Dedini fermentec vinasse concentration

1,248 views

Published on

Published in: Business
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

Dedini fermentec vinasse concentration

  1. 1. Usina Moema Grupo Raízen – Unidade Costa Pinto Redução do Volume de Vinhaça e Otimização Energética Guilherme Marengo Ferreira Engenharia de Aplicação/Comercial 31 de maio de 2012 Dedini S/A Indústrias de Base Ecoferm e DCV
  2. 2. Por que concentrar a vinhaça? Legal • Norma CETESB P4.231 (dez/2006) Econômica • Redução no custo de transporte devido ao menor volume de vinhaça Ambiental • Redução da captação de água: retorno da água evaporada da vinhaça ao processo.Ecoferm e DCV 31 de maio de 2012
  3. 3. Tecnologias para redução do volume da vinhaça  Até 5,0 l vinhaça/l etanol Fermentação com alto teor alcoólico  Até 1,0 l vinhaça/l etanol Dedini Concentração de VinhaçaEcoferm e DCV 31 de maio de 2012
  4. 4. Ecoferm e DCV 31 de maio de 2012
  5. 5. Fornecimentos no Brasil Bascitrus, S.A. Mirasol – SP Cargil, S.A. Bebedouro – SP Citrovale, S.A. Olimpia – SP CICA, S.A. Juazeiro – BA Citrosuco Paulista S.A. Matão – SP Cutrale, S.A. Acarguaral – SP Frutos Tropicais, S.A. Estância – SE Frutopic, S.A. Matão – SP Suconor, S.A. Sapé - PBEcoferm e DCV 31 de maio de 2012
  6. 6. ECOFERM + DCV 14 Volume de Vinhaça (L/L) 12 10 Ecoferm 8 DCV 6 4 8 9 10 11 12 13 14 15 16 2 Teor Alcoólico ( GL) 1 8 9 10 11 12 13 14 15 16 Teor Alcoólico ( GL)Ecoferm e DCV 31 de maio de 2012
  7. 7. Vantagem Ecoferm: Consumo de vapor na Destilação 3.0 Consumo de Vapor na Destilação 2.6 (kg vapor/l AEHC) 2.2  Consumo: Redução 1,14 kg vapor/l AEHC 1.8 no Consumo de Vapor 1,46 1.4 1.0 8 9 10 11 12 13 14 15 16 Teor Alcoólico ( GL)Ecoferm e DCV 31 de maio de 2012
  8. 8. Vantagens dos Evaporadores de Névoa Turbulenta  Altos coeficientes de troca térmica  Menor área de evaporação quando comparado com outras tecnologias  Não há recirculação de líquido  Separadores mais eficientes  Menor Investimento $$$$$$  O fluxo turbulento proporciona maior tempo de campanha e fácil limpeza  Evaporação rápida e uniforme, minimizando a ocorrência de incrustação e melhor qualidade do produto  CIP integrado e totalmente automatizado  Equipamentos mais leves, instalações compactas com instrumentação simples e segura  Opera em cascata térmica e permite configurações de até 7 estágiosEcoferm e DCV 31 de maio de 2012
  9. 9. Dedini Concentração de Vinhaça  Integração Energética com a Destilaria: ZERO Consumo de Vapor  Vapores alcoólicos como fonte de energia (“know how” em destilação)  Redução do volume de vinhaça em até 6 vezes sem consumo adicional de vapor Destilação DCV – Dedini Concentração de Vinhaça Condensador Stripping Retificação Água Etanol Vapor Água Bomba Vácuo R Etanol Vinho Álccol 2ª Flegma A/ B/B1 A1 K Vapor Água evaporada K Flegmaça Vinhaça Vinhaça Concentrada (Até 25 %brix) 3,5 %Brix - 8 L/L etanolEcoferm e DCV 31 de maio 2012
  10. 10. Conc. de Vinhaça com Integração Energética Unidade Costa Pinto Piracicaba - SP - Brasil Redução no volume de vinhaça em 6 vezes sem consumo de vapor Unidade acoplada a destilaria Sem interferência no sistema de destilação – Garantia DEDINI Sistema de limpeza independente, sem parar a destilação Baixo Consumo de energiaEcoferm e DCV 31 de maio de 2012
  11. 11. Conc. de Vinhaça com Integração Energética Condições Operacionais Unidade Costa Pinto Piracicaba - SP - Brasil 24 22% 21 18 Brix % 15 12 9 6 3,5% 3 0 Tempo de Operação Vinhaça Vinhaça Água In Natura Concent. Evaporada  Integrado com Aparelho de Destilação de 350.000 L/dia  103 ton/h de água evaporada  Sem consumo de vaporEcoferm e DCV 31 de maio de 2012
  12. 12. Utilização da água evaporada Unidade Costa Pinto Piracicaba - SP - Brasil Lavagem de cana; Embebição do sistema de extração; Preparo do mosto; Diluição do fermento (3,0 – 4,5 pH);Ecoferm e DCV 31 de maio de 2012
  13. 13. Sinergismo Ecoferm + DCv Fermentação Convencional (8° GL) Vapor  Concentração até 65% Vinhaça Concentração in Natura até 22-25% Queima em (2-7° Brix) Caldeira Vapor Alcoólico  Concentração até 65% Vinhaça in Natura Vapor Alcoólico (8-14° Brix) Queima em Caldeira Redução de Custo com Fertilizante MineralEcoferm e DCV 31 de maio de 2012
  14. 14. Aplicação dirigida da vinhaça Concentrada Aplicação da vinhaça concentrada na linha com caminhão- tanqueEcoferm e DCV 30 de maio de 2012
  15. 15. Reboiler de Baixa Pressão Unidade Costa Pinto  Aquecimento Indireto da Destilação com Vapor Vegetal (0,7 Piracicaba - SP - Brasil bar man.)  Integrado na Coluna “A” de Aparelho de 350 MLD  27 t/h a menos de vinhaça  Recuperação de Condensado Vapor Vegetal (0,7 bar man)  Excelente Estabilidade e A Confiabilidade Condensado Vinhaça K RBP B AEcoferm e DCV 31 de maio de 2012
  16. 16. Reboiler – Redução do Volume de Vinhaça Volume de vapor que se evita de diluir na vinhaça Capacidade da Destilaria Redução de Volume da Vinhaça 350 m³/dia 650 m³/dia 500 m³/dia 935 m³/dia 600 m³/dia 1.130 m³/dia 700 m³/dia 1.320 m³/dia 800 m³/dia 1.510 m³/dia 900 m³/dia 1.700 m³/dia 1000 m³/dia 1.870 m³/diaEcoferm e DCV 31 de maio de 2012
  17. 17. Dedini Concentração de Caldo Evaporadores Tipo Névoa Turbulenta Aplicação Fábrica de Açúcar ou Concentração de caldo com geração Dest. Autônoma de vapor V1 e V2 Vantagens Vegetal V1 As mesmas da concentração de Vegetal V2 vinhaça, além de causar menor aumento de cor no xarope Condensador Evaporativo ATM Projeto OperacionalEscape Limpeza CIP sem necessidade de parar a fábrica de açúcarCond. ÁGUA EVAPORADA CALDO CALDO CONCENTRADO (13 %Brix) ( 65 %Brix)Ecoferm e DCV 31 de maio de 2012
  18. 18. ECOFERM: Vantagens do processoEcoferm e DCV 31 de maio de 2012
  19. 19. Principais Vantagens da Utilização do ECOFERM  Ex: Produção de 1000 m3 de etanol por dia = economia de 900m3 de água tratada.Ecoferm e DCV 31 de maio de 2012
  20. 20. Conclusões: Ecoferm e DCv  Redução do volume de vinhaça, reduz os custos de transporte e distribuição à lavoura;  Balanço Energético Positivo, possibilitando maior excedente para co-geração;  Redução até 50% do número de centrífugas;  Economia em Insumos;  Economia de Água;  Grande apelo ambiental, facilitando o manejo e retorno da vinhaça à lavoura;  Obtenção de uma vinhaça concentrada de até 65° Brix com o mesmo consumo de vapor;  Os processos Ecoferm e DCv são complementares e sinergistícos, ou seja, a utilização conjunta dessas tecnologias diversifica e amplia os benefícios obtidos em cada um deles.Ecoferm e DCV 31 de maio de 2012 20
  21. 21. Dedini Concentração de Caldo Evaporadores Tipo Névoa Turbulenta Concentração de Suco de Laranja e outras frutas Evaporadores Tipo Névoa TurbulentaEcoferm e DCV 31 de maio de 2012
  22. 22. Usina Moema Grupo Raízen – Unidade Costa Pinto Obrigado pela atenção. Guilherme Marengo Ferreira Engenharia de Aplicação/Comercial Dedini S/A Indústrias de Base guilherme.marengo@dedini.com.br 31 de maio de 2012 Ecoferm e DCV

×