Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.

Apresentacao oa campinas_oeste

503 views

Published on

Published in: Education, Technology
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

Apresentacao oa campinas_oeste

  1. 1. NOVAS TECNOLOGIAS MEDIANDO PROCESSOS DE FORMAÇÃO <ul><li>Algumas questões associadas à adoção de novas tecnologias </li></ul><ul><li>Resistência? </li></ul><ul><li>Qualidade? </li></ul><ul><li>Mais trabalho? </li></ul><ul><li>Transformação? </li></ul><ul><li>Nossa vida pode melhorar? </li></ul>
  2. 2. Resistência? <ul><li>Professores têm papel central na introdução de qq inovação, inclusive de novas tecnologias (Parr, 1999) </li></ul><ul><li>A resist ência pode causar um impacto muito indesejável </li></ul><ul><li>Causas: </li></ul><ul><ul><li>Tecnologia como uma grande ameaça </li></ul></ul><ul><ul><li>Tecnofobia e o fosso entre as gerações </li></ul></ul><ul><ul><li>Tecnologia, estruturas flexíveis e insegurança </li></ul></ul><ul><ul><li>Falta de confiança na qualidade da educação mediada por tecnologia </li></ul></ul>
  3. 3. Ainda a resistência... <ul><li>Personalidade , experiências prévias e grau de tolerância à mudança e ao risco </li></ul>Vou esperar que essa moda passe... Bem, não custa tentar... Computador? Não vivo mais sem ele...
  4. 4. Qualidade? <ul><li>heranças da ead do passado </li></ul><ul><li>qualidade institucional depende de fluxos de informação entre fronteiras de disciplinas e professores </li></ul><ul><li>qualidade melhora em ciclos </li></ul><ul><li>qualidade exige diálogos que conduzam à aprendizagem </li></ul><ul><li>novas tecnologias e o desenvolvimento da qualidade: </li></ul><ul><ul><li>dão ao aluno mais autonomia e independência </li></ul></ul><ul><ul><li>exigem mais reflexão de professores </li></ul></ul><ul><ul><li>exigem maior flexibilidade do professor </li></ul></ul><ul><ul><li>exigem mais planejamento </li></ul></ul><ul><ul><li>pedem mais interação e construção conjunta </li></ul></ul>
  5. 5. Mais trabalho? <ul><li>trabalho conhecido e trabalho novo </li></ul><ul><li>adaptação a modos diferentes de trabalhar </li></ul><ul><li>trabalho, tempo e espaço </li></ul><ul><li>o trabalho em rede </li></ul><ul><li>o trabalho mediado </li></ul><ul><li>o trabalho plurifuncional </li></ul><ul><li> </li></ul>
  6. 6. O QUE É O L EARNING S PACE? Programa que permite gerar ambientes de aprendizagem a distância
  7. 7. <ul><li>Tipos de atividades com feedback automático: </li></ul><ul><ul><li>Transporte de objetos e ou palavras </li></ul></ul><ul><ul><li>Preenchimento de campos </li></ul></ul><ul><ul><li>Correspondência de colunas </li></ul></ul><ul><ul><li>Múltipla Escolha </li></ul></ul>
  8. 8. F UNCIONALIDADES E R ECURSOS DO LEARNING SPACE
  9. 9. <ul><li>Aluno pode acompanhar o andamento do seu trabalho </li></ul><ul><li>Aluno pode colaborar em um trabalho em grupo </li></ul><ul><li>Aluno pode interagir com o professor </li></ul>
  10. 10. “ O ensino, com outras áreas, portanto, é sempre, e ao mesmo tempo, definição dos fins e busca dos meios”. Philippe Perrenoud
  11. 11. “ O uso de multimídia como facilitadora da aprendizagem é condicionado por diversos contextos dinâmicos, incluindo nosso constantemente ampliado entendimento sobre fatores cognitivos e suas conseqüências sobre a aprendizagem e as mudanças nos ambientes escolares indo de infra-estrutura e recursos ao desenvolvimento de professores”. Walter Spinelli Texto: Os Objetos Virtuais de Aprendizagem: Ação, Criação e Conhecimento  
  12. 12. Flexibilidade é uma característica chave em conteúdo multimídia, e precisa ser constantemente e efetivamente perseguida e mantida em nossos esforços de desenvolvimento. Os contextos cognitivo, instrucional e tecnológico podem ser balanceados de forma a atingir objetivos estratégicos dentro dos sistemas educacionais. As ciências cognitivas em particular podem guiar e dar forma à inovação no desenvolvimento de ambientes de aprendizagem, recursos multimídia e práticas de ensino e aprendizagem. César Nunes Texto: Desenvolvimento de materiais multimídia e seu uso no contexto educacional
  13. 13. Dessa forma, um objeto virtual de aprendizagem pode tanto contemplar um único conceito quanto englobar todo o corpo de uma teoria. Pode ainda compor um percurso didático, envolvendo um conjunto de atividades, focalizando apenas determinado aspecto do conteúdo envolvido, ou formando, com exclusividade, a metodologia adotada para determinado trabalho.
  14. 14. Projeto RIVED – Rede Internacional Virtual de Educação Desenvolve material eletrônico de ensino para as diversas disciplinas do currículo da Educação Média. Dessa forma, aceita-se a opção da maioria das escolas por currículos disciplinares. No entanto, o foco nos Objetos de Aprendizagem não inviabiliza seu potencial de utilização em abordagens não-disciplinares, pois os OAs são eminentemente destinados ao reuso. A natureza do conhecimento e a organização curricular Prof. Dr. Maurício Pietrocola Faculdade de Educação – USP
  15. 15. Rede Interativa Virtual de Educação Objetos de Aprendizagem (OA) do RIVED no contexto escolar
  16. 16. O que são Objetos de Aprendizagem? <ul><li>Atividades interativas virtuais que permitem a experimentação de fenômenos físicos, químicos e outros por meio da simulação e animação, apresentando uma seqüência de atividades multimídia interativas acompanhadas de guias do professor . </li></ul>
  17. 17. Objetivos do RIVED <ul><li>Produzir Conteúdos Pedagógicos Digitais; </li></ul><ul><li>Disponibilizar gratuitamente os conteúdos produzidos na forma de OA para professores e alunos; </li></ul><ul><li>Estimular o uso das ferramentas computadorizadas no contexto escolar; </li></ul><ul><li>Melhorar a aprendizagem das disciplinas da educação básica e a formação cidadã dos educandos; </li></ul>
  18. 18. Histórico do RIVED <ul><li>1997 - Criação do RIVED - Parceria Brasil-EUA - desenvolvimento da tecnologia para uso pedagógico; </li></ul><ul><li>1999 - parceria entre Secretaria de Ensino Médio e Tecnológica (hoje SEB) e a Secretaria de Educação a Distância (SEED). Brasil, Peru e Venezuela; </li></ul><ul><li>2003 - Criação e Produção de 120 objetos de Biologia, Química, Física e Matemática para o Ensino Médio; </li></ul>
  19. 19. 2004 - a SEED transferiu o processo de produção de objetos de aprendizagem para as Universidades, cuja ação recebeu o nome de Fábrica Virtual , abrangendo as outras áreas do conhecimento e para o Ensino fundamental, profissionalizante e necessidade especiais; 2006 - Capacitação de profissionais dos NTEs do País para atuarem como multiplicadores do uso dos OA produzidos pelo RIVED.
  20. 20. Quais Conteúdos estão disponíveis?
  21. 21. <ul><li>As atividades combinam elementos de motivação para engajar os alunos em questões de importância para a sociedade, propiciando uma compreensão mais ampla deles mesmos e de seu ambiente. </li></ul>
  22. 22. <ul><li>Os conteúdos virtuais permitem que alunos e professores possam explorar fenômenos e conceitos muitas vezes inviáveis ou inexistentes nas escolas por questões econômicas e de segurança. </li></ul>
  23. 23. Quais as disciplinas envolvidas? <ul><li>Ensino Fundamental </li></ul><ul><li>Ciências </li></ul><ul><li>Matemática </li></ul>Ensino Médio e Profissional Biologia Física Matemática Química
  24. 24. Exemplo de conteúdos de OA em Matemática: <ul><li>Geometria, Geometria Plana e Espacial </li></ul><ul><li>Álgebra, Geometria analítica, Medidas, Probabilidade </li></ul><ul><li>Funções do 1 º e 2 º graus, gráficos </li></ul><ul><li>Estatísiticas, PA, </li></ul><ul><li>Álgebra </li></ul><ul><li>Escalas, Trigonometria </li></ul><ul><li>História da matemática </li></ul><ul><li>Escalas geométricas </li></ul>
  25. 25. Exemplo de conteúdos de OA em Física: <ul><li>Mecânica, Movimento </li></ul><ul><li>Energia, </li></ul><ul><li>Força </li></ul><ul><li>Física Moderna </li></ul><ul><li>Eletricidade </li></ul><ul><li>Vetores </li></ul><ul><li>Equilíbrio Estático, </li></ul><ul><li>Cinemática </li></ul><ul><li>Velocidade </li></ul><ul><li>Vetores </li></ul><ul><li>Equilíbrio estático </li></ul>
  26. 26. Exemplo de conteúdos de OA em Química: <ul><li>Ligações química </li></ul><ul><li>Química orgânica </li></ul><ul><li>Química dos alimentos </li></ul><ul><li>Velocidade das reações </li></ul><ul><li>Atomística </li></ul><ul><li>Soluções </li></ul><ul><li>Tabela periódica </li></ul><ul><li>Radioatividade </li></ul><ul><li>Óxidos e chuva ácida </li></ul>
  27. 27. Exemplo de conteúdos de OA em Ciências/Biologia: <ul><li>Saúde, genética, sexualidade </li></ul><ul><li>Probabilidade </li></ul><ul><li>Biodiversidade, evolução, população, seres v ivos </li></ul><ul><li>Anatomia </li></ul><ul><li>Biologia geral </li></ul><ul><li>Ética e filosofia </li></ul><ul><li>Ciclo menstrual </li></ul><ul><li>Método da tabelinha </li></ul><ul><li>Fisiologia, microbiologia, zoologia </li></ul><ul><li>Ecologia </li></ul><ul><li>Higiene e saúde </li></ul>
  28. 28. Vamos navegar???
  29. 29. http://rived.proinfo.mec.gov.br
  30. 30. Aqui você encontra informações importantes sobre a navegação
  31. 31. No RIVED você encontra: <ul><li>Seqüência de atividades multimídia interativas; Simulações e animações </li></ul><ul><li>Guias do professor </li></ul><ul><li>(contendo objetivos,pré-requisitos,tempo previsto,avaliação, entre outros) </li></ul>Clique nos links abaixo para saber mais
  32. 32. Digite aqui a área de seu interesse, e clique em pesquisar
  33. 33. Ensinar é um exercício de imortalidade. De alguma forma continuamos a viver naqueles cujos olhos aprenderam a ver o mundo pela magia da nossa palavra. O professor, assim, não morre jamais. Rubem Alves

×