Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.

Primeiros socorros nm engenharia - apresentação power point

13,325 views

Published on

Published in: Technology

Primeiros socorros nm engenharia - apresentação power point

  1. 1. PRIMEIROS SOCORROS <ul><li>PARADA RESPIRATÓRIA; </li></ul><ul><li>PARADA CARDÍACA; </li></ul><ul><li>QUEIMADURAS; </li></ul><ul><li>FRATURAS. </li></ul>
  2. 2. QUALIDADE <ul><li>CALMA </li></ul><ul><li>CONHECIMENTO </li></ul><ul><li>RAPIDEZ </li></ul><ul><li>IMPROVISAÇÃO </li></ul><ul><li>SOLIDARIEDADE </li></ul>
  3. 3. ATRIBUIÇÕES <ul><li>Saber o que aconteceu </li></ul><ul><li>Manter a vítima calma </li></ul><ul><li>Agasalhar se necessário </li></ul><ul><li>Evitar comentários e aglomeração </li></ul><ul><li>Não dar estimulantes ou bebidas alcoólicas </li></ul><ul><li>Preparar para transporte </li></ul>
  4. 4. CAUSAS DE PARADA RESPIRATÓRIA <ul><li>Corpo Estranho </li></ul><ul><li>Afogamento </li></ul><ul><li>Choque alérgico </li></ul><ul><li>Envenenamento por ingestão de sedativos, produtos químicos ou medicamentos </li></ul><ul><li>Abalos violentos resultantes de explosão ou pancada na cabeça, tórax e cervical </li></ul><ul><li>Soterramento (sufocamento) </li></ul><ul><li>Gases e fumaças </li></ul>
  5. 5. MECANISMO DA RESPIRAÇÃO <ul><li>Respiração é a função pela qual o organismo realiza a troca gasosa, através do sangue que passa pelos pulmões, que se divide em dois movimentos distintos: </li></ul><ul><li> Inspiração </li></ul><ul><li> Expiração </li></ul>
  6. 6. PARADA DOS MOVIMENTOS RESPIRATÓRIOS <ul><li>CIANOSE </li></ul><ul><li>(Cor azulada dos lábios, língua e unhas) </li></ul>SINAIS DE PARADA RESPIRATÓRIA
  7. 7. PARADA CARDÍACA <ul><li>Interrupção prolongada ou permanente da atividade contráctil do músculo cardíaco. </li></ul>
  8. 8. PARADA RESPIRATÓRIA BLOQUEIO DURADOURO E COMPLETO DA FUNÇÃO VENTILATÓRIA PULMONAR
  9. 9. CAUSAS (PARADA CARDÍACA) <ul><li>CHOQUE ELÉTRICO </li></ul><ul><li>HIPOTEMIA ( 14º C) </li></ul>
  10. 10. AUSÊNCIA DOS BATIMENTOS CARDÍACOS SINAIS DE PARADA CARDÍACA MIDRÍASE (DILATAÇÃO DA PUPILA) AUSÊNCIA DE PULSO
  11. 11. QUEIMADURAS <ul><li>Toda e qualquer lesão decorrente da </li></ul><ul><li>ação </li></ul><ul><li>DO CALOR </li></ul><ul><li>DE SUBSTÂNCIAS QUÍMICAS </li></ul><ul><li> - ácidas </li></ul><ul><li> - cáusticas </li></ul>
  12. 12. CAUSAS DE QUEIMADURAS <ul><li>Contado direto com chama, brasa ou fogo </li></ul><ul><li>Vapores quentes </li></ul><ul><li>Sólidos superaquecidos ou incandescentes </li></ul><ul><li>Substâncias químicas (ácidos, soda cáustica, fenol, etc.) </li></ul><ul><li>Emanações ionizantes </li></ul><ul><li>Radiações infravermelha e ultravioleta (aparelho ou raios solares) </li></ul><ul><li>Eletricidade </li></ul>
  13. 13. CLASSIFICAÇÃO DAS QUEIMADURAS <ul><li>Quanto a profundidade </li></ul><ul><li>Quanto a extensão </li></ul><ul><li>1º GRAU </li></ul><ul><li>2º GRAU </li></ul><ul><li>3º GRAU </li></ul>
  14. 14. PEQUENAS QUEIMADURAS TÉRMICAS <ul><li>Lavar com água </li></ul><ul><li>Colocar sobre a área queimada uma gaze ou pano limpo </li></ul><ul><li>Não aplicar ungüentos, graxas ou outras substâncias. </li></ul><ul><li>Não furar as bolhas </li></ul><ul><li>Não tocar nas áreas queimadas </li></ul><ul><li>Procurar imediatamente o ambulatório de acidentados. </li></ul>
  15. 15. PEQUENAS QUEIMADURAS (AGENTE QUÍMICO) <ul><li>Lavar a queimadura lentamente, com grande quantidade de água </li></ul><ul><li>Não aplicar ungüentos, graxa sou outras substâncias </li></ul><ul><li>Cobrir com gaze ou pano limpo </li></ul><ul><li>Procurar imediatamente o ambulatório de acidentados. </li></ul>
  16. 16. GRANDES QUEIMADURAS (AGENTES QUÍMICOS) <ul><li>Lavar a área atingida com bastante água </li></ul><ul><li>Aplicar jato dágua enquanto retira a roupa da vítima </li></ul><ul><li>Não aplicar ungüentos, graxa ou outras substâncias. </li></ul><ul><li>Não retirar corpos estranhos das lesões </li></ul><ul><li>Não furar as bolhas existentes </li></ul><ul><li>Não tocar as áreas queimadas </li></ul><ul><li>Chamar ambulância ou remover imediatamente para o ambulatório de acidentados. </li></ul>
  17. 17. PRIMEIROS SOCORROS GRANDES QUEIMADURAS TÉRMICAS <ul><li>Deitar a vítima </li></ul><ul><li>Colocar a cabeça e o tórax da vítima em um plano inferior ao restante do corpo </li></ul><ul><li>Não aplicar ungüentos, graxas ou outras substâncias. </li></ul><ul><li>Colocar um pano limpo sobre a área queimada </li></ul><ul><li>Chamar a ambulância ou remover imediatamente para o ambulatório de acidentados. </li></ul>
  18. 18. QUEIMADURAS NOS OLHOS <ul><li>Lavar os olhos com água em abundância ou, se possível, com soro fisiológico, durante vários minutos </li></ul><ul><li>Vedar os olhos com gaze ou pano limpo </li></ul><ul><li>Levar ao médico imediatamente </li></ul>
  19. 19. TIPOS DE LESÃO <ul><li>Contusão </li></ul><ul><li>Luxação </li></ul><ul><li>Entorse </li></ul><ul><li>Fratura </li></ul>
  20. 20. LESÃO <ul><li>Ato ou efeito de lesar </li></ul><ul><li>Pancada </li></ul>
  21. 21. FRATURA <ul><li>É a ruptura total ou parcial de um osso, </li></ul><ul><li>com ou sem desvio dos fragmentos </li></ul>
  22. 22. ENTORSE <ul><li>Distensão violenta dos ligamentos de uma articulação. </li></ul><ul><li>LUXAÇÃO </li></ul><ul><li>Deslocamento de um osso da sua articulação </li></ul><ul><li>CONTUSÃO </li></ul><ul><li>Amassamento nas partes moles </li></ul><ul><li>FRATURA </li></ul><ul><li>É a ruptura de um osso, com ou sem desvio dos fragmentos. </li></ul>
  23. 23. CAUSAS DE FRATURA <ul><li>Quedas </li></ul><ul><li>Entorses </li></ul><ul><li>Traumas Diretos e Indiretos </li></ul>
  24. 24. TIPOS DE FRATURA <ul><li>1- Fratura Fechada </li></ul><ul><li>2- Fratura Aberta </li></ul><ul><li>3- Fratura com desvio </li></ul><ul><li>4- Fratura sem desvio </li></ul><ul><li>5- Fratura Completa </li></ul><ul><li>6- Fratura Incompleta </li></ul>
  25. 25. SINAIS E SINTOMAS DE FRATURAS <ul><li>Dor intensa que aumenta com o movimento </li></ul><ul><li>Inchação do ponto fraturado </li></ul><ul><li>Deformidade de contorno </li></ul><ul><li>Perda de função (Dificuldade de movimento) </li></ul><ul><li>Posição anormal do membro fraturado </li></ul><ul><li>Mobilidade insólita de um ponto, como se ali houvesse uma nova articulação </li></ul><ul><li>Sensação de creptação </li></ul>
  26. 26. PRIMEIROS SOCORROS <ul><li>Não mover o paciente antes de conhecer a lesão </li></ul><ul><li>Não lhe permitir levantar-se ou sentar-se </li></ul><ul><li>Não lhe dar álcool ou estimulantes </li></ul><ul><li>Não remover a vítima, sem uma prévia imobilização </li></ul>
  27. 27. PRIMEIROS SOCORROS <ul><li>Caso não possa fazer imobilização, cubra e aqueça a vítima </li></ul><ul><li>Em caso de hemorragias, faça compressão sobre o sangramento com pano limpo </li></ul><ul><li>Imobilize todas as fraturas, usando talas improvisadas </li></ul><ul><li>Chame a ambulância ou remova imediatamente para o ambulatório de acidentados </li></ul>
  28. 28. PRIMEIROS SOCORROS EM LESÃO DE COLUNA <ul><li>Manter a vítima agasalhada e imóvel </li></ul><ul><li>Não mexer nem deixar ninguém tocar na vítima até a chegada de socorro </li></ul><ul><li>Não virar a vítima </li></ul><ul><li>Observar a respiração e estar pronto para iniciar a respiração boca a boca. </li></ul><ul><li>NA FALTA DE SOCORRO: </li></ul><ul><li>Transportar o paciente em maca ou padiola </li></ul><ul><li>Evitar abalos no transporte, para não agravar as lesões </li></ul><ul><li>Imobilizar com coleiras as lesões no pescoço </li></ul><ul><li>Deite a vitima em decúbito dorsal (barriga para cima) colocando por baixo do pescoço e cintura, um travesseiro ou toalha dobrada, de forma que se eleve </li></ul>
  29. 29. TRANSPORTE DE ACIDENTADOS <ul><li>Evitar que o transporte inadequado, provoque lesões mais graves no acidentado </li></ul>
  30. 30. PRIMEIROS SOCORROS EM LESÃO DE COLUNA <ul><li>Manter a vitima agasalhada e imóvel </li></ul><ul><li>Não mexer nem deixar ninguém tocar na vítima até a chegada de socorro </li></ul><ul><li>Não virar a vítima </li></ul><ul><li>Observar a respiração e estar pronto para iniciar a respiração boca a boca </li></ul><ul><li>Transportar o paciente em maca ou padiola </li></ul><ul><li>Evitar abalos no transporte, para não agravar as lesões </li></ul><ul><li>Imobilizar com coleiras as lesões no pescoço </li></ul><ul><li>Deite a vitima em decúbito dorsal (barriga para cima) colocando por baixo do pescoço e cintura, um travesseiro ou toalha dobrada, de forma que se eleve </li></ul>

×