Successfully reported this slideshow.
Your SlideShare is downloading. ×

Pôs modernidade

Ad
Ad
Ad
Ad
Ad
Ad
Ad
Ad
Ad
Ad
Upcoming SlideShare
Pós modernidade ok
Pós modernidade ok
Loading in …3
×

Check these out next

1 of 10 Ad
Advertisement

More Related Content

Slideshows for you (20)

Viewers also liked (20)

Advertisement

Similar to Pôs modernidade (20)

Pôs modernidade

  1. 1. PÓS-MODERNIDADE
  2. 2. A Pós-Modernidade é um movimento de ruptura que surgiu nos fins do século XX, onde o conceito de progresso (da Era Industrial) vai sendo substituído pelo de crise e de incredulidade. Na verdade a era pós-moderna aponta-nos para o cibernético, o informático e o informacional, onde o saber científico está na informação transformada em conhecimento na forma organizada, estocada e preparada para a sua distribuição e, no limite, em termos de bits
  3. 3. As características centrais da Era Industrial são as concentrações de um grande número de trabalhadores assalariados nas fábricas; o predomínio dos trabalhadores do setor secundário; a indústria contribuindo com a maioria da renda nacional; a aplicação das descobertas científicas nos processos científicos; a racionalização e a fragmentação do trabalho; a separação entre casa e trabalho e sistema familiar e sistema profissional; urbanização e escolarização das massas; redução das desigualdades sociais; reformas dos espaços em função da produção e do consumo dos produtos industriais; maior mobilidade; produção em massa e crescimento do consumismo;
  4. 4. Já na era pós-moderna temas como razão, sujeito, totalidade, verdade e progresso são conceitos vazios e em crise. A pós- modernidade é a era do efêmero, do fragmentário, do caótico. Na verdade é uma era descontínua sempre enfatizando a possibilidade de lidar com a realidade através do pensamento racional.
  5. 5. OS TEÓRICOS E A PÓS-MODERNIDADE Segundo um dos pioneiros no emprego do termo, o francês François Lyotard, a "condição pós-moderna" caracteriza-se pelo fim das metanarrativas. Os grandes esquemas explicativos teriam caído em descrédito e não haveria mais "garantias", posto que mesmo a "ciência" já não poderia ser considerada como a fonte da verdade.
  6. 6. Para o crítico marxista norte-americano Fredric Jameson, a Pós-Modernidade é a "lógica cultural do capitalismo tardio", correspondente à terceira fase do capitalismo
  7. 7. Outros autores preferem evitar o termo. O sociólogo polonês Zygmunt Bauman, um dos principais popularizadores do termo Pós-Modernidade no sentido de forma póstuma da modernidade, atualmente prefere usar a expressão "modernidade líquida" - uma realidade ambígua, multiforme, na qual, como na clássica expressão marxiana, tudo o que é sólido se desmancha no ar.
  8. 8. O filósofo francês Gilles Lipovetsky prefere o termo "hipermodernidade", por considerar não ter havido de fato uma ruptura com os tempos modernos - como o prefixo "pós" dá a entender. Segundo Lipovetsky, os tempos atuais são "modernos", com uma exarcebação de certas características das sociedades modernas, tais como o individualismo, o consumismo, a ética hedonista, a fragmentação do tempo e do espaço.
  9. 9. Já o filósofo alemão Jürgen Habermas relaciona o conceito de Pós-Modernidade a tendências políticas e culturais neoconservadoras, determinadas a combater os ideais iluministas.
  10. 10. A Sociedade Pós-moderna  As grandes verdades ou grandes narrativas (Capitalismo X Socialismo, Criacionismo X Evolucionismo) não mais dão conta de explicar a realidade.  O tempo pós-moderno é o tempo do deslocamento do saber para o saber/fazer. A teoria cada vez se valida e se refaz na prática.  o valor se desloca do átomo para o bit. Quem detém a informação detém o poder. Quem detém a informação certa no momento certo determina o caminho da sociedade.

×