Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.

O coelhinho que não era da páscoa -Ruth Rocha

20,382 views

Published on

literatura infantil

Published in: Education
  • Be the first to comment

O coelhinho que não era da páscoa -Ruth Rocha

  1. 1. Vivinho era um coelhinho. Branco, redondo, fofinho. Todos os dias Vivinho ia à escola com seus irmãos.
  2. 2. Aprendia a pular, aprendia a correr. .. Aprendia qual a melhor couve para se comer. _n--. .X *t '
  3. 3. . a ' q o ' . . . Os coelhinhos foram crescepdo, l chegoua hora ' _ _ - ' ' de escolher-qn uma _profissão_
  4. 4. Os irmãos de Vivinho já tinham resolvido: - Eu vou ser coelho de Páscoa, como meu pai. - Eu vou ser coelho de Páscoa, como meu avô. - Eu vou ser coelho de Páscoa, como meu bisavô.
  5. 5. E todos queriam ser coelhos de Páscoa, como o uisavó, o tataravô, como todos os avós.
  6. 6. Só Vivinho não dizia nada. Os pais perguntavam, /x-"P " ñ_ os irmãos indagavam: f” Ã '7_i/ -*"*' - E você, Vivinho? E você? // / d, i' _ Bom _ dizia Vivinho - x/ f / ' eu não sei o que quero ser. f' j' ' J" . Mas sei o que não quero: Ãr _¡^, ,, f. . ser coelho de Páscoa. Í” j
  7. 7. Vivinho arranjou uma porção de amigos: o beija-flor Florindo, Julieta, a borboleta, e a _abelha Melinda. , x_
  8. 8. 7 à QI -'. .'. "'EL: :.: ~.. _ , /ñ U Lfuptlyãl m. '/ O d é 'á ' 'WW-it n: L: .. - : u . - X. . - n e _ que 1 se V111 : imune-mw ' Í coelho brincar com abelha? ./ - os irmãos de Vivinho Os pais de Vivinho . se aborreciam: - Um coelho tem que ter uma profissão. Onde é que nós vamos parar com essa vadiação?
  9. 9. - Não se preocupem - Vivinho dizia - estou aprendendo uma ótima profissão. - Só se ele esta aprendendo a voar - os pais de Vivinho diziam. - Só se ele está aprendendo a zumbi: - os irmãos de Vivinho caçoavam. Vivinho sorria e saía, pula-pulando, para se encontrar com seus amigos.
  10. 10. O tempo passou. A Páscoa estava chegando. Papai e Mamãe Coelho foram comprar os ovos para distribuir. Ç k tinham muitas encomendas. Mas as fábricas Não tinham mais ovinhos para vender.
  11. 11. Em todo lugar a resposta era a mesma: - Tudo vendido. Não temos mais nada. ..
  12. 12. O casal Coelho foi a tudo que foi fábrica _, da floresta. Do seu Antão, do seu João, do seu Simão. Do seu Veloso, do seu Matoso, do seu Cardoso. Do seu Tônio, seu Petrônio, seu Sinfrônio. _ ? a2
  13. 13. Mas a -iÍHÍl V¡ CLÇÍÍEÃÉZ nv', FHÀILURGO Llu, ~ - "L l: r; I era sempre a mesma: "ORYARM u' <= izcogllly? - Tudo vendido, seu Coelho, tudo vendido. .. W¡ GISTRO ll' 3,55¡
  14. 14. Os dois voltaram para casa desanimados. - Ora essa, isso nunca aconteceu. ..
  15. 15. - Não podemos desapontar as crianças. .. - Mas nós já fomos a todas as fábricas. Não tem jeito, não. ..
  16. 16. Os irmãos do coelhinho estavam tristes: O - Nossa primeira distribuição. .. Ai que tristeza no coração! ... Vivinho vinha chegando com Melinda.
  17. 17. - Por que não fazemos os ovos l nós mesmos? - É que nós não sabemos. Coelho de Páscoa sabe distribuir ovos. Não sabe fazer.
  18. 18. - Pois eu sei - disse Vivinho. - Eu sei. / - Será que ele sabe? - disse , _ o pai. ›/ - Ele disse que sabe - f x' ¡ disseram os irmãos. 5a , ¡i/ 7 / r/ _ f c. j _r' - Ele sabe, ele V sabe! - disse a mãe. g( É» 7/
  19. 19. :mw - carmo EDUCACIONAL rmuuuan ares rtmtrtuun ue : :uma ê »amam v as 12 oa-'n _ E com quem VOC _b- mw aprendeu? - perguntaram t°d°s' / //
  20. 20. - Com meus amigos. Eu não disse que estava aprendendo . -~ uma profissão? . x
  21. 21. Pois eu aprendi a tirar o pólen das flores com Julieta e Florindo. E Melinda é a maior doceira do mundo. Me ensinou a fazer tudo o que é doce. ..
  22. 22. A casa da família Coelho I r. ' virou uma verdadeira fábrica. " o u _ '_ Todos aiudavam: ; ' - i Í. " ' _ Papai Coelho, Mamãe Coelha, os coelhinhos. .. - 7' , w o f?
  23. 23. E os amiguinhos também: Florindo, o beija-flor, Julieta, a borboleta, e Melinda, a maior doceira do mundo. .. E era Vivinho que comandava o trabalho. ñ' l l 4 - a' , . , 7 › V, r ~ v x ' n / _ K4 ': r 4 x e, _A l , xkjk, / x . ' 5 ' f* '* ~ x_ . x y l P~~ ' _/ ~, ' ~ v 'T ~I~ « ' › r' v* v . wk - r , l. ; ” ñ I
  24. 24. E quando a Páscoa chegou estavam todos preparados. _/ '“ As cestas de ovos f' "all 5,/
  25. 25. E os pais de Vivinho estavam contentes.
  26. 26. A mãe de Vivinho disse: - Agora, nosso filho tem uma profissão.
  27. 27. E o pai de Vivinho falou: / - Cada um deve seguir f / _ a sua vocação. .. : .--. ~., ._ g 3 C. _,; .'. _ “ea Z &Qxxàxt 5 . -. ' l Av / wl l * ¡ - 1 , ,- v; . _, ___

×