Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.
Universidade Federal de São CarlosUniversidade Federal de São Carlos
Centro de Ciências Exatas e SustentabilidadeCentro de...
Fundamentos da EspectroscopiaFundamentos da Espectroscopia
• Medidas baseada na luz e na radiação
eletromagnética;
Luz Inc...
Fundamentos da EspectroscopiaFundamentos da Espectroscopia
• Onda EletromagnéticaOnda Eletromagnética
Fundamentos da EspectroscopiaFundamentos da Espectroscopia
Figura 2 – Represent...
• Radiação EletromagnéticaRadiação Eletromagnética
Fundamentos da EspectroscopiaFundamentos da Espectroscopia
• Radiação EletromagnéticaRadiação Eletromagnética
 Energia de um fóton é diretamente proporcionalEnergia de um fóton é d...
Fundamentos da EspectroscopiaFundamentos da Espectroscopia
• Espectro EletromagnéticoEspectro Eletromagnético
Figura 3 – E...
• Medidas EspectroscópicasMedidas Espectroscópicas
• AbsorçãoAbsorção
• EmissãoEmissão
Interação da Radiação com a Matéria...
• Absorção da RadiaçãoAbsorção da Radiação
Cada espécie molecular é capaz de absorverCada espécie molecular é capaz de ab...
• Absorção AtômicaAbsorção Atômica
Feixe de radiação policromática que passaFeixe de radiação policromática que passa
atr...
Espectroscopia no UV-VisEspectroscopia no UV-Vis
• Absorção MolecularAbsorção Molecular
Transição EletrônicaTransição Ele...
• Absorção MolecularAbsorção Molecular
Transições Vibracionais eTransições Vibracionais e
RotacionaisRotacionais
Níveis d...
Espectroscopia de UV-VisEspectroscopia de UV-Vis
Transições
Transições
Vibracionais e
Vibracionais e
Rotacionais
Rotaciona...
 Lei de Lambert-BerrLei de Lambert-Berr
Determinação da quantidade de luz absorvidaDeterminação da quantidade de luz abs...
• Lei de Beer-LambertLei de Beer-Lambert
Espectroscopia no UV-VisEspectroscopia no UV-Vis
Figura 8 – Perdas por reflexão e...
• Absorção por Compostos OrgânicosAbsorção por Compostos Orgânicos
CromóforosCromóforos
Espectroscopia de UV-VisEspectros...
• Absorção por Compostos InorgânicosAbsorção por Compostos Inorgânicos
Os íons e os complexos dos elementos de transição,...
• Análise Qualitativa -Análise Qualitativa - Soluções DiluídasSoluções Diluídas
SolventeSolvente
PolaridadePolaridade
E...
• Espectros de AbsorçãoEspectros de Absorção
Espectroscopia de UV-VisEspectroscopia de UV-Vis
Figura 9 – Espectro de absor...
• Espectros de AbsorçãoEspectros de Absorção
Espectroscopia de UV-VisEspectroscopia de UV-Vis
Figura 10 – Espectros de abs...
• A fluorescência ocorre em sistemas químicos,A fluorescência ocorre em sistemas químicos,
gasosos, líquidos e sólidos sim...
Espectroscopia de FluorescênciaEspectroscopia de Fluorescência
a)a) Estado fundamentalEstado fundamental
singletesinglete
...
• Emissão por RadiaçãoEmissão por Radiação
Espécie excitada é muito curto e o relaxamentoEspécie excitada é muito curto e ...
• Fluorescência AtômicaFluorescência Atômica
Quando um átomo é promovido a um estadoQuando um átomo é promovido a um esta...
• Fluorescência MolecularFluorescência Molecular
Relaxação não-radioativaRelaxação não-radioativa
Desativação vibracional...
Espectroscopia de FluorescênciaEspectroscopia de Fluorescência
Figura 13 – Processos de absorção, relaxação e fluorescênci...
• Fluorescência e EstruturaFluorescência e Estrutura
 Compostos que contenham anéis aromáticos,Compostos que contenham an...
Espectroscopia de FluorescênciaEspectroscopia de Fluorescência
Fluoresceína
Não apresentamNão apresentam
fluorescênciafluo...
Espectroscopia de FluorescênciaEspectroscopia de Fluorescência
Fonte da imagem: [7]
• Efeito da Rigidez EstruturalEfeito da Rigidez Estrutural
 Moléculas rígidas tendem a fluorescer.Moléculas rígidas tende...
• Efeito do Solvente e da TemperaturaEfeito do Solvente e da Temperatura
A eficiência quântica diminui com o aumento daA ...
• Efeitos do pHEfeitos do pH
Espécies de ressonância que estão relacionadasEspécies de ressonância que estão relacionadas...
• Efeito da ConcentraçãoEfeito da Concentração
Um gráfico de potência de fluorescência de umaUm gráfico de potência de fl...
• Desvio de LinearidadeDesvio de Linearidade
Desvios negativos na linearidade.Desvios negativos na linearidade.
 Auto-sup...
• Espectro de Emissão e ExcitaçãoEspectro de Emissão e Excitação
Espectroscopia de FluorescênciaEspectroscopia de Fluoresc...
 Fonte de radiaçãoFonte de radiação
Lâmpadas de tungstênio, deutério e xenônio.Lâmpadas de tungstênio, deutério e xenônio...
Componentes de umComponentes de um
EspectrofotômetroEspectrofotômetro
 DetectorDetector
• Um detector produz um sinal elé...
Componentes de umComponentes de um
EspectrofotômetroEspectrofotômetro
 DetectorDetector
• Tipos de DetectorTipos de Detec...
Componentes de umComponentes de um
EspectrofotômetroEspectrofotômetro
 DetectorDetector
• Tipos de DetectorTipos de Detec...
Componentes de umComponentes de um
EspectrofotômetroEspectrofotômetro
Medidas de
Medidas de
Absorbância
Absorbância
Medida...
Instrumentos para UV-VisInstrumentos para UV-Vis
Feixe únicoFeixe único
Feixe DuploFeixe Duplo
Fonte da imagem: [2]
Instrumentos para FluorímetroInstrumentos para Fluorímetro
Figura 16 – Instrumento usado para Espectroscopia de
Fluorescên...
• Espectroscopia de UV-VisEspectroscopia de UV-Vis
 As técnicas de espectrofotometria são muitoAs técnicas de espectrofot...
• Espectroscopia de FluorescênciaEspectroscopia de Fluorescência
Muito se tem utilizado a técnica na identificação deMuit...
[1] HOLLER, J.E. SKOOG, A.D. CROUCH, R.S. WEST, D.M[1] HOLLER, J.E. SKOOG, A.D. CROUCH, R.S. WEST, D.M..
Fundamentos de Qu...
Upcoming SlideShare
Loading in …5
×

Espectroscopia de UV-Vis e Fluorescência

12,211 views

Published on

Published in: Technology

Espectroscopia de UV-Vis e Fluorescência

  1. 1. Universidade Federal de São CarlosUniversidade Federal de São Carlos Centro de Ciências Exatas e SustentabilidadeCentro de Ciências Exatas e Sustentabilidade Pós-Graduação em Ciências dos MateriaisPós-Graduação em Ciências dos Materiais Espectroscopia de Absorção no UV-visEspectroscopia de Absorção no UV-vis e Espectroscopia de Fluorescênciae Espectroscopia de Fluorescência Tamyris Paschoal Pereira Profª. Drª. Marystela Ferreira Prof.Dr. Antonio Rui Novembro de 2013
  2. 2. Fundamentos da EspectroscopiaFundamentos da Espectroscopia • Medidas baseada na luz e na radiação eletromagnética; Luz IncidenteLuz Incidente Luz TransmitidaLuz Transmitida Luz AbsorvidaLuz Absorvida Figura 1 – Feixe de luz incidente e transmitido.
  3. 3. Fundamentos da EspectroscopiaFundamentos da Espectroscopia
  4. 4. • Onda EletromagnéticaOnda Eletromagnética Fundamentos da EspectroscopiaFundamentos da Espectroscopia Figura 2 – Representação de uma onda eletromagnética.
  5. 5. • Radiação EletromagnéticaRadiação Eletromagnética Fundamentos da EspectroscopiaFundamentos da Espectroscopia
  6. 6. • Radiação EletromagnéticaRadiação Eletromagnética  Energia de um fóton é diretamente proporcionalEnergia de um fóton é diretamente proporcional a sua frequência.a sua frequência. E =E = hhυυ == hhc/c/λλ h=h= constante de Planckconstante de Planck λλ= comprimento de onda= comprimento de onda c= concentração da amostrac= concentração da amostra Fundamentos da EspectroscopiaFundamentos da Espectroscopia
  7. 7. Fundamentos da EspectroscopiaFundamentos da Espectroscopia • Espectro EletromagnéticoEspectro Eletromagnético Figura 3 – Espectro Eletromagnético. [6]
  8. 8. • Medidas EspectroscópicasMedidas Espectroscópicas • AbsorçãoAbsorção • EmissãoEmissão Interação da Radiação com a MatériaInteração da Radiação com a Matéria Figura 4 – Métodos de Absorção e Emissão. [6]
  9. 9. • Absorção da RadiaçãoAbsorção da Radiação Cada espécie molecular é capaz de absorverCada espécie molecular é capaz de absorver em frequências características da radiaçãoem frequências características da radiação eletromagnética.eletromagnética.  Excitação dos elétrons.Excitação dos elétrons. Transições eletrônicas, vibracionais eTransições eletrônicas, vibracionais e rotacionais.rotacionais. Espectroscopia no UV-VisEspectroscopia no UV-Vis
  10. 10. • Absorção AtômicaAbsorção Atômica Feixe de radiação policromática que passaFeixe de radiação policromática que passa através de um meio contendo átomos no estadoatravés de um meio contendo átomos no estado gasoso.gasoso. Ocorre através da absorção de um fóton porOcorre através da absorção de um fóton por radiaçãoradiação →→ Transição eletrônicaTransição eletrônica Espectroscopia no UV-VisEspectroscopia no UV-Vis
  11. 11. Espectroscopia no UV-VisEspectroscopia no UV-Vis • Absorção MolecularAbsorção Molecular Transição EletrônicaTransição Eletrônica Moléculas queMoléculas que apresentam elétronsapresentam elétrons que podem serque podem ser promovidos a níveispromovidos a níveis de energia maioresde energia maiores através da absorçãoatravés da absorção de energiade energia Figura 5 – Transição eletrônica por absorção. [6]
  12. 12. • Absorção MolecularAbsorção Molecular Transições Vibracionais eTransições Vibracionais e RotacionaisRotacionais Níveis discretos deNíveis discretos de energias são absorvidosenergias são absorvidos através de vibrações eatravés de vibrações e rotações das moléculasrotações das moléculas Espectroscopia no UV-VisEspectroscopia no UV-Vis Figura 6 – Transições Vibracionais e Rotacionais. [6]
  13. 13. Espectroscopia de UV-VisEspectroscopia de UV-Vis Transições Transições Vibracionais e Vibracionais e Rotacionais Rotacionais TransiçõesTransições EletrônicasEletrônicas Figura 7 – Transição eletrônica, vibracional e rotacional. [6]
  14. 14.  Lei de Lambert-BerrLei de Lambert-Berr Determinação da quantidade de luz absorvidaDeterminação da quantidade de luz absorvida pela matéria.pela matéria. Absorbância = log (PAbsorbância = log (Poo/P) =/P) = εε.b.c.b.c  Limitações da Lei de BeerLimitações da Lei de Beer Desvios reaisDesvios reais Desvios instrumentaisDesvios instrumentais Desvios químicosDesvios químicos Espectroscopia no UV-VisEspectroscopia no UV-Vis
  15. 15. • Lei de Beer-LambertLei de Beer-Lambert Espectroscopia no UV-VisEspectroscopia no UV-Vis Figura 8 – Perdas por reflexão e espalhamento. [2]
  16. 16. • Absorção por Compostos OrgânicosAbsorção por Compostos Orgânicos CromóforosCromóforos Espectroscopia de UV-VisEspectroscopia de UV-Vis Tabela 1 – Classificação de cromóforos [2]
  17. 17. • Absorção por Compostos InorgânicosAbsorção por Compostos Inorgânicos Os íons e os complexos dos elementos de transição, absorvem as bandas largas da radiação visível em pelo menos um dos seus estados de oxidação e são, coloridos. • Absorção por Transferência de CargaAbsorção por Transferência de Carga Esse tipo de complexo consiste em um grupo doador ligado a um receptor de elétron. Quando absorve radiação, um elétron do doador é transferido para um orbital que está altamente relacionado com o receptor. Espectroscopia de UV-VisEspectroscopia de UV-Vis
  18. 18. • Análise Qualitativa -Análise Qualitativa - Soluções DiluídasSoluções Diluídas SolventeSolvente PolaridadePolaridade Efeito da largura da fendaEfeito da largura da fenda EspalhamentoEspalhamento • Análise QualitativaAnálise Qualitativa  Qualquer composto que tenha gruposQualquer composto que tenha grupos cromóforos, pode ser determinado porcromóforos, pode ser determinado por espectroscopia.espectroscopia. Espectroscopia de UV-VisEspectroscopia de UV-Vis
  19. 19. • Espectros de AbsorçãoEspectros de Absorção Espectroscopia de UV-VisEspectroscopia de UV-Vis Figura 9 – Espectro de absorção da clorofila e caratenóides. [6]
  20. 20. • Espectros de AbsorçãoEspectros de Absorção Espectroscopia de UV-VisEspectroscopia de UV-Vis Figura 10 – Espectros de absorção em diferentes condições. [2]
  21. 21. • A fluorescência ocorre em sistemas químicos,A fluorescência ocorre em sistemas químicos, gasosos, líquidos e sólidos simples e emgasosos, líquidos e sólidos simples e em sistemas complexos.sistemas complexos. • O fóton absorvido perde energia por inúmerasO fóton absorvido perde energia por inúmeras vibrações microscópicas,vibrações microscópicas, λλemissaoemissao>>λλabsorção,absorção, Deslocamento de Stoke.Deslocamento de Stoke. Espectroscopia de FluorescênciaEspectroscopia de Fluorescência
  22. 22. Espectroscopia de FluorescênciaEspectroscopia de Fluorescência a)a) Estado fundamentalEstado fundamental singletesinglete b)b) Estado excitadoEstado excitado singletesinglete c)c) Estado excitadoEstado excitado tripletetriplete Figura 11 – Estados de singlete, singlete excitado e triplete. [6]
  23. 23. • Emissão por RadiaçãoEmissão por Radiação Espécie excitada é muito curto e o relaxamentoEspécie excitada é muito curto e o relaxamento para o nível de energia menor (estadopara o nível de energia menor (estado fundamental), ocorre com liberação do excessofundamental), ocorre com liberação do excesso de energia na forma de radiaçãode energia na forma de radiação eletromagnética ou de calor.eletromagnética ou de calor. Espectroscopia de FluorescênciaEspectroscopia de Fluorescência Figura 12 – Emissão por radiação. [6]
  24. 24. • Fluorescência AtômicaFluorescência Atômica Quando um átomo é promovido a um estadoQuando um átomo é promovido a um estado excitado, por meio de uma radiação em umexcitado, por meio de uma radiação em um determinado comprimento de onda, a relaxaçãodeterminado comprimento de onda, a relaxação pode então ocorrer por reemissão de radiaçãopode então ocorrer por reemissão de radiação fluorescente de comprimento de onda idêntico.fluorescente de comprimento de onda idêntico. Se os comprimentos de onda de excitação e deSe os comprimentos de onda de excitação e de emissão são os mesmos, a emissão resultante éemissão são os mesmos, a emissão resultante é chamada dechamada de fluorescência ressonantefluorescência ressonante. Espectroscopia de FluorescênciaEspectroscopia de Fluorescência
  25. 25. • Fluorescência MolecularFluorescência Molecular Relaxação não-radioativaRelaxação não-radioativa Desativação vibracional ocorre devido a colisões.Desativação vibracional ocorre devido a colisões. Emissão por FluorescênciaEmissão por Fluorescência Estruturas características que diminuam aEstruturas características que diminuam a velocidade dos processos de relaxação não-velocidade dos processos de relaxação não- radioativos e que tenha maior velocidade deradioativos e que tenha maior velocidade de relaxação por fluorescência.relaxação por fluorescência. Espectroscopia de FluorescênciaEspectroscopia de Fluorescência
  26. 26. Espectroscopia de FluorescênciaEspectroscopia de Fluorescência Figura 13 – Processos de absorção, relaxação e fluorescência. [6]
  27. 27. • Fluorescência e EstruturaFluorescência e Estrutura  Compostos que contenham anéis aromáticos,Compostos que contenham anéis aromáticos, carbonílicos alicíclicos e alifáticos, estruturas decarbonílicos alicíclicos e alifáticos, estruturas de ligações duplas conjugadas e heterocíclicos.ligações duplas conjugadas e heterocíclicos. Ocorrência de deslocamentos no comprimentoOcorrência de deslocamentos no comprimento de onda de absorção e alterações nos picos dede onda de absorção e alterações nos picos de fluorescência.fluorescência. Afeta a eficiência da fluorescência.Afeta a eficiência da fluorescência. Espectroscopia de FluorescênciaEspectroscopia de Fluorescência
  28. 28. Espectroscopia de FluorescênciaEspectroscopia de Fluorescência Fluoresceína Não apresentamNão apresentam fluorescênciafluorescência ApresentamApresentam fluorescênciafluorescênciaFonte das imagens: [2]
  29. 29. Espectroscopia de FluorescênciaEspectroscopia de Fluorescência Fonte da imagem: [7]
  30. 30. • Efeito da Rigidez EstruturalEfeito da Rigidez Estrutural  Moléculas rígidas tendem a fluorescer.Moléculas rígidas tendem a fluorescer. Espectroscopia de FluorescênciaEspectroscopia de Fluorescência Apresenta fracaApresenta fraca fluorescênciafluorescência Apresenta forteApresenta forte fluorescênciafluorescência Fonte das imagens: [2]
  31. 31. • Efeito do Solvente e da TemperaturaEfeito do Solvente e da Temperatura A eficiência quântica diminui com o aumento daA eficiência quântica diminui com o aumento da temperaturatemperatura por causa do aumento da frequênciapor causa do aumento da frequência das colisões ocasionando conversões externas.das colisões ocasionando conversões externas.  A fluorescência é diminuída por solventesA fluorescência é diminuída por solventes contendocontendo átomos pesados.átomos pesados. Espectroscopia de FluorescênciaEspectroscopia de Fluorescência
  32. 32. • Efeitos do pHEfeitos do pH Espécies de ressonância que estão relacionadasEspécies de ressonância que estão relacionadas às formas ácidas e básicas das moléculas.às formas ácidas e básicas das moléculas. Espectroscopia de FluorescênciaEspectroscopia de Fluorescência ApresentamApresentam fluorescênciafluorescência Não apresentamNão apresentam fluorescênciafluorescência Fonte da imagem: [2]
  33. 33. • Efeito da ConcentraçãoEfeito da Concentração Um gráfico de potência de fluorescência de umaUm gráfico de potência de fluorescência de uma soluçãosolução versusversus a concentração das espéciesa concentração das espécies emissoras deve ser linear para baixasemissoras deve ser linear para baixas concentrações.concentrações. • Desvio de LinearidadeDesvio de Linearidade  Concentração das moléculas emissores foremConcentração das moléculas emissores forem grandes e a absortividade > 0,05grandes e a absortividade > 0,05 →→ perca deperca de linearidade.linearidade. Espectroscopia de FluorescênciaEspectroscopia de Fluorescência
  34. 34. • Desvio de LinearidadeDesvio de Linearidade Desvios negativos na linearidade.Desvios negativos na linearidade.  Auto-supressãoAuto-supressão Colisões entre moléculas excitadas provocam aColisões entre moléculas excitadas provocam a transferência de energia não-radiativa.transferência de energia não-radiativa.  Absorção secundáriaAbsorção secundária Ocorre quandoOcorre quando λλemissãoemissão coincide com algumcoincide com algum λλabsorçãoabsorção.. Espectroscopia de FluorescênciaEspectroscopia de Fluorescência
  35. 35. • Espectro de Emissão e ExcitaçãoEspectro de Emissão e Excitação Espectroscopia de FluorescênciaEspectroscopia de Fluorescência Figura 14 – Espectro de Excitação (a) e Emissão (b). [2]
  36. 36.  Fonte de radiaçãoFonte de radiação Lâmpadas de tungstênio, deutério e xenônio.Lâmpadas de tungstênio, deutério e xenônio.  MonocromadorMonocromador Isola a banda de comprimento de onda desejada -Isola a banda de comprimento de onda desejada - somente essa banda de interesse é detectada esomente essa banda de interesse é detectada e medida.medida.  Recipiente de amostrasRecipiente de amostras Cubetas de quartzo.Cubetas de quartzo. Componentes de umComponentes de um EspectrofotômetroEspectrofotômetro Figura 15 – Cubeta de Quartzo. [7]
  37. 37. Componentes de umComponentes de um EspectrofotômetroEspectrofotômetro  DetectorDetector • Um detector produz um sinal elétrico quando éUm detector produz um sinal elétrico quando é atingido por fótons.atingido por fótons. • A resposta de um detector é a função doA resposta de um detector é a função do comprimento de onda da radiação incidente.comprimento de onda da radiação incidente. • A informação de interesse é codificada eA informação de interesse é codificada e processada como um sinal elétrico.processada como um sinal elétrico.
  38. 38. Componentes de umComponentes de um EspectrofotômetroEspectrofotômetro  DetectorDetector • Tipos de DetectorTipos de Detector • TransdutorTransdutor = um tipo de detector que converte= um tipo de detector que converte quantidades, como a intensidade da luz, pH,quantidades, como a intensidade da luz, pH, massa e temperatura em sinais elétricos.massa e temperatura em sinais elétricos.  FotoemissãoFotoemissão  FotoconduçãoFotocondução
  39. 39. Componentes de umComponentes de um EspectrofotômetroEspectrofotômetro  DetectorDetector • Tipos de DetectorTipos de Detector • Os tipos de detectores de fótons mais usadosOs tipos de detectores de fótons mais usados são:são: • FototubosFototubos • FotomultiplicadoresFotomultiplicadores • Fotodiodos de silícioFotodiodos de silício • Arranjo de fotodiodosArranjo de fotodiodos
  40. 40. Componentes de umComponentes de um EspectrofotômetroEspectrofotômetro Medidas de Medidas de Absorbância Absorbância Medidas de Medidas de Fluorescência Fluorescência Fonte das imagens: [2]
  41. 41. Instrumentos para UV-VisInstrumentos para UV-Vis Feixe únicoFeixe único Feixe DuploFeixe Duplo Fonte da imagem: [2]
  42. 42. Instrumentos para FluorímetroInstrumentos para Fluorímetro Figura 16 – Instrumento usado para Espectroscopia de Fluorescência. [2]
  43. 43. • Espectroscopia de UV-VisEspectroscopia de UV-Vis  As técnicas de espectrofotometria são muitoAs técnicas de espectrofotometria são muito eficientes e úteis, pois apresenta aplicabilidadeeficientes e úteis, pois apresenta aplicabilidade ampla, alta sensibilidade, seletividade entreampla, alta sensibilidade, seletividade entre moderada e alta, baixa exatidão, facilidade emoderada e alta, baixa exatidão, facilidade e conveniência.conveniência.  A espectroscopia de absorção de UV-Vis é umaA espectroscopia de absorção de UV-Vis é uma das ferramentas mais utilizadas para análisesdas ferramentas mais utilizadas para análises quantitativas e qualitativas.quantitativas e qualitativas. AplicaçõesAplicações
  44. 44. • Espectroscopia de FluorescênciaEspectroscopia de Fluorescência Muito se tem utilizado a técnica na identificação deMuito se tem utilizado a técnica na identificação de derramamentos de petróleo.derramamentos de petróleo.  São usados também para estudar equilíbriosSão usados também para estudar equilíbrios químicos e cinéticos.químicos e cinéticos.  Soluções de pequenas concentrações tambémSoluções de pequenas concentrações também são possíveis de serem estudadas através dasão possíveis de serem estudadas através da fluorescência, pois é um método bastante sensível.fluorescência, pois é um método bastante sensível. AplicaçõesAplicações
  45. 45. [1] HOLLER, J.E. SKOOG, A.D. CROUCH, R.S. WEST, D.M[1] HOLLER, J.E. SKOOG, A.D. CROUCH, R.S. WEST, D.M.. Fundamentos de Química Analítica.Fundamentos de Química Analítica. 6ª edição. São Paulo: Editora6ª edição. São Paulo: Editora Bookman, 2009. 1055p.Bookman, 2009. 1055p. [2] HOLLER, J.E. SKOOG, A.D. CROUCH, R.S.[2] HOLLER, J.E. SKOOG, A.D. CROUCH, R.S. Princípios de AnálisePrincípios de Análise Instrumental.Instrumental. 6ª edição. São Paulo: Editora Bookman, 2009. 1055p.6ª edição. São Paulo: Editora Bookman, 2009. 1055p. [3] HARRIS, C.D[3] HARRIS, C.D. Análise Química Quantitativa. Análise Química Quantitativa. 6ª edição. Rio de. 6ª edição. Rio de Janeiro: Editora LTC, 2005. 876 p.Janeiro: Editora LTC, 2005. 876 p. [4] SANTOS, N.D. NEVES, N.G. BRANCO, C.N.R.[4] SANTOS, N.D. NEVES, N.G. BRANCO, C.N.R. Espectroscopia naEspectroscopia na região do ultravioleta/visívelregião do ultravioleta/visível. Universidade Federal do Pará. Belém: 2010.. Universidade Federal do Pará. Belém: 2010. 26p.26p. [5] Disponível em[5] Disponível em http://www.c2o.pro.br/automacao/x3369.htmlhttp://www.c2o.pro.br/automacao/x3369.html acessadoacessado em 19/11/2013.em 19/11/2013. [6] JULIANO, F. V. Introdução aos Métodos Espectroanalíticos II.[6] JULIANO, F. V. Introdução aos Métodos Espectroanalíticos II. [7] Disponível em <[7] Disponível em < http://www.caseanalitica.com.br/cubetas.phphttp://www.caseanalitica.com.br/cubetas.php> Referências BibliográficasReferências Bibliográficas

×