Successfully reported this slideshow.
Your SlideShare is downloading. ×

TDC2017 | São Paulo - Trilha Análise de Negócios How we figured out we had a SRE team at - O papel do Analista de Negócios na Transformação Digital

Ad
Ad
Ad
Ad
Ad
Ad
Ad
Ad
Ad
Ad

Check these out next

1 of 17 Ad
Advertisement

More Related Content

Slideshows for you (20)

Similar to TDC2017 | São Paulo - Trilha Análise de Negócios How we figured out we had a SRE team at - O papel do Analista de Negócios na Transformação Digital (20)

Advertisement

More from tdc-globalcode (20)

Recently uploaded (20)

Advertisement

TDC2017 | São Paulo - Trilha Análise de Negócios How we figured out we had a SRE team at - O papel do Analista de Negócios na Transformação Digital

  1. 1. O papel do Analista de Negócios na Transformação Digital
  2. 2. Olá! Sou Priscila Chagas Pratico Análise de Negócios desde 2003. priscilachagas.com
  3. 3. “ “O cenário de transformação digital não é apenas o mundo do Facebook, Google e outras empresas da Internet. É basicamente uma questão de liderança, cultura, estratégia e gestão de talentos” – Cezar Taurion, para a revista CIO
  4. 4. O Cenário ○ O Cenário de Crise Econômica e o boom da tecnologia móvel impulsionou o nascimento de novas empresas. ○ Uber tomou conta do mercado brasileiro em 2014 e inspirou o nascimento de diversas empresas no mesmo modelo, como Nubank e Youse.
  5. 5. E se pudéssemos fazer tudo diferente?
  6. 6. Diferente do quê? Orientação a Processos Somos orientados a processos e não a valor Focados em custos Mas não de forma inteligente; Focamos em custos sem medir benefícios Requisitos Esforço e dinheiro em documentações de requisitos
  7. 7. Requisitos = Negócios? Análise de Negócios é o conjunto de tarefas e técnicas utilizadas para o trabalho como um elo entre todas as partes interessadas, a fim de compreender a estrutura, as políticas e operações de uma empresa e para recomendar soluções que permitam à empresa alcançar seus objetivos.
  8. 8. Como Podemos Ajudar?
  9. 9. Sendo estratégicos Visão da Empresa Visão de Produto Metas de Negócio Growth Hacking
  10. 10. Product Vision Board
  11. 11. Mapa da Jornada do Cliente
  12. 12. Organizando a operação Sendo empáticos no dia-a-dia Aprimorando a experiência do usuário Validando ideias em tempo recorde 😉 Praticando o mindset ágil
  13. 13. O mapa de empatia e Personas
  14. 14. Design Sprint
  15. 15. Mindset Ágil Tudo é hipótese Não se prenda ao requisito Falhe rápido Falhas fazem parte da vida, então falhe rápido e corrija mais rápido ainda Mergulhe no problema Viva junto com o time e com os clientes
  16. 16. Obrigada! Perguntas? Estou sempre disponível em priscilachagas.com e no e- mail pribeirochagas@gmail.com Twitter: @donaprig
  17. 17. Credits Special thanks to all the people who made and released these awesome resources for free: ○ Presentation template by SlidesCarnival ○ Photographs by Unsplash

Editor's Notes

  • Sou Priscila Chagas e pratico Análise de Negócios desde 2003. Sou formada em Ciência da Computação e desde muito nova sempre gostei de tecnologia e de estar por dentro das novidades da área. Já passei por grandes empresas, e hoje trabalho com CRM na Sinergis Consultoria.
    Hoje vim trazer um tema que considero bem interessante, que é o Papel do Analista de Negócio dentro de um ambiente de transformação digital. Mas o que é transformação digital?
  • Cezar Taurion, VP de Inovação Instituto Smart City Business America
    para a revista CIO, definiu de uma forma que gosto muito. (Ler citação)
    Dar destaque para a liderança, cultura e estratégia.
  • Como nasceu esse ambiente de transformação digital?

    -> A necessidade é a mãe da criatividade.

    Nubank, fintech de cartões de crédito e focada na melhor experiência do cliente com cartões; Youse, insurtech que tem como foco principal a contratação de seguros de forma desburocratizada, ou seja, de forma a acelerar a captação dos seus clientes e atendimento dos mesmos.
  • Existe algo que você mudaria para melhorar a satisfação do seu cliente?
    O que faríamos se pudéssemos fazer tudo diferente?
  • Num panorama atual, nós somos focados em processos internos e não ao valor que eles representam. Claro, melhorias de processos podem representar sim aumento de valor. Mas o alvo fica bem longe do desejado.
    Estamos focados em custos de projeto. Focamos em custos sem medir os benefícios, sem olhar para o fator investimento.
    Gastamos tempo e dinheiro (ainda!) em documentações extensas de requisitos que não serão lidas, e pior, serão jogadas fora!

    Mas analista de requisitos é também analista de negócios, certo?
  • Depende…
    Ver slide
    Se você trabalha com requisitos apenas, detalhando documentação ou detalhando um sistema, pode ser que você não esteja fazendo análise de negócios. Alguém aqui se identifica?
  • E como podemos ajudar? Praticando Análise de negócios oras!
  • Sendo estratégicos:
    Ajudando na modelagem da visão da empresa, com missão e valores;
    Trabalhando na visão de produto, vislumbrando o objetivo de negócio e como atingi-lo, delineando as metas de negócio com os clientes;
    Trabalhando na experiência do cliente, consertando possíveis gaps de atendimento ao cliente e juntando tudo isso a soluções inovadoras.
  • Um exemplo de mapeamento de visão do produto, é o product vision board. Nele é possível mapear tudo o que é necessário para que possamos viabilizar um produto, de forma rápida e intuitiva.
    Demonstrar uso do PVB
  • O mapa de jornada do cliente coloca numa folha de papel todos os passos que um cliente experimenta ao entrar em contato com um produto. Ele também dá uma informação estratégica valiosa. Em que parte estou perdendo clientes? Como meus clientes estão indo embora, e porquê?
  • Na parte operacional, podemos ajudar de diversas formas:
    Nos colocando no lugar dos nossos clientes e pares, usando a empatia para desenvolver soluções e praticar empatia todos os dias;
    Ajudando na definição de experiência do usuário, conciliando metas de negócio com a melhor experiência possível do cliente; Veja, no passado, observávamos o teste do usuário e também frequentávamos os departamentos para saber como esse cliente está usando o sistema. Aqui, é o mesmo princípio!
    Validando ideias em tempo recorde: As áreas de negócio querem colocar uma ideia nova no ar? Sem problema! Podemos colocar essa ideia em prática em apenas 5 dias, então será possível verificar se a estratégia é boa ou não.
    E como não podia faltar, o mindset ágil é essencial num ambiente que se adapta todos os dias.
  • Como exemplo de empatia, trouxe aqui dois exemplos: O mapa de empatia e a descrição de personas. Os dois tem o mesmo objetivo: Mapear como se sente o seu usuário final e pensar em algo especialmente desenhado para ele.
  • Com o Design Sprint, é possível sair da fase de entendimento à validação completa em apenas 5 dias. Trancados em uma sala, o grupo com foco total executa cada uma das fases em um dia inteiro: Entender, Divergir, Decidir, Prototipar, Validar.
  • Ter mindset ágil como Analista de Negócio é se desprender. Entenda que todos os desejos são hipóteses e estão prontos para serem validados. Envolva o time e os clientes, o PO, gerentes e quem mais for necessário. Utilize habilidades de negociação para manter todo o pessoal reunido e com vontade de resolver problemas.
  • Por fim, gostaria de agradecer à Coordenação da Trilha pela oportunidade. Obrigada a todos, dúvidas?

×