Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.

Apresentação d.dinis

2,572 views

Published on

  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

Apresentação d.dinis

  1. 1. D .Dinis (O Lavrador, O Culto, O Poeta, O Trovador)
  2. 2. D . Dinis foi um dos reis de Portugal, o nosso país. D . Dinis era filho de D. Afonso III e da Infanta Beatriz. Nasceu a 9 de outubro de 1261 em Lisboa . D. Dinis subiu ao trono real aos 17 anos de idade. Em 1282 o rei casou com Isabel de Aragão , que ficaria conhecida como Rainha Santa. RETRATO DE REI D. DINIS
  3. 3. Governou Portugal durante 46 anos, um período de Paz. O rei D. Dinis foi um dos principais responsáveis pela criação da identidade nacional: . - Definiu as fronteiras de Portugal - Instituiu o PORTUGUÊS como língua oficial -Mandou construir a primeira Universidade portuguesa - Libertou as ordens militares
  4. 4. D. Dinis morreu em Satarém, a 7 de janeiro de 1325. Foi sepultado no Mosteiro São Dinis em Odivelas.
  5. 5. Cognomes D . Dinis mandou plantar o pinhal de Leiria e por isso foi-lhe dado o cognome de o Lavrador. Foram-lhe dados tambem os cognomes de Poeta e Trovador ,porque foi autor e compositor de muitas obras poéticas e musicais. Ainda –lhe deram o cognome de Culto porque foi o primeiro a escrever o seu nome completo
  6. 6. D. Dinis poeta e trovador Cantigas de amigo (o emissor é uma donzela apaixonada). Cantiga de amor (o emissor é um homem apaixonado e vassalo da mulher amada).
  7. 7. CANTIGA DE AMIGO Ai flores, ai flores do verde pino, se sabedes novas do meu amigo? Ai Deus, e u é?   Ai flores, ai flores do verde ramo, se sabedes novas do meu amado? Ai Deus, e u é?   Se sabedes novas do meu amigo, aquel que mentiu do que pôs conmigo? Ai Deus, e u é?
  8. 8. CANTIGA DE AMOR (EXCERTO) A tal estado mi adusse, senhor, o vosso bem e vosso parecer que nom vejo de mi nem d'al prazer, que nom vejo de mi nem d'al prazer, nem veerei já, enquant'eu vivo for,        u nom vir vós que eu por meu mal vi.  
  9. 9. UMA DAS SUAS OBRAS
  10. 10. TRABALHO REALIZADO POR : LEONOR SERRA E.B.1 Figueiredo das Donas

×