Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.

Urbanismo Roma Atual

2,354 views

Published on

Urbanismo na Roma Atual

Published in: Education
  • Be the first to comment

Urbanismo Roma Atual

  1. 1. ROMA Também chamada de Cidade Eterna, parece que os séculos não passaram por ela. Andando pelas ruas não é difícil voltar atrás no tempo e imaginar o passado. Seu charme clássico aparece em cada um dos seus cantos, nos surpreendendo com colunas comemorativas, ruínas de antigos templos e arcos triunfais.
  2. 2. Informações Básicas País: Itália Data de Fundação: 752 a.C Gentílico: Romano Língua: Italiano Moeda: Euro População: 3 milhões de habitantes Área: 1.285 km² Densidade Demográfica (habitantes por km²): 2.256 Administração: dividida em 15 sub-comunas (chamadas de municípios) Principais Atividades Econômicas: comércio, turismo, serviços, indústria têxtil (moda). Rio Principal: Rio Tibre Temperatura média anual: 18 °C Clima: Mediterrâneo, com verão acima de 30º C e inverno com mínimas de 2 a 3º C. Índice Pluviométrico anual: 1200 mm Altitude média: 20 metros
  3. 3. Localização
  4. 4. Localização Roma espalha-se pelas margens do rio Tibre, compreendendo o seu centro histórico em sete colinas: Quirinale, Viminale, Esquilino, Célio, Aventino, Palatino e Campidoglio.
  5. 5. Os romanos construíram uma extensa rede de estradas que ligavam todo o Império e que constituíam uma via de comunicação vital para a sua expansão. A grande cobertura oferecida pelas estradas romanas deu origem ao ditado popular que diz que “todas as estradas vão dar a Roma”. Existem muitas estradas modernas que ainda seguem o traçado original romano; tipicamente protegidas como Patrimônio Mundial ou Nacional. A Rede de Estradas Traçado original das estradas Traçado atual das estradas
  6. 6. Bases Urbanísticas das cidades Romanas
  7. 7. Principais Pontos da Cidade
  8. 8. Roma Antiga e seus problemas urbanos A cidade de Roma é considerada uma das primeiras cidades bem-sucedidas e organizadas da história do Ocidente. Tomando como base as principais características da civilização grega, Roma aprimorou a religião, os costumes, a política, a organização da cidade e do comércio e, desta forma, se tornou uma cidade exemplar que era a capital de um gigantesco império. Em seu ápice, Roma chegou a ter quase dois milhões de habitantes, este grande contingente era formado por pessoas de várias classes sociais. A divisão de classes era bem visível e definida: enquanto a elite possuía palácios e grandes residências para morar, a maioria da população se amontoava em edifícios de vários andares com apartamentos minúsculos sem banheiro e sem cozinha. Estava claro que era uma questão de tempo até os problemas urbanos começarem aparecer.
  9. 9. Tratamento de esgoto e saúde pública Os problemas urbanos de Roma começaram aí: sem uma rede de esgoto que abrangesse toda a cidade, muitas pessoas simplesmente jogavam seus dejetos pelas janelas de seus apartamentos, além de fazer com que as ruas tivessem um mau cheiro insuportável, este tipo de atitude aumentava os riscos de doenças por contaminação. Este é um problema que puxou outros: com mais pessoas doentes, muitas pessoas não tinham chances de receber tratamento médico. Naquela época a medicina ainda não era avançada e muitos simplesmente padeciam porque as pessoas não sabiam o que fazer, além disso, apenas os nobres tinham algum amparo medicinal, o que evidenciava ainda mais o abismo entre as classes na Roma Antiga.
  10. 10. Sistema de abastecimento de água - Aquedutos Responsáveis pelo abastecimento de água domiciliar (apenas dos mais ricos), das termas, fontes públicas e chafarizes. Seu sistema de abastecimento envolvia 11 aquedutos; o maior deles (Aqua Marcia) possuía 91 Km de extensão e eram elevados a mais de 60 metros.
  11. 11. Aqueduto Aqua Marcia Aqueduto Aqua Claudia
  12. 12. Falta de espaço/ infraestrutura saturada Com tantos problemas urbanos, os plebeus começaram a pensar que poderiam reivindicar melhorias e condições mais dignas de vida; com isso começaram várias revoltas da plebe romana. Constantes manifestações eram contidas violentamente pelo exército romano. No entanto, para evitar que as revoltas aumentassem e continuassem, o império desenvolveu uma nova política para entreter seus habitantes: a política do “Pão e Circo”. Nesta época que o coliseu foi construído e as lutas de gladiadores começaram a ser mais um espetáculo. O imperador conseguia manter o povo sob controle. A infraestrutura da cidade não crescia na mesma velocidade que a sua população urbana. Cada vez mais edifícios eram construídos para suprir a demanda de habitantes, mas isso não era suficiente: as ruas estavam abarrotadas de comerciantes, clientes, artistas e outros trabalhadores; carruagens dividiam espaço com pessoas, o trânsito de pessoas e veículos (carruagens e outros tipos de transporte) era intenso demais, o que gerava grande desconforto entre os habitantes.
  13. 13. Mesmo com esta política populista, o império romano não conseguiu sobreviver. A capital, Roma, sofreu um processo de “esvaziamento” por conta da insatisfação popular, das invasões de outros povos (chamados de povos bárbaros) e da proliferação de doenças e pestes. Perto do seu fim, o império romano do ocidente (onde a cidade de Roma estava localizada) tinha muitas cidades “vazias”. Roma tinha pouco mais de vinte mil habitantes no século V. Mesmo assim, muito da sua infraestrutura continuou preservada por muitos anos. Atualmente é possível ver vestígios das construções colossais e extremamente funcionais do tempo do Império Romano. O coliseu é um dos principais exemplos disso, aquedutos, sistemas de irrigação, a organização da cidade, o fórum, igrejas e outras estruturas ainda são visíveis para quem mora ou visita a Roma atual.
  14. 14. Roma é hoje em dia o destino turístico de milhões de viajantes que não querem deixar passar a oportunidade de visitar a cidade, os seus templos, os seu monumentos, as suas ruínas, entre as quais destaca -se o grande circo, as catacumbas, ou a praça de São Pedro, onde se situa o estado independente do Vaticano. Roma é uma cidade acolhedora, que conta com um importante número de possibilidades de passeios e alojamento. Vista da rodovia Aeroporto Internacional de Roma Roma Atual
  15. 15. Aqui nós apresentamos todo o encanto de Roma
  16. 16. Ponte de Santo Ângelo sobre o Rio Tibre
  17. 17. Ruínas do Circo Maximo
  18. 18. Ruínas do Fórum Romano
  19. 19. Coliseu visto de dentro
  20. 20. Templo de Saturno
  21. 21. Mercado de Trajano
  22. 22. Arco Sétimo Severo
  23. 23. Basílica de São Pedro (Entrada do Vaticano)
  24. 24. Capela Sistina
  25. 25. Fontana di Trevi
  26. 26. Panteão
  27. 27. Capitólio
  28. 28. Roma Moderna e Contemporânea A capital italiana adentrou o século 21 reformada e revitalizada, mantendo o brilho de uma das cidades mais históricas e visitadas da Europa. Cada vez mais é possível ver novas edificações ousadas e futuristas se destacando na arquitetura da antiga cidade. Ampliamento da galeria municipal de arte moderna e contemporânea Ponte Della Musica
  29. 29. IGREJA DO TERCEIRO MILÉNIO - Richard Meier
  30. 30. Auditório Parco della Musica - Renzo Piano
  31. 31. MACRO - Museu de Arte Contemporânea - Odile Decq
  32. 32. MAXXI - Museu Nacional para o século XXI - Zaha Hadid
  33. 33. Estádio Olímpico de Roma
  34. 34. Para compreender um pouco a geografia da região:
  35. 35. Distritos (Divisões administrativas que compartilham Roma) A divisão de Roma em bairros ou distritos data a partir de 1972, com uma divisão em 20 bairros, em seguida, de 19 bairros em 1992 e 15 bairros em 2013. Hoje, os bairros são: • Municipio 1 - Centro Storico-Prati • Municpio 2 - Parioli / Nomentano San Lorenzo • Municpio 3 - Monte Sacro • Municipio 4 - Tiburtina • Municipio 5 - Prenestino / Centocelle • Municipio 6 - Roma Delle Torri • Municipio 7 - San Giovanni / Cinecittà • Municipio 8 - Appia Antica • Municipio 9 - EUR • Comune 10 - Ostia • Municipio 11- Arvalia Portuense • Municipio 12 - Monte Verde • Municipio 13 - Aurelia • Municipio 14 - Monte Mario • Municipio 15 - Cassia Flaminia
  36. 36. A rede de metrô tem 2 linhas e 52 estações formando uma rede ferroviária de 40 km. Transporta cerca de 331 milhões de passageiros por ano e existe desde 1955. O trem suburbano existe desde 1994 e conta com 8 linhas e 128 estações, formando uma rede ferroviária de 672 km, além de 4 trilhos de linhas especiais, que conectam a metrópole romana a toda a Itália e Europa. Redes de transporte - Metrô e Trens
  37. 37. Redes de transporte - Bondes A rede de bondes elétricos existe em Roma desde 1877 e tem 6 linhas e 192 estações formando uma rede ferroviária de 40 km.
  38. 38. Redes de transporte - Ônibus Linhas de ônibus durante o dia Linhas de ônibus durante a noite O ônibus e o ônibus da noite tem 414 linhas de rede. (383 regulares / 31 ônibus da noite).
  39. 39. Estação Termini A região da Estação Termini é a opção número 1 para hospedagens econômicas, Apesar de muitos o chamarem de “Bairro Termini”, Termini não é um bairro, mas somente o nome da maior estação de trens da Itália. A área é uma das partes mais periféricas do Centro de Roma, mas não faz parte do Centro Histórico, que é o “miolinho” onde encontram-se grande partes das atrações turísticas mais famosas e bairros mais ricos (por exemplo os arredores da Via Veneto e Piazza di Spagna) ou mais badalados e trends (trastevere, monti, campo dei fiori) e com mais “cara de europeus”. Algumas áreas nos arredores da estação não são um primor de beleza, e também não podemos dizer que a limpeza seja um ponto forte; apesar daquela localidade já ter sido bem mais desleixada e “mal encarada”. Mas nem sempre foi assim: parte do bairro foi construída em cima das termas de Diocleciano, que no séc XVII ganhou um claustro projetado por Michelangelo. Ali nas proximidades também existiam os jardins do Imperador Nero. Estação Ferroviária Termini
  40. 40. Estação Sant'Agnese-Annibaliano do Metrô de Roma Os bairros que circundam a estação são: Esquilino, Castro Pretorio, San Lorenzo e Monti. De todos eles o único que não é servido pelo metrô é San Lorenzo. Estação Termini
  41. 41. Aeroportos Aeroporto Ciampino Aeroporto Internacional de Roma - Fiumicino
  42. 42. Educação Conservatório de Música de Santa Cecília Universidade Pontifícia de Roma Universidade Sapienza de Roma
  43. 43. Conclusão Para quem pensa que os problemas urbanos são exclusivos dos últimos trezentos anos, o exemplo da Roma antiga é a prova de que o ser humano já não conseguia suprir as suas próprias necessidades urbanísticas por completo desde a antiguidade. Olhar para trás deve ser uma forma de encontrar uma solução para problemas atuais da grande maioria das cidades, principalmente as cidades de países em desenvolvimento. Muito além da simples organização do espaço, da criação de infraestrutura adequada e da beleza arquitetônica das obras públicas, está a questão do bem-estar da população que vive nas grandes cidades: hoje ainda existem diferentes classes sociais, mas todos precisam ter acesso à infraestrutura básica para que não sofram como os habitantes menos favorecidos da Roma antiga.

×