Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.
Futuridade
Partilhando Inquietações
Marcos Legais: <ul><li>O Plano Futuridade fundamenta-se em normas Internacionais e Nacionais que versam sobre os direitos ...
Estatuto do Idoso <ul><li>Capítulo V </li></ul><ul><li>Da Educação, Cultura, Esporte e Lazer. </li></ul><ul><li>Artigo 22 ...
Por que criar o Futuridade <ul><li>Para fazer frente aos desafios do crescente envelhecimento da população paulista. Os nú...
Objetivos do Futuridade <ul><li>Promover  campanhas educativas que dêem visibilidade ao acelerado processo de envelhecimen...
Envelhecimento  Mitos e Preconceitos Os aspectos Negativos do envelhecimento são generalizados.
<ul><li>Prejudicial; </li></ul><ul><li>Doença; </li></ul><ul><li>Morte; </li></ul><ul><li>Solidão; </li></ul><ul><li>Falta...
“ Principal causa é o desconhecimento do processo de envelhecer” “ Educar tendo como princípio formar cidadãos que envelhe...
O Envelhecimento é: <ul><li>Universal; </li></ul><ul><li>Integral; </li></ul><ul><li>Permanente; </li></ul><ul><li>Ciclos ...
A Inversão da Pirâmide etária <ul><li>Brasil 1980  </li></ul><ul><li>Brasil 2005 </li></ul>
O Envelhecimento Ativo:  <ul><li>É baseado no reconhecimento dos direitos humanos das pessoas mais velhas e nos princípios...
Pilares para o envelhecimento Ativo <ul><li>Participação; </li></ul><ul><li>Saúde; </li></ul><ul><li>Segurança; </li></ul>...
Objetivo do envelhecimento ativo <ul><li>Aumentar a expectativa de vida saudável e qualidade de vida  para todos, inclusiv...
Quem deverá desenvolver essas ações. <ul><li>Secretaria da Educação; </li></ul><ul><li>PCOPs; </li></ul><ul><li>Educador P...
Plano de Trabalho <ul><li>As possibilidades ,quais?... </li></ul><ul><li>Propor discussões sobre o tema; </li></ul><ul><li...
<ul><li>Envolver toda a escola em atividades; </li></ul><ul><li>Ações de reconhecimento ( homenagem ) </li></ul><ul><li>Am...
Reflexões <ul><li>“ A mente que se abre a uma nova idéia jamais voltará ao seu tamanho original”. </li></ul><ul><li>Einste...
<ul><li>Responsáveis pelo Projeto: </li></ul><ul><li>Supervisor: Jesuino do Nascimento </li></ul><ul><li>PCOP: Juvelino Ca...
Upcoming SlideShare
Loading in …5
×

Ppt futuridade revisado

1,106 views

Published on

Published in: Technology, Business
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

Ppt futuridade revisado

  1. 1. Futuridade
  2. 2. Partilhando Inquietações
  3. 3. Marcos Legais: <ul><li>O Plano Futuridade fundamenta-se em normas Internacionais e Nacionais que versam sobre os direitos do cidadão idoso, entre elas: Declaração Universal dos Direitos Humanos (1948); Plano de Ação Internacional para o Envelhecimento (Madri/Espanha,2002); Constituição da República Federativa do Brasil; Política Nacional do Idoso; Estatuto do Idoso; Lei Orgânica da Assistência Social-LOAS e na Lei n°12.548 de 2007 que estabelece a política estadual da Pessoa Idosa no Estado de São Paulo. </li></ul>
  4. 4. Estatuto do Idoso <ul><li>Capítulo V </li></ul><ul><li>Da Educação, Cultura, Esporte e Lazer. </li></ul><ul><li>Artigo 22 : Nos currículos mínimos dos diversos níveis de ensino formal serão inseridos conteúdos voltados ao processo de envelhecimento, ao respeito e á valorização do idoso, de forma a eliminar o preconceito e a produzir conhecimentos sobre a matéria. </li></ul>
  5. 5. Por que criar o Futuridade <ul><li>Para fazer frente aos desafios do crescente envelhecimento da população paulista. Os números são bastante expressivos e as projeções indicam que o número de idosos será cada vez maior; </li></ul>
  6. 6. Objetivos do Futuridade <ul><li>Promover campanhas educativas que dêem visibilidade ao acelerado processo de envelhecimento; </li></ul><ul><li>Atuar de forma articulada com Secretarias Estaduais, governos municipais, idoso,família,mídia, universidades, conselhos de cidadania, e sociedade civil tomando como metas o fortalecimento e a expansão de ações direcionadas à promoção de direitos da pessoa idosa. </li></ul><ul><li>Propiciar formação permanente de profissionais que atuam junto a população idosa enfocando as múltiplas dimensões do envelhecimento e os direitos do cidadão idoso; </li></ul><ul><li>Estimula r a discussão do envelhecimento no espaço escolar, ampliando-o para o ambiente da família e da comunidade; </li></ul>
  7. 7. Envelhecimento Mitos e Preconceitos Os aspectos Negativos do envelhecimento são generalizados.
  8. 8. <ul><li>Prejudicial; </li></ul><ul><li>Doença; </li></ul><ul><li>Morte; </li></ul><ul><li>Solidão; </li></ul><ul><li>Falta de memória; </li></ul><ul><li>Baixa estima; </li></ul><ul><li>Medo; </li></ul><ul><li>Abandono; </li></ul><ul><li>Riscos e ameaças diversas. </li></ul><ul><li>Incapacidade; etc ... </li></ul>
  9. 9. “ Principal causa é o desconhecimento do processo de envelhecer” “ Educar tendo como princípio formar cidadãos que envelhecem”. “ Envelhecer é um processo de mudança permanente ao longo da vida” “ A velhice é a fase final do processo do envelhecimento.
  10. 10. O Envelhecimento é: <ul><li>Universal; </li></ul><ul><li>Integral; </li></ul><ul><li>Permanente; </li></ul><ul><li>Ciclos da vida; </li></ul><ul><li>Intrínseco; </li></ul><ul><li>Progressivo; </li></ul><ul><li>Geneticamente Programado. </li></ul>
  11. 11. A Inversão da Pirâmide etária <ul><li>Brasil 1980 </li></ul><ul><li>Brasil 2005 </li></ul>
  12. 12. O Envelhecimento Ativo: <ul><li>É baseado no reconhecimento dos direitos humanos das pessoas mais velhas e nos princípios de independência,participação, dignidade,assistência e auto-realização estabelecidos pela Organização das Nações Unidas. </li></ul>
  13. 13. Pilares para o envelhecimento Ativo <ul><li>Participação; </li></ul><ul><li>Saúde; </li></ul><ul><li>Segurança; </li></ul><ul><li>Comunicação; </li></ul><ul><li>Acessibilidade </li></ul>
  14. 14. Objetivo do envelhecimento ativo <ul><li>Aumentar a expectativa de vida saudável e qualidade de vida para todos, inclusive os que estão frágeis. </li></ul>
  15. 15. Quem deverá desenvolver essas ações. <ul><li>Secretaria da Educação; </li></ul><ul><li>PCOPs; </li></ul><ul><li>Educador Profissional; </li></ul><ul><li>Professor; </li></ul><ul><li>Diretor; </li></ul><ul><li>Coordenador; </li></ul><ul><li>Escola como um todo. </li></ul>
  16. 16. Plano de Trabalho <ul><li>As possibilidades ,quais?... </li></ul><ul><li>Propor discussões sobre o tema; </li></ul><ul><li>Planejamento com os professores coordenadores e universitários; </li></ul><ul><li>Trabalhar tema transversais; </li></ul><ul><li>Diagnosticar a realidade (física de cada região) </li></ul><ul><li>Diagnosticar e fazer um levantamento sobre os aspectos culturais , esportivos econômicos e sociais. </li></ul>
  17. 17. <ul><li>Envolver toda a escola em atividades; </li></ul><ul><li>Ações de reconhecimento ( homenagem ) </li></ul><ul><li>Amostras de arte e literatura; </li></ul><ul><li>Programa de entrevistas; </li></ul><ul><li>Expor fotos e objetos de época </li></ul><ul><li>Filmes relacionados ao idoso. </li></ul>
  18. 18. Reflexões <ul><li>“ A mente que se abre a uma nova idéia jamais voltará ao seu tamanho original”. </li></ul><ul><li>Einstein </li></ul>
  19. 19. <ul><li>Responsáveis pelo Projeto: </li></ul><ul><li>Supervisor: Jesuino do Nascimento </li></ul><ul><li>PCOP: Juvelino Carabante </li></ul><ul><li>PCOP: Angela Cardoso </li></ul>

×