O bibliotecario como agente da democratizacao da informacao

2,884 views

Published on

Palestra de abertura do XIII Seminario para bibliotecarios dos Centros Binacionais Brasil Estados Unidos, 2/dez/2009, Joinville, SC - http://www.ccbeuj.com.br/

Published in: Education, Technology
3 Comments
3 Likes
Statistics
Notes
No Downloads
Views
Total views
2,884
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
5
Actions
Shares
0
Downloads
12
Comments
3
Likes
3
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

O bibliotecario como agente da democratizacao da informacao

  1. 1. SOARES, S. B. C., dezembro/2009 Apresentação licenciada por uma licença Creative Commons Palestra de abertura O bibliotecário como agente da democratização da informação apresento-me como “piloto de provas” desta corrida Rua Tijucas, 370, Centro, Joinville, SC - http://www.ccbeuj.com.br/
  2. 2. SKYPE: suelybcs Suely de Brito Clemente Soares SOARES, S. B. C., dezembro/2009 Apresentação licenciada por uma licença Creative Commons Mestre em Educação, Ciência e Tecnologia (FE-UNICAMP) Cibertecária - Bibliotecária aposentada/UNESP Palestrante - Profa. EaD pela FEBAB http://www.febab.org.br MSN: [email_address] http://delicious.com/suelybcs http://twitter.com/suelybcs Blog: Ciberteclando com suelybcs http://suelybcs.wordpress.com Sala virtual [agendar] http://connectnow.acrobat.com/suelybcs http://slideshare.net/suelybcs Gtalk: [email_address]
  3. 3. Sumário 01 Bibliotecário agente – informação/conhecimento MTE - Classificação Brasileira de Ocupações: profissional da informação 02 A história da escrita democratização e compartilhamento da informação na história da escrita de “0” a “2.0” 03 Web 2.0 Compartilhamento de imagem, texto, áudio e vídeo
  4. 4. 01 Bibliotecário agente informação/conhecimento MTE - Classificação Brasileira de Ocupações: profissional da informação
  5. 5. CiberEduc: construção e desenvolvimento de uma comunidade virtual de aprendizagem colaborativa das TICs, aplicadas ao fazer diário de bibliotecários de referência de universidades brasileiras. <ul><li>Mestrado em Educação, Ciência e Tecnologia Faculdade de Educação - UNICAMP </li></ul><ul><li>(março/2003 – fevereiro/2006) </li></ul><ul><li>Dissertação em PDF disponível na Biblioteca Digital: </li></ul><ul><li>http://libdigi.unicamp.br/document/?code=vtls000384508 </li></ul><ul><li>Versão hipertextual disponível somente em CD-ROM anexo à versão impressa – ainda não publicada na web </li></ul>
  6. 6. Biblioteca digital da UNICAMP 100% das dissertações e teses on-line
  7. 7. Acredito que a Biblioteca (local ou central da rede) de uma Instituição poderá colaborar com sua comunidade publicando na web em 3 áreas: Portal de Periódicos publicar todos os títulos em um único portal institucional em sistema que permita busca simultânea em todos - vantagem para a instituição O SEER faz isso (gratuito) – http://seer.ibict.br Repositório Institucional publicar toda produção - de qualquer tipo – em qualquer formato - inclusive separatas de artigos científicos já publicados em periódicos comercializados - com indexação automática - dentro de padrões internacionais – com acesso aberto (gratuito) – sistema que permita busca simultânea em todos O DSpace faz isso (gratuito) - http://www.dspace.org Portal de Eventos publicar todos os eventos em um único portal institucional em sistema que permita busca simultânea em todos - vantagem para a instituição O SOAC faz isso (gratuito) – http://pkp.ubc.ca/ocs/
  8. 8. http://www.rc.unesp.br/biblioteca/brcdigital
  9. 9. http://www.rc.unesp.br/biblioteca/brcdigital DSpace repositório institucional SEER 12 títulos/periódicos publicados SOAC eventos – 1 evento publicado
  10. 10. Repositório em DSpace (em teste)
  11. 11. 32 tipos de coleções formatadas As comunidades são os cursos do campus
  12. 13. para testes 12 títulos publicados em SEER
  13. 14. SOAC Sistema On-Line de Apoio a Congressos
  14. 20. O Bibliotecário na Classificação Brasileira de Ocupações Ministério do Trabalho e Emprego – CBO2002 http://www.mtecbo.gov.br/cbosite/pages/home. jsf
  15. 21. Bibliotecário: Profissional da Informação
  16. 22. 02 A história da escrita democratização e compartilhamento da informação na história da escrita de “0” a “2.0”
  17. 23. Como evoluímos no registro da informação, da pictografia à web 2.0? A maneira como o homem registra/escreve/documenta a informação de sua época bem como o(s) suporte(s) e formato(s) que utiliza revela(m) a época. Evolução do bibliotecário como profissional da informação >< imagem >< desenho >< oralidade >< Pictografia (25 mil a.C.) Escrita (4 mil a.C.) Imprensa – Gutenberg (séc. XV) Internet (séc. XX - web 1.0) Web 2.0 (séc. XXI) >< imagem >< desenho >< oralidade ><
  18. 24. Os documentos on-line hipermídia interativos refletem a era que estamos vivendo hoje: tempos de web 2.0... 3.0...
  19. 25. Web 1.0 = somente leitura Web 2.0 = leitura/escrita Web 3.0 = leitura/escrita/executável web executável/web semântica
  20. 26. 03 WEB 2.0 Compartilhamento de imagem, texto, áudio e vídeo
  21. 27. Aplicações 2.0 Compartilhamento de imagem, texto, áudio e vídeo
  22. 28. Compartilhamento de vídeos – YouTube Broadcast Yourself (divulgue-se) - http://www.youtube.com <ul><li>YouTube vem do inglês you você e tube - tubo , ou, no caso, gíria </li></ul><ul><li>utilizada para designar a televisão . </li></ul><ul><li>Antes do lançamento do YouTube em 2005 , havia poucos métodos </li></ul><ul><li>simples disponíveis a usuários normais de computadores que queriam </li></ul><ul><li>colocar seus vídeos na Internet. </li></ul><ul><li>Com sua interface de fácil uso, YouTube tornou possível a qualquer </li></ul><ul><li>um que usa computador a postar na Internet um vídeo que milhões de </li></ul><ul><li>pessoas poderiam ver em poucos minutos . </li></ul><ul><li>A grande variedade de tópicos cobertos pelo YouTube tornou o </li></ul><ul><li>compartilhamento de vídeo uma das mais importantes partes da </li></ul><ul><li>cultura da Internet. </li></ul><ul><li>Fonte: http://pt.wikipedia.org/wiki/Youtube#Anota.C3.A7.C3.B5es </li></ul>
  23. 29. Compartilhar imagens/fotos: flickr http://www.flickr.com
  24. 30. http://www.slide.com/arrange?song=231371&fx=0&tt=0&bc=0&sk=0&cy=lt&mode=music&th=0&sc=0 http://www.slide.com Compartilhar fotos em Slideshow
  25. 31. Compartilhar slides: Slideshare http://slideshare.net/suelybcs
  26. 32. PodCast – Compartilhar áudio MP3 http://www.gengibre.com.br/perfil/nepomuceno
  27. 33. Compartilhamento de arquivos em áudio http://www.gengibre.com.br/perfil/suelybcs PodCast gratuito, basta se cadastrar gravar áudio no celular e enviar ou gravar áudio diretamente no gengibre
  28. 34. Compartilhamento share – social bookmarking D el.icio.us Twitter Facebook ... http://www.addthis.com
  29. 35. <ul><li>BOOKMARK & SHARE </li></ul><ul><li>possibilidade do leitor adicionar aos seus favoritos, enviar e-mail a quem queira ou adicionar nosso(s) portal(ais) em sites de favoritos como Del.icio.us e muitos outros </li></ul><ul><li>observem como revistas do portal CAPES já incluíram este logo nas suas páginas </li></ul><ul><li>utilize o AddThis - serviço gratuito </li></ul><ul><li>http://www.addthis.com </li></ul>
  30. 37. http://portal.unesco.org/ci/en/ev. php-URL _ID=27501&URL_DO= DO_TOPIC&URL_SECTION =201. html Compartilhar favoritos gravar em sistemas para reuso por outros e não no próprio micro
  31. 38. http://www.del.icio.us.com Compartilhar favoritos
  32. 39. Abrir conta gratuita em 3 passos: Tutorial em português sobre Delicious http://www.meiobit.com/meio-bit/tutorial/tutorial-delicious
  33. 40. Link Del.icio.us em periódicos
  34. 41. do Del.icio.us para o Twitter
  35. 42. Wikipédia enciclopédia livre http://www.wikipedia.org
  36. 43. Aplicações web 2.0 em Wiki Por livre, entende-se material em domínio público ou que se possa fazer absolutamente qualquer uso, inclusive criar novos trabalhos originais baseados em um anterior sem a necessidade de prévia autorização e o uso com interesse comercial dos mesmos. Coletânea de citações Livros e manuais livres Dicionário em várias línguas Fonte de notícias livre Centro ilimitado do aprender Diretório de espécies Coordenação dos projetos Imagens, sons, vídeos Acervo/textos originais
  37. 44. http://twitter.com/suelybcs Mini blog com msg de até 140 caracteres
  38. 45. Twitter - Conceitos, Estratégias e Ferramentas, por Martha Gabriel http://www.slideshare.net/marthagabriel/twitter-conceitos-estratgias-e-ferramentas-por-martha-gabriel Twitter na Wikipédia - http://pt.wikipedia.org/wiki/Twitter Twitter é uma rede social e servidor para microblogging que permite aos usuários que enviem e leiam atualizações pessoais de outros contatos (em textos de até 140 caracteres , conhecidos como &quot;tweets&quot;), através da própria Web , por SMS e por softwares específicos instalados em dispositivos portáteis como o Twitterberry desenvolvido para o Blackberry
  39. 46. O que é o Twitter, como usar e como responder http://www.vejaisso.com/2007/12/20/o-que-e-o-twitter-como-usar-e-como-responder/
  40. 47. 100 maneiras de usar o Twitter em sua biblioteca http://mobile-libraries.blogspot.com/2009/09/100-ways-to-use-twitter-in-your-library.html
  41. 48. Inúmeros aplicativos para Twitter
  42. 49. Aumentar caixa de texto que é só até 140 caracteres http://tweetextend.com/index. php Adicione até 14.000 caracteres – Digite sua msg nesta caixa de texto e clique “Sign”
  43. 50. Extensão do Firefox que permite postagens além dos 140 caracteres no Twitter http://twitzer.com/twitzer. aspx
  44. 51. Inserir Widget do Twitter em site, FaceBook , MySpace http://twitter.com/goodies/widgets Atualiza automaticamente os twetts do Twitter no seu site ou em redes sociais configurar
  45. 52. Redes Sociais on-line http://pt.wikipedia.org/wiki/Rede_social# Redes_Sociais_na_Internet <ul><li>Rede Social é uma das formas de representação dos relacionamentos afetivos ou profissionais dos seres entre si ou entre seus agrupamentos de interesses mútuos. </li></ul><ul><li>A rede é responsável pelo compartilhamento de idéias entre pessoas que possuem interesses e objetivo em comum e também valores a serem compartilhados. Assim, um grupo de discussão é composto por indivíduos que possuem identidades semelhantes. </li></ul><ul><li>Essas redes sociais estão hoje instaladas principalmente na Internet devido ao fato desta possibilitar uma aceleração e ampla maneira das idéias serem divulgadas e da absorção de novos elementos em busca de algo em comum. </li></ul><ul><li>Segundo Fritjof Capra , &quot;redes sociais são redes de comunicação que envolvem a linguagem simbólica , os limites culturais e as relações de poder &quot; . </li></ul>
  46. 53. Principais Redes Sociais on-line em ordem de data de lançamento <ul><li>LinkedIn (maio/2003) http://www.linkedin.com/ </li></ul><ul><li>MySpace (ago./2003) http://br.myspace.com/ </li></ul><ul><li>hi5 (19/jan.2004) http://www.hi5.com/ </li></ul><ul><li>Orkut/google (24/jan./2004) http://www.orkut.com </li></ul><ul><li>Facebook (4/fev./2004) http://www.facebook.com </li></ul><ul><li>Ning (out./2004) http://www.ning.com/ </li></ul><ul><li>YouTube (fev./2005) http://www.youtube.com </li></ul><ul><li>Twitter (mar./2006) http://twitter.com </li></ul><ul><li>Via6 (fev./2007) http://www.via6.com/ </li></ul><ul><li>Sonico (28/jul./2007) http://www.sonico.com/ </li></ul><ul><li>Lista de redes sociais http://pt.wikipedia.org/wiki/Lista_de_redes_sociais </li></ul>
  47. 54. Redes sociais e política <ul><li>Não basta estar na web para se eleger, </li></ul><ul><li>advertem os estrategistas políticos de </li></ul><ul><li>Barack Obama, que estiveram no Brasil </li></ul><ul><li>em out/2009. Bem Self, Scoot </li></ul><ul><li>Goodstein, Peter Giangreco e Jason </li></ul><ul><li>Ralston, vieram participar de seminário </li></ul><ul><li>em São Paulo. </li></ul><ul><li>Eles ganharam fama mundial ao usar </li></ul><ul><li>com habilidade as redes sociais e </li></ul><ul><li>ferramentas na web para fazer a </li></ul><ul><li>campanha do presidente eleito dos </li></ul><ul><li>Estados Unidos. Visite o blog </li></ul><ul><li>http://www.efeitoobama.wordpress.com </li></ul><ul><li>e o microblog </li></ul><ul><li>http://twitter.com/efeito_obama </li></ul>Campanha Digital de Barack Obama http://www.slideshare.net/tarushijio/campanha-digital-de-barack-obama
  48. 55. “ 2.0” = compartilhar é um privilégio <ul><li>Somos seres sociais = dependemos uns dos outros </li></ul><ul><li>Dependência se resolve </li></ul><ul><li>com comunicação </li></ul><ul><li>Comunicação poderá gerar um documento </li></ul><ul><li>[sonoro, textual, audiovisual] </li></ul><ul><li>Documentos hipermídia </li></ul><ul><li>compartilhados </li></ul><ul><li>em redes </li></ul><ul><li>não de máquinas </li></ul><ul><li>mas de pessoas </li></ul>
  49. 56. <ul><li>Privilégio: ter competência informacional para estar inserido na rede social de pares </li></ul><ul><li>Compartilhar: privilégio de poder suprir necessidades [próprias e/ou de indivíduos/grupos] </li></ul><ul><li>A história da escrita mostra que privilegiados documentaram as épocas </li></ul><ul><li>Em todas elas existiram excluídos </li></ul><ul><li>Nós temos o privilégio [e responsabilidade] de estarmos documentando o momento atual: web 2.0 </li></ul>
  50. 57. Ser 2.0 = Compartilhar INFORMAÇÃO é perder poder? quem detinha a informação, tinha o poder não compartilhando aumentava o seu domínio sobre determinada área ou assunto A informação, de certa forma, não circulava e você passava a ter um valor acumulado ( Carlos Nepomuceno )
  51. 58. INFORMAÇÃO é / ou era poder? a visão antiga de colocar na gaveta, pelo contrário, ao invés de ser um símbolo de poder, é uma perda de status, pois rapidamente aquela informação tende a perder cada vez mais o valor Compartilhar e estar no centro do compartilhamento, nos leva não mais a perder, mas a ganhar o tempo todo, no ritmo que a rede exige ( Carlos Nepomuceno )
  52. 59. colaborador inteligente é aquele que está o tempo todo colocando o seu conhecimento à prova e evoluindo-o com o que há de mais novo naquele campo, não deixando que aquilo que ele sabe perca o valor. ( Carlos Nepomuceno ) Ser 2.0
  53. 60. Para ser 2.0 é preciso ter disposição interesse infra-estrutura [a 3.0 vem aí...]
  54. 61. AUTODIDATISMO Ser autodidata é um estilo de vida Ser 2.0 também...
  55. 62. A chave é ter motivação para a APRENDIZAGEM AO LONGO DA VIDA
  56. 63. Ser ou não ser “2.0”: uma decisão de cunho pessoal! Por que ser criativo, empreendedor ou inovador? Há um preço a ser pago... Quem se “atreveria” ?
  57. 64. Certa vez, duas moscas caíram num copo de leite... A primeira era forte e valente. Assim, logo ao cair, nadou até a borda do copo. Como a superfície era muito lisa e suas asas estavam molhadas, não conseguiu escapar. Acreditando que não havia saída, a mosca desanimou, parou de se debater e afundou.
  58. 65. Sua companheira de infortúnio, apesar de não ser tão forte, era tenaz e, por isso, continuou a se debater e a lutar Aos poucos com tanta agitação, o leite ao seu redor formou um pequeno nódulo de manteiga no qual ela subiu Dali, conseguiu levantar vôo e sair do copo
  59. 66. Tempos depois, a mosca tenaz, por descuido, novamente caiu num copo, desta vez cheio de água Como pensou que já conhecia a solução daquele problema, começou a se debater na esperança de que, no devido tempo, se salvasse Outra mosca, passando por ali e vendo a aflição da companheira de espécie, pousou na beira do copo e gritou:
  60. 67. soluções do passado, em contextos diferentes, podem transformar-se em problemas ... se a situação se modificou, dê um jeito de mudar tem um canudo ali, nade até lá e suba A mosca tenaz respondeu: &quot;Pode deixar que eu sei como resolver este problema&quot; E continuou a se debater mais e mais até que, exausta, afundou na água
  61. 68. Quantos de nós, baseados em experiências anteriores, deixamos de observar as mudanças ao redor e ficamos lutando inutilmente até afundarmos em nossa própria falta de visão! Criamos uma confiança equivocada e perdemos a oportunidade de repensar nossas experiências. Ficamos presos a velhos hábitos que nos levaram ao sucesso e perdemos a oportunidade de evoluir
  62. 69. É por isso que os japoneses dizem que na garupa do sucesso vem sempre o fracasso. Os dois estão tão próximos que a arrogância pelo sucesso pode levar à displicência que conduz ao fracasso. Os donos do futuro sabem reconhecer essas transformações e fazer as mudanças necessárias para acompanhar a nova situação. (Os donos do futuro - Roberto Shinyashiki) Se a única ferramenta que você conhece é o martelo, todo problema que aparece você pensa que é prego .
  63. 70. sugestões de leituras Juliano Spyer <ul><li>Tudo o que você precisa saber sobre o Twitter </li></ul><ul><li>http://livrodotwitter.blogspot.com/ </li></ul><ul><li>Para entender a internet (texto integral gratuito) </li></ul><ul><li>http://paraentenderainternet.blogspot.com/2009/01/ba </li></ul><ul><li>ixe-o-pdf-do-livro.html   </li></ul><ul><li>Conectado (visualização quase integral do texto no books do google) </li></ul><ul><li>http://books.google.com.br/books?id=UksDs0jcBXwC </li></ul><ul><li>&pg=PA7&dq=conectado+%2B+zahar&sig=ACfU3U2 </li></ul><ul><li>GAk0ta2dsupmJ2AkemggzOq-qgw#PPA176,M1 </li></ul>
  64. 71. “ [...] é irônico que pela primeira vez na história as tecnologias da informação criaram a possibilidade da comunidade global, mas fazê-la acontecer, de fato, exige atos do c o r a ç ã o h u m a n o ” (Richard McDermott - Knowing in community)   SKYPE: suelybcs MSN: suelybcs@hotmail.com Ciberteclando com Suelybcs http://suelybcs.wordpress.com http://twitter.com/suelybcs http://delicious.com/suelybcs http://slideshare.net/suelybcs Gtalk: suelybcs@gmail.com SOARES, S. B. C., dezembro/2009 Apresentação licenciada por uma licença Creative Commons

×