Apresentação de TIC

5,369 views

Published on

Published in: Entertainment & Humor, Sports
0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total views
5,369
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
18
Actions
Shares
0
Downloads
215
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Apresentação de TIC

  1. 1. EB Manuel de Figueiredo TIC 2007/08 Páginas 146 a 165 do manual.
  2. 2. Introdução O Futsal é uma modalidade colectiva jogada com os pés, cujo objectivo é marcar golos (introduzir a bola na baliza do adversário), evitando que este faça o mesmo e respeitando as regras do jogo. É jogado com uma bola de Futsal e é arbitrado por dois árbitros e um oficial de mesa. Cada equipa tem 12 jogadores: 5 efectivos e 7 suplentes. O jogo dura 40 minutos (20 minutos cada parte), e tem 10 minutos de intervalo.
  3. 3. Futsal O Futsal (ou Futebol de Salão) começou a ser praticado por volta de 1940 em S.Paulo, Brasil. As bolas eram de crina vegetal ou serragem, mas como as bolas eram muito leves, o seu peso foi aumentado e o tamanho diminuído, por isso se chama “desporto de bola pesada”.
  4. 4. Gestos Técnicos Recepção Condução
  5. 5. Passe com a parte interior do pé Passe com a parte exterior do pé
  6. 6. Passe com o peito do pé Passe com a planta do pé
  7. 7. Finta Remate com o peito do pé
  8. 8. Remate com a parte exterior do pé Remate de bico Remate de cabeça
  9. 9. Posições dos Jogadores No Futsal, a nomenclatura dos jogadores depende da posição que eles ocupam no terreno de jogo.
  10. 10. Guarda-redes: joga na baliza. Fixo: jogador defensivo que, normalmente, actua no centro do meio-campo defensivo. Ala Esquerda e Ala Direita: jogadores que jogam principalmente junto às faixas laterais do campo, defensivamente e ofensivamente. Pivot: jogador ofensivo que, normalmente, joga no centro do meio-campo ofensivo, servindo de finalizador ou jogador que faz tabela com o fixo ou com os alas, para possibilitar possíveis finalizações. Situações de Bola Parada Há situações de bola parada, quando são marcados Cantos [quando a bola sai do campo pelas linhas finais, tocada em último lugar por um jogador defensivo] ou quando são marcados Livres [quando é cometida uma falta dentro da área por um jogador defensivo], que possibilitam finalizações de marcações.
  11. 11. Regulamento do Jogo Pontapé de Saída: o jogo incia-se com o Pontapé de Saída, estando a bola em cima da marca de meio-campo, apenas dois jogadores dentro do círculo central e todos os outros nos respectivos campos. Bola ao Solo: depois de uma interrupção temporária do jogo provocada por uma causa não prevista no Regulamento do Jogo, este deve ser recomeçado com a bola no solo. Marcação de Golos: é golo sempre que a bola passa completamente a linha de baliza, entre os postes e por baixo da barra. Bola em Jogo: a bola está em jogo quando não ultrapassa completamente as linhas laterais ou finais ou ressalta para o campo, depois de ter batido no poste, na barra, ou num dos árbitros, desde que ele se esteja dentro do terreno de jogo. Bola Fora de Jogo: a bola está fora de jogo quando transpõe completamente as linhas laterais ou finais, quando o jogo é interrompido pelo árbitro ou quando toca no tecto.
  12. 12. Lançamento de Baliza: é lançamento de baliza quando a bola transpõe completamente a linha final fora dos postes ou por cima da barra, tendo sido tocada em último lugar por um jogador atacante. O guarda-redes pode lançar a bola de qualquer parte de dentro da área, com a mão. Lançamento da Bola pela Linha Lateral: quando a bola transpõe completamente a linha lateral, é reposta em jogo no sítio em cima da linha lateral por um jogador da equipa adversária. O jogador que faz o lançamento deve ter um pé em cima ou atrás da linha lateral e tem 4 segundos para executar o pontapé depois da autorização do árbitro. Pontapé de Canto: quando a linha passa completamente a linha final, fora dos postes ou por cima da barra, tendo sido tocada em último lugar por um jogador defensivo, é marcado pontapé de canto e pode ser marcado golo directamente.
  13. 13. Pontapé Livre Indirecto: o pontapé livre indirecto é concedido à equipa adversária à do guarda-redes que: - volte a receber a bola depois de a ter passado a um jogador da mesma equipa, sem ela ter passado o meio-campo ou tocado num adversário; - toque na bola com as mãos depois de um jogador da sua equipa lhe a ter passado intencionalmente; - toque na bola com as mãos, vindo esta directamente de um passe de reposição da bola em jogo, pela linha lateral, de um jogador da mesma equipa; - toque na bola com as mãos ou com os pés durante mais de 4 segundos, sem ser no meio-campo adversário.
  14. 14. Pontapé Livre Directo: o pontapé livre directo é concedido à equipa adversária à do jogador que: - dê ou tente dar um pontapé num adversário; - passe ou tente passar uma rasteira a um adversário; - agrida ou tente agredir um adversário; - empurre, agarre ou cuspa para cima de um adversário; - se atire para o chão, deslizando, tentando jogar a bola; - toque com as mãos na bola intencionalmente. Pontapé de Grande Penalidade: é concedido pontapé de grande penalidade quando alguma das faltas mencionadas anteriormente for cometida dentro da área. Faltas e Comportmentos Antidesportivos Faltas Acumuladas: - as faltas acumuladas são todas as faltas adquiridas com Pontapés Livres Directos. - as primeiras 5 faltas em cada meio-tempo possibilitam à equipa infractora a formação de barreira. A partir da 6ª falta, a equipa infractora já não pode fazer barreira e todos os jogadores devem estar atrás de uma linha imaginária que está a 5 metros da bola, excepto o guarda-redes e o jogador que vai marcar o pontapé. - quando um jogo é prolongado, as faltas acumuladas da 2ª parte contam na prolongamento.
  15. 15. Quando a equipa atacante tem a posse de bola, deve adoptar uma atitude ofensiva. Pode optar por: - desmarcações: deslocamentos para espaços vazios, com o objectivo de poder receber a bola. - rotações: mudança de postos dos jogadores entre si, sempre trocando a bola entre si. - cortinas: passagens entre o jogador que tem a bola e o seu adversário, limitando o campo visual dos defensores e impedindo uma entrada sobre o jogador que tem a bola. - bloqueios directos: quando são executados sobre o defensor do portador da bola. - bloqueios indirectos: quando são executados sobre outro defensor. Acções e Procedimentos Tácticos e Ofensivos
  16. 17. Susana Brito 9ºB T.I.C. 2007/08 Prof. Nélson Correia

×