Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.

Estilos aprendizagem tecnologia

1,458 views

Published on

  • Be the first to comment

Estilos aprendizagem tecnologia

  1. 1. CURSO: ESTILOS DE USO DO ESPAÇO VIRTUAL PARA A APRENDIZAGEM ONLINE Estilos de Aprendizagem e TecnologiasEstilos de Aprendizagem e Tecnologias Universidade Aberta Formanda: Sónia Teixeira Professora: Daniela Melaré Vieira Barros
  2. 2. Estilos de Aprendizagem e Tecnologias 2 Sumário Introdução Estilos de Aprendizagem Estilos de Aprendizagem e Tecnologias Mudanças no Papel do Professor e do Aluno Recursos Tecnológicos Estilos de Uso do Espaço Virtual Perfil do Utilizador do Virtual Bibliografia
  3. 3. Introdução O uso da tecnologia está presente nas mais variadas áreas da atividade humana, nomeadamente: saúde, telecomunicações, industria, telemática, economia, educação, etc. Estilos de Aprendizagem e Tecnologias 3
  4. 4. Estilos de aprendizagem Os estilos de aprendizagem, de acordo com Alonso e Gallego (2002), com base nos estudos de Keefe (1998): “são traços cognitivos, afetivos e fisiológicos, que servem como indicadores relativamente estáveis de como os alunos percebem, interagem e respondem a seus ambientes de aprendizagem”. Estilos de Aprendizagem e Tecnologias 4 Os estilos de aprendizagem referem-se a preferências e tendências altamente individualizadas de uma pessoa, que influenciam a sua maneira de apreender um conteúdo.
  5. 5. Estilos de aprendizagem (continuação) De acordo com Alonso e Gallego (2002), existem quatro estilos definidos: o ativo que valoriza dados da experiência, entusiasma-se com tarefas novas e é muito ágil; o reflexivo que atualiza dados, estuda, reflete e analisa; o teórico que é lógico, estabelece teorias, princípios, modelos, busca a estrutura, sintetiza; o pragmático que aplica a ideia e faz experimentos. Estilos de Aprendizagem e Tecnologias 5
  6. 6. Estilos de aprendizagem e tecnologias A teoria dos estilos de aprendizagem contribui muito para a construção do processo de ensino e aprendizagem na perspetiva das tecnologias, pois considera as diferenças individuais e é flexível, permitindo estruturar as especificidades voltadas às tecnologias atendendo ás necessidades dos indivíduos envolvidos no processo. Estilos de Aprendizagem e Tecnologias 6
  7. 7. Na teoria de estilos de aprendizagem as tecnologias são consideradas aliadas na compreensão da forma de aprender. Através das tecnologias pode-se experimentar novas estratégias e técnicas que podem tornar os alunos mais competentes. A teoria dos estilos de aprendizagem ajuda a verificar a importância do uso das tecnologias no processo educativo exatamente pela oferta de possibilidades que suas interfaces, ferramentas, recursos e aplicativos oferecem para atender ás preferências e individualidades de cada aluno. Estilos de Aprendizagem e Tecnologias 7 Estilos de aprendizagem e tecnologias
  8. 8. Mudanças no papel do professor e do aluno O professor não é mais o único “detentor do saber” e do conhecimento e tem que se adaptar às novas exigências. Tornou-se fundamental que o seu papel de mero transmissor de conhecimentos se altere para mediador, condutor e orientador de aprendizagens. Deve proporcionar aos seus alunos uma literacia digital que será sem dúvida uma mais-valia para o seu futuro como cidadãos ativos numa sociedade em constante mudança. Estilos de Aprendizagem e Tecnologias 8
  9. 9. Atualmente os novos cenários de aprendizagem com a utilização das Tecnologias da Informação e Comunicação, possibilitam a criação de espaços colaborativos de construção do conhecimento, onde as interações entre os alunos e entre estes e a informação e o professor, ou seja, ajudam a formar cidadãos mais criativos, mais competitivos e mais adaptados às mudanças que terão de enfrentar ao longo da vida. Estilos de Aprendizagem e Tecnologias 9 Mudanças no papel do professor e do aluno (continuação)
  10. 10. Os alunos constroem o conhecimento por meio da exploração, da navegação, da comunicação, da troca, da representação, da criação/recriação, organização/ reorganização, ligação/re-ligação, transformação e elaboração/re-elaboração. Cabe ao professor desenvolver com os seus alunos um método de aprender a aprender com as Tecnologias da Informação e Comunicação. Estilos de Aprendizagem e Tecnologias 10 Mudanças no papel do professor e do aluno (continuação)
  11. 11. Isto permitirá ao aluno o desenvolvimento de competências tais como: criatividade, flexibilidade, trabalho em equipa, espírito crítico, autonomia entre outras que os preparem para lidar com as incertezas de um mundo global em que aprendizagem e o conhecimento são os melhores instrumentos para a inserção na vida ativa. Estilos de Aprendizagem e Tecnologias 11 Mudanças no papel do professor e do aluno (continuação)
  12. 12. Recursos Tecnológicos Estilos de Aprendizagem e Tecnologias 12 São vários os recursos tecnológicos que podem ser utilizados pelos professores e alunos. Destaco alguns: Computador Internet (blogs, chats, redes sociais, email, plataformas como o Moodle, etc) Softwares específicos e educativos
  13. 13. Com base na teoria dos estilos de aprendizagem Barros (2011), identificou os estilos de aprendizagem no virtual, ou seja, como as pessoas utilizam o virtual e, como se pode utilizar para potencializar os processos educativos online. Estilos de Aprendizagem e Tecnologias 13 ESTILOS DE USO DO ESPAÇO VIRTUAL Estilos de uso do espaço virtual
  14. 14. Estilos de uso do espaço virtual (continuação) O espaço virtual possibilita formas de aprendizagem diferentes das formas de aprendizagem no presencial. Os estilos de aprendizagem visualizados no espaço virtual têm características identificáveis. Estudos realizados, juntamente com a teoria de estilos, permitiram identificar o perfil de como as pessoas aprendem no virtual e as formas de direcionar as aplicações didático-pedagógicas para o processo de ensino e aprendizagem. Estilos de Aprendizagem e Tecnologias 14
  15. 15. Segundo Barros (2011) “o tipo de aprendizagem que ocorre no espaço virtual é aquela que se inicia pela busca de dados e informações, após um estímulo previamente planejado; em seguida, a essa busca, ocorre a organização do material encontrado de forma particular, de acordo com as formas pessoais de elaboração, organização, análise e síntese, por fim, a produção de uma aplicação multimídia com os instrumentos disponibilizados”. Estilos de Aprendizagem e Tecnologias 15 Estilos de uso do espaço virtual (continuação)
  16. 16. A aprendizagem no virtual envolve um conjunto de elementos característicos do espaço virtual, a citar: tempo espaço linguagem Interatividade facilidade de acesso ao conhecimento linguagem audiovisual Estilos de Aprendizagem e Tecnologias 16 Estilos de uso do espaço virtual (continuação)
  17. 17. Estilo de uso participativo no espaço virtual - considera a participação como elemento central, no qual o indivíduo deve ter a ambiência do espaço. Além disso, para realizar um processo de aprendizagem no virtual, necessita de metodologias e materiais que priorizem o contato com grupos online, que solicite buscar situações online, realizar trabalhos em grupo, realizar fóruns de discussão e dar ações aos materiais desenvolvidos. Estilos de Aprendizagem e Tecnologias 17 Estilos de uso do espaço virtual (continuação) Barros (2011) desenvolveu um instrumento de identificação do estilo de uso do espaço virtual e identificou a existência de quatro tendências de uso do espaço virtual.
  18. 18. Estilo de uso busca e pesquisa no espaço virtual - tem como elemento central para a aprendizagem a necessidade de fazer pesquisa online, buscar informações de todos os tipos e formatos. Este estilo caracterizou-se como busca e pesquisa, no qual o usuário aprende mediante a busca, seleção e organização do conteúdo. Os materiais de aprendizagem devem estar voltados a construções e sínteses que englobem a pesquisa de um conteúdo. Estilos de Aprendizagem e Tecnologias 18 Estilos de uso do espaço virtual (continuação)
  19. 19. Estilo de estruturação e planeamento no espaço virtual - tem como elemento central para a aprendizagem a necessidade de desenvolver atividades que valorizem os aplicativos para elaborar conteúdos e atividades de planeamento. Essas atividades devem basear-se em teorias e fundamentos sobre o que se está desenvolvendo. Estilo de ação concreta e produção no espaço virtual - tem como elemento central para a aprendizagem a necessidade de realização dos serviços online e a rapidez na realização desse processo. Viabilizar com rapidez é um dos eixos centrais deste estilo de uso; utilizar o espaço virtual como um espaço de ação e produção. Estilos de Aprendizagem e Tecnologias 19 Estilos de uso do espaço virtual (continuação)
  20. 20. Perfil do utilizador do virtual O utilizador do virtual tendencialmente é: alguém que gosta de agir de forma rápida; planeia mentalmente como realizar algo; tem um objetivo definido quando entra no espaço virtual; participa das oportunidades que encontra; é curioso e gosta de pesquisar; sua interação com o espaço virtual acontece como uma espécie de imersão; realiza pesquisas facilmente; não se preocupa com sons externos e gosta de ouvir música enquanto realiza este trabalho, busca em locais conhecidos na Internet, não se arrisca, organiza o material que encontra por pastas, interage de forma ampla, sabe selecionar a informação por prioridade; sabe trabalhar com o excesso de informação e costuma ser muito produtivo. Estilos de Aprendizagem e Tecnologias 20
  21. 21. Estilos de Aprendizagem e Tecnologias 21 Referências Bibliográficas Sites: http://novos-desafios-do-professor-na-sociedade-do conhecimento.wikispaces.com/3.+Import %C3%A2ncia+das+TIC+no+contexto+educativo http://superdom.blogs.sapo.pt/13000.html http://www.uned.es/revistaestilosdeaprendizaje/numero_11/articulos/articulo_16.pdf http://www.periodicos.udesc.br/index.php/linhas/article/viewFile/2402/1832 http://kn.open.ac.uk/public/getfile.cfm?documentfileid=14043

×