a União Soviétic...Minha Luta (Mein Kampf), A História do País que Lutou contra a União Soviétic...
Minha Luta (Mein Kampf), A História do País que Lutou contra a União Soviétic...nexocan937
 
Estudo Dirigido de Literatura / Terceira Série do E.M.
Estudo Dirigido de Literatura / Terceira Série do E.M.Estudo Dirigido de Literatura / Terceira Série do E.M.
Estudo Dirigido de Literatura / Terceira Série do E.M.Paula Meyer Piagentini
 
Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...
Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...
Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...LuizHenriquedeAlmeid6
 
A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...
A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...
A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...Unidad de Espiritualidad Eudista
 
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptx
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptxSlides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptx
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptx
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptxAULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptx
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptxGislaineDuresCruz
 
Modelos atômicos: quais são, história, resumo
Modelos atômicos: quais são, história, resumoModelos atômicos: quais são, história, resumo
Modelos atômicos: quais são, história, resumoprofleticiasantosbio
 
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptxBaladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptxacaciocarmo1
 
Mini livro sanfona - Povos Indigenas Brasileiros
Mini livro sanfona  - Povos Indigenas BrasileirosMini livro sanfona  - Povos Indigenas Brasileiros
Mini livro sanfona - Povos Indigenas BrasileirosMary Alvarenga
 
As variações do uso da palavra "como" no texto
As variações do uso da palavra "como" no  textoAs variações do uso da palavra "como" no  texto
As variações do uso da palavra "como" no textoMariaPauladeSouzaTur
 
organizaao-do-clube-de-lideres-ctd-aamar_compress.pdf
organizaao-do-clube-de-lideres-ctd-aamar_compress.pdforganizaao-do-clube-de-lideres-ctd-aamar_compress.pdf
organizaao-do-clube-de-lideres-ctd-aamar_compress.pdfCarlosRodrigues832670
 
Jogo de Revisão Segunda Série (Primeiro Trimestre)
Jogo de Revisão Segunda Série (Primeiro Trimestre)Jogo de Revisão Segunda Série (Primeiro Trimestre)
Jogo de Revisão Segunda Série (Primeiro Trimestre)Paula Meyer Piagentini
 
VACINAR E DOAR, É SÓ COMEÇAR - - 1º BIMESTRE
VACINAR E DOAR, É SÓ COMEÇAR - - 1º BIMESTREVACINAR E DOAR, É SÓ COMEÇAR - - 1º BIMESTRE
VACINAR E DOAR, É SÓ COMEÇAR - - 1º BIMESTREIVONETETAVARESRAMOS
 
Slides Lição 01, Central Gospel, Os Sinais do Fim dos Tempos 2Tr24.pptx
Slides Lição 01, Central Gospel, Os Sinais do Fim dos Tempos 2Tr24.pptxSlides Lição 01, Central Gospel, Os Sinais do Fim dos Tempos 2Tr24.pptx
Slides Lição 01, Central Gospel, Os Sinais do Fim dos Tempos 2Tr24.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
AVALIAÇÃO INTEGRADA 1ª SÉRIE - EM - 1º BIMESTRE ITINERÁRIO CIÊNCIAS DAS NATUREZA
AVALIAÇÃO INTEGRADA 1ª SÉRIE - EM - 1º BIMESTRE ITINERÁRIO CIÊNCIAS DAS NATUREZAAVALIAÇÃO INTEGRADA 1ª SÉRIE - EM - 1º BIMESTRE ITINERÁRIO CIÊNCIAS DAS NATUREZA
AVALIAÇÃO INTEGRADA 1ª SÉRIE - EM - 1º BIMESTRE ITINERÁRIO CIÊNCIAS DAS NATUREZAEdioFnaf
 
Gametogênese, formação dos gametas masculino e feminino
Gametogênese, formação dos gametas masculino e femininoGametogênese, formação dos gametas masculino e feminino
Gametogênese, formação dos gametas masculino e femininoCelianeOliveira8
 
Apreciação crítica -exercícios de escrita
Apreciação crítica -exercícios de escritaApreciação crítica -exercícios de escrita
Apreciação crítica -exercícios de escritaeliana862656
 

Recently uploaded (20)

v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbv19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
 
“O AMANHÃ EXIGE O MELHOR DE HOJE” _
“O AMANHÃ EXIGE O MELHOR DE HOJE”       _“O AMANHÃ EXIGE O MELHOR DE HOJE”       _
“O AMANHÃ EXIGE O MELHOR DE HOJE” _
 
TREINAMENTO - BOAS PRATICAS DE HIGIENE NA COZINHA.ppt
TREINAMENTO - BOAS PRATICAS DE HIGIENE NA COZINHA.pptTREINAMENTO - BOAS PRATICAS DE HIGIENE NA COZINHA.ppt
TREINAMENTO - BOAS PRATICAS DE HIGIENE NA COZINHA.ppt
 
Minha Luta (Mein Kampf), A História do País que Lutou contra a União Soviétic...
Minha Luta (Mein Kampf), A História do País que Lutou contra a União Soviétic...Minha Luta (Mein Kampf), A História do País que Lutou contra a União Soviétic...
Minha Luta (Mein Kampf), A História do País que Lutou contra a União Soviétic...
 
Estudo Dirigido de Literatura / Terceira Série do E.M.
Estudo Dirigido de Literatura / Terceira Série do E.M.Estudo Dirigido de Literatura / Terceira Série do E.M.
Estudo Dirigido de Literatura / Terceira Série do E.M.
 
Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...
Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...
Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...
 
A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...
A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...
A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...
 
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptx
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptxSlides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptx
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptx
 
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptx
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptxAULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptx
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptx
 
Modelos atômicos: quais são, história, resumo
Modelos atômicos: quais são, história, resumoModelos atômicos: quais são, história, resumo
Modelos atômicos: quais são, história, resumo
 
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptxBaladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
 
Mini livro sanfona - Povos Indigenas Brasileiros
Mini livro sanfona  - Povos Indigenas BrasileirosMini livro sanfona  - Povos Indigenas Brasileiros
Mini livro sanfona - Povos Indigenas Brasileiros
 
As variações do uso da palavra "como" no texto
As variações do uso da palavra "como" no  textoAs variações do uso da palavra "como" no  texto
As variações do uso da palavra "como" no texto
 
organizaao-do-clube-de-lideres-ctd-aamar_compress.pdf
organizaao-do-clube-de-lideres-ctd-aamar_compress.pdforganizaao-do-clube-de-lideres-ctd-aamar_compress.pdf
organizaao-do-clube-de-lideres-ctd-aamar_compress.pdf
 
Jogo de Revisão Segunda Série (Primeiro Trimestre)
Jogo de Revisão Segunda Série (Primeiro Trimestre)Jogo de Revisão Segunda Série (Primeiro Trimestre)
Jogo de Revisão Segunda Série (Primeiro Trimestre)
 
VACINAR E DOAR, É SÓ COMEÇAR - - 1º BIMESTRE
VACINAR E DOAR, É SÓ COMEÇAR - - 1º BIMESTREVACINAR E DOAR, É SÓ COMEÇAR - - 1º BIMESTRE
VACINAR E DOAR, É SÓ COMEÇAR - - 1º BIMESTRE
 
Slides Lição 01, Central Gospel, Os Sinais do Fim dos Tempos 2Tr24.pptx
Slides Lição 01, Central Gospel, Os Sinais do Fim dos Tempos 2Tr24.pptxSlides Lição 01, Central Gospel, Os Sinais do Fim dos Tempos 2Tr24.pptx
Slides Lição 01, Central Gospel, Os Sinais do Fim dos Tempos 2Tr24.pptx
 
AVALIAÇÃO INTEGRADA 1ª SÉRIE - EM - 1º BIMESTRE ITINERÁRIO CIÊNCIAS DAS NATUREZA
AVALIAÇÃO INTEGRADA 1ª SÉRIE - EM - 1º BIMESTRE ITINERÁRIO CIÊNCIAS DAS NATUREZAAVALIAÇÃO INTEGRADA 1ª SÉRIE - EM - 1º BIMESTRE ITINERÁRIO CIÊNCIAS DAS NATUREZA
AVALIAÇÃO INTEGRADA 1ª SÉRIE - EM - 1º BIMESTRE ITINERÁRIO CIÊNCIAS DAS NATUREZA
 
Gametogênese, formação dos gametas masculino e feminino
Gametogênese, formação dos gametas masculino e femininoGametogênese, formação dos gametas masculino e feminino
Gametogênese, formação dos gametas masculino e feminino
 
Apreciação crítica -exercícios de escrita
Apreciação crítica -exercícios de escritaApreciação crítica -exercícios de escrita
Apreciação crítica -exercícios de escrita
 

[SIFSC] LaTeX para teses e dissertações

  • 1. LATEX e BibTEX para Teses e Disserta¸c˜oes no IFSC Thiago Mosqueiro1 e Jaqueline J. Brito2 1 Instituto de F´ısica de S˜ao Carlos (USP) 2 Instituto de Ciˆencias Matem´aticas e da Computa¸c˜ao (USP) thmosqueiro.vandroiy.com Th Mosqueiro & JJ Brito (IFSC / ICMC - USP) LaTeX + BibTeX 4 Teses/Disserta¸c˜oes @ IFSC II SIFSC (2012) – IFSC USP 1 / 30
  • 2. O que estamos fazendo aqui? • Escrever a tese: conte´udo ´e a parte importante • Objetivo do LATEX ´e facilitar • Mas vocˆe tem que usar da forma correta! Th Mosqueiro & JJ Brito (IFSC / ICMC - USP) LaTeX + BibTeX 4 Teses/Disserta¸c˜oes @ IFSC II SIFSC (2012) – IFSC USP 2 / 30
  • 3. O que estamos fazendo aqui? • Podemos encarar duas etapas no processo: * Editor * Autor • Muitos dos maiores jornais e editoras fazem assim... • Detalhes de formata¸c˜ao podem ser extremamente t´ecnicos! • Basta um padr˜ao fixo estar determinado, o trabalho fica f´acil! Th Mosqueiro & JJ Brito (IFSC / ICMC - USP) LaTeX + BibTeX 4 Teses/Disserta¸c˜oes @ IFSC II SIFSC (2012) – IFSC USP 3 / 30
  • 4. O que estamos fazendo aqui? Como ent˜ao tornar este processo ´agil? Th Mosqueiro & JJ Brito (IFSC / ICMC - USP) LaTeX + BibTeX 4 Teses/Disserta¸c˜oes @ IFSC II SIFSC (2012) – IFSC USP 4 / 30
  • 5. O que estamos fazendo aqui? Como ent˜ao tornar este processo ´agil? Entrar em acordo e criar um estilo para as teses com todas as defini¸c˜oes que devem ser atendidas Th Mosqueiro & JJ Brito (IFSC / ICMC - USP) LaTeX + BibTeX 4 Teses/Disserta¸c˜oes @ IFSC II SIFSC (2012) – IFSC USP 4 / 30
  • 6. Sum´ario 1 Markup Language e o LATEX– qual a ideia? 2 O Padr˜ao BibTeX 3 Montando uma entrada 4 Usando LATEXna sua disserta¸c˜ao 5 Fim Th Mosqueiro & JJ Brito (IFSC / ICMC - USP) LaTeX + BibTeX 4 Teses/Disserta¸c˜oes @ IFSC II SIFSC (2012) – IFSC USP 5 / 30
  • 7. O que vem em seguida... 1 Markup Language e o LATEX– qual a ideia? 2 O Padr˜ao BibTeX 3 Montando uma entrada 4 Usando LATEXna sua disserta¸c˜ao 5 Fim Th Mosqueiro & JJ Brito (IFSC / ICMC - USP) LaTeX + BibTeX 4 Teses/Disserta¸c˜oes @ IFSC II SIFSC (2012) – IFSC USP 6 / 30
  • 8. Linguagem de marca¸c˜ao Ideia principal: separar estrutura e dados da apresenta¸c˜ao Th Mosqueiro & JJ Brito (IFSC / ICMC - USP) LaTeX + BibTeX 4 Teses/Disserta¸c˜oes @ IFSC II SIFSC (2012) – IFSC USP 7 / 30
  • 9. Exemplo SMS DESTINO 55 16 654321 FIM DESTINO ORIGEM 55 16 123456 FIM ORIGEM DATA 10h 01min 14s – 19/10/2012 FIM DATA MENSAGEM II Semana do IFSC FIM MENSAGEM FIM SMS II Semana do IFSC Remetente Para: 654321 Enviado em 10h 01min 14s – 19/10/2012 II Semana do IFSC Destinat´ario De: 123456 Recebido em 10h 01min 14s – 19/10/2012 Th Mosqueiro & JJ Brito (IFSC / ICMC - USP) LaTeX + BibTeX 4 Teses/Disserta¸c˜oes @ IFSC II SIFSC (2012) – IFSC USP 8 / 30
  • 10. TEX e LATEX • TEX– sistema de tipografia (maior parte por Knuth ’1978) com dois objetivos: i qualquer um pode escrever um livro de qualidade profissional ii um sistema livre de ´epoca e/ou plataforma • TEX + Linguagem de Metafonte + recursos = objetivos i e ii • LATEX = linguagem de marca¸c˜ao + processador que trabal- ham sobre o TEX • Compatibilidade: ridiculamente grande a arquivos .tex podem ser abertos em qualquer editor b f´acil converter para XML ou RTF c tamb´em convertido em PORTABLE Document Format (PDF). d gratuito para todos Th Mosqueiro & JJ Brito (IFSC / ICMC - USP) LaTeX + BibTeX 4 Teses/Disserta¸c˜oes @ IFSC II SIFSC (2012) – IFSC USP 9 / 30
  • 11. Em mais detalhes... Pasta com sua tese LATEX Arquivos auxiliares do LATEX Vers˜ao final Th Mosqueiro & JJ Brito (IFSC / ICMC - USP) LaTeX + BibTeX 4 Teses/Disserta¸c˜oes @ IFSC II SIFSC (2012) – IFSC USP 10 / 30
  • 12. Classe e pacotes • documentclass[Opcoes]{NomeClasse} - Avisa ao processador que tipo de documento vocˆe quer escrever • book • article • report • beamer • revtex • ieee • ... • usepackage[Opcoes]{NomePacote} - Cria ou sobrescreve defini¸c˜oes da classe e disp˜oe mais op¸c˜oes • subfigure • nopageno • inputenc • amsmath, amssymb, amsfonts, bbm • ... Th Mosqueiro & JJ Brito (IFSC / ICMC - USP) LaTeX + BibTeX 4 Teses/Disserta¸c˜oes @ IFSC II SIFSC (2012) – IFSC USP 11 / 30
  • 13. diss.tex § ¤ 1 documentclass [ a4 paper , espaco=emeio , dvips , ruledheader , twoside , openright , f i n a l , normalfigtabnum , tocpage=p l a i n ]{ i f s c } 3 usepackage{ a d d i t i o n a l s } 5 begin{document} 7 i n c l u d e { t i t l e p a g e } 9 i n c l u d e {aknowledgements} i n c l u d e {resumo} 11 l i s t o f f i g u r e s 13 newpage l i s t o f t a b l e s 15 newpage 17 t a b l e o f c o n t e n t s newpage 19 i n c l u d e { i n t r o } 21 i n c l u d e {conclusao} 23 b i b l i o g r a p h y s t y l e { i f s c abnt} 25 b i b l i o g r a p h y {ArquivoDeReferencias} 27 appendix 29 i n c l u d e {ap c o n t a s a u x e q e f e t i v a } 31 end{document} ¦ ¥ Th Mosqueiro & JJ Brito (IFSC / ICMC - USP) LaTeX + BibTeX 4 Teses/Disserta¸c˜oes @ IFSC II SIFSC (2012) – IFSC USP 12 / 30
  • 14. titlepage.tex § ¤ 1 u n i v e r s i d a d e { U n i v e r s i d a d e de S˜ao Paulo I n s t i t u t o de F´ı s i c a de S˜ao C a r l o s } 3 autor{Seu nome} t i t u l o { T´ı t u l o da sua t e s e } 5 o r i e n t a d o r {Prof . Dr . Nome do Seu Orientador} area{ F´ı s i c a B´asica} 7 comentario{ D i s s e r t a ¸c ˜a o apresentada ao Programa de P´os−Gradua¸c˜ao em F´ı s i c a do I n s t i t u t o de F´ı s i c a de S˜ao C a r l o s da U n i v e r s i d a d e de S˜ao Paulo , para obten¸c˜ao do t´ı t u l o de mestre em C iˆe n c i a s .} 9 i n s t i t u i c a o {Grupo de Nome do Grupo par Departamento de Algum Nome par I n s t i t u t o de F´ı s i c a de S˜ao C a r l o s − U n i v e r s i d a d e de S˜ao Paulo} 11 l o c a l {S˜ao C a r l o s } data {2011} 13 % I n s e r i n d o a capa 15 capa 17 % I n s e r i n d o a f o l h a de r o s t o f o l h a d e r o s t o 19 % P´agina com i n f o b i b l i o g r a f i c a 21 begin{ c e n t e r } {scshape t t f a m i l y AUTORIZO A REPRODUC¸˜AO E DIVULGAC¸ ˜AO TOTAL OU PARCIAL DESTE TRABALHO, POR QUALQUER MEIO CONVENCIONAL OU ELETRˆONICO, PARA FINS DE ESTUDO E PESQUISA , DESDE QUE CITADA A FONTE.} 23 v f i l l 25 % Ficha c a t a l o g r ´a f i c a aqui ! 27 end{ c e n t e r } ¦ ¥ Th Mosqueiro & JJ Brito (IFSC / ICMC - USP) LaTeX + BibTeX 4 Teses/Disserta¸c˜oes @ IFSC II SIFSC (2012) – IFSC USP 13 / 30
  • 15. resumo.tex § ¤ 1 chapter∗{RESUMO} 3 begin{ c i t a c a o t e s e } SOBRENOME, T. S . t e x t i t { T´ı t u l o da t e s e e n t r a aqui }. 2011. 160 p . D i s s e r t a ¸c ˜a o de Mestrado −− I n s t i t u t o de F´ı s i c a de S˜ao Carlos , U n i v e r s i d a d e de S˜ao Paulo , S˜ao Carlos , 2011. 5 end{ c i t a c a o t e s e } 7 begin{resumo} Texto aqui . 9 end{resumo} 11 begin{ p a l a v r a s c h a v e } Palavra−chave 1. Palavra−chave 2. 13 end{ p a l a v r a s c h a v e } 15 chapter∗{ABSTRACT} 17 begin{ c i t a c a o t e s e } 19 MOSQUEIRO, T. S . t e x t i t { T i t l e of the Thesis Here }. 2011. 160 p . D i s s e r t a ¸c ˜a o de Mestrado −− I n s t i t u t o de F´ı s i c a de S˜ao Carlos , U n i v e r s i d a d e de S˜ao Paulo , S˜ao Carlos , 2011. end{ c i t a c a o t e s e } 21 begin{resumo} 23 Text here . end{resumo} 25 begin{keywords} 27 Keyword 1. Keyword 2. end{keywords} ¦ ¥ Th Mosqueiro & JJ Brito (IFSC / ICMC - USP) LaTeX + BibTeX 4 Teses/Disserta¸c˜oes @ IFSC II SIFSC (2012) – IFSC USP 14 / 30
  • 16. Resultado Th Mosqueiro & JJ Brito (IFSC / ICMC - USP) LaTeX + BibTeX 4 Teses/Disserta¸c˜oes @ IFSC II SIFSC (2012) – IFSC USP 15 / 30
  • 17. Resultado Th Mosqueiro & JJ Brito (IFSC / ICMC - USP) LaTeX + BibTeX 4 Teses/Disserta¸c˜oes @ IFSC II SIFSC (2012) – IFSC USP 15 / 30
  • 18. Resultado Th Mosqueiro & JJ Brito (IFSC / ICMC - USP) LaTeX + BibTeX 4 Teses/Disserta¸c˜oes @ IFSC II SIFSC (2012) – IFSC USP 15 / 30
  • 19. Durante a escrita do artigo Na maioria das vezes, vocˆe nem vai lembrar que est´a usando LATEX Th Mosqueiro & JJ Brito (IFSC / ICMC - USP) LaTeX + BibTeX 4 Teses/Disserta¸c˜oes @ IFSC II SIFSC (2012) – IFSC USP 16 / 30
  • 20. Durante a escrita do artigo Na maioria das vezes, vocˆe nem vai lembrar que est´a usando LATEX Th Mosqueiro & JJ Brito (IFSC / ICMC - USP) LaTeX + BibTeX 4 Teses/Disserta¸c˜oes @ IFSC II SIFSC (2012) – IFSC USP 16 / 30
  • 21. O que vem em seguida... 1 Markup Language e o LATEX– qual a ideia? 2 O Padr˜ao BibTeX 3 Montando uma entrada 4 Usando LATEXna sua disserta¸c˜ao 5 Fim Th Mosqueiro & JJ Brito (IFSC / ICMC - USP) LaTeX + BibTeX 4 Teses/Disserta¸c˜oes @ IFSC II SIFSC (2012) – IFSC USP 17 / 30
  • 22. BibTeX, a solu¸c˜ao para incorporar referˆencias... • BibTeX – sistema para manuseio de referˆencias, inicialmente por O Patashnik & L Lamport ’1985. seu arquivo .tex LaTeX LaTeX .aux pedindo por referˆencias BibTeX gera .bib de acordo com estilo pr´e-definido Documento Final com Referˆencias Referˆencias no documento final seguem o estilo que vocˆe escolher! Th Mosqueiro & JJ Brito (IFSC / ICMC - USP) LaTeX + BibTeX 4 Teses/Disserta¸c˜oes @ IFSC II SIFSC (2012) – IFSC USP 18 / 30
  • 23. BibTeX, a solu¸c˜ao para incorporar referˆencias... • BibTeX – sistema para manuseio de referˆencias, inicialmente por O Patashnik & L Lamport ’1985. seu arquivo .tex LaTeX LaTeX .aux pedindo por referˆencias BibTeX gera .bib de acordo com estilo pr´e-definido Documento Final com Referˆencias Referˆencias no documento final seguem o estilo que vocˆe escolher! Th Mosqueiro & JJ Brito (IFSC / ICMC - USP) LaTeX + BibTeX 4 Teses/Disserta¸c˜oes @ IFSC II SIFSC (2012) – IFSC USP 18 / 30
  • 24. BibTeX, a solu¸c˜ao para incorporar referˆencias... • BibTeX – sistema para manuseio de referˆencias, inicialmente por O Patashnik & L Lamport ’1985. seu arquivo .tex LaTeX LaTeX .aux pedindo por referˆencias BibTeX gera .bib de acordo com estilo pr´e-definido Documento Final com Referˆencias Referˆencias no documento final seguem o estilo que vocˆe escolher! Th Mosqueiro & JJ Brito (IFSC / ICMC - USP) LaTeX + BibTeX 4 Teses/Disserta¸c˜oes @ IFSC II SIFSC (2012) – IFSC USP 18 / 30
  • 25. BibTeX, a solu¸c˜ao para incorporar referˆencias... • BibTeX – sistema para manuseio de referˆencias, inicialmente por O Patashnik & L Lamport ’1985. seu arquivo .tex LaTeX LaTeX .aux pedindo por referˆencias BibTeX gera .bib de acordo com estilo pr´e-definido Documento Final com Referˆencias Referˆencias no documento final seguem o estilo que vocˆe escolher! Th Mosqueiro & JJ Brito (IFSC / ICMC - USP) LaTeX + BibTeX 4 Teses/Disserta¸c˜oes @ IFSC II SIFSC (2012) – IFSC USP 18 / 30
  • 26. BibTeX, a solu¸c˜ao para incorporar referˆencias... • BibTeX – sistema para manuseio de referˆencias, inicialmente por O Patashnik & L Lamport ’1985. seu arquivo .tex LaTeX LaTeX .aux pedindo por referˆencias BibTeX gera .bib de acordo com estilo pr´e-definido Documento Final com Referˆencias Referˆencias no documento final seguem o estilo que vocˆe escolher! Th Mosqueiro & JJ Brito (IFSC / ICMC - USP) LaTeX + BibTeX 4 Teses/Disserta¸c˜oes @ IFSC II SIFSC (2012) – IFSC USP 18 / 30
  • 27. BibTeX, a solu¸c˜ao para incorporar referˆencias... • BibTeX – sistema para manuseio de referˆencias, inicialmente por O Patashnik & L Lamport ’1985. seu arquivo .tex LaTeX LaTeX .aux pedindo por referˆencias BibTeX gera .bib de acordo com estilo pr´e-definido Documento Final com Referˆencias Referˆencias no documento final seguem o estilo que vocˆe escolher! Th Mosqueiro & JJ Brito (IFSC / ICMC - USP) LaTeX + BibTeX 4 Teses/Disserta¸c˜oes @ IFSC II SIFSC (2012) – IFSC USP 18 / 30
  • 28. BibTeX, a solu¸c˜ao para incorporar referˆencias... • BibTeX – sistema para manuseio de referˆencias, inicialmente por O Patashnik & L Lamport ’1985. seu arquivo .tex LaTeX LaTeX .aux pedindo por referˆencias BibTeX gera .bib de acordo com estilo pr´e-definido Documento Final com Referˆencias Referˆencias no documento final seguem o estilo que vocˆe escolher! Th Mosqueiro & JJ Brito (IFSC / ICMC - USP) LaTeX + BibTeX 4 Teses/Disserta¸c˜oes @ IFSC II SIFSC (2012) – IFSC USP 18 / 30
  • 29. diss.tex § ¤ documentclass [ a4 paper , espaco=emeio , dvips , ruledheader , twoside , openright , f i n a l , normalfigtabnum , tocpage=p l a i n ]{ i f s c } 2 usepackage{ a d d i t i o n a l s } 4 begin{document} 6 i n c l u d e { t i t l e p a g e } 8 i n c l u d e {aknowledgements} 10 i n c l u d e {resumo} 12 l i s t o f f i g u r e s newpage 14 l i s t o f t a b l e s newpage 16 t a b l e o f c o n t e n t s 18 newpage 20 i n c l u d e { i n t r o } 22 i n c l u d e {conclusao} 24 b i b l i o g r a p h y s t y l e { i f s c abnt} b i b l i o g r a p h y {ArquivoDeReferencias} 26 appendix 28 i n c l u d e {ap c o n t a s a u x e q e f e t i v a } 30 end{document} ¦ ¥ Th Mosqueiro & JJ Brito (IFSC / ICMC - USP) LaTeX + BibTeX 4 Teses/Disserta¸c˜oes @ IFSC II SIFSC (2012) – IFSC USP 19 / 30
  • 30. Estilos bibliogr´aficos ifsc abnt Th Mosqueiro & JJ Brito (IFSC / ICMC - USP) LaTeX + BibTeX 4 Teses/Disserta¸c˜oes @ IFSC II SIFSC (2012) – IFSC USP 20 / 30
  • 31. Estilos bibliogr´aficos alpha Th Mosqueiro & JJ Brito (IFSC / ICMC - USP) LaTeX + BibTeX 4 Teses/Disserta¸c˜oes @ IFSC II SIFSC (2012) – IFSC USP 20 / 30
  • 32. Estilos bibliogr´aficos ieeetr Th Mosqueiro & JJ Brito (IFSC / ICMC - USP) LaTeX + BibTeX 4 Teses/Disserta¸c˜oes @ IFSC II SIFSC (2012) – IFSC USP 20 / 30
  • 33. Estilos bibliogr´aficos aps Th Mosqueiro & JJ Brito (IFSC / ICMC - USP) LaTeX + BibTeX 4 Teses/Disserta¸c˜oes @ IFSC II SIFSC (2012) – IFSC USP 20 / 30
  • 34. Exemplo de uma entrada do BibTeX § ¤ 1 @ A r t i c l e { e i n s t e i n 1905 , author = ” A l b e r t E i n s t e i n ” , 3 t i t l e = ”Does the i n e r t i a of a body depend on i t s energy content ?” , j o u r n a l = ” Annalen der Physik ” , 5 volume = ”323” , number = ”13” , 7 c i t y = ” B e r l i n ” , pages = ”639−−641”, 9 year = ”1905” , DOI = ”10.1002/ andp .19053231314” , 11 ISSN = ”0003−3804”, bibdate = ” F r i Dec 17 10:53:36 2004” , 13 b i b s o u r c e = ” http ://www. math . utah . edu/pub/ tex / bib / e i n s t e i n . bib ” , acknowledgement = ack−nhfb , 15 C a l a p r i c e−number = ”10” , f j o u r n a l = ” Annalen der Physik (1900) ( s e r i e s 4) ” , 17 language = ”German ” , remark = ” Mailed on September 27 , 1905 , p u b l i s h e d on November 19 21 , 1905.” , Schilpp−number = ”10” , 21 Whittaker−number = ”9” , xxvolume = ”18” , 23 } ¦ ¥ Se quis´essimos citar este artigo, bastaria usar cite{einstein1995} Th Mosqueiro & JJ Brito (IFSC / ICMC - USP) LaTeX + BibTeX 4 Teses/Disserta¸c˜oes @ IFSC II SIFSC (2012) – IFSC USP 21 / 30
  • 35. O que vem em seguida... 1 Markup Language e o LATEX– qual a ideia? 2 O Padr˜ao BibTeX 3 Montando uma entrada 4 Usando LATEXna sua disserta¸c˜ao 5 Fim Th Mosqueiro & JJ Brito (IFSC / ICMC - USP) LaTeX + BibTeX 4 Teses/Disserta¸c˜oes @ IFSC II SIFSC (2012) – IFSC USP 22 / 30
  • 36. Obtendo BibTeX de jornais da APS Th Mosqueiro & JJ Brito (IFSC / ICMC - USP) LaTeX + BibTeX 4 Teses/Disserta¸c˜oes @ IFSC II SIFSC (2012) – IFSC USP 23 / 30
  • 37. Obtendo BibTeX de jornais da APS Th Mosqueiro & JJ Brito (IFSC / ICMC - USP) LaTeX + BibTeX 4 Teses/Disserta¸c˜oes @ IFSC II SIFSC (2012) – IFSC USP 23 / 30
  • 38. Obtendo BibTeX de jornais da PLOS Th Mosqueiro & JJ Brito (IFSC / ICMC - USP) LaTeX + BibTeX 4 Teses/Disserta¸c˜oes @ IFSC II SIFSC (2012) – IFSC USP 24 / 30
  • 39. Obtendo BibTeX de jornais da PLOS Th Mosqueiro & JJ Brito (IFSC / ICMC - USP) LaTeX + BibTeX 4 Teses/Disserta¸c˜oes @ IFSC II SIFSC (2012) – IFSC USP 24 / 30
  • 40. Obtendo o BibTeX j´a gerado • Bem mais da metade das vezes, vocˆe ter´a as entradas do BibTeX prontas nos sites d revistas ou em sites que indexam artigos i Google Acadˆemico e Books ii PubMed via TeXMed – http://www.bioinformatics.org/texmed/ iii Web of Science iv NASA Astrophysics Data System v SPIRES vi CiteSeer • ... • Mas algumas entradas vocˆe vai ter que construir sozinho. Th Mosqueiro & JJ Brito (IFSC / ICMC - USP) LaTeX + BibTeX 4 Teses/Disserta¸c˜oes @ IFSC II SIFSC (2012) – IFSC USP 25 / 30
  • 41. Entrada feita `a m˜ao § ¤ 1 @INPROCEEDINGS{myself 1 s t s c h o o l s p i n t r o n i c a p 21 , author = {Thiago Schiavo Mosqueiro and Esmerindo Bernardes and J . C a r l o s Egues } , 3 t i t l e = {Spin−a s s i s t e d O p t i c a l T r a n s i t i o n s i n Zincblende Quantum Wells with Two Subbands } , b o o k t i t l e = {Resumos . . . } , 5 year = {2010} , pages = {21} , 7 p u b l i s h e r = {S˜{a}o C a r l o s : IFSC } , c a d d r e s s = {S˜ao C a r l o s } , 9 cdate = {2010} , cnumber = {1}, 11 c o n f e r e n c e = {S˜ao Paulo School of Advanced Science : S p i n t r o n i c s and Quantum Computation } , c t i t l e = {Resumos . . . } , 13 cyear = {2010} , timestamp = {2011.05.07} 15 } ¦ ¥ Para citar: cite{myself1stschoolspintronicap21} Th Mosqueiro & JJ Brito (IFSC / ICMC - USP) LaTeX + BibTeX 4 Teses/Disserta¸c˜oes @ IFSC II SIFSC (2012) – IFSC USP 26 / 30
  • 42. O que vem em seguida... 1 Markup Language e o LATEX– qual a ideia? 2 O Padr˜ao BibTeX 3 Montando uma entrada 4 Usando LATEXna sua disserta¸c˜ao 5 Fim Th Mosqueiro & JJ Brito (IFSC / ICMC - USP) LaTeX + BibTeX 4 Teses/Disserta¸c˜oes @ IFSC II SIFSC (2012) – IFSC USP 27 / 30
  • 43. Exemplos Agora ´e s´o usar. N˜ao h´a segredos. Th Mosqueiro & JJ Brito (IFSC / ICMC - USP) LaTeX + BibTeX 4 Teses/Disserta¸c˜oes @ IFSC II SIFSC (2012) – IFSC USP 28 / 30
  • 44. O que vem em seguida... 1 Markup Language e o LATEX– qual a ideia? 2 O Padr˜ao BibTeX 3 Montando uma entrada 4 Usando LATEXna sua disserta¸c˜ao 5 Fim Th Mosqueiro & JJ Brito (IFSC / ICMC - USP) LaTeX + BibTeX 4 Teses/Disserta¸c˜oes @ IFSC II SIFSC (2012) – IFSC USP 29 / 30
  • 45. Obriagado pela aten¸c˜ao de todos! http://thmosqueiro.vandroiy.com/ifsc-latex/ Th Mosqueiro & JJ Brito (IFSC / ICMC - USP) LaTeX + BibTeX 4 Teses/Disserta¸c˜oes @ IFSC II SIFSC (2012) – IFSC USP 30 / 30