Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.

Eleições Presidenciais 2018

5,995 views

Published on

Estudo qualitativo realizado com 60 eleitores, que buscou entender a forma como vêem os candidatos à presidência. Conversamos com indecisos, pró-Bolsonaro e pró-Haddad (20 de cada).

Published in: News & Politics
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

Eleições Presidenciais 2018

  1. 1. 2º Turno Eleições Presidenciais Objetivo da Pesquisa Entender o que pensam eleitores de Bolsonaro, Haddad e indecisos, entre o 1º e 2º turno das eleições presidenciais de 2018. _ Pesquisa realizada entre 12 e 18/out de 2018
  2. 2. Metodologia 60 entrevistas qualitativas realizadas por telefone / online hangout _ Duração: 1 hora cada entrevista 30 Homens 30 Mulheres _ 5 da faixa etária 18-24 34 da faixa etária 25-34 10 da faixa etária 35-44 6 da faixa etária 45-54 5 da faixa etária 55-74 _ Classe social: ABC Amostra 38 da região Sudeste 10 da região Nordeste 9 da região Sul 1 da região Norte 2 da região Centro-oeste _ 20 eleitores de Jair Bolsonaro 20 eleitores de Fernando Haddad 20 eleitores indecisos ou nulos 2 2º Turno_Eleições Presidente TALK
  3. 3. Principais descobertas do estudo
  4. 4. Visão Geral
  5. 5. Diferente de eleições anteriores e pelo momento histórico e sensível do Brasil, o voto é muito valorizado. Também é um voto pautado pelo medo. “Tanto em casa, quanto com amigos, pessoas que conheço, too mundo, sentimos tudo muito pesado. Medo definiria essas eleições.” Homem, 25-34, Indeciso, Barueri, SP, Ator "Nunca fui super politizada. Tenho 58 anos e nunca fui muito de pensar "é uma eleição muito importante". Nunca achei tão importante quanto achei essa. Acho que essa é a mais importante depois que virei eleitora. Então acho importante porque vai decidir um caminho que a meu ver a gente não vai voltar." Mulher, 55-64, Indecisa, São Paulo, SP, Aposentada _ "Cada vez mais tive que buscar conhecimento, e pesquisar, pois me senti extremamente alheia durante algum tempo sobre o cenário político atual. (...) senti a necessidade de participar bem mais de debates políticos, eventos que abordavam a minha profissão e a atual conjuntura de política no Brasil." Mulher, 18-24, Haddad, Fortaleza, CE, Psicóloga 5 2º Turno_Eleições Presidente A responsabilidade do voto
  6. 6. otimismo e esperança [eleitores de Bolsonaro] 6 2º Turno_Eleições Presidente Sentimento Os sentimentos com relação às eleições estão de lados opostos. pessimismo [não-eleitores de Bolsonaro] Crença de que vai mudar para melhor _ ”Tô esperançoso de que com esses planos, acho que pode mudar, o mercado financeiro, de trabalho. Toda vez que saem as pesquisas falando que o Bolsonaro é favorito, é melhor. Então estou taxista, quero voltar pra minha área, que foi muito afetada com esse problema da gestão do PT." Homem, 25-34, Bolsonaro, São Paulo , SP, Taxista Cenário é de muita polarização _ “Não gosto da sensação de desesperança. Estamos perdidos. Estou muito preocupada com o futuro do Brasil.” Mulher, 35-44, Haddad, Rio de Janeiro, RJ, Empresária
  7. 7. 7 2º Turno_Eleições Presidente Visão futuro "Não vejo como votar com consciência. Não consigo identificar pontos que justifiquem meu voto para um lado ou outro. Acho que devemos pensar no que faremos depois para ter mais opções, novos políticos." Mulher, 35-44, Indecisa, Curitiba, PR, Farmacêutica "Tô pessimista. Acho que independente de quem ganhar, o Brasil vai passar por mais 4 anos de situação complicada. Acho que não teremos um presidente que de um dia por outro vai reduzir juros, violência, aumentar bolsa família, salários. Talvez em 4 anos, as coisas voltem ao normal, ao controle e a população não queira alguém tão radical." Mulher, 18-24, Indecisa, Recife, PE, Assessora parlamentar Para os que estão pessimistas, é forte a sensação de "já perdemos" e o olhar precisa ser para o futuro pós 2018. (independente do resultado das eleições)
  8. 8. 8 2º Turno_Eleições Presidente Dúvida "Ainda vejo um pouco de esperança de que ele (Haddad) não seja um fantoche, (...) que ele consegue mudar algo. Mas é algo bem idealização, é o que sinto e não penso. (sobre Bolsonaro ganhar) Racionalmente, acho que vai dar ruim. Mas espero que ele apresente essa mudança que ele propõe sem perda de direitos, mortes e do que tá todo mundo com medo que aconteça. É uma mistura de medo e esperança." Mulher, 25-34, Indecisa, São Bernardo Do Campo, SP, Analista financeira O medo de errar e a dúvida existem, principalmente para os indecisos. Os indecisos se sentem encurralados e alguns dizem que vão tomar uma decisão no momento de encarar a urna.
  9. 9. 9 2º Turno_Eleições Presidente Medo A insegurança com relação ao futuro, do que vem pela frente, é comum a todos. "O voto hoje é uma roleta russa. Você pode acertar muito, ou você pode se ferrar muito e falar ‘meu deus, o que fiz com meu voto?’" Mulher, 25-34, Indecisa, São Paulo, SP, Auxiliar administrativa “A merda está feita. Independente de quem ganhar ou perder, todo mundo perde. Vai ter revolta independente de quem ganhar.” Mulher, 18-24, Haddad, São Paulo, SP, Jornalista "O que o Bolsonaro quer é ordem, um país forte, mas tem discurso muito radical. A gente fica um pouco indeciso. A gente sabe que tem muita coisa pra dar errado." Homem, 25-34, Bolsonaro, Salvador, BA, Fotógrafo “O problema não é o plano que está no papel, e sim o que será feito na prática para executar aquilo, o plano é escrito por intelectuais estudiosos, mas não sei como vão executar, não confio em nada.” Mulher, 35-44, Indecisa, Curitiba, PR, Farmacêutica
  10. 10. 10 2º Turno_Eleições Presidente O medo de se manifestar saiu da internet e foi para as ruas. As mulheres são as mais preocupadas com a violência gerada por uma polarização que divide e dividirá mais ainda a população. "Eu me senti perdida, e agora tenho medo. Tenho medo por toda uma polarização política - "esquerda e direita" e uma provável eleição de Bolsonaro. A eleição de Bolsonaro, de certa forma, representa, no meu entorno social, pessoas muito machistas e que fazem violência psicológica com as mulheres dentro de casa." Mulher, 18-24, Haddad, Fortaleza, CE, Psicóloga _ "Fico desesperada. Irritada, por ver as máscaras caindo. Tenho uma filha de 9 meses. Como vai ser morar num país desses? Tem pessoas que estão de fato matando por ódio. Pela pessoa ser homosexual, teve a mulher que teve a suástica gravada porque tava com o #EleNão, esse tipo de coisa é o fim do mundo." Mulher, 25-34, Haddad, Brasília, DF, Jornalista "Eu queria que 2014 voltasse, ali a polarização não se mostrava como violência física." Homem, 25-34, Haddad, Recife, PE, Designer _ "Não sei se amanhã eu vou me sentir 100% de ter essa conversa numa praça, num ponto de ônibus. Eu não me sentiria 100% à vontade de estar tendo essa conversa num lugar público." Homem, 25-34, Haddad, Campina Grande, PB, AdminIstrador Medo
  11. 11. 11 2º Turno_Eleições Presidente Cada lado acredita que o outro vai transformar o país em uma ditadura. “Dizem que com o PT, vai voltar a ditadura… outras falam que é com o Bolsonaro. 'O PT é pior, vai ser uma Venezuela…’, dizem.” Mulher, 45-54, Indeciso, São Paulo , SP, Faxineira “Haddad na presidência, se alguém for contra o que for dito que está na cartilha dele, vão ser presos. Então não vai existir democracia. Fico mais preocupado se Haddad for presidente. Vai ser uma baderna, aí eu vou ficar com medo.” Homem, 35-44, Bolsonaro, São Paulo , SP, Analista comercial Medo "Sobre Bolsonaro, escuto falar primeiro do fascismo, uma política autoritária, sem espaço para a democracia. O que dá vontade de chorar, o pronunciamento depois do 1º turno, que ia acabar com todo ativismo. São coisas que ele mesmo fala, o pior é isso.” Homem, 25-34, Haddad, Campina Grande, PB, AdminIstrador
  12. 12. 12 2º Turno_Eleições Presidente Decisão "Eu individualmente simpatizo mais com o Haddad, mas o que ele traz é tão grande, o antipetismo, que não dá pra explicar. Às vezes vejo propaganda eleitoral, dá vontade de votar no Haddad escondido." Homem, 25-34, Bolsonaro, Cristais Paulista, SP, Produtor rural/comerciante Quando questionados se existe algum nível de indecisão, mostram que a mudança de voto é possível. _ Para ambos os lados (eleitores de Bolsonaro e Haddad), muitos estão convictos da escolha já feita. Mas para uma parte dos entrevistados ainda há dúvidas e questionamentos. Parte dos eleitores está atenta e novas descobertas* (se forem fatos importantes) podem fragilizar a decisão. _ *"novas descobertas" não significam fatos 100% novos, e sim fatos novos para os eleitores, que não conhecem a totalidade do que já foi revelado a respeito do seu candidato Alguns eleitores, mesmo ‘decididos', admitem que estão abertos a mudar seu voto.
  13. 13. O diálogo entre quem pensa diferente tornou-se inviável. Segundo os entrevistados, isso acontece porque há extremistas em ambos os lados. Todos lamentam a impossibilidade de conversas na família e entre amigos. 13 2º Turno_Eleições Presidente Diálogo Visão geral de todos [x] Eleitores de Bolsonaro [x] Eleitores de Haddad [x] Indecisos "O mais difícil é me deparar com este radicalismo. Para mim uma conversa mais produtiva seria encontrar uma pessoa que não está tão radical, uma pessoa que conseguisse diante dos dois candidatos ver o lado bom e ruim dos dois e me ajudar a pesar e a encontrar uma escolha. Não estou conseguindo ter esta conversa." Mulher, 35-44, Indecisa, Curitiba, PR, Farmacêutica "Conversar com quem é anti-Bolsonaro nas redes sociais é impossível, tá intolerante das duas partes. A única pessoa que conversei por inbox foi um amigo da minha irmã, ele é homosexual. Chamei ele, expus minhas ideias, não sei se entendeu. Não é que dia 1º os Bolsominions vão matar os gays. Foi uma pessoa que aceitou ouvir. Nas redes sociais é comprar briga com todo mundo." Homem, 25-34, Bolsonaro, São Paulo , SP, Taxista “É sempre briga, porradaria, como eu disse dos dois extremos. Tem extremo que é anti PT, pró Bolsonaro e extremo que acredita que o Bolsonaro é fascista e vai implantar uma ditadura. Ninguém fica no meio.” Mulher, 25-34, Indecisa, São Bernardo Do Campo, SP, Analista financeira
  14. 14. 14 2º Turno_Eleições Presidente Diálogo "Uma vez postei no insta "lute como uma garota” e uma tia completamente favorável ao Bolso veio criticar, mostrou um vídeo… e eu pesquisei e mostrei: “tia, como mulher, a violência é assim assado”. Fiz um texto pra ela, e ela concordou: "agora te entendo". Mulher, 18-24, Indeciso, Recife, PE, Assessora parlamentar _ "Tô fazendo dois movimentos, postagens nas redes sociais e pessoas muito próximas, eu tô conseguindo conversar. Com meu primo, comecei essa semana. Amistosa, ele traz um fato, eu trago outro." Homem, 25-34, Haddad, Campina Grande, PB, Administrador Os eleitores que vêem a o voto como uma escolha associada à valores humanos e princípios humanitários são quem mais tem dificuldade em manter a calma nas conversas, segundo eles próprios. Conversas que migram do ambiente coletivo para o privado são as mais positivas. Quanto mais um a um e privada a conversa, melhor o diálogo.
  15. 15. 15 2º Turno_Eleições Presidente Diálogo Política virou futebol. Passional, território de brigas, não racional. A própria violência é associada ao fanatismo do futebol. "Tento manter a classe… mas não tem como tu manter. Não aceita, parece que enxerga outra realidade. Acusam muito quem vota no Bolsonaro. A parada é discussão mesmo, é tipo mais doente que futebol… aquela coisa louca. Nem pensar em falar que o PT fez alguma coisa errada no país.” Homem, 35-44, Bolsonaro, Rio de Janeiro, RJ, Freelancer de audiovisual _ “Tem chegado bastante notícias em relação a isso, ele (Bolsonaro) incitar a violência só que penso que as pessoas são muito extremistas, igual futebol. (...) Essas pessoas não representam o Bolsonaro, representam a si mesmos, com uma ideologia própria.” Mulher, 25-34, Bolsonaro, Rio de Janeiro, RJ, Jornalista "Esta minha amiga super Bolsonaro, quando disse que (no 1º turno) eu ia votar no Ciro, surtou. Eu disse: "pera um pouco, eu vou ter que mentir para uma amiga?” É irracional." Mulher, 65-74, Bolsonaro, Brasília, DF, Servidora Pública
  16. 16. 16 2º Turno_Eleições Presidente Diálogo Os indecisos, que estariam abertos a conversar, não o fazem por sentirem a pressão de escolher um dos lados. [x] Indecisos Os indecisos estão ansiosos por uma conversa mais amistosa e menos ligada a um convencimento. Mas não têm sentido que isso é sendo possível e eles decidiram se fechar. "Tive 2 experiências positivas. Não quero converter o voto de ninguém. (...) Talvez eu não tenha conseguido converter. Não tenho esse tipo de abordagem. Nem pergunto em quem a pessoa vai votar. Acho que existe espaço pra diálogo. O simples fato de que você está aberto a conversar já é positivo." Mulher, 25-34, Haddad, Brasília, DF, Jornalista "Com a namorada do meu filho, consigo ter uma conversa. Ela me questionando, vou tendo a possibilidade. É a diferença entre questionar e dizer "você tem que votar assim." Isso que me incomodou na última eleição. Votar numa pessoa não pelo que ela está propondo. Ficou muito assim, tem que votar um ou outro pra derrubar um ou outro." Mulher, 55-64, Indecisa, São Paulo, SP, Aposentada
  17. 17. Sobre os Candidatos
  18. 18. 18 2º Turno_Eleições Presidente Bolsonaro - motivação para votar Para seus eleitores, Bolsonaro representa: // mudança // inovação na política // um outsider da política “É um partido que está inovando. O PSL é um partido novo, mas pela base formada hoje, é uma base mais militar, sabe? Mais conservadora, que tem ideias totalmente diferentes de qualquer outra. Propostas presidenciais inovadoras.” Homem, 35-44, Bolsonaro, São Paulo , SP, Analista comercial "Só o fato dele ser eleito, acho que já tem potencial para mudar a forma como é o político brasileiro. A renovação do próprio Congresso. Ainda não dá para ter certeza, mas se espera que seja melhor. O fato dele ser um político diferente, que não seja do PT, PSDB, MDB, mainstream, já é algo bacana. Vejo como um evento de possível renovação para a classe política." Homem, 25-34, Bolsonaro, Porto Alegre, RS, Estudante/consultor
  19. 19. 19 2º Turno_Eleições Presidente Bolsonaro - motivação para votar Além do antipetismo, o que os levam a votar nele é uma combinação de 3 fatores: _ "O que todo mundo está esperando é que realmente cumpra o que fala. Por ele ser muito direto, eu também sou muito direto, isso acaba meio que se vendo, se identificando. Se você é muito direto, esse é seu objetivo, falo o que vier e pronto. É assim que eu sou e pronto. Fala mesmo. Às vezes fala coisas demais.” Homem, 25-34, Bolsonaro, São Paulo , SP, Taxista Economia/Mercado Segurança Combate à Corrupção Anti-PT Seus eleitores esperam que ele cumpra o que tem prometido. A ordem / importância pode mudar, mas a tríade de motivos para votar em Bolsonaro é recorrente.
  20. 20. 20 2º Turno_Eleições Presidente O voto sob pressão coletiva ou individual Com relação ao candidato Bolsonaro, existem influências do coletivo e individuais - algumas mais abertas, outras mais sutis: A força do coletivo Pessoas do entorno que declaram votar no Bolsonaro e dão a sensação de voto em massa, colocando em questão qual a melhor decisão individual. Pressão masculina Pressão de homens de opinião forte da família, que impõem sua opinião e não estão abertos ao diálogo. Pastores/Igreja Pastores da Igreja que direcionam o voto. Bolsonaro - motivação para votar
  21. 21. 21 2º Turno_Eleições Presidente A força do coletivo _ “A maioria dos meus alunos vota no Bolsonaro. Pra não dizer que não coloquei nada, coloquei aquela capa de apoio ao Bolsonaro.” Mulher, 25-34, Bolsonaro, São Paulo, SP, Professora Ed. física Pressão masculina _ “Meu marido falou que se eu não voto no Bolsonaro, eu tô votando contra ele, porque o Bolsonaro tem planos pra melhorar a vida dos policiais.” Mulher, 25-34, Haddad, Monte Alegre, PA, Assistente social Pastores /Igreja _ "Tenho um amigo fiel da igreja evangélica que recebe muita informação sobre Bolsonaro nos grupos da Igreja. Ia votar no Haddad por ética e pela percepção de que a vida melhorou nesta época, mas disse que tinha muita pressão nos grupos da igreja para que votasse em Bolsonaro na linha “preciso alertá-lo” sobre o PT. Pastor é a autoridade máxima na igreja, então acho isto muito difícil e complexo.” Mulher, 25-34, Haddad, Vila Velha, ES, Economista "Eu tive problemas com uma pessoa muito próxima, ela é da igreja, veio falar que o nosso pastor havia falado que é melhor votar em Bolsonaro, pois o Haddad ia fechar as igrejas.” Mulher, 25-34, Haddad, Montes Alegres, PA, Assistente social “Tem marido que tenta convencer a mudar para Bolsonaro. Irmã que tenta fazer mudar para Haddad.” Mulher, 18-24, Indeciso, Suzano, SP, Cabelereira Bolsonaro - motivação para votar
  22. 22. 22 2º Turno_Eleições Presidente Bolsonaro - imagem “Então né, surge tanta matéria… Não tem muitos pontos positivos sobre ele na internet. Temos que pensar no futuro também. Não sei se é verdade as notícias, dizem que ele se envolveu com corrupção. Eu não sei muito sobre ele." Mulher, 25-34, Bolsonaro, São Paulo, SP, Recepcionista _ “Não entendo nada, esse negócio de fascismo... não entendo nada. A gente não estudou, só os sobrinhos. Esquerda, direita, essas coisas eu não entendo nada não. Fascismo, nazismo, não consigo entender. Falam muito.” Mulher, 45-54, Indeciso, São Paulo, SP, Faxineira 01. os que escutam pouco, sabem pouco ou não compreendem as críticas existentes sobre o candidato Sobre o que circula de negativo sobre Bolsonaro, seus eleitores se dividem em 3 vertentes:
  23. 23. 23 2º Turno_Eleições Presidente Bolsonaro - imagem “O que acham que vai acontecer? Que o Bolsonaro vai exterminar os gays? A comunidade gay vai votar muito contra o Bolsonaro por considerá-lo homofóbico, mas eu não acho que ele seja.” Mulher, 25-34, Indeciso, São Paulo, SP, Pedagoga - "De vez em quando um ou outro fala que o Bolsonaro é homofóbico. Mas quem disse que vai ficar (desculpa as palavras) fiscalizando o rabo de alguém. Ele não vai ficar fiscalizando nada. O problema é dele. Agora, o que o Haddad é, eu já sei." Homem, 35-44, Bolsonaro, São Paulo, SP, Analista comercial Sobre o que circula de negativo sobre Bolsonaro, seus eleitores se dividem em 3 vertentes: 02. os que minimizam e relativizam o que seriam os pontos fracos do candidato, acham exageros 03. os que pesquisam e alegam que as críticas são frases soltas, antigas e descontextualizadas
  24. 24. 24 2º Turno_Eleições Presidente Bolsonaro - imagem "Essas frase de efeito que a gente recebe: ’Bolsonaro não é partido, é Brasil.’ ‘Amo essa terra.’ “ Homem, 35-44, Bolsonaro, Rio de Janeiro, RJ, Free-lancer de audiovisual _ “Pessoas mais simples da periferia, são mais Bolsonaro. Precisa de um cara diferente, que fala o que o povo quer ouvir.” Homem, 25-34, Bolsonaro, Cristais Paulista, SP, Produtor rural/ comerciante _ "Isso que ele tá fazendo, tá funcionando. Conteúdo do Haddad é mais explicativo é mais bem feito. Bolsonaro é frase de efeito. "Tem que matar mesmo". Mexe com a emoção das pessoas. Ele fala poucas coisas, mas isso mexe muito. Ele defende o armamento. Os vídeos dele com arminha mexe muito com as pessoas." Mulher, 25-34, Haddad, Brasília, DF, Jornalista Os símbolos e frases de efeito que 'pegam'. Frases de Bolsonaro ajudam a criar um uníssono, 'caem na boca do povo' pois é a forma como as pessoas falam.
  25. 25. 25 2º Turno_Eleições Presidente Bolsonaro - imagem Quanto aos símbolos, a mão segurando uma arma é uma mensagem simples, vista de forma positiva e associada ao perfil militar. Mesmo indecisos acham o sinal positivo, já que associam ao pulso firme necessário no momento, para o Brasil. “Penso que é um candidato que vai por ordem no Brasil, vai tentar colocar muitos pingos no is. A forma dele trabalhar, essa forma militarista, acho que segurar as rédeas agora é essencial. Como tão colocando na frase dele, primeiro ordem, e depois progresso. ” Mulher, 25-34, Bolsonaro, São Paulo, SP, Recepcionista “De imediato, combate à corrupção. Parece um homem correto no caminho que ele tá seguindo. Vem da base militar de fazer as coisas corretamente.” Homem, 25-34, Bolsonaro, Recife, PE, Estudante
  26. 26. 26 2º Turno_Eleições Presidente Bolsonaro - imagem "Achei tão pesado quanto aquela policial que fez justiça com as próprias mãos fazer campanha. Achei muito desnecessário. Acho erradíssimo, perdeu muitos pontos. Meu filho nem com arma brinca.” Homem, 25-34, Bolsonaro, São Paulo, SP, Comprador Restaurante "Chegou uma (imagem) que a sala inteira de crianças tá com essa mãozinha. Acho que ele faz de bobo alegre, porque não é possível alguém hoje em dia fazer com a intenção de incentivar violência. Tudo bem que não é a postura de um presidente, e que ele deve tomar cuidado agora, mas não era a intenção dele real de metralhar.” Homem, 25-34, Indeciso, São Paulo, SP, Empresário Já a imagem do candidato com a criança no colo, com o mesmo gesto, é criticada mesmo por apoiadores de Bolsonaro.
  27. 27. 27 2º Turno_Eleições Presidente Sensação de estar "passando um cheque em branco" para Bolsonaro. “Acho que sim talvez me arrependa...se o Bolsonaro não representar essa mudança toda que a campanha dele prega. Vai demorar um tempinho pra se estabilizar as coisas, criar mudanças. Arrependimento chegaria em 1 ano, 1 ano e meio. Me sinto inseguro sobre como vai ser executado. Muito da campanha é focado na violência… não sei como vai executar, de onde vai tirar recursos.” Homem, 25-34, Bolsonaro, Recife, PE, Estudante "Tem horas que eu acho uma coisa, tem horas que eu acho outra. Vou sofrer muito se tiver que votar na esquerda. Tomara que o Bolsonaro não faça nenhuma besteira. Ou acho que vou votar branco. Hoje estou bem assim." Mulher, 65-74, Bolsonaro, Brasília, DF, Servidora Pública Bolsonaro - dúvida Mesmo os eleitores certos do voto têm dúvidas, relacionadas principalmente às futuras entregas do candidato.
  28. 28. 28 2º Turno_Eleições Presidente Bolsonaro - dúvida Existe uma crença na democracia, caso Bolsonaro se revele correspondente às críticas ligadas à homofobia, machismo e autoritarismo. “Tenho medo, mas acho que as instituições vão segurar se ele for um monstro.” Mulher, 18-24, Indeciso, Recife, PE, Assessora parlamentar "Eu não acho que seria ameaça à democracia. Tem o Congresso, o Legislativo, não dá pra passar por cima de tudo.” Homem, 25-34, Bolsonaro, Recife, PE, Estudante “Minhas amigas também acreditam que ele não será tão exagerado como pintam, ele não será o novo Hitler. Nós temos o Congresso, temos democracia.” Mulher, 25-34, Indecisa, São Bernardo do Campo, SP, Analista financeira
  29. 29. 29 2º Turno_Eleições Presidente Haddad - imagem A imagem de Haddad é fortemente associada a pontos negativos do PT. (fica difícil defendê-lo para quem não é petista) Sabe-se muito sobre o partido e pouco sobre o candidato. “Como ele [Haddad] é o candidato, não tem como dissociar. Mais com relação ao partido. Quem é antipetista olha logo pro PT, não quer nem saber quem é o candidato. Coisas negativas são relacionadas ao partido”. Homem, 25-34, Haddad, Campina Grande, PB, AdminIstrador - “Quando eu ouço o Haddad, eu gosto dele, mas acho muito folclórico. Essa coisa de ir a Igreja com aquela Manuela D’Ávila, acho nada a ver, não é por aí. Acho fraco, não sei se está sendo explorado, mas não acho ele um cara porreta que eu teria muito ânimo em votar." Mulher, 65-74, Bolsonaro, Brasília, DF, Servidora Pública
  30. 30. 30 2º Turno_Eleições Presidente Haddad - imagem Visão de 'fantoche' e pouca personalidade. Visão é dos indecisos e daqueles que não votaram nele no 1º turno. “Olho e vejo como um fantoche. Ele é simplesmente um fantoche, sendo manipulado por um presidiário. Credibilidade não tem. Aqueles dependentes do sistema família que gostam dele.” Mulher, 45-54, Indecisa, São Paulo , SP, Faxineira
  31. 31. Visão de poucos que conhecem seu histórico: // educação // prefeito de SP 31 2º Turno_Eleições Presidente Haddad - imagem Poucas associações com o candidato que vão além do PT. Imagem não é consolidada. Conteúdo / personalidade esvaziadas. Mesmo quem sabe que ele foi prefeito de SP têm poucas informações sobre como foi esse governo. _ "Acho que ele é ainda meio passivo. Talvez aquela pessoa que ele estaria como vice fosse mais ativo. O Lula é uma pessoa ativa. Ele fez muita coisas errada, mas ele se posiciona, fala. O Haddad pode chegar a se posicionar assim, mas eu ainda não vi isso." Mulher, 25-34, Indeciso, São Paulo, SP, Auxiliar administrativa
  32. 32. 32 2º Turno_Eleições Presidente Haddad - motivação para votar Muitos que se declaram pró-Haddad, o fazem por questões muito pessoais de identidade. Feministas, LGBT’s, nordestinos. “Tem declarações sobre o Nordeste, que não sabe votar, que é burro. Tem uma foto do filho dele com camisa 'nordestinos tem que voltar', e também uma fala de que nordestino tem que morrer. Tem um video dele falando que é homofóbico com muito orgulho, como se tivesse aval, e isso é preocupante.” Mulher, 25-34, Indecisa, Sao Bernardo Do Campo, SP, Analista financeira "O adversário não me representa, ele não pensa nos direitos das pessoas, dos menos favorecidos. Ele foi sempre muito claro nos vídeos deles, por discriminar mulheres, quilombolas e índios, desvalorizar." Mulher, 25-34, Haddad, Monte Alegre, PA, Assistente social "Desesperador. Muitas coisas que o Bolsonaro é contra, sou lésbica, minha mãe é nordestina, não sou branca, muita coisa bate na minha cara se ele ganhar." Mulher, 18-24, Haddad, São Paulo, SP, Jornalista
  33. 33. Sobre Informação
  34. 34. 34 2º Turno_Eleições Presidente O conteúdo que se alastra pelos grupos de WhatsApp e no Facebook gera ao mesmo tempo informação e desinformação, confundindo as pessoas. As discussões nos grupos são rasas e os memes não ajudam a construir uma reflexão ou conversa inteligente. “Meu sogro tá em grupos de WhatsApp do Bolsonaro. Ele tá completamente imerso de fake news. Tentei mostrar pra ele, dei um Google na frente dele pra confrontar, mostrei milhões de argumentos pra justificar aquilo, mas ele fica sempre na mesma.” Homem, 25-34, Haddad, São Paulo, SP "Nessa altura do campeonato, não adianta mais. Se eu falar 'é falso' as pessoas dizem não é não… E você desiste. Mínimo avanço. Acho que a gente tá muito longe de conseguir melhorar isso." Mulher, 25-34, Haddad, Brasília, DF, Jornalista
  35. 35. 35 2º Turno_Eleições Presidente As pessoas compartilham as informações que recebem, pois querem ser protagonistas. A informação mais disseminada é aquela mais informal. Serve mais para circular do que para debater. "Neste segundo turno recebi imagens, vídeos, áudios e me chamou atenção quando entrei num grupo do Bolsonaro, para entender como as pessoas estão pensando, não havia discussão. Eram só memes e imagens, pessoas que querem bombar nas redes sociais: na linha “ouvi dizer que o PT fez isto....espalhem” as pessoas querem espalhar histórias, verídicas ou não, querem ser protagonistas!” Mulher, 25-34, Haddad, Vila Velha, ES, Economista (como me informo:) "WhatsApp, Facebook, Instagram, conversando. Às vezes infos vem em conversas informais. Também acompanho GloboNews. Pelo menos no WhatsApp talvez a maioria seja meme, muito mais card de comparativo, no sentido sério, mas parcial, memes de brincadeira, de piada, de humor e vídeos." Homem, 25-34, Bolsonaro, Porto Alegre, RS, Estudante/consultor
  36. 36. 36 2º Turno_Eleições Presidente O que circula nos grupos gera conflitos, negações e cansaço, para ambos os lados. Muito brigas acontecem nos grupos e no Facebook, na tentativa de questionar as fake news (que todos sabem que existem) ou a desinformação. "Só briga. Como eu não tenho argumento, não vou falar porque não vou saber falar. E tem gente que fala fala fala, mas não sabe. Ouve dos outros. Grupos de whatsapp, Facebook… um coloca, outro vem e xinga. Já saiu gente de grupo. "Não quero falar disso, vou sair." A dificuldade é dos dois lados. Briga de todos os lados. Meu primo é do Bolsonaro, o rico. O outro primo, mais pobre, começou a falar. Você é empresário… meus filhos não tem estudo. Já saiu do grupo, semana passada." Mulher, 45-54, Indecisa, São Paulo , SP, Faxineira "Eu falo com a pessoa, principalmente se for próximo a mim, dos dois lados, mas com mais frequência do lado do Bolsonaro. Recebi do kit gay várias. Aí eu explico que era só uma cartilha pra combater homofobia e teve pessoas que simplesmente me bloqueou. Eu tento fazer minha parte, mas é desgastante.” Mulher, 25-34, Indecisa, Sao Bernardo Do Campo, SP, Analista financeira
  37. 37. 37 2º Turno_Eleições Presidente O que deveria ser simples (checar as informações) não acontece. Quem tenta checar é taxado de “do contra”. A impossibilidade de diálogo faz com que a desinformação permaneça. "É simples, se a pessoa quiser saber, todo mundo tá com celular na mão. As pessoas não querem, tá sendo amplificada as convicções que elas já têm. Repetindo as convicções que a maioria não é verdade. Quase inexistente o diálogo. Semana passada num grupo da família, com tios, todo mundo, um saiu do grupo. Tá ridículo, tá bizarro. As pessoas se armaram com as suas convicções, não tão preocupadas se aquilo é verdade ou não." Homem, 35-44, Haddad, Rio de Janeiro, RJ, Autonomo / eventos audiovisual
  38. 38. 38 2º Turno_Eleições Presidente As pessoas dizem que essas eleições as levaram a ter atitudes mais pró-ativas na busca por informação. "Uma coisa que foi meu critério para a escolha no primeiro turno foi pesquisar a trajetória politica dos candidatos na Wikipedia, imaginando um pouco que ali é escrita por muitas mãos, com referencia em textos, mas não é o site do candidato, me ajudou. Neste meio, procuro ler os artigos de jornais dos mais variados tipos para não ser tendenciosa. Também olhei nos sites as propaganda deles feitas por eles. Foi bem interessante.” Mulher, 35-44, Indecisa, Curitiba, PR, Farmacêutico "Olho no site do TSE, porque é mais factual. Apesar de ter feito comunicação social, desconfio muito de outras fontes. Até fontes oficiais do governo, eu desconfio. Não quero ver campanha política, não acredito. Não olho Globo.com ou UOL, não acho confiável. Prefiro conversar com as pessoas, olho no olho, sou assim." Mulher, 25-34, Indeciso, São Paulo, SP, Pedagoga Ler planos de governo, consultar o site do TSE buscando a ficha do candidato, buscas no Google, Wikipedia.
  39. 39. 39 2º Turno_Eleições Presidente Os eleitores recorrem aos veículos tradicionais, mas reclamam que no geral eles não são imparciais e também acabam informando pouco. "Vejo sites de internet mesmo. Google notícias… sites de internet, jornais, R7, UOL, Globo… pelo WhatsApp muito também. Diferença é que pelo WhatsApp, 80% é pró Bolsonaro/negativas do PT. Mas eu vejo muito ataque, mas não muita proposta, no sites. 'PT tá copiando a cartilha…' até a mídia não está falando sobre propostas, e sim tentando jogar um contra o outro. Acho uma palhaçada. A gente insiste achando que vai ler alguma coisa boa. 'Haddad está tentando levar o Ministro tal para a economia, o Bolsonaro coloca quais são os supostos ministros…' isso é bacana, mas a mídia não mostra." Homem, 35-44, Bolsonaro, São Paulo, SP, Analista comercial Na visão dos eleitores, a mídia de massa pouco faz para de fato informar sobre planos de governo.
  40. 40. Pesquisa realizada entre 12/10 e 18/10 pela TalkInc, empresa especializada em pesquisa qualitativa. A Talk está no mercado desde 2007 atendendo através de pesquisa clientes de grande porte dos segmentos financeiro, de moda, varejo, serviços, tecnologia, ONG’s e bens de consumo em geral. Todos os resultados estão publicados no site: eleiçoes.talkdigital.co Pesquisas com caráter social realizadas anteriormente pela sócia Carla Mayumi: Sonho Brasileiro e Sonho Brasileiro da Política.

×