De onde viemos? - Peter Mayle, Arthur Robins, Paul Walter

11,271 views

Published on

De onde viemos? - Peter Mayle, Arthur Robins, Paul Walter
Educação sexual

Published in: Education

De onde viemos? - Peter Mayle, Arthur Robins, Paul Walter

  1. 1. Peter Mayle / Arthur Robins / Paul Walter T v” ta* ' I . › _ É_ _ a, _ l i ¡ 'Á _4 _ 4 s' 7 4 - 4 - ' ~ 2; ra t-váí' 7 n* 7 7 ' *j l
  2. 2. _DçaqR-Ê 1 . Q 5/«22/ : J alo Peter Mayle/ Arthur Robíns/ Paul Walter t* 1' wí* ' i ' d' 7 T i 4 l 4 Í 1 n A n 7- a »y . à tvi? " c r - c' n -< | * 1 a x _ w p l i 4 h 7 a . b A n a . I * L-'obel
  3. 3. Este livro é todinho sobre você.
  4. 4. Nós o escrevemos pensando que você gostaria de saber exatamente de onde veio e *í f: como foi que tudo aconteceu. 2:: : l 4.¡ q); Cl? Sabemos (porque também temos filhos) como é difícil dizer a verdade com bastante clareza, sem ficar encabulado. Mesmo assim, antes de escrever tudo isto, perguntamos a uma porção de meninos e meninas de sua idade de onde é que eles pensavam que tinham vindo. Ê difícil não ficar encabulado.
  5. 5. Veja o que alguns responderam: "Foi a cegonha que me trouxe, numa entrega especial. "
  6. 6. Mas você sabe que nada disso é verdade. A verdade é muito mais interessante. Então, vamos começar pelo princípio. Gente pequena é feita pgr gente grande. A primeira coisa que se deve saber é que as crianças são feitas pelos adultos. Um desses adultos precisa ser uma mulher e o outro, um homem. Em outras palavras, as duas pessoas que fizeram você foram seu pai e sua mãe. Se você colocar seu pai e sua mãe juntos numa banheira, notará uma coisa interessante. Os dois não são exatamente Talvez você já tenha percebido isso mas verá bem melhor se os puser juntos numa banheira. Além de serem de tamanhos diferentes, eles também têm formas diferentes. E, mais ainda, seus corpos têm partes que são diferentes. Vendo o papai e a mamãe juntos na banheira, você notará algo.
  7. 7. Quais são essas diferenças? Isto é muito importante, porque foi por causa dessas partes diferentes que seu pai e sua mãe puderam fazer você. Nós desenharnos duas figuras para que você perceba claramente as diferenças. Não se preocupe se as figuras do desenho não se parecem muito com seu pai ou sua mãe. As partes importantes são as mesmas em todos nós. (Até em você. ) Vejamos as diferenças, de cima até embaixo. A primeira coisa que você vai ver é que o homem tem o peito liso. Já a mulher tem dois montinhos redondos no peito. Esses montinhos têm muitos nomes. Algumas pessoas os chamam de peitos. Outras dizem tetas ou qualquer outro nome. Quando se hm a roupa, você pode ver bem as diferenças.
  8. 8. Os seios. Mas seu nome apropriado é seio, e esse é o nome que você deve lembrar. Quando você tinha acabado de nascer, os seios de sua mãe eram uma espécie de reservatório de leite ambulante. Nos primeiros meses de sua vida, o único alimento que você podia tomar era leite. (Porque ainda não tinha dentes; por isso você não podia comer salsichas, nem batata frita, nem balas, nem nada. Tinha que beber seus alimentos. ) Bem, o leite que manteve você vivo durante os primeiros meses vinha de uma mamadeira ou dos seios de sua mãe. Assim, antes de continuar seria bom agradecer aos seios por uma coisa tão importante 1 Agora, preste atenção um ' X pouco mais abaixo da cintura da: mulher, e verá que essa parte se z' alarga; no homem, não. Aanhf Leite, delicioso Iene,
  9. 9. Os quadris. A razão pela qual a mulher se alarga nesta parte (os quadris) é ter bastante lugar para um bebê. Sobre isso falaremos mais tarde. Olhe um pouco mais para baixo, entre as pernas. Tanto o homem como a mulher têm aí uma porção de cabelos fininhos. (Não se preocupe. Você também vai ter quando for grande. ) O pênis. O mais importante, porém, é que o homem tem algo pendurado entre as pernas e a mulher, não. Todos vocês, meninos, têm uma coisa igual, que ficará maior quando crescerem. Assim como os seios, essa parte também tem uma porção de nomes. Mas o seu nome correto é pênis. Isso, então, é o que o homem Ele cresce conforme você também cresce.
  10. 10. A vagina. E a mulher? O que ela tem entre as pemas? Tem uma pequena abertura chamada vagina. Agora que você já conhece estes dois nomes - o pênis e a vagina -, vejamos como se faz um bebê. O começo de um bebê. O que acontece é o seguinte: vamos supor que o homem e a mulher estão deitados juntos na cama. (Esta parte geralmente acontece na cama, porque é um lugar gostoso e confortável. ) O homem ama a mulher. Então ele dá um beijo nela. E ela também dá um beijo nele. E os dois se abraçam «f › ' ' bem forte. Dali a pouco o pênis do - homem fica duro e ereto, e muito maior do que é normalmente. Ele fica assim porque tem uma . porção de trabalho a fazer. . I' dqu¡ que os bebés Comet-Im . i ser feitos.
  11. 11. Então, o homem sente vontade de ficar o mais juntinho que pode da mulher, porque ele gosta muito dela. E, para estar realmente bem pertinho, o melhor é deitar por cima dela e colocar o pênis dentro da vagina. É desse jeito que duas pessoas ficam o mais perto possível.
  12. 12. Fazer amor. Esta sensação é muito gostosa para os dois, o homem e a mulher. Ele gosta de estar dentro dela. Isso se chama fazer amor, porque tudo começa com o homem e a mulher se amando um ao outro. E uma sensação difícil de explicar, mas você pode fazer uma idéia se imaginar uma espécie de cócega muito agradável que começa na barriga e depois se espalha pelo corpo todo. E, como você sabe, quando alguém lhe faz cócegas, você se mexe de um lado para outro. Aqui acontece a mesma coisa, só que as mexidas são de um tipo especial. Você entenderá melhor se disserrnos que as partes que fazem mais cócegas são o pênis do homem e a vagina da mulher. Por isso a maior parte das mexidas ocorrem ali embaixo. É uma sensação muito gostosa.
  13. 13. O homem empurra o pênis para dentro e para fora da vagina da mulher. Assim, as partes que estão fazendo cócegas se esfregam uma na outra. E como a gente se coçar quando alguma coisa está coçando, mas muito mais gostoso. No começo os movimentos podem ser vagarosos, mas logo passam a ser mais rápidos, confonne as cócegas se tomam mais fortes. Por que param as cócegas? Agora você pode estar pensando: se isso é tão agradável, por que as pessoas não fazem a toda hora? Há duas razões. Primeiro, porque cansa muito, mais que jogar futebol, ou correr, ou pular, ou subir em árvores, mais que quase todas as coisas. Por isso, por melhor que seja, não se pode fazer amor o dia inteiro. faz" “m” é “m0 Pular Coml-l Você não pode ficar fazendo o dia inteiro
  14. 14. A segunda razão é que uma coisa realmente maravilhosa põe fim à sensação de cócegas e, ao mesmo tempo, é o início da formação do bebê. O homem e a mulher se agitam e se contorcem de um jeito que parece que vão arrebentar, e é quase isso o que acontece. Aquela porção de movimentos de um corpo contra o outro termina com uma sacudida muito forte dos dois, mas tremendamente agradável. (Repetimos que não é fácil explicar a você essa sensação. Mas você sabe o que sente quando o seu nariz coça, e, finalmente, você espirra. E uma coisa parecida. ) E, justo nesse momento, um jorro de líquido grosso e pegajoso sai da ponta do pênis do homem e vai direto para dentro da vagina da mulher. E parecido com isto, mas muito melhor.
  15. 15. Bem, acredite ou não, esse líquido pegajoso é o começo das pessoas, você, eu, todo mundo. Chama-se esperma. O espermatozóide romântico. . , . . Como podena um OVUlD resistir Cada gota de esperma, na verdade, é feita de a um espermatozóide como m? milhares de espermatozóides, gotinhas tão pequenas que a gente só pode vê-las com um microscópio muito potente. O que essas gotinhas fazem é realmente fantástico. A . Depois que saem do fem: : do homem, os espermatozói es sobem pela vagina da mulher, como se fossem minúsculos peixinhos O Ç nadando contra a corrente. Vão em busca de um dos óvulos ue a mulher produz dentro ela, a cada mês. @É «vêãidâ
  16. 16. Se um desses espermatozóides se encontra com um óvulo, acontece entre eles um namoro muito bacana. Isto se chama fecundação, e seu resultado é o começo de um bebê. (E se dois espermatozóides se encontram com dois óvulos, então saem dois gêmeos. Três espermatozóides com três óvulos formam trigêmeos, e assim por diante. ) O espermatozóide e o óvulo se unem e fazem uma pessoinha minúscula. Ela é tão pequenina que passam semanas sem que a mãe perceba que ela está lá dentro. 9 Um r-spq-miatuzúide mais um óvulo Iunnqm um
  17. 17. Era um pontinho. Em nove meses, é um bebê. Muito, mas muito devagarinho, o pontinho cresce dentro da barriga da mãe. Essa coisinha (deveríamos pôr um nome nela, mas ainda não sabemos se é menino ou menina) se alimenta _daquilo que a mãe come. Está protegida e quentinha em um lugar da barriga da mãe chamado útero. Durante um periodo de nove meses, o pontinho se transforma, de quase nada que é no começo, em um bebê completamente formado, pronto para nascer e sair ao mundo. Talvez você queira saber o que acontece durante esses nove meses, por isso nós fizemos nove desenhos, um para cada mês, para mostrar como cresce um bebê antes de nascer. Muito antes de nascer V003 Ia se mexia.
  18. 18. Primeiro mês. O menino (ou menina, dá no mesmo) passa o primeiro mês crescendo, e assim se transforma de um pontinho quase invisível em uma criatura tão pequenina como um dos seus dentes. Mesmo tão pequena, porém, já tem espinha dorsal e um começo de braços, pemas, nariz e olhos. Tem até um coração que bate. Segundo mês. No final do segundo mês nosso bebê não só tem braços e pemas, como também dedinhos nas mãos e nos pés, ombros e joelhos. E um rostinho bem pequeno, mas já formado. Terceiro g3; Neste mês, o bebê começa a desenvolver o aparelho para emitir voz, quer dizer, as cordas vocais, pois vai precisar muito delas quando tiver que berrar para pedir comida.
  19. 19. Quarto mês. _ a ' ~ Agora o tamanho já é bastante considerável, ~---"~--~-*~ en** e ~ PTÍÍÍ~J~7 mais ou menos como a mão de sua mãe. Também há, podemos dizer, mais vida: no final deste mês é normal que a mãe sinta o bebê se mexendo dentro dela. (Um pouco mais tarde você poderá pôr a mão sobre a barriga de uma mãe e sentir, você mesmo, como o bebê se mexe. ) Quinto mês. l Mês fabuloso, porque é quando aparece na l cabeça do bebê - até então carequinha - uma fina camada de cabelos. As unhas dos pés e das mãos começam a crescer, e um médico, com um desses aparelhos de escutar, pode ouvir como ¡__ __ _ bate o coração do nenezinho. Sexto mês. .- _ Embora o bebê não possa ver muita coisa (porque lá dentro é muito escuro), este é o mês em que as pálpebras se abrem e começam a nascer as sobrancelhas e as pestanas.
  20. 20. Sétimo mês. Se você estava pensando que o bebê já era grande, agora então vai parecer enorme, porque está mais ou menos do tamanho de um braço seu (mas todo encolhidinho) e pesa quase um quilo e meio. Agora que o corpo dele já cresceu um pouquinho, começa a crescer também o cérebro. Oitavo e nono meses. O bebê passa estes dois últimos meses” crescendo e ficando mais forte, quer dizer, ja se preparando para ver como é o mundo.
  21. 21. O nascimento. Chegamos, assim, a esse dia, pelo qual todos nós passamos mas do qual ninguém se lembra. Existe um bebê, todo encolhidinho, dentro da mãe. Como ê que ele faz para sair? Q A resposta é bem simples: empurrando. No fim desses nove meses, mai: ou menos, já ê hora de a mamãe descansar. O bebê já está pronto para sair e a natureza faz com que as coisas andem pelo caminho certo. Uma dor de bag? muito . A primeira coisa que a mãe sente é uma série de dores de barriga que aparecem a intervalos regulares (chamam-se dores do parto). No começo, entre cada dor passa bastante terripo. Depois, as dores vão ficando seguidas, e então o médico começa a correr de um lado para o outro. Pois isso que o bebê já vai sair.
  22. 22. O que a mãe tem de fazer é empurrar o bebê para que ele saia pela abertura entre as suas pernas, e para isso utiliza todos os músculos que ela tem dentro da barriga. A última parte é a mais difícil. Se você pensar um pouco em como o bebê é grande e como é pequena a abertura, fará uma idéia de como deve ser difícil para a mãe esse trabalho. Essa parte do nascimento, também Chamada; parto, pode durar algum tempo, e cansa muito. E extenuante. Mas, afinal, o bebê sai, com a cara toda vermelha, muito chateado e berrando como um torcedor num jogo de futebol. (Você também berrava quando nasceu, porque, de fato, não é nada bom sair no frio depois de ficar nove meses bem quentinho e abrigado. ) Vir ao mundo pode causar um susto
  23. 23. Uma última coisa precisa ser feita antes que 64'¡ o g todos possam descansar. Durante os nove meses *e 4 de vida antes de nascer, o bebê se alimentou por o? " * meio de um tubinho grudado na barriga dele. Por que a barriga tem um botão? Agora que o bebê já nasceu e vai começar a receber alimentos pela boca, já não precisa mais daquele tubinho. Por isso o médico o corta com Essebot_ M_ d umas tesouras (o bebê não sente nada), faz um nó vocêaifivo P353: : Ênljfêlwe com a pontinha que sobrou e limpa bem. Foi assim que apareceu esse botão que você tem na barriga - o umbigo, que é tudo quanto resta daquele tubinho pelo qual você se alimentava antes de nascer. Esse tubinho comprido tem um nome comprido: o cordão umbilical.
  24. 24. Bom. Agora você já sabe de onde veio. Pode parecer muito trabalho por uma criatura tão pequena. Mas seu pai e sua mãe agüentaram firme por uma razão muito importante. E, se você quiser saber por qual razão, basta dar uma olhadinha no espelho. Tudo isso foi feito por você.

×