Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.

Planejamento Estratégico

2,104 views

Published on

Estes slides apresentam os principais conceitos relacionados ao Planejamento Estratégico bem como este é implementado na prática.

Published in: Business
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

Planejamento Estratégico

  1. 1. Planejamento Estratégico Sanmya F. Tajra sanmya@tajratecnologias.com.br www.tajratecnologias.com.br
  2. 2. Administração Planejamento Organização Liderança Controle Objetivos definidos da organização
  3. 3. Referência
  4. 4. Habilidades Administrativas Conceitual Conceitual Conceitual Humana Humana Humana Técnica Técnica Técnica Administração de 1ª Linha Administração Intermediária Alta Administração
  5. 5. Planejar – um modo de pensar O que fazer? Como fazer? Quando fazer? Por que fazer? Para quem fazer? Quanto? Por quem? Onde fazer?
  6. 6. Planejamento Estratégico Estabelecimento de um conjunto de providências a serem tomadas para a situação em que o futuro tende a ser diferente do passado Pressupõe um processo decisório
  7. 7. Planejamento Provoca modificações em SistemasTecnologiasPessoas
  8. 8. Princípios Específicos do Planejamento Participativo Coordenado Integrado Permanente
  9. 9. Tipos de Planejamento Operacional Estratégico Tático Decisões Planos Operações Conselhos, Presidência e Diretores Gerentes e Chefes Supervisores e Executores
  10. 10. Diferenças entre os Planejamentos Discriminação Estratégico Tático Operacional Prazo Amplitude Riscos Atividades Flexibilidade Mais longo Mais ampla Maiores Fins e meios Menor Mais curto Mais restrito Menores Meios Maior Mais curto Mais restrita Menores Meios Maior
  11. 11. Ciclo do Planejamento Planejamento Estratégico Análise e controle de resultados Planejamento Tático Análise e controle de resultados Análise e controle de resultados Consolidação e interligação dos resultados Planejamento Operacional
  12. 12. Metodologias • Define-se o diagnóstico e depois a visão e missão. • Define-se a visão e a missão e depois o diagnóstico.
  13. 13. Externo Interno Oportunidades Ameaças Fortes Fracos Diagnóstico - Análise Ambiental Negócio Missão Visão Objetivos Estratégias Plano de Ação Cronograma Cenários Credo Valores Vantagem Competitiva Análise Setorial 5 Forças
  14. 14. Algumas Premissas • O PE não é um instrumento para resolver todos os problemas da empresa, porém: – Identifica áreas que exigem decisões – Estabelece um fluxo mais rígido de informações – Facilita a mudança organizacional – Envolve vários elementos da empresa – Facilita e agiliza o processo de tomada de decisões – Facilita a alocação de recursos – Possibilita consenso, compromisso e consistência – Cria alternativas administrativas
  15. 15. Algumas Premissas • Estimula o comportamento sinérgico • Estimula a interação com o meio externo • Facilita a direção da empresa • Descentraliza o processo decisório • Afasta os executivos das atividades rotineiras • Orienta os planejamentos táticos e operacionais • Fortalece e agiliza o processo orçamentário Para dar certo é necessário um executivo que saiba trabalhar o planejamento estratégico.
  16. 16. Algumas Premissas O planejamento estratégico depende dos seguintes fatores: • Da cultura da organização • Da sua estratégia de elaboração
  17. 17. Falhas Comuns no PE Estruturação inadequada do setor responsável pelo planejamento – Não deve ser elaborado por “um funcionário”, mas por vários setores da empresa – Possivelmente, faltará o efetivo conhecimento da empresa como um todo – Gera resistência – Essa área deve estar próxima do nível mais alto da hierarquia – A equipe deve ser constituída por um assessor interno e um consultor externo – A equipe deve ser multiprofissional
  18. 18. Falhas Comuns no PE Ignorância da efetiva importância e significado do planejamento – Alguns executivos dizem que tem sucesso sem o planejamento – Porém, percebe-se que cada vez mais a importância por causa dos fatores: • Grande número de ocorrências no ambiente externo e interno das empresas • Análise do risco e da incerteza • Pela verificação do PE como instrumento de trabalho
  19. 19. Falhas Comuns no PE Expectativas de enormes e rápidos resultados O PE deve ser entendido como um processo contínuo, abrangente e participativo, cujos benefícios para a empresa vão aflorando ao longo do tempo, de maneira racional, lógica e estruturada. O PE está associado ao processo de administração da empresa.
  20. 20. Falhas Comuns no PE Não preparação do terreno para o PE – Não eliminação dos focos de resistências • Medo da perda de poder • Relação custo x benefício • Falta de confiança entre os agentes de mudança e as pessoas afetadas • Falta de capacidade em operacionalizar as novas atividades
  21. 21. Principal obstáculo ao crescimento organizacional é a incapacidade dos executivos para mudar suas atitudes e comportamentos com a rapidez exigida pelas empresas. O que fazer: - treinamento antecipado e contínuo - promover comunicação adequada - promover a participação efetiva das pessoas - melhorar os sistemas de informações - dar apoio às pessoas afetadas - manipular as pessoas afetadas - oferecer incentivos A resistência não está relacionada ao porte da empresa, mas à mentalidade dos executivos
  22. 22. Falhas Comuns no PE Desconsideração da realidade da empresa – Inadequação da empresa em termos de tamanho e recursos disponíveis – Inadequação à cultura da empresa Aspectos Formais Objetivos e metas Tecnologia Estrutura Organizacional Recursos Aspectos Informais Necessidades Motivações Valores Interesses Atitudes Sentimentos Reações
  23. 23. Visão • São as expectativas e os desejos dos acionistas, conselheiros e da alta direção • Está relacionada com um período de tempo longo • Abordagem ampla • Direciona o destino da empresa
  24. 24. Visão • Deve ser tão clara quanto o objetivo de lucro • Deve respeitar os direitos das pessoas • Deve ter direção aos focos básicos: consumidores, funcionários e fornecedores • Deve incrementar a participação de mercado • Estabeleça uma cultura de resultados
  25. 25. Missão • Razão de ser da empresa • Tem como ponto de partida o “negócio” da empresa • Em quais as atividades a empresa deverá concentrar-se no futuro • Por que ela existe? • Qual é a natureza do negócio? • Quais os tipos de atividades que merecem seus esforços?
  26. 26. Missão • Descreve as habilidades essenciais da empresa • Dimensões genéricas do produto ou serviço • Identificação a ser seguida, nunca específico a ser alcançado • O importante é ter sempre uma definição e não uma definição para sempre
  27. 27. Missão Transporte marítimo (diante da expansão da indústria aeronáutica) – Nós não transportamos passageiros por mar – Quem quer transporte, buscará os aviões – Nossa missão é: transporte, hotelaria e turismo associados
  28. 28. Missão • Deve ser empreendedora para influenciar no comportamento da empresa • Focar a satisfação do cliente • Refletir as habilidades da empresa • Entendíveis • Realistas • Flexíveis • Motivadores
  29. 29. Missão • 3M: resolver problemas não solucionados de forma inovadora • Escoteiros dos EUA: ajudar um jovem a alcançar seu potencial máximo • HP: oferecer contribuições técnicas para o progresso e o bem- estar da humanidade • Merck: preservar a melhorar a vida humana • Nike: experimentar a emoção da competição, da vitória e de vender os adversários • Sony: experimentar a satisfação de progredir e aplicar a tecnologia em benefícios da população
  30. 30. Dinamismo da Missão (IBM) • Início da década de 50: computadores • Fim da década de 50: processamento de dados • Início da década de 60: manipulação de informações • Fim da década de 60: solução de problemas • Início da década de 70: minimização de riscos • Fim da década de 70: desenvolvimento de alternativas • Início da década de 80: otimização dos negócios • Início da década de 90: desenvolvimento de novos negócios das empresas • Fim da década de 90: satisfazer as necessidades de resolução de problemas
  31. 31. Diagnóstico Estratégico Pontos Fortes Variáveis internas e controláveis que propiciam condição favorável em relação a seu ambiente. Pontos Fortes Variáveis internas e controláveis que propiciam condição desfavorável em relação a seu ambiente. Oportunidades Variáveis externas e não controláveis pela empresa, que podem criar condições favoráveis para a empresa. Ameaças Variáveis externas e não controláveis pela empresa, que podem criar condições desfavoráveis para a empresa
  32. 32. Análise do Ambiente Externo • Tecnologia • Governo • Subsistema financeiro • Sindicatos • Comunidade • Consumidores • Mercado • Segmento do setor
  33. 33. Entrantes Potenciais Fornecedores Compradores Substitutos Concorrentes da Indústria Ameaça de novos entrantes Poder de negociação dos compradores Poder de negociação dos fornecedores Ameaça de substituto 5 Forças Competitivas (Michael Porter)
  34. 34. Diagnóstico Estratégico (Interno) • Fotografia da empresa e do ambiente que lhe afeta em um determinado momento • É necessário ter em mente a visão e missão para o alinhamento do diagnóstico (futuro) • Estabelecimento das questões críticas • Deve-ser ter como referência os sistemas de informações gerenciais
  35. 35. Objetivo • Estado, situação ou resultado futuro que o executivo pretende atingir • Implica na obtenção de um fim ou resultado final Objetivo: alvo ou ponto que se pretende atingir Desafio: quantificação com prazos definidos do objetivo estabelecido
  36. 36. Vantagem Competitiva • Liderança de Custo • Diferenciação • Enfoque 1. Liderança de Custo 3b. Enfoque na Diferenciação 2. Diferenciação 3a. Enfoque no Custo Alvo amplo Alvo estreito
  37. 37. Meta Quantificação do objetivo Etapa ou passo intermediário Objetivo Metas
  38. 38. Características dos Objetivos • Devem ser claros, entendíveis, divulgados, entendidos e aceitos; • Devem ser específicos, mensuráveis, realísticos e desafiadores • Apresentam suas inter-relações de forma esquematizada • Devem estar relacionados aos fatores internos e externos da empresa • Devem possuir sistema de controle e avaliação • Devem ter prioridades
  39. 39. Hierarquia dos Objetivos Missão Postura Estratégica Propósitos Objetivos da empresa Objetivos funcionais Desafios Recursos Humanos ProduçãoMarketing Finanças DesafiosDesafios Desafios
  40. 40. Formas de Objetivos • Determinística – Ex: Aumentar as vendas em 5% até o final do ano • Probabilística – Não ter mais de 2% dos produtos com defeitos • Qualitativa – Melhorar a imagem da empresa perante a comunidade • Logística – Adquirir o controle acionário da principal concorrente
  41. 41. Objetivos: Benefícios • Direcionamento de esforços para onde vale a pena • Melhor estabelecimento de prioridades • Motivação pela maior participação • Maior conhecimento da empresa
  42. 42. Estratégias Estabelece quais serão os caminhos, os cursos, os programas de ação que devem ser seguidos para serem alcançado os objetivos e desafios estabelecidos. Que destino devo dar à empresa e como devo estabelecer esse destino?
  43. 43. Formas de Elaboração de Estratégias • Listagem Simples • Matriz de Tows • Cadeia de Valores • BSC Que destino devo dar à empresa e como devo estabelecer esse destino?
  44. 44. Cadeia de Valores (Michael Porter) Infra-estrutura da empresa planejamento, finanças, contabilidade, jurídico, qualidade, etc. Recursos Humanos Desenvolvimento de Tecnologia física e Know-how Aquisição compra de insumos Logística Interna recebimento, armazenamento, distribuição de insumos, estoque, frotas, devoluções p/ fornecedores Operações transformação dos insumos no produto final – máquinas, embalagens, montagem, manutenção, tetes e operações de produção Logística Externa coleta, amrazenamento e distribuição do produto acabado Marketing & Vendas meio pelo qual compradores possam comprar um produto e induzi-los a comprar Serviço Instalação, conserto, treinamento, fornecimento de peças Atividades Primárias Criação, Venda e Pós-Vendas dos Produtos Atividades de apoio
  45. 45. Exemplo de BSC Lucro Líquido + 3 pontos % Diminuição de Custos Op – 10% Aumento Faturamento – 30% Retenção dos clientes Ampliando Novas receitas – 40 p/ 60% Diversificação de convênios Venda por meio Vendedores terceirizados Aumento do volume produzido Aumento da produtividade Desenvolvendo novos produtos Capacidade de produção Investir na área de Engenharia Treinamento da equipe de produção Aumento do Parque fabril – 20% Financeira Cliente e Mercado Processos Internos Aprendizado e Infra-estrutura
  46. 46. Importância • Tem forte influência sobre os fatores internos e externos da empresa • Mesmo com erros táticos, a empresa ainda poderá sair vitoriosa • Deve estar vinculada à satisfação dos grupos envolvidos na empresa
  47. 47. Tipos de Estratégias • Crescimento – Inovação, internacionalização, joint venture, expansão • Manutenção – Estabilidade, nicho, especialização • Sobrevivência – Redução de custos, desinvestimento e liquidação de negócio
  48. 48. Tipos de Estratégias Desenvolvimento – De mercado – De produtos ou serviços – Financeiro – Capacidades – Estabilidade – Diversificação • Horizontal, vertical, concêntrica, conglomerada, interna e externa
  49. 49. Visão Credo Valores Missão Negócio Política Decisão Análise Setorial Análise das 5 Forças Competitivas FracosAmeaças FortesOportunidades Objetivos Cenários Estratégias Listagem Simples Matriz Tows Cadeia de Valores BSC Planos de Ação Cronograma Diretriz Estratégica Filosofia Organizacional Análise Ambiental Plano Tático e Operacional Formulação de Estratégias Visão Global do Planejamento Estratégico

×