Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.

Planejamento Editorial de Mídias Sociais | Lobo Criativo

405 views

Published on

Apresentação do workshop realizado no espaço Lobo Criativo sobre planejamento editorial de mídias sociais.

Published in: Social Media
  • Hey guys! Who wants to chat with me? More photos with me here 👉 http://www.bit.ly/katekoxx
       Reply 
    Are you sure you want to  Yes  No
    Your message goes here

Planejamento Editorial de Mídias Sociais | Lobo Criativo

  1. 1. PLANEJAMENTO EDITORIAL DE MÍDIAS SOCIAIS
  2. 2. Formada em Comunicação Social com habilitação em Relações Públicas (Conrerp/2: 4318) pela FAPCOM e mestranda em Ciências Humanas e Sociais na UFABC. Dos oito anos de atuação em internet (no setor público, privado e agências de comunicação) tem experiência em mídias sociais no planejamento editorial e de campanhas, curadoria e produção de conteúdo, gerenciamento de canais e equipes, atendimento ao consumidor e gestão de mídia online. Co-idealizadora e colunista no Versátil RP, blog especializado em Relações Públicas e comunicação.
  3. 3. Nome Idade Profissão Expectativas
  4. 4. _Programa do Workshop Definição de Planejamento de Comunicação Definição de Mídias Sociais Definição de Planejamento Editorial nas Mídias Sociais Processos do Planejamento Editorial A Marca Os Canais Categorias de conteúdo Temas Frequência Prevenção e Gestão de Crise Ferramentas Equipes Investimento Avaliações Casinhos Exercício Fontes e Referências Bibliografia
  5. 5. O QUE É PLANEJAMENTO DE COMUNICAÇÃO?
  6. 6. “O planejamento é um processo, um conjunto de fases (subprocessos, processos) pelas quais se realiza uma operação. Sendo um conjunto de fases, um processo, a sua realização não é aleatória. O processo é sistematizado, obedece a relações precisas de interdependência que o caracterizam como um sistema, como um conjunto de partes (fases, processos) coordenadas entre si, de maneira a formarem um todo, um conjunto coerente e harmônico visando alcançar um objetivo final (produto, resultado) determinado.” (p. 89) Juan Diaz Bordenave e Horacio Martins de Carvalho no livro Comunicação e Planejamento “É preciso considerá-lo [o planejamento], sobretudo, como um ato de inteligência, um modo de pensar sobre determinada situação ou realidade, enfim, como um processo racional-lógico, que pressupõe estudos, questionamentos, diagnósticos, tomadas de decisões, estabelecimentos de objetivos, estratégias, alocação de recursos, curso de ações etc.” (p. 203) Margarida Kusch no livro Planejamento de Relações Públicas na Comunicação Integrada
  7. 7. E AS MÍDIAS SOCIAIS, HEIN?
  8. 8. “A relação entre comunicação e tecnologia é indissolúvel, irreversível e não passível de ser negligenciada, o que coloca o comunicador contemporâneo em constante exercício de correlação entre as Tecnologias da Informação e Comunicação e a tradicional arte de comunicar.” (p. 20) “Como necessitam de agilidade nas comunicações com seus mais diversos públicos, as organizações estão enxergando na comunicação digital uma alternativa para o diálogo. No entanto, vale reforçar que não se pode posicionar a comunicação digital sem uma visão de seu planejamento integrado e alinhado à estratégia global da organização”. (p. 23) “A reputação pode ser construída com base no tipo de informação que divulgamos em nossos perfis, comunidades, blogs, microblogs etc. Por isso, ela é terreno fértil para organizações, celebridades e artistas que veem na rede uma possibilidade de construção de conceitos, imagem e reputação”. (p. 37) Carolina Terra no livro Mídias Sociais… e agora?
  9. 9. PLANEJAMENTO EDITORIAL NAS MÍDIAS SOCIAIS
  10. 10. Estabelecer um processo de produção, execução e gerenciamento de conteúdo nas mídias sociais. Levando em conta o histórico, o contexto, os objetivos e os públicos da marca.
  11. 11. ETAPAS DO PLANEJAMENTO EDITORIAL
  12. 12. A MARCA
  13. 13. Compreender o histórico, os princípios organizacionais, os públicos e o tom de voz / persona da organização.
  14. 14. OS CANAIS
  15. 15. Entender a função e dinâmica de cada um deles. Vale a pena estar em todos os canais? Vou ter fôlego para alimentá-los? Meu público está em qual? A persona da marca faz sentido nesse canal?
  16. 16. CATEGORIAS DE CONTEÚDO
  17. 17. Trata-se da abordagem multimídia que a internet possibilita. Como e por quem elas serão produzidas? Quais serão produzidas? As categorias se referem a: texto, imagem, vídeo, peças gráficas, etc.
  18. 18. Vídeo com fotos. Texto curto e objetivo com link e hashtags.
  19. 19. GIF
  20. 20. Texto simples.
  21. 21. Textão.
  22. 22. Atividade de editoras no Skoob.
  23. 23. Empresas no LinkedIn.
  24. 24. Campanha cm hashtag no Twitter <3.
  25. 25. TEMAS
  26. 26. A marca vai falar de todos os assuntos livremente ou há restrições?
  27. 27. FREQUÊNCIA
  28. 28. Digamos que você tem uma lojinha...
  29. 29. A Sprinklr publicou o estudo sobre os “horários de pico” das redes sociais.
  30. 30. PREVENÇÃO E GESTÃO DE CRISE
  31. 31. “Tais consumidores demandam uma postura transparente e responsável das instituições, o que faz o conceito de reputação corporativa estar cada vez mais em alta, se tornando um dos principais ativos de uma empresa. Um longo e permanente trabalho de construção de imagem positiva da empresa pode ser seriamente abalado ou mesmo destruído por um momento de crise”. (p. 123) “A gestão de risco é a antecipação do que pode acontecer, pensando tudo o que pode dar errado. Já o gerenciamento de crise contempla as ações quando a crise já está instalada”. (p. 125) “A flexibilidade e rapidez de resposta da tornaram-se o novo padrão comunicacional. A rapidez e a consistência de uma resposta devem estar em total sintonia com esta rapidez da informação”. (p. 126) Mariana Oliveira no livro Monitoramento e Pesquisa em Mídias Sociais
  32. 32. EQUIPE
  33. 33. Atendimento (de conta e SAC 2.0) Planejamento Redação Design (e multimídia) Monitoramento e Métricas
  34. 34. FERRAMENTAS
  35. 35. Planilha de gestão para acompanhamento de conteúdo.
  36. 36. Calendário de datas sazonais.
  37. 37. Hootsuite.
  38. 38. TweetDeck.
  39. 39. Amo o TweetDeck e vou protegê-lo. <3
  40. 40. Instamizer.
  41. 41. Gerenciador de páginas do Facebook.
  42. 42. Sobek minerador de texto
  43. 43. INVESTIMENTO
  44. 44. A comunicação deve ser tratada como parte do investimento!
  45. 45. E não há milagres em comunicação, a mídia deve entrar no planejamento.
  46. 46. Entre outras...
  47. 47. Digamos que em uma ação específica é preciso desenvolver um vídeo, mas você não tem essa expertise...
  48. 48. AVALIAÇÕES
  49. 49. “Definir os parâmetros de avaliação e mensuração dos resultados faz parte de todo o processo, pois permite uma visão crítica do que está sendo planejado e, posteriormente, o que foi realizado e dos resultados obtidos.” (p. 275) Margarida Kusch no livro Planejamento de Relações Públicas na Comunicação Integrada
  50. 50. - O site é bonito e funcional? Traz as principais informações sobre sua empresa? É atualizado periodicamente? Qual a taxa de visitas? - As mídias sociais são padronizadas? Tem conteúdo de qualidade e interação? Reverte visitas no site? - As pessoas envolvidas no processo de desenvolvimento desse objetivo cumpriram o combinado sem maiores problemas? Estão satisfeitos? Indicariam seus serviços? - A comunicação digital estruturada reverte em vendas, contatos e/ou imagem positiva da marca? Desenvolver a comunicação digital da marca de forma atraente e engajadora. Definir quem serão os desenvolvedores, designers, social media, plataformas e ferramentas. Elaborar um cronograma de ações cotidianas para alcançar o objetivo estratégico.
  51. 51. ALGUNS CASINHOS
  52. 52. FONTES E REFERÊNCIAS
  53. 53. _ P e s q u i s a s | D a d o s s e c u n d á r i o s São empresas especializadas que oferecem dados e análises sobre variados temas e setores.
  54. 54. _ P e s q u i s a s | D a d o s s e c u n d á r i o s Segmentação de dados baseada em técnicas analíticas e estatísticas. O Mosaic Brasil classifica a população brasileira em 11 grupos e 40 segmentos, considerando aspectos financeiros, geográficos, demográficos, de consumo, comportamento e estilo de vida.
  55. 55. EXERCÍCIO PRÁTICO
  56. 56. Vamos elaborar um planejamento editorial a partir de uma data sazonal? Definir: canal, categoria de conteúdo e prevenção de crise.
  57. 57. BIBLIOGRAFIA
  58. 58. _ B i b l i o g r a f i a | C i t a d o s
  59. 59. _ B i b l i o g r a f i a | S u g e s t õ e s C o m p l e m e n t a r e s
  60. 60. _ B i b l i o g r a f i a | L i n k s S u g e r i d o s o Blog Versátil RP o Blog Insightee o Blog da Martha Gabriel o Blog do Tarcízio Silva o Blog do IBPAD o Tips4Planners o Mashable o Blog Essa Tal Rede Social o Biblioteca Internet Lab o Blog da Raquel Recuero o Blog da Carol Terra o Horários Nobres Sprinklr o Livro Monitoramento e Pesquisa em Mídias Sociais o E-book Comunicação Digital Digicorp o O profissional de inteligência de mídias sociais no Brasil (2016) o Guia de imagens, vídeos e mídias para as redes sociais o Sobek minerador de texto
  61. 61. contato@taisoliveira.me / tais.oliveira@versatilrp.com.br Obrigada! :) taisoliveira.me / versatilrp.com.br

×