Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.

E-book: #gettingsocial

428 views

Published on

Que tal darmos os primeiros passos no ambiente digital? Baixe o arquivo e confira!

Published in: Social Media
  • Hey guys! Who wants to chat with me? More photos with me here 👉 http://www.bit.ly/katekoxx
       Reply 
    Are you sure you want to  Yes  No
    Your message goes here

E-book: #gettingsocial

  1. 1. #gettingsocial Em um mundo onde a dúvida não é mais saber se devemos ou não ser digitais, e sim entender quais são as plataformas mais indicadas para cada tipo de negócio, é imprescindível fazer um planejamento estratégico eficiente. Nós ajudamos marcas e pessoas a entenderem os melhores caminhos para extrair todas as possibilidades do ambiente digital.
  2. 2. INTRODUÇÃO
  3. 3. INTRODUÇÃO Facebook, Instagram, Blog, Medium, Snapchat, Instagram, YouTube, Allo, WhatsApp, Pinterest, Google+. Estas são apenas algumas das mídias sociais digitais que permeiam o nosso cotidiano atual. E aqui vale destacar bem a palavra atual, porque quando este e-book estiver no ar, é capaz que parte delas não exista mais ou apareçam outras com novas funcionalidades. É assim o ambiente digital: um ambiente de mudanças constantes e potencialidades diversas.
  4. 4. INTRODUÇÃO Estudo apresentado pela We Are Social (2017) - agência focada em social - mostra que o Brasil está sempre entre os países que mais utilizam as mídias sociais. Duvida? Vamos a alguns números presentes nesta pesquisa: - Crescimento de 18% no número de usuários de mídias sociais. A média mundial foi de 21%. Isso deixou o país em 5o lugar, com 19 milhões de novos usuários. - Índice de penetração da Internet no Brasil é de 66%, enquanto a média mundial é de 50%. - Tempo médio que os brasileiros ficam na Internet por dia: 4h59min (desktop) e 3h56min (mobile).
  5. 5. INTRODUÇÃO Estes números apenas reiteram o que falamos nos primeiros parágrafos. Utilizando um termo na área, somos hard users de social media. Bacana, não?! O problema é que muitas vezes ficamos tão empolgados que saímos fazendo perfis em mídias que provavelmente não são as mais indicadas tanto para a nossa vida pessoal, quanto para a nossa vida profissional. Isso faz com que fiquemos com mídias inativas, que podem inclusive prejudicar o nosso desempenho em termos de desempenho e rankeamento digital.
  6. 6. INTRODUÇÃO Vamos a um exemplo às vezes acontece no Brasil: WhatsApp fora do ar. Com o WhatsApp fora do ar, saímos correndo baixando outras plataformas similares, tais como Allo e Telegram. Ora, embora estas plataformas sejam muito funcionais e intuitivas, não adianta. A mídia mais utilizada é o WhatsApp e, assim que ele voltar a funcionar, abandonaremos as demais para voltarmos para a que mais estamos acostumados. No entanto, os perfis no Allo e no Telegram permanecerão ativos. Você não usará mais e, provavelmente, esquecerá de deletar suas contas, o que agravará o problema. Mas, você se pergunta, por que isso é um problema? Simplesmente porque as pessoas não têm como adivinhar que VOCÊ (ou a sua marca) não usará mais aquele perfil. Elas continuarão entrando em contato e não obterão resposta. Não obtendo resposta, ficarão chateados e irão para o ambiente digital fazer avaliações ruins sobre você, seu serviço, seu produto, sua marca. Aí, mesmo num primeiro momento, mesmo cheio de boa vontade em se deixar comunicável para o mundo, você criará um tremendo problema para si mesmo.
  7. 7. INTRODUÇÃO Assim, o objetivo deste e-book é ajudar as pessoas e, consequentemente, marcas a serem seres sociais de acordo com as suas necessidades. Para tanto, falaremos um pouco sobre o que é presença digital e como podemos utilizá-la a nosso favor. Depois conversaremos sobre planejamento digital e, por fim, daremos mais algumas dicas sobre a vida digital. Vamos lá?
  8. 8. PRESENÇA DIGITAL
  9. 9. PRESENÇA DIGITAL É assim que você se sente? Não pode ver uma mídia social nova que já pensa em criar uma conta? Calma, não é bem por aí. Cada mídia digital tem uma função específica. Dessa forma, o primeiro passo é entender quem é a sua marca, com quem ela se relaciona, quais são os seus públicos e quais são os seus concorrentes.
  10. 10. PRESENÇA DIGITAL Isso tem um motivo bem simples: serve para construir sua presença digital de maneira simples e assertiva. Mesmo porque presença digital não significa estar em todo o ambiente digital. Significa estar na mídia certa, no momento certo. Creio que tudo fica mais claro quando damos um exemplo. O YouTube é uma das mídias preferidas dos brasileiros (e do mundo). Segundo estatísticas fornecidas pela própria mídia, a plataforma tem mais de um bilhão de usuários e quase um terço dos usuários da Internet. Você olha para estes dados e pensa: "Nossa, preciso de um canal no YouTube". Parece bem simples e interessante, mas não é. Você sabe se um canal de YouTube é interessante para a sua marca? Você sabe que é ou você acha? Aqui vai a primeira dica:
  11. 11. Encontramos no ambiente online inúmeras plataformas gratuitas para pesquisas, como o Google Docs e o Survey Monkey. No entanto, no lugar de usar tais facilidades, simplesmente imaginamos o que o nosso público quer e vamos distribuindo conteúdos que nem sempre são os mais interessantes para ele. Fazer pesquisas, montar questionários e enquetes são ótimas formas de saber o que o seu público pensa, quer e precisa. PRESENÇA DIGITAL
  12. 12. PRESENÇA DIGITAL Em um grupo que administro no Facebook, perguntei sobre os tipos de material que os membros gostariam de ter acesso. Isso me ajudou muito não apenas a descobrir os gostos do público, como também a definir minha presença digital e as estratégias a serem utilizadas. Veja a enquete ao lado:
  13. 13. PRESENÇA DIGITAL Mas é claro que isso envolve mais do que perguntar ao público o que ele quer. Você tem que ver se tem condições para atender a estas demandas. Voltemos ao exemplo do YouTube. Para criar um canal nesta plataforma, você precisa de Internet, dispositivos para gravação do vídeo e do áudio com qualidade, roteiros para não se perder nos assuntos, verificar quanto tempo terá seu vídeo para uma melhor performance e alcance, quais serão as mídias de suporte para divulgação do vídeo, um calendário de gravação e de uploads, ter um local de gravação, fazer a edição, verificar o que seus concorrentes estão fazendo… Essas são apenas algumas premissas que devem ser consideradas antes de realizarmos a nossa presença digital. Não é simplesmente fazer ou saber o que os usuários querem, entender pelo que o público se interessa e analisar os concorrentes. Você deve se perguntar: tenho como fazer tudo? Dou conta?
  14. 14. PRESENÇA DIGITAL É por isso que o segundo capítulo deste e-book é um dos mais importantes em qualquer estratégia digital. Falaremos agora sobre PLANEJAMENTO.
  15. 15. PLANEJAMENTO DIGITAL
  16. 16. PLANEJAMENTO DIGITAL Esse exemplo é frequentemente usado em sala de aula para ilustrar a importância do planejamento, de termos um objetivo bem estabelecido. Se você não tem um objetivo, não estabelece suas metas, qualquer caminho, qualquer mídia vai servir. Agora, se você quer ter sucesso, é preciso construir um passo a passo eficiente.
  17. 17. PLANEJAMENTO DIGITAL Um dos passos fundamentais é entender cada mídia digital. Claro que, dentro delas há muitas possibilidades, mas quais são seus pontos fortes? A Marketo, em 2016, preparou um estudo que pode nos ajudar neste sentido. Separei para vocês um resumo para vocês. Confiram!
  18. 18. PLANEJAMENTO DIGITAL (Marketo, 2016) MÍDIAS OBJETIVOS MÉTRICAS-CHAVE FACEBOOK ● Branding e engajamento ● Geração de leads e aquisição de clientes ● Curadoria de conteúdo ● Promover eventos ● Engajar e relacionar com influenciadores ● Seguidores ● Curtidas ● Engajamento e comentários ● Tráfego de referência ● Compartilhamento ● Geração de leads/novos consumidores LINKEDIN ● Branding e engajamento ● Geração de leads e aquisição de clientes ● Curadoria de conteúdo ● Promover eventos ● Engajar e relacionar com influenciadores ● Número de posts por dia ● Informações da página ● Comentários, curtidas e compartilhamentos ● Participação de grupos ● Tráfego de referência ● Geração de leads / novos clientes GOOGLE+ ● Branding e engajamento ● Geração de leads e aquisição de clientes ● Curadoria de conteúdo ● Número de posts ● Adição de círculos e seguidores ao Google+ ● Menções do Google+ ● Tráfego de referência
  19. 19. PLANEJAMENTO DIGITAL (Marketo, 2016) MÍDIA OBJETIVOS MÉTRICAS-CHAVE TWITTER ● Branding e engajamento ● Geração de leads e aquisição de clientes ● Curadoria de conteúdo ● Influenciadores de nicho e criação de listas ● Divulgação de informações que promovam a marca, inspirem os colaboradores e garantam engajamento ● Participar de conversas ● Construção de reputação ● Número de posts ● Seguidores ● Menções ● Retweets ● Número de listas ● Uso de hashtags ● Influência dos seguidores ● Geração de leads ou aquisição de clientes ● Tráfego de referência ● Tweets favoritados PINTEREST ● Branding e engajamento ● Geração de leads e aquisição de clientes ● Curadoria de conteúdo ● Pins ● Repins ● Followers ● Compras a partir de pins ● Tráfego de referência
  20. 20. PLANEJAMENTO DIGITAL (Marketo, 2016) MÍDIAS OBJETIVOS MÉTRICAS-CHAVE PLATAFORMAS DE VÍDEO (YouTube, Vimeo, Instagram) ● Branding e engajamento ● Virais ● Mostrar a cultura da empresa ● Postar vídeos de produtos e demos ● Desenvolver uma série em vídeos para compartilhamento ● Visualizações ● Compartilhamento ● Tráfego de referência ● Rankeamento de páginas de acordo com as normas do YouTube PLATAFORMAS PARA IMAGENS (Instagram, Tumblr, Flickr, Snapchat) ● Branding e engajamento ● Geração de leads com imagens ● Promover produtos ● Promover a cultura da empresa ● Promover eventos de marketing ● Conexão com websites, blogs e outras plataformas de conteúdo ● Tráfego de referência ● Compartilhamento e comentários ● Visualização de fotos ● Rankeamento de páginas a partir das bases dos sites de compartilhamento de imagens ● Venda de produtos e geração de leads SLIDESHARE ● Branding ● Engajamento por meio de imagens ● Geração de leads e aquisição de clientes ● Otimização de SEO ● Gerar visualizações extras de conteúdo ● Número de apresentações ● Seguidores ● Visualizações ● Compartilhamento ● Geração de leads e aquisição de clientes ● Downloads ● Favoritos
  21. 21. PLANEJAMENTO DIGITAL Ao entender para que serve cada uma das mídias, podemos escolher as que mais funcionam a nosso favor e, assim, definir uma estratégia mais assertiva. De uma maneira bem simples, podemos dividir um planejamento estratégico digital nas seguintes fases: - Objetivos: o que você quer/precisa. - Estratégias: recursos para conseguir atingir os objetivos. - Táticas: estabelecimento das ações necessárias. - Implementação e acompanhamento: realização das ações e verificação das métricas e indicadores-chave de performance (KPI's). - Mensuração de resultados: dados que ajudarão a verificar se as ações foram eficientes ou não.
  22. 22. Nada funciona sem uma boa pesquisa e ela é fundamental para a elaboração de um briefing útil para o planejamento. Um briefing superficial e fraco leva a objetivos, metas e ações erradas, colocando toda a estratégia em perigo. Assim, antes de começar o planejamento em si, tenha o briefing em mãos. É ele que vai dar as diretrizes necessárias para todo projeto digital. PLANEJAMENTO DIGITAL
  23. 23. PLANEJAMENTO DIGITAL Outra forma de planejamento é o 6W2H: who (quem), when (quando), where (onde), what (o que), what saying (o que dizer), why (porquê), how much (quanto) e how (como). 1. What Você quer fazer o que? Vender mais, ter engajamento, fortalecer a marca? 2. What saying E como você fará isso? Como o seu discurso estará alinhado para atingir esses objetivos?
  24. 24. PLANEJAMENTO DIGITAL 3. Where Com quais mídias você trabalhará? Onde vale a pena ter um perfil? Lembre-se sempre: cada mídia pede uma estratégia diferente. Não adianta preparar um mesmo conteúdo e sair dando copia e cola em todas as plataformas. Entenda seu público e respeite-o. Caso ainda tenha dúvida, volte alguns parágrafos e leia novamente a tabela deste e-book. 4. Why Somente por meio de pesquisa e de monitoramento das mídias, você consegue entender sua audiência e, assim, preparar um conteúdo que seja interessante para eles (e para sua marca). Esta é uma etapa imprescindível para que consiga responder o porquê das suas estratégias.
  25. 25. PLANEJAMENTO DIGITAL 5. How Como você pretende atingir esses objetivos? Fará webinars, e-books, promoções, e-mail marketing, vídeo, textos em redes sociais? Tudo isso tem que estar muito claro no projeto. Ah, e não esqueça da reflexão prévia: consigo fazer o que estou propondo? 6. Who O quem aqui está relacionado a duas esferas: quem somos nós e para quem estamos produzindo conteúdo. Manter o foco nesses dois parâmetros evita erros e dores de cabeça.
  26. 26. PLANEJAMENTO DIGITAL 7. When Calendários e deadlines são nossos amigos e não nossos inimigos. Eles são fundamentais para os projetos e ajudam a perceber erros e acertos. 8. How much Toda a nossa vida baseia-se em cursos. Por que isso seria diferente na comunicação? Veja sempre se a sua proposta cabe na verba que você tem. E, caso não caiba, use sua criatividade e capacidade de adaptação.
  27. 27. PLANEJAMENTO DIGITAL Frequentemente vejo textos e e-books com fórmulas mágicas e mirabolantes em mídias digitais. Porém, eu não acredito nisso. Não creio que uma certa estratégia pode ser usada por arquitetos, dentistas, microempreendedores e grandes marcas. Isso é impossível! Tudo precisa de estudo e planejamento. No entanto, coloco neste e-book o Modelo Canvas de Planejamento de Comunicação. É um modelo bem simples e objetivo que nos ajuda a visualizar cada etapa do projeto. Veja como é interessante:
  28. 28. PLANEJAMENTO DIGITAL É claro que ele muda alguns termos que não apresentei neste e-book como, por exemplo, ações de engajamento, proposta de valor, problema e posicionamento. Por isso, melhor algo ficar um pouco repetitivo, do que sair com dúvida após uma leitura, certo?
  29. 29. PLANEJAMENTO DIGITAL 1. Proposta de valor Para gerar a proposta de valor, você deve se perguntar: por que os usuários escolherão a sua marca entre tantas outras no mercado? Este vai ser o centro das suas ações e é ele que norteará o resto do planejamento. 2. Problema Trata-se de encontrar uma solução para a marca. Elas podem ser definidas por meio dos objetivos de comunicação para seus stakeholders (ou públicos de interesse). Yanaze (2005, p.74) apresenta 14 objetivos, a saber: despertar a consciência, garantir identificação, suscitar interesse, suscitar expectativa, levar à decisão, chamar atenção, gerar disseminação, proporcionar conhecimento, criar desejo, efetivar a ação, estabelecer interação, obter fidelidade, conseguir preferência e manter a satisfação pós-ação. Escolha um e comece os trabalhos.
  30. 30. PLANEJAMENTO DIGITAL 3. Posicionamento Qual é o argumento que a sua ação se baseia? O que você pretende transmitir para o usuário? 4. Canais Quais serão as mídias utilizadas para isso? Serão canais próprios, mídias segmentadas? 5. Público Já conversamos sobre isso, né?! Pesquise, pesquise e pesquise. Cada mídia tem um público diferente, um jeito diferente, expectativas diversas.
  31. 31. PLANEJAMENTO DIGITAL 6. Conteúdo O que será publicado. Não esqueça de adequar a linguagem a cada mídia. Trabalhe o tom da comunicação e a voz da marca.
  32. 32. PLANEJAMENTO DIGITAL Personas ajudam a definir estratégias e apontam caminhos menos generalistas para ações de comunicação.
  33. 33. PLANEJAMENTO DIGITAL 7. Ações de engajamento São ações que levam à participação da audiência com o conteúdo e com os canais da marca. 8. Relacionamento Defina os pontos de contato digital da marca com o público. Como será este contato? Como ele poderá levar a um relacionamento com o usuário.
  34. 34. PLANEJAMENTO DIGITAL 9. KPIs Indicadores-chave de performance (ou key performance indicators) são parâmetros criados a partir de métricas que ajudam a verificar se um determinado objetivo traçado para o usuário foi atingido, como, por exemplo, o aumento da taxa de conversão de vendas. Todas essas abordagens de planejamento estão bem simplificadas, mas já ajudam a elaborar projetos, principalmente para quem não tem a menor noção de como dar os primeiros passos. Para mais dicas, continue acompanhando nosso site.
  35. 35. PRÓXIMOS PASSOS
  36. 36. PRÓXIMOS PASSOS O planejar é preciso, mas não é tudo. Quando o assunto é "mídias digitais", temos que ficar atentos 24 horas por dia 7 vezes na semana. Assim, mantenha uma rotina de produção de conteúdos. Atente-se a perguntas e mensagens. Não use essas plataformas apenas para postagens. Interaja, curta e até compartilhe conteúdo de terceiros. Participe de comunidades.
  37. 37. PRÓXIMOS PASSOS A continuidade de suas ações é importante para que sua marca tenha credibilidade no ambiente virtual. Isso faz com que você realmente se torne uma marca social.
  38. 38. CONSIDERAÇÕES FINAIS
  39. 39. CONSIDERAÇÕES FINAIS O ambiente digital nos oferece diariamente inúmeras possibilidades e é fácil se perder em meio a tantas opções. Neste e-book procuramos dar dicas iniciais para quem quer começar a usar as mídias digitais a seu favor. E, se mesmo assim, sentir-se perdido, atente-se a mais estes pontos: 1. Mantenha o foco. Tenha em mente o que o levou ao ambiente digital. Considere as mídias de uma maneira individual. Cada plataforma, uma estratégia. 2. Aproveite o potencial das plataformas. Se é uma plataforma de foto e vídeo, por que você vai perder tempo escrevendo textão?
  40. 40. CONSIDERAÇÕES FINAIS 3. Monitore sempre. O monitoramento de mídias sociais é importante para relacionamento, engajamento, SAC e para evitar crises. 4. Dados - Informação - Conhecimento. Com o monitoramento obtemos dados muito relevantes sobre comportamento, sentimentos, gostos, tendências, oportunidades. Quando os contextualizamos e damos sentido a eles, geramos informação. Essa informação é a base para termos conhecimento do que acontece com a nossa marca, público, serviços e produtos. Somente passando por estes três itens podemos ter inteligência de mercado.
  41. 41. CONSIDERAÇÕES FINAIS 5. Armazene dados, relatórios, pesquisas. As ferramentas, computadores e dispositivos eletrônicos ajudam muito no nosso dia a dia, mas eles não são infalíveis. Esperamos que este e-book encha suas mentes de ideia. Bem-vindxs ao mundo digital! #gettingsocial
  42. 42. REFERÊNCIAS
  43. 43. REFERÊNCIAS YANAZE, M. H. Marketing & comunicação: funções, conceitos e aplicações. São Paulo: Editora STS, 2005. Se você gostou deste e-book, confira também esses outros conteúdos: Monitoramento e Pesquisa em Mídias Sociais 100 Fontes sobre Pesquisa e Monitoramento Tendências em Comunicação Digital

×