E.E. Prof. Milton da Silva Rodrigues Edimilson Motta – Direção Janete da Rosa Araujo – Vice-direção José Vanderlei Del Bon...
ORGANIZAÇÃO DO REPLANEJAMENTO <ul><li>Através da:- </li></ul><ul><li>Reunião da Equipe Gestora: </li></ul><ul><ul><li>Veri...
ORGANIZAÇÃO DO REPLANEJAMENTO <ul><li>Expectativa dos Gestores: </li></ul><ul><ul><li>Melhoria dos  índices IDESP ; </li><...
OBJETIVO: <ul><li>Resgate do Professor: </li></ul><ul><li>Um dos maiores desafios é  o resgate do professor  como sujeito ...
RESGATE DO SENTIDO DA TAREFA EDUCATIVA (Professor e Aluno) <ul><li>Compreender o conhecimento como instrumento de transfor...
RESGATE DO SENTIDO DA TAREFA EDUCATIVA (Professor e Aluno) <ul><li>... Os professores  precisam  refletir  também um pouco...
RESGATE DO SENTIDO DA TAREFA EDUCATIVA (Professor e Aluno) <ul><li>Os  conflitos  entre crianças e adolescentes são inevit...
<ul><li>Competências (metodologias) que destacam (enriquecem) a organização (a aula) e a fazem ser melhor.  </li></ul><ul>...
Replanejar para... <ul><li>Atingir objetivos  que atendam aos reais  </li></ul><ul><li>interesses coletivos. </li></ul><ul...
Trabalho do Professor em Sala de Aula
1.) Por que o Ensino por Competências? <ul><li>Porque... </li></ul><ul><li>Uma  nova cultura  modifica as formas de produç...
2.) O que embasa o ensino por competência? <ul><li>Conferência Mundial da Educação Para Todos.  Tailândia – 1990 </li></ul...
3.) Como se definem Competência e Habilidade? <ul><li>Conhecimentos </li></ul><ul><li>  </li></ul><ul><li>Atitudes  Habili...
Para que um Plano de Aula? <ul><li>A elaboração deverá ser estudada para atingir o  objetivo e fazer com que o aluno tenha...
. Plano de Aula em Ação Planejar a  Sequencia Didática 1º Passo – Recorte do Tema 2º Passo – As habilidades que espera que...
O Plano de Aula do professor deve definir:  <ul><li>Competências e habilidades a serem desenvolvidas; </li></ul><ul><li>Co...
Modelo de   Plano de Aula
<ul><li>Três classes de professores:- </li></ul><ul><ul><li>Professores antigos na rede que são resistentes  à mudança; </...
Upcoming SlideShare
Loading in …5
×

Replanejamento ee milton silva rodrigues

11,489 views

Published on

0 Comments
1 Like
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total views
11,489
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
1,001
Actions
Shares
0
Downloads
98
Comments
0
Likes
1
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Replanejamento ee milton silva rodrigues

  1. 1. E.E. Prof. Milton da Silva Rodrigues Edimilson Motta – Direção Janete da Rosa Araujo – Vice-direção José Vanderlei Del Boni – Coordenação Pedagógica
  2. 2. ORGANIZAÇÃO DO REPLANEJAMENTO <ul><li>Através da:- </li></ul><ul><li>Reunião da Equipe Gestora: </li></ul><ul><ul><li>Verificação , discussão e análise dos problemas pedagógicos e administrativos da escola. </li></ul></ul><ul><li>Conselho de Classe e Série: </li></ul><ul><ul><li>Ano de 2011 – implantação da Ficha de Acompanhamento Pedagógico Bimestral da Turma – 05 Competências básicas do Ensino Fundamental e 05 Competências básicas do Ensino Médio juntamente com o Desempenho do Rendimento Escolar do Aluno. </li></ul></ul><ul><li>HTPC’s: </li></ul><ul><ul><li>Análise das dificuldades encontradas pelos professores em sala de aula, suas angústias e anseios. </li></ul></ul><ul><li>Enquete com os alunos: </li></ul><ul><ul><li>Pesquisa realizada pela Coordenação Pedagógica com os alunos do Ensino Médio do período noturno em 2010. </li></ul></ul>
  3. 3. ORGANIZAÇÃO DO REPLANEJAMENTO <ul><li>Expectativa dos Gestores: </li></ul><ul><ul><li>Melhoria dos índices IDESP ; </li></ul></ul><ul><ul><li>Necessidade de instrumentos de avaliação dos trabalhos; </li></ul></ul><ul><ul><li>Indicação das dificuldades específicas dos alunos; </li></ul></ul><ul><ul><li>Incentivo a projetos interdisciplinares ; </li></ul></ul><ul><ul><li>Organização de planos de ensino direcionados às dificuldades dos alunos e incentivo à prática de planejamento pedagógico. </li></ul></ul><ul><li>Expectativa do Professor: </li></ul><ul><ul><li>Disciplina em sala de aula; </li></ul></ul><ul><ul><li>Compromisso com os estudos do aluno. </li></ul></ul><ul><li>Expectativa do Aluno: </li></ul><ul><ul><li>Aulas dinâmicas e diferenciadas; </li></ul></ul><ul><ul><li>Relação da teoria com a prática. </li></ul></ul>
  4. 4. OBJETIVO: <ul><li>Resgate do Professor: </li></ul><ul><li>Um dos maiores desafios é o resgate do professor como sujeito de transformação. Acreditar que pode, que tem um papel a desempenhar muito importante, ilimitado. Acreditar na possibilidade de mudança do outro, de si e da realidade. </li></ul><ul><li>Resgate do sentido para o estudo: </li></ul><ul><li>Dar sentido no que faz, diante daquela velha pergunta do aluno: “professor, estudar para quê?” </li></ul>
  5. 5. RESGATE DO SENTIDO DA TAREFA EDUCATIVA (Professor e Aluno) <ul><li>Compreender o conhecimento como instrumento de transformação: de si, do outro, do mundo. </li></ul><ul><li>Resgatar o sentido do conhecimento. Conhecer para quê? Para poder compreender o mundo em que vivemos, para poder usufruir dele, mas sobretudo para poder transformá-lo. </li></ul>
  6. 6. RESGATE DO SENTIDO DA TAREFA EDUCATIVA (Professor e Aluno) <ul><li>... Os professores precisam refletir também um pouco sobre esta questão, pois, acaso estão dando aula do jeito que estão – sem preparar muito, sem aprofundamento, sem clareza dos objetivos , sem renovação metodológica , sem articulação interdisciplinar , sem relacionar os conteúdos com as necessidades dos educandos etc – porque decidiram “livremente”? (Vasconcelos, 2006:26) </li></ul>
  7. 7. RESGATE DO SENTIDO DA TAREFA EDUCATIVA (Professor e Aluno) <ul><li>Os conflitos entre crianças e adolescentes são inevitáveis. Cabe ao professor identificá-los e administrá-los. </li></ul><ul><li>O desinteresse e a falta de motivação dos alunos pelo aprendizado têm marcado bastante o fracasso das aulas de nossos professores. </li></ul>
  8. 8. <ul><li>Competências (metodologias) que destacam (enriquecem) a organização (a aula) e a fazem ser melhor. </li></ul><ul><li>Focos de problemas (indisciplina, conflitos, desinteresse etc) da organização (sala de aula). </li></ul><ul><li> Competências Plano de Aula </li></ul><ul><li> e Habilidades </li></ul>
  9. 9. Replanejar para... <ul><li>Atingir objetivos que atendam aos reais </li></ul><ul><li>interesses coletivos. </li></ul><ul><li>Possibilitar a seleção e a reorganização dos conteúdos mais significativos. </li></ul><ul><li>Garantir a escolha dos melhores procedimentos e recursos. </li></ul><ul><li>Auxiliar o professor a atuar com mais segurança e flexibilidade na sua prática. </li></ul><ul><li>Evitar a improvisação, a repetição e a rotina. </li></ul>
  10. 10. Trabalho do Professor em Sala de Aula
  11. 11. 1.) Por que o Ensino por Competências? <ul><li>Porque... </li></ul><ul><li>Uma nova cultura modifica as formas de produção e apropriação dos saberes. </li></ul><ul><li>O mundo mudou – temos decisões a tomar , muitos procedimentos a aprender, muitos problemas a resolver. </li></ul><ul><li>Crise educacional : os alunos não interessam por saberes sem sentido, sem utilidade . </li></ul><ul><li>Transformações tecnológicas sociais e culturais. </li></ul><ul><li>Hoje é preciso saber “aprender a aprender”. </li></ul>
  12. 12. 2.) O que embasa o ensino por competência? <ul><li>Conferência Mundial da Educação Para Todos. Tailândia – 1990 </li></ul><ul><li>Quatro pilares da educação: aprender a conhecer, a fazer, a viver, a ser. </li></ul><ul><li>As Diretrizes Curriculares Nacionais – Parâmetros Curriculares Nacionais enfatizam a necessidade de centrar o ensino e aprendizagem no desenvolvimento por competências e habilidades por parte do aluno, em lugar de centrá-lo no conteúdo conceitual apenas. </li></ul><ul><li>Leis Diretrizes e Bases da Educação – LDB </li></ul>
  13. 13. 3.) Como se definem Competência e Habilidade? <ul><li>Conhecimentos </li></ul><ul><li>  </li></ul><ul><li>Atitudes Habilidades </li></ul><ul><li>  </li></ul><ul><li> </li></ul><ul><li> </li></ul><ul><li>  </li></ul><ul><li>Competências </li></ul>
  14. 14. Para que um Plano de Aula? <ul><li>A elaboração deverá ser estudada para atingir o objetivo e fazer com que o aluno tenha interesse em estudar e cumprir com as atividades em sala de aula e ainda, trazer experiência de fora para tirar eventuais dúvidas. </li></ul>
  15. 15. . Plano de Aula em Ação Planejar a Sequencia Didática 1º Passo – Recorte do Tema 2º Passo – As habilidades que espera que os alunos desenvolvam em determinado espaço de tempo 3º Passo – Como irá encaminhar a atividade em sala de aula 4º Passo – Como avaliará o desenvolvimento da aprendizagem prevista <ul><li>Sequencia Didática </li></ul><ul><li>Sensibilização </li></ul><ul><li>Problematização </li></ul><ul><li>Discussão </li></ul><ul><li>Conteúdos </li></ul><ul><li>Avaliação </li></ul>
  16. 16. O Plano de Aula do professor deve definir: <ul><li>Competências e habilidades a serem desenvolvidas; </li></ul><ul><li>Conteúdos e temas a serem desenvolvidos; </li></ul><ul><li>Situações de Aprendizagem: </li></ul><ul><li>– em sala de aula, </li></ul><ul><li>– fora de sala de aula. </li></ul><ul><li>Metodologias adequadas; </li></ul><ul><li>Recursos didáticos necessários; </li></ul><ul><li>Formas de avaliação. </li></ul>
  17. 17. Modelo de Plano de Aula
  18. 18. <ul><li>Três classes de professores:- </li></ul><ul><ul><li>Professores antigos na rede que são resistentes à mudança; </li></ul></ul><ul><ul><li>Professores que são flexíveis à mudança independente do tempo na rede; </li></ul></ul><ul><ul><li>Professores ingressantes na rede, os quais são mais flexíveis de aceitarem as mudanças do sistema educacional. </li></ul></ul><ul><ul><li>Portanto... </li></ul></ul><ul><ul><li>Encontramos professores com certa resistência à mudança, má vontade de desenvolver projetos, trabalhando de forma individual deixando de lado o trabalho interdisciplinar, mas no global prevalece a aquele grupo de professores que aceitam os novos desafios. </li></ul></ul>

×