Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.

Roda de Conversa sobre: “Para além do trabalho: vivendo em biblioteca”

1,007 views

Published on

Convidada especial da Content Mind > MSc. Enilze de Souza Nogueira Volpato - 9out2015 - Roda de Conversa via Hangout -
Viver implica em CONnviver e muito de nosso convívio acontece no nosso trabalho. Em geral, bibliotecas são instituições ligadas ao serviço público onde não há cultura de demissão. Então quando decidimos trabalhar em uma biblioteca podemos “casar” com ela e com “os outros” que fizeram a mesma escolha. Mas, lembrando Sartre, quando estamos juntos, entre quatro paredes, por um longo tempo, os “outros” são o inferno. Precisa ser assim? Propomos uma reflexão sobre estratégias que podem contribuir para a formação de ambientes amistosos, saudáveis e criativos em bibliotecas.

> Você conhece alguma biblioteca em que colegas de trabalho tiram férias juntos e viajam juntos, com suas famílias???
> Você conhece alguma biblioteca em que os aposentados vem trabalhar voluntariamente, no balcão principalmente, para que todos os que estão na ativa possam participar de um evento de capacitação em horário de trabalho?
> Você conhece alguma biblioteca em que todos os colegas festejam seus aniversários no ambiente de trabalho e que, portanto, as festas são frequentes e muito bem festejadas? Onde até os aposentados comparecem?

Esta biblioteca existe!!! Vamos conversar sobre causas e efeitos destes e outros comportamentos similares? E quando os comportamentos são antagônicos a estes, por quê o são? Vamos conversar? Informações completas:
http://www.contentmind.com.br/cursos/vivendo-em-biblioteca2/

  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

Roda de Conversa sobre: “Para além do trabalho: vivendo em biblioteca”

  1. 1. Para além do trabalho: vivendo em biblioteca Enilze de Souza Nogueira Volpato Divisão Técnica de Biblioteca e Documentação Unesp – Campus de Botucatu outubro - 2015
  2. 2. O que me inspira ?
  3. 3. 14 pontos de Deming - Saia da crise -1986 1 – Manter a constância de propósito 2 - Adotar a filosofia da qualidade 3 – Avaliar o processo e não controlar as pessoas 4 – Não fazer negócios baseados no menor preço : Estabelecer relacionamentos baseados em confiança e lealdade. 5 – Instituir a melhoria constante. 6 - Instituir o treinamento em serviço. 7 – Instituir a liderança. 1997 - Equipe Multifuncional da Rede de Bibliotecas da Unesp Gestão da Glaura Maria Oliveira Barbosa de Almeida Beluzzo, Regina CB & Macedo, Neusa D. Agestão da qualidade em serviços de informação: contribuindo para uma bases teórica. Ci Inf. 1993, 22:124-32.
  4. 4. 14 pontos de Deming - Saia da crise -1986 8 – Afastar o medo: retraimento, baixa produção , ansiedade e doenças. 9 – Eliminar barreiras: centralização administrativa e divisão das pessoas e seções. 10 – Eliminar lemas e metas: geram inimizades: basear-se e nas premissas: atendimento às necessidades dos usuários o serviço de informação é constituído de pessoas 11 – Abandonar cotas numéricas e tradicionais avaliações de desempenho. 12 – Remover barreiras ao orgulho da execução. 13 – Instituir programas de educação e aperfeiçoamento. 14 – Obter o engajamento de todos. 1997 - Equipe Multifuncional da Rede de Bibliotecas da Unesp Gestão da Glaura Maria Oliveira Barbosa de Almeida Beluzzo, Regina CB & Macedo, Neusa D. Agestão da qualidade em serviços de informação: contribuindo para uma bases teórica. Ci Inf. 1993, 22:124-32.
  5. 5. Planejamento estratégico Missão, valores e visão Os porquês da biblioteca. O quem somos? O que queremos? fortalezas e fraquezas /ameaças e oportunidades Como somos? Em que cenário atuamos? QUESTÕES ONTOLÓGICAS Mudar o olhar : do físico para o METAFÍSICO 1997- primeiro Plano de Trabalho anual da Divisão Técnica de Biblioteca e Documentação Gestão da Regina Aparecida Denadai da Silva
  6. 6. Planejamento estratégico COORDENADORIA GERAL DE BILIOTECAS. Unesp. Planejamento estratégico na gestão da qualidade em bibliotecas universitárias. In: ___. Gerência de bibliotecas universitárias para a qualidade total: planejamento e seleção. São Paulo, 1997. módulo 2, p.10. (Recursos humanos, informação e qualidade, v. 1) As gerências das biblioteca devem distinguir claramente entre: o que fazer como fazer ação estratégica ação operacional outputs inputs
  7. 7. 2003 – Assumi a diretoria da Biblioteca Wokshop: área de empréstimo Discussão do primeiro manual de empréstimo da biblioteca Capacitação Gestão participativa Gestão do conhecimento Padronização: operacional X relacional Suporte tecnológico Adequações para o funcionamento em Rede Ação do “atendente” no mundo real Demandas peculiares de cada indivíduo usuário Dinâmica das relações
  8. 8. Realização pessoal ser quem quer – espontaneidade criatividade Auto-estima Reconhecimento pelo outro Afetivas relacionamentos (amigos, amores, amantes) Segurança (própria, familiares, propriedades) Fisológicas/básicas Pirâmide de Maslow Qual motivação ofereço?
  9. 9. Oferecer Promover Obter autonomia iniciativa resolutividade espontaneidade criatividade inovação empatia solidariedade cooperação poder adesão engajamento confiança segurança lealdade reconhecimento prazer saúde
  10. 10. “A possibilidade de mudar o sentido do sofrimento está relacionada com o reconhecimento do outro. Sem reconhecimento não pode haver sentido, nem prazer (...)” (2008, p.262). nossa capacidade de resistir ou ficar doente está intimamente ligada à qualidade das relações de trabalho. E acrescenta: “a saúde de uma pessoa depende muito de seus colegas, isto é, das relações interindividuais”. Dejours, C. (1999). Conferências brasileiras: identidade, reconhecimento e transgressão no trabalho (A. C. F. Reis, Trad.). São Paulo: Fundap; EAESP/FGV. “Para ser criativo, um profissional precisa se sentir livre de julgamentos e pressões, o que raramente acontece num contexto como o que estamos vivendo” Adriana Baraldi, consultora que integra o Fórum de Inovação da FGV (Fundação Getúlio Vargas). http://www.msn.com/pt-br/dinheiro/carreiraeeducacao/4-t%C3%A1ticas-para-permanecer-criativo-durante-a-crise/ar- AAdQF0w?ocid=UP97DHP Dejours, C. (2008g). Análise psicodinâmica das situações de trabalho e sociologia da linguagem. In: Lancman, S. et al. (Org.). Christophe Dejours: da psicopatologia à psicodinâmica do trabalho. (p 262. Rio de Janeiro: Editora Fiocruz, 2008.
  11. 11. Horta comunitária Grupo de Teatro Posto de Coleta Seletiva Campanhas solidárias Grupo Watsapp ativos , aposentados e funcionárias da limpadora Festas de aniversário ativos e aposentados Celebrações: conquistas pessoais, confraternização no final do ano Grupo skype Aposentados trabalham Aposentada no grupo de teatro E agora? Como estamos?
  12. 12. Nossa biblioteca
  13. 13. Obrigada! enilze@btu.unesp.br enilze@gmail.com

×