A queda da monarquia e 1ª republica

4,829 views

Published on

Published in: Education
0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total views
4,829
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
50
Actions
Shares
0
Downloads
75
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

A queda da monarquia e 1ª republica

  1. 1. A Queda da Monarquia e a 1ª República<br />Trabalho Realizado por:<br /> Ana Maria Capela, Nº2, 6ºA<br />Inês Ferreira, Nº11, 6ºA<br />
  2. 2. <ul><li>A Queda da Monarquia e a 1ª República
  3. 3. A Revolução Republicana e a Queda da Monarquia
  4. 4. As difíceis Condições de Vida
  5. 5. O Partido Republicano
  6. 6. A disputa por os territórios Africanos
  7. 7. O 31 de Janeiro de 1891
  8. 8. O Regicídio
  9. 9. O 5 de Outubro
  10. 10. O Hino Nacional
  11. 11. A Constituição Republicana
  12. 12. As Principais medidas na educação…
  13. 13. … e no Trabalho
  14. 14. Portugal e a 1ª Guerra Mundial
  15. 15. O Crescente descontentamento do Portugueses</li></ul>Índice:<br />
  16. 16. A Revolução Republicana <br />e a Queda da Monarquia<br /><ul><li>Nos finais do Século XIX, grande parte dos Portugueses continuava a viver com muitas dificuldades. A cedência de Portugal à última decisão britânica colaborou para crescer o desagrado da maioria da população.
  17. 17. Os portugueses manifestavam-se contra a monarquia e declaravam-se à pátria.
  18. 18. Queixavam-se ainda dos Ingleses que queriam retirá-los de Angola e Moçambique.
  19. 19. Em 1908, o rei D. Carlos I e o seu herdeiro foram assassinados, ou seja, este sucedido contribuiu para a crise da Monarquia.
  20. 20. Então, no dia 5 de Outubro de 1910, a Monarquia terminou com a Revolução Republicana.
  21. 21. Alguns Fidalgos reuniram-se para proclamar e anunciar o fim da Monarquia e o inicio da República. Os portugueses aclamavam a República.</li></li></ul><li>As Difíceis Condições de Vida<br /><ul><li> Para construir caminhos-de-ferro, estradas, pontes… tinha sido necessário pedir dinheiro ao estrangeiro. Como os governos muitas vezes, não tinham dinheiro para pagar esses empréstimos e os respectivos juros, subiam os impostos ou pediam novos empréstimos. O País estava cada vez mais endividado. Assim, a classe média, os operários nas cidades e os trabalhadores rurais nos campos continuavam a viver com grandes dificuldades. Só os ricos viviam bem.</li></ul>Apesar do desenvolvimentoindustrial, confirmado na segunda metade do século XIX. A maioria da população portuguesa continuava a trabalhar na agricultura.<br />As fábricas localizavam-se principalmente nas regiões com mais habitantes.<br />
  22. 22. Partido Republicano<br /><ul><li>Em 1876, elaborou-se o Partido Republicano Português, que motivou a troca da Monarquia pela República, ou seja, o País deixava de ter um Rei e passaria a ter um Presidente e os Ministros da Assembleia.</li></li></ul><li>A Disputa por Territórios<br /> Africanos<br />Vários países europeus, mostravam-se interessados em ocupar territórios africanos.<br />Os conflitos pela posse dos territórios africanos tornaram-se frequentes. Na conferência de Berlim, foidecididoque a partilha dos territórios seriafeita de acordo com a suaocupaçãoefectiva, ouseja, quempovoasseaqueleterritório, independentemente de quemostivessedescobertoficaria com ele.<br /> Portugal acabouporceder è Grã- Bretanha<br />osseus territórios.<br />
  23. 23. O 31 de Janeiro de 1891<br /><ul><li> A 31 de Janeiro de 1891, rebentou no Porto uma revolta contra a Monarquia.
  24. 24. Este acontecimento demonstrou o descontentamento dos Portugueses em relação ao regime Monárquico e a aceitação, cada vez maior, das ideias republicanas.</li></li></ul><li>O Regicídio<br /><ul><li>A 1 de Fevereiro de 1908 se deu o regicídio: D.Carlos I foi morto a tiro em conjunto com o seu filho mais velho e herdeiro do trono, Luís Filipe.
  25. 25. D.Manuel, seu filho mais novo, foi aclamado rei.</li></li></ul><li>O 5 de Outubro<br />Na madrugada de 4 de Outubro de 1910, iniciou-se em Lisboa a RevoluçãoRepublicana.<br /> Na manhã do dia 5 de Outubrode 1910 foiproclamada a República, pondofim à Monarquia.<br />Após a proclamaçãodaRepúblicafoicriado um governoprovisório, presididopelo Dr. Teófilo Braga.<br />
  26. 26. O Hino Nacional <br />Heróis do mar, nobre povo<br />Nação valente, imortal,<br />Levantai hoje de novo<br />O esplendor de Portugal!<br />Entre as brumas da memória, <br />Ó Pátria sente-se a voz<br />Dos teus egrégios avós,<br />Que há-de guiar-te à vitória!<br />Refrão<br />Às armas! Às armas! <br />Sobre a terra, sobre o mar.<br />Às armas! Às armas! <br />Pela Pátria lutar!<br />Contra os canhões,<br />Marchar, marchar!<br />Desfraldaa invicta Bandeira,<br />À luz viva do teu céu!<br />Brade a Europa à terra inteira:<br />Portugal não pereceu.<br />Beija o solo teu jucundo<br />O Oceano, a rugir d’amor,<br />E o teu braço vencedor<br />Deu novos mundos ao Mundo!<br />Refrão<br />Saudai o Sol que desponta <br />Sobre um ridente porvir;<br />Seja o eco de uma afronta<br />O sinal do ressurgir.<br />Raiosdessa aurora forte<br />São como beijos de mãe,<br />Que nos guardam, nos sustêm,<br />Contra as injúrias da sorte.<br />Refrão<br />
  27. 27. O governoprovisórioorganizoueleiçõesparaformar a AssembleiaConstituinte. Com a 1ª ConstituiçãodaRepública Portuguesa, -aprovada a 19 de Agosto de 1911-a Constituição de 1911, tal como ficouconhecida.<br />A Constituição republicana<br />
  28. 28. Para modernizar Portugal, osRepublicanosconsideravamque era, sobretudo, necessáriomelhorar a educação dos Portugueses. Poissóassim o País poderiasair do atraso em que se encontravacomparativamente a outros países europeus. <br />A prioridade dos governantes era alfabetizar, ouseja, fazer com que a maioriadapopulação do País soubesseler e escrever.<br />Contudo, a grande parte dapopulaçãocontinuavaanalfabeta.<br />As Principais Medidas na Educação…<br />
  29. 29. Para conseguirem a melhoria das suas condições de vida e trabalho, ostrabalhadoresuniram-se, conforme a actividade em quetrabalhavam, fortalecendo, assim, ossindicatosjáexistentes e formandooutros. Os sindicatosorganizaramgreves.<br />Estasparalisaçõesfizeram-se sentir em grandenúmero, logo após à ImplantaçãodaRepública.<br />…e no trabalho<br />
  30. 30. Em 1917 partiram as primeirastropasPortuguesasparaFrança, para combater na 1ª Guerra Mundial.Aguerraterminou em 1918 com a vitóriadaGrã-Bretanha.<br />Portugal e a 1ª Guerra Mundial<br />
  31. 31. O Crescente descontentamento<br /> dos Portugueses<br />A participação de Portugal, na guerra contribuiu para agravar os problemas que afectavam o País:<br />Uma das grandes dificuldades dos Republicanos, resultava da Instabilidade Política.<br />
  32. 32. Para essa estabilidade muito contríbuiu o poder excessivo do Parlamento.<br />A divisão do partido republicano em vários partidos rivais e os ataques dos<br />monárquios, que tentaram várias vezes acabar com a República e restaurar<br />a Monarquia, foram outras das causas da instabilidade governativa da 1ª<br />República.<br />Instabilidade Política<br />
  33. 33. FIM!!!<br />

×