Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.
Vivinho era um coelhinho. 
Branco,  redondo,  fofinho. 
Todos os dias

Vivinho ia à escola

com seus irmãos.
Aprendia a pular, 

aprendia a correr. ..

Aprendia qual a melhor couve
para se comer. 

_n--. .X
*t

'
. a
' q o ' .  .

.  Os coelhinhos foram crescepdo,  l
chegoua hora ' _ _ - '
' de escolher-qn uma _profissão_
Os irmãos de Vivinho

já tinham resolvido: 

- Eu vou ser coelho de Páscoa, 
como meu pai. 

- Eu vou ser coelho de Páscoa...
E todos queriam

ser coelhos de Páscoa, 
como o uisavó, 

o tataravô, 

como todos os avós.
Só Vivinho não dizia nada. 

Os pais perguntavam,  /x-"P " ñ_
os irmãos indagavam:  f” Ã '7_i/ -*"*'
- E você,  Vivinho?  ...
Vivinho arranjou
uma porção de amigos: 
o beija-flor Florindo, 
Julieta,  a borboleta, 

e a _abelha Melinda.  , x_
7 à

      
 
 
  
     
   

QI -'. .'. "'EL: :.: ~.. _ , 
/ñ U  Lfuptlyãl   m. 

'/  O d é 'á ' 'WW-it  n:  L:  .. - : u...
- Não se preocupem - Vivinho
dizia - estou aprendendo

uma ótima profissão. 

- Só se ele esta aprendendo

a voar - os pai...
O tempo passou. 

A Páscoa estava chegando. 
Papai e Mamãe Coelho

foram comprar os ovos

para distribuir.  Ç
 k

tinham m...
Em todo lugar

a resposta era a mesma: 
- Tudo vendido. 

Não temos mais nada. ..
O casal Coelho
foi a tudo que foi fábrica _, 
da floresta. 

Do seu Antão, 
do seu João, 
do seu Simão. 
Do seu Veloso, 
d...
Mas a  -iÍHÍl V¡  CLÇÍÍEÃÉZ nv',  FHÀILURGO Llu, 
~ -  "L  l:  r;  I
era sempre a mesma:  "ORYARM u' <=   izcogllly? 
- Tu...
Os dois voltaram para casa
desanimados. 

- Ora essa, 

isso nunca aconteceu. ..
- Não podemos
desapontar as crianças. ..
- Mas nós já fomos

a todas as fábricas. 

Não tem jeito,  não. ..
Os irmãos do coelhinho

estavam tristes:  O

- Nossa primeira distribuição. ..
Ai que tristeza no coração! ... 
Vivinho vi...
- Por que não fazemos os ovos
l nós mesmos? 

- É que nós não sabemos. 
Coelho de Páscoa

sabe distribuir ovos. 

Não sabe...
- Pois eu sei - disse

Vivinho.  - Eu sei.  /

- Será que ele sabe?  - disse ,  _

o pai.  ›/  
- Ele disse que sabe - f x...
:mw - carmo EDUCACIONAL rmuuuan

ares rtmtrtuun ue : :uma
ê »amam v as 12 oa-'n
_ E com quem VOC

_b- mw

aprendeu?  - per...
- Com meus amigos. 
Eu não disse

que estava aprendendo . -~
uma profissão?  . x
Pois eu aprendi

a tirar o pólen das flores
com Julieta e Florindo. 
E Melinda

é a maior doceira

do mundo. 

Me ensinou ...
A casa da família Coelho I r.  '
virou uma verdadeira fábrica.  " o u _ '_
Todos aiudavam:  ; ' - i Í. " ' _
Papai Coelho,...
E os amiguinhos também: 
Florindo,  o beija-flor, 
Julieta,  a borboleta, 

e Melinda, 

a maior doceira do mundo. ..
E er...
E quando a Páscoa chegou

estavam todos preparados.  _/ '“
As cestas de ovos f' "all
5,/
E os pais de Vivinho
estavam contentes.
A mãe de Vivinho disse: 

- Agora,  nosso filho
tem uma profissão.
E o pai de Vivinho falou:  /
- Cada um deve seguir f /  _
a sua vocação. .. : .--. ~., ._ g 3
C. _,; .'. _ “ea Z
&Qxxàxt 5...
O coelhinho que não era da páscoa -Ruth Rocha
O coelhinho que não era da páscoa -Ruth Rocha
Upcoming SlideShare
Loading in …5
×

O coelhinho que não era da páscoa -Ruth Rocha

19,911 views

Published on

literatura infantil

Published in: Education
  • Be the first to comment

O coelhinho que não era da páscoa -Ruth Rocha

  1. 1. Vivinho era um coelhinho. Branco, redondo, fofinho. Todos os dias Vivinho ia à escola com seus irmãos.
  2. 2. Aprendia a pular, aprendia a correr. .. Aprendia qual a melhor couve para se comer. _n--. .X *t '
  3. 3. . a ' q o ' . . . Os coelhinhos foram crescepdo, l chegoua hora ' _ _ - ' ' de escolher-qn uma _profissão_
  4. 4. Os irmãos de Vivinho já tinham resolvido: - Eu vou ser coelho de Páscoa, como meu pai. - Eu vou ser coelho de Páscoa, como meu avô. - Eu vou ser coelho de Páscoa, como meu bisavô.
  5. 5. E todos queriam ser coelhos de Páscoa, como o uisavó, o tataravô, como todos os avós.
  6. 6. Só Vivinho não dizia nada. Os pais perguntavam, /x-"P " ñ_ os irmãos indagavam: f” Ã '7_i/ -*"*' - E você, Vivinho? E você? // / d, i' _ Bom _ dizia Vivinho - x/ f / ' eu não sei o que quero ser. f' j' ' J" . Mas sei o que não quero: Ãr _¡^, ,, f. . ser coelho de Páscoa. Í” j
  7. 7. Vivinho arranjou uma porção de amigos: o beija-flor Florindo, Julieta, a borboleta, e a _abelha Melinda. , x_
  8. 8. 7 à QI -'. .'. "'EL: :.: ~.. _ , /ñ U Lfuptlyãl m. '/ O d é 'á ' 'WW-it n: L: .. - : u . - X. . - n e _ que 1 se V111 : imune-mw ' Í coelho brincar com abelha? ./ - os irmãos de Vivinho Os pais de Vivinho . se aborreciam: - Um coelho tem que ter uma profissão. Onde é que nós vamos parar com essa vadiação?
  9. 9. - Não se preocupem - Vivinho dizia - estou aprendendo uma ótima profissão. - Só se ele esta aprendendo a voar - os pais de Vivinho diziam. - Só se ele está aprendendo a zumbi: - os irmãos de Vivinho caçoavam. Vivinho sorria e saía, pula-pulando, para se encontrar com seus amigos.
  10. 10. O tempo passou. A Páscoa estava chegando. Papai e Mamãe Coelho foram comprar os ovos para distribuir. Ç k tinham muitas encomendas. Mas as fábricas Não tinham mais ovinhos para vender.
  11. 11. Em todo lugar a resposta era a mesma: - Tudo vendido. Não temos mais nada. ..
  12. 12. O casal Coelho foi a tudo que foi fábrica _, da floresta. Do seu Antão, do seu João, do seu Simão. Do seu Veloso, do seu Matoso, do seu Cardoso. Do seu Tônio, seu Petrônio, seu Sinfrônio. _ ? a2
  13. 13. Mas a -iÍHÍl V¡ CLÇÍÍEÃÉZ nv', FHÀILURGO Llu, ~ - "L l: r; I era sempre a mesma: "ORYARM u' <= izcogllly? - Tudo vendido, seu Coelho, tudo vendido. .. W¡ GISTRO ll' 3,55¡
  14. 14. Os dois voltaram para casa desanimados. - Ora essa, isso nunca aconteceu. ..
  15. 15. - Não podemos desapontar as crianças. .. - Mas nós já fomos a todas as fábricas. Não tem jeito, não. ..
  16. 16. Os irmãos do coelhinho estavam tristes: O - Nossa primeira distribuição. .. Ai que tristeza no coração! ... Vivinho vinha chegando com Melinda.
  17. 17. - Por que não fazemos os ovos l nós mesmos? - É que nós não sabemos. Coelho de Páscoa sabe distribuir ovos. Não sabe fazer.
  18. 18. - Pois eu sei - disse Vivinho. - Eu sei. / - Será que ele sabe? - disse , _ o pai. ›/ - Ele disse que sabe - f x' ¡ disseram os irmãos. 5a , ¡i/ 7 / r/ _ f c. j _r' - Ele sabe, ele V sabe! - disse a mãe. g( É» 7/
  19. 19. :mw - carmo EDUCACIONAL rmuuuan ares rtmtrtuun ue : :uma ê »amam v as 12 oa-'n _ E com quem VOC _b- mw aprendeu? - perguntaram t°d°s' / //
  20. 20. - Com meus amigos. Eu não disse que estava aprendendo . -~ uma profissão? . x
  21. 21. Pois eu aprendi a tirar o pólen das flores com Julieta e Florindo. E Melinda é a maior doceira do mundo. Me ensinou a fazer tudo o que é doce. ..
  22. 22. A casa da família Coelho I r. ' virou uma verdadeira fábrica. " o u _ '_ Todos aiudavam: ; ' - i Í. " ' _ Papai Coelho, Mamãe Coelha, os coelhinhos. .. - 7' , w o f?
  23. 23. E os amiguinhos também: Florindo, o beija-flor, Julieta, a borboleta, e Melinda, a maior doceira do mundo. .. E era Vivinho que comandava o trabalho. ñ' l l 4 - a' , . , 7 › V, r ~ v x ' n / _ K4 ': r 4 x e, _A l , xkjk, / x . ' 5 ' f* '* ~ x_ . x y l P~~ ' _/ ~, ' ~ v 'T ~I~ « ' › r' v* v . wk - r , l. ; ” ñ I
  24. 24. E quando a Páscoa chegou estavam todos preparados. _/ '“ As cestas de ovos f' "all 5,/
  25. 25. E os pais de Vivinho estavam contentes.
  26. 26. A mãe de Vivinho disse: - Agora, nosso filho tem uma profissão.
  27. 27. E o pai de Vivinho falou: / - Cada um deve seguir f / _ a sua vocação. .. : .--. ~., ._ g 3 C. _,; .'. _ “ea Z &Qxxàxt 5 . -. ' l Av / wl l * ¡ - 1 , ,- v; . _, ___

×