Verbetes no livro de mormon sobre genealogia

770 views

Published on

0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total views
770
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
2
Actions
Shares
0
Downloads
18
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Verbetes no livro de mormon sobre genealogia

  1. 1. GENEALOGIAVer também Batismo, batizar—Batismo pelos mortos; Livro de Recordações; Família; Ordenanças—Ordenanças vicárias; Salvação; Salvação para os mortosRegistro que traça a linha de descendência de uma família. Nas escrituras, quando os ofícios do sacerdócio oucertas bênçãos eram limitadas a determinadas famílias, as genealogias eram muito importantes (Gên. 5:10; 25;46; I Crôn. 1–9; Esd. 2:61–62; Nee. 7:63–64; Mt. 1:1–17; Lc. 3:23–38; 1 Né. 3:1–4; 5:14–19; Jar. 1:1–2).Atualmente, na Igreja restaurada, os santos continuam a traçar suas linhas de ascendência familiar, em partepara identificarem corretamente ancestrais falecidos, a fim de realizarem as ordenanças salvadoras em favordeles. Tais ordenanças são válidas para as pessoas falecidas que aceitarem o evangelho de Jesus Cristo nomundo espiritual (D&C 127, 128).Referências 1. 1 Né. 3: 1-4 1 E ACONTECEU que eu, Néfi, depois de haver falado com o Senhor, voltei à tenda de meu pai. 2 E aconteceu que ele me falou, dizendo: Eis que sonhei um asonho, no qual o Senhor me ordenou que tu e teus irmãos voltásseis a Jerusalém. 3 Pois eis que Labão possui o registro dos judeus e também uma agenealogia de meus antepassados; e eles estão gravados em placas de latão. 4 Ordenou-me o Senhor, portanto, que tu e teus irmãos fôsseis à casa de Labão buscar os registros e os trouxésseis aqui para o deserto. 2. 1 Né. 5: 14-19 14 E aconteceu que meu pai, Leí, também descobriu nas aplacas de latão uma genealogia de seus pais; soube, portanto, que ele descendia de bJosé, sim, aquele mesmo José que era filho de cJacó e que fora d vendido no Egito e que fora epreservado pela mão do Senhor para que pudesse preservar seu pai, Jacó, e toda a sua casa, evitando que morressem de fome. 15 E foram também atirados do cativeiro e da terra do Egito pelo mesmo Deus que os havia preservado. 16 E assim meu pai, Leí, descobriu a genealogia de seus pais. Labão também era descendente de aJosé, razão por que ele e seus antepassados haviam mantido os registros. 17 E então, quando meu pai viu todas essas coisas, encheu-se do Espírito e começou a profetizar sobre seus descendentes— 18 Que essas placas de latão iriam a todas as nações, tribos, línguas e povos que fossem de sua descendência. 19 Disse também que as placas de latão ajamais seriam destruídas ou escurecidas pelo tempo. E profetizou muitas coisas sobre sua semente. 3. Jar. 1: 1-2 1 AGORA eis que eu, Jarom, escrevo algumas palavras segundo o mandamento de meu pai, Enos, para que nossa agenealogia seja conservada. 1
  2. 2. 2 E como aestas placas são bpequenas e estas coisas são cescritas com o fim de beneficiar nossos irmãos, os dlamanitas, necessário é, portanto, que eu escreva um pouco; não escreverei, porém, a respeito de minhas profecias nem de minhas revelações. Pois o que mais poderia eu escrever, além do que meus pais escreveram? Não revelaram eles o plano de salvação? Eu digo-vos que sim; e isto me basta. SALVAÇÃO PARA OS MORTOSVer também Genealogia; Livro de Recordações; Plano de Redenção; SalvaçãoOportunidade de membros da Igreja vivos e dignos realizarem nos templos as ordenanças salvadoras doevangelho por aqueles que morreram sem recebê-las. O evangelho é ensinado aos mortos no mundo espiritual eeles podem aceitar as ordenanças realizadas por eles aqui na Terra.Os membros fiéis da Igreja pesquisam e preparam histórias da família para determinar os nomes e datas denascimento de seus antepassados, a fim de que as ordenanças salvadoras sejam feitas por eles.Dizei aos presos: Saí, Isa. 49:9 (Isa. 24:22; 1 Né. 21:9). O Senhor enviou-me a proclamar liberdade aos cativos,Isa. 61:1 (Lc. 4:18). Ele converterá o coração dos pais aos filhos, Mal. 4:5–6 (3 Né. 25:5–6; D&C 110:13–16).Os mortos ouvirão a voz do Filho de Deus, Jo. 5:25. Por que se batizam eles então pelos mortos? I Cor. 15:29.Cristo pregou aos espíritos em prisão, I Ped. 3:18–20. Por isto foi pregado o evangelho também aos mortos, IPed. 4:6. O Filho visitou os espíritos em prisão, D&C 76:73. Então virá a redenção daqueles que receberam suaparte naquela prisão, D&C 88:99. Não existe na Terra uma fonte batismal onde os meus santos possam serbatizados pelos que estão mortos, D&C 124:29. Todos os que morrem sem o conhecimento do evangelho e queo teriam recebido serão herdeiros do reino celestial, D&C 137:7–10. O Filho de Deus apareceu, anunciando aliberdade aos cativos que tinham sido fiéis, D&C 138:18. Saíram quantos espíritos estavam em prisão, Mois.7:57.Referências 1. 1 Né. 21: 9 9 Para dizeres aos apresos: Ide! E aos que estão na bescuridão: Mostrai-vos! Eles serão alimentados nos caminhos e seus cpastos serão em todos os lugares altos. 2. 3 Né. 25: 5-6 5 Eis que eu vos enviarei aElias, o profeta, antes que venha o bdia grande e terrível do Senhor; 6 E ele avoltará o coração dos pais aos filhos e o coração dos filhos a seus pais, para que eu não venha e fira a Terra com maldição. 3. D&C 76: 73 73 E também aqueles que são os aespíritos de homens mantidos na bprisão, a quem o Filho visitou e c pregou o devangelho para que fossem julgados segundo os homens na carne; 4. D&C 88: 99 99 E depois disto um outro anjo soará, que é a segunda trombeta; e então virá a redenção daqueles que forem de Cristo na sua vinda; os que receberam sua parte naquela aprisão preparada para eles, a fim de receberem o evangelho e serem bjulgados de acordo com os homens na carne. 5. D&C 110: 13-16 2
  3. 3. 13 Concluída essa visão, outra grande e gloriosa visão abriu-se para nós; pois aElias, o profeta, que fora b levado ao céu sem experimentar a morte, apareceu diante de nós e disse: 14 Eis que é chegado plenamente o tempo proferido pela boca de Malaquias—testificando que ele [Elias, o profeta] seria enviado antes que viesse o grande e terrível dia do Senhor— 15 Para avoltar o coração dos pais para os filhos e os filhos para os pais, a fim de que a Terra toda não seja ferida com uma maldição— 16 Portanto as chaves desta dispensação são confiadas a vossas mãos; e assim sabereis que o grande e terrível adia do Senhor está perto, sim, às portas. 6. D&C 124: 29 29 Porque não existe na Terra uma afonte batismal onde eles, os meus santos, possam ser bbatizados pelos que estão mortos— 7. D&C 137: 7-10 7 Assim veio a mim a avoz do Senhor, dizendo: Todos os que morreram bsem conhecimento deste evangelho, que o teriam recebido caso tivessem tido permissão de aqui permanecer, serão cherdeiros do d reino celestial de Deus; 8 Também, todos os que morrerem daqui em diante sem conhecimento dele, que o ateriam recebido de todo o coração, serão herdeiros desse reino; 9 Pois eu, o Senhor, ajulgarei todos os homens segundo suas bobras, segundo o cdesejo de seu coração. 10 E vi também que todas as crianças que morrem antes de chegar à aidade da responsabilidade são b salvas no reino celestial. 8. D&C 138: 18 18 Enquanto essa vasta multidão esperava e conversava, regozijando-se pela hora de sua libertação das cadeias da morte, o Filho de Deus apareceu, anunciando a aliberdade aos cativos que tinham sido fiéis; 9. Mois. 7: 57 57 E todos os aespíritos que estavam na bprisão saíram e puseram-se à direita de Deus; e o restante foi retido em cadeias de trevas até o julgamento do grande dia. LISTA DE VERBETES POR ORDEM ALFABÉTICA LIVRO DE RECORDAÇÕESVer também Genealogia; Livro da VidaLivro iniciado por Adão, no qual eram registrados os feitos de seus descendentes; também quaisquer registrossemelhantes escritos, a partir de então, por profetas e membros fiéis. Adão e seus descendentes escreveram umlivro de lembranças, pelo espírito de inspiração, e um livro das gerações, que continha uma genealogia (Mois.6:5, 8). Tais registros provavelmente terão importante papel em nosso julgamento final. 3
  4. 4. Há um memorial escrito diante dele, Mal. 3:16–18 (3 Né. 24:13–26). Todos aqueles que não se achareminscritos no livro de recordações não terão herança alguma naquele dia, D&C 85:9. Os mortos foram julgadospelas coisas escritas nos livros, D&C 128:7. Apresentemos um livro contendo os registros de nossos mortos,D&C 128:24. Era mantido um livro de recordações, Mois. 6:5–8. Escrevemos um livro de lembranças, Mois.6:46. Abraão procurou escrever um registro para sua posteridade, Abr. 1:31.Referências 1. 3 Né. 24: 13-18 O mensageiro do Senhor preparará o caminho para a Segunda Vinda—Cristo assentar-se-á em julgamento—É ordenado a Israel pagar dízimos e ofertas—Escreve-se um livro de recordações— Comparar com Malaquias 3. Aproximadamente 34 d.C. 13 Fortes foram vossas palavras contra mim, diz o Senhor. Contudo dizeis: Que temos falado contra ti? 14 Vós dissestes: Inútil é servir a Deus; e que nos aproveita termos guardado as suas ordenanças e andado de luto diante do Senhor dos Exércitos? 15 E agora, nós chamamos bem-aventurados os soberbos; sim, são exaltados os que praticam iniqüidades; sim, os que tentam a Deus são libertados. 16 Então os que temiam ao Senhor afalavam freqüentemente uns com os outros e o Senhor atentava e ouvia; e um blivro de recordações foi escrito diante dele para os que temiam ao Senhor e lembravam-se de seu nome. 17 E eles serão meus, diz o Senhor dos Exércitos, no dia em que eu areunir minhas jóias; e poupá-los-ei, assim como um homem poupa o filho que o serve. 18 Então retornareis e adiscernireis o justo do ímpio; o que serve a Deus do que não o serve. 2. D&C 85: 9 9 E todos aqueles que não se acharem inscritos no alivro de recordações não terão herança alguma naquele dia, mas serão feitos em pedaços e sua porção lhes será designada entre incrédulos, onde há b choro e ranger de dentes. 3. D&C 128: 7, 24 7 Descobrireis, nessa citação, que se abriram os livros; e abriu-se um outro livro, que era o alivro da vida; mas os mortos foram julgados pelas coisas que estavam escritas nos livros, segundo suas obras; conseqüentemente, os livros mencionados devem ser os livros que continham o registro de suas obras; e referem-se aos bregistros feitos na Terra. E o livro que era o livro da vida é o registro que se faz no céu; o princípio, portanto, concorda exatamente com a doutrina que vos é ordenada na revelação contida na carta que vos escrevi antes de deixar minha casa—para que todos os vossos registros sejam registrados no céu. • • • 24 Eis que o grande adia do Senhor está perto; e quem bsuportará o dia de sua vinda e quem subsistirá quando ele aparecer? Pois ele é como o cfogo do ourives e como o sabão dos lavandeiros; e assentar-se-á como um dfundidor e purificador de prata e purificará os filhos de eLevi e refiná-los-á como ouro e como 4
  5. 5. prata, para que façam ao Senhor uma foferta em retidão. Que nós, portanto, como igreja e como povo e como santos dos últimos dias, façamos ao Senhor uma oferta em retidão; e apresentemos em seu templo santo, quando estiver terminado, um livro contendo os gregistros de nossos mortos, que seja digno de toda aceitação.4. Mois. 6: 5-8, 46 5 E escrevia-se um alivro de recordações; e era escrito no idioma de Adão, pois a todos que invocavam a Deus era concedido escrever pelo espírito de binspiração; 6 E por eles seus filhos foram ensinados a ler e a escrever, tendo uma linguagem que era pura e impoluta. 7 Ora, esse mesmo aSacerdócio, que existia no princípio, existirá também no fim do mundo. 8 Ora, essa profecia Adão pronunciou movido pelo aEspírito Santo; e registrava-se uma bgenealogia dos c filhos de Deus. E esse era o dlivro das gerações de Adão e dizia: No dia em que Deus criou o homem, à semelhança de Deus o fez. • • • 46 Pois um livro de alembranças escrevemos entre nós, de acordo com o modelo dado pelo dedo de Deus; e foi dado em nosso próprio idioma.5. Abr. 1: 31 31 Mas os registros dos pais, sim, dos patriarcas, a respeito do direito ao Sacerdócio, o Senhor meu Deus preservou em minhas próprias mãos; portanto um conhecimento do princípio da criação e também dos aplanetas e das estrelas, como fora dado a conhecer aos patriarcas, conservei até hoje; e procurarei escrever algumas dessas coisas neste registro, para benefício de minha posteridade que virá após mim. 5
  6. 6. LISTA DE VERBETES POR ORDEM ALFABÉTICA SALVAÇÃOVer também Exaltação; Expiação, Expiar; Graça; Jesus Cristo; Morte Espiritual; Morte Física; Plano deRedenção; Redenção, Redimido, RedimirSer salvo tanto da morte física quanto da espiritual. Todas as pessoas serão salvas da morte física pela graça deDeus, por meio da morte e ressurreição de Jesus Cristo. Toda pessoa também pode ser salva da morte espiritualpela graça de Deus, mediante fé em Jesus Cristo, a qual se manifesta numa vida de obediência às leis eordenanças do evangelho e de serviço a Cristo.O Senhor é minha luz e minha salvação, Salm. 27:1. Só ele é minha rocha e minha salvação, Salm. 62:2.Nascerá o sol da justiça, e salvação trará debaixo das suas asas, Mal. 4:2. O evangelho é o poder de Deus parasalvação, Rom. 1:16 (D&C 68:4). Operai a vossa salvação com temor, Filip. 2:12. Deus vos elegeu parasalvação em santificação, II Tess. 2:13. A salvação é gratuita, 2 Né. 2:4. Não há dom maior que o dom dasalvação, D&C 6:13. Jesus Cristo é o único nome mediante o qual virá a salvação, Mois. 6:52 (At. 4:10–12).Cremos que, por meio da expiação de Cristo, toda a humanidade pode ser salva, RF 3.Salvação das criancinhas: Se não vos fizerdes como meninos, de modo algum entrareis no reino dos céus, Mt.18:3. As criancinhas também têm a vida eterna, Mos. 15:25. O batismo de criancinhas é uma abominação, e ascriancinhas estão vivas em Cristo por causa da Expiação, Morô. 8:8–24. As criancinhas são redimidas por meiodo Unigênito; a Satanás não é dado poder para tentá-las, D&C 29:46–47. O evangelho deve ser ensinado àscrianças pelos pais e elas devem ser batizadas quando tiverem oito anos, D&C 68:25–28. As criancinhas sãosantificadas por meio da expiação de Jesus Cristo, D&C 74:7. Os homens tornaram-se outra vez, em suainfância, inocentes, D&C 93:38. Todas as crianças que morrem antes de chegar à idade da responsabilidade sãosalvas no reino celestial, D&C 137:10. As crianças são limpas desde a fundação do mundo, Mois. 6:54.Referências 1. 2 Né. 2: 4 4 E acontemplaste a sua glória em tua mocidade; és portanto tão abençoado quanto o serão aqueles justos entre quem ele ministrará na carne; porque o Espírito é o mesmo ontem, hoje e para sempre. E o caminho está preparado desde a queda do homem; e a salvação é bgratuita. 2. Mos. 15: 25 25 E as acriancinhas também têm vida eterna. 3. Morô. 8: 8-24 8 Ouve as palavras de Cristo, teu Redentor, teu Senhor e teu Deus. Eis que vim ao mundo, não para chamar os justos, mas os pecadores, ao arrependimento; os asãos não necessitam de médico, mas sim os que estão doentes; portanto as bcriancinhas são csãs, por serem incapazes de cometer dpecado; portanto a maldição de eAdão é delas removida por minha causa, de modo que sobre elas não tem poder; e a lei da f circuncisão foi abolida por minha causa. 9 E desta maneira o Espírito Santo manifestou-me a palavra de Deus; portanto, meu amado filho, sei que é um sério escárnio perante Deus batizar criancinhas. 10 Eis que te digo que isto deverás ensinar—arrependimento e batismo aos que são aresponsáveis e capazes de cometer pecados; sim, ensina aos pais que devem arrepender-se e ser batizados e tornar-se humildes como as suas bcriancinhas; e serão todos salvos com suas criancinhas. 11 E suas acriancinhas não necessitam de arrependimento nem de batismo. Eis que batismo é para arrependimento, a fim de que se cumpram os mandamentos para a bremissão de pecados. 6
  7. 7. 12 As acriancinhas, porém, estão vivas em Cristo desde a fundação do mundo; se não for assim, Deus é um Deus parcial e também um Deus variável, que faz bacepção de pessoas; porque quantas criancinhas morreram sem batismo! 13 Portanto, se as criancinhas não podiam ser salvas sem batismo, devem ter ido para um inferno sem fim. 14 Eis que vos digo que aquele que pensa que as criancinhas necessitam de batismo, está no fel da amargura e nos laços da iniqüidade; porque não tem afé nem esperança nem caridade; portanto, se morrer com esse pensamento, deverá ir para o inferno. 15 Pois é grande iniqüidade supor que Deus salva uma criança em virtude do batismo, ao passo que outra deve perecer por não ter sido batizada. 16 E ai daqueles que pervertem os caminhos do Senhor dessa maneira, porque perecerão, a não ser que se arrependam! Eis que falo ousadamente, tendo aautoridade de Deus; e não temo o que o homem possa fazer, porque o perfeito bamor clança fora todo o medo. 17 E estou cheio de acaridade, que é amor eterno; portanto todas as criancinhas são iguais para mim; amo as bcriancinhas, portanto, com um perfeito amor; e elas são todas iguais e participantes da salvação. 18 Pois sei que Deus não é um Deus parcial nem um ser variável; mas é aimutável, de beternidade a eternidade. 19 E as acriancinhas não podem arrepender-se; portanto é grande iniqüidade negar-lhes as puras misericórdias de Deus, porque estão todas vivas nele, em virtude de sua bmisericórdia. 20 E aquele que diz que as criancinhas necessitam de batismo, nega as misericórdias de Cristo e despreza a sua aexpiação e o poder de sua redenção. 21 Ai desses, porque estão em perigo de morte, ainferno e btormento sem fim. Digo isto destemidamente; Deus ordenou-me. Ouvi estas palavras e atentai para elas; caso contrário, elas testificarão contra vós no ctribunal de Cristo. 22 Porque eis que todas as criancinhas estão avivas em Cristo, assim como todos os que estão sem a b lei, porque o poder da credenção atua sobre todos os que não têm lei; portanto o que não foi condenado, ou seja, o que não está sob condenação, não pode arrepender-se; e para tal o batismo de nada serve— 23 Mas é escárnio perante Deus negar as misericórdias de Cristo e o poder do seu Santo Espírito e depositar confiança em aobras mortas. 24 Eis que, meu filho, isto não deve ser assim, porque o aarrependimento é para os que estão sob condenação e sob a maldição de uma lei violada.4. D&C 6: 13 13 Se fizeres o bem, sim, e te aconservares bfiel até o cfim, serás salvo no reino de Deus, o que é o maior de todos os dons de Deus; porque não há dom maior que o da dsalvação.5. D&C 29: 46-47 7
  8. 8. 46 Mas eis que vos digo que as acriancinhas são bredimidas desde a fundação do mundo, por meio de meu Unigênito; 47 Portanto não podem pecar, porque a Satanás não é dado poder para atentar criancinhas até que comecem a se tornar bresponsáveis perante mim;6. D&C 68: 4, 25-28 4 E tudo que disserem, quando movidos pelo aEspírito Santo, será escritura, será a vontade do Senhor, será a mente do Senhor, será a palavra do Senhor, será a voz do Senhor e o bpoder de Deus para a salvação. • • • 25 E também, se em Sião ou em qualquer de suas aestacas organizadas houver bpais que, tendo filhos, não os censinarem a compreender a doutrina do arrependimento, da fé em Cristo, o Filho do Deus vivo, e do batismo e do dom do Espírito Santo pela imposição das mãos, quando tiverem doito anos, sobre a cabeça dos pais seja o epecado. 26 Pois isto será uma lei para os habitantes de aSião ou em qualquer de suas estacas que estejam organizadas. 27 E seus filhos serão abatizados para a bremissão de seus pecados quando tiverem coito anos de idade; e receberão a imposição das mãos. 28 E também ensinarão seus filhos a aorar e a andar em retidão perante o Senhor.7. D&C 74: 7 7 Mas as acriancinhas são bsantas, sendo csantificadas por meio da dexpiação de Jesus Cristo; e é isto que as escrituras significam.8. D&C 93: 38 38 Todo espírito de homem era ainocente no princípio; e Deus, tendo bredimido o homem da cqueda, os homens tornaram-se outra vez, em sua infância, dinocentes perante Deus.9. D&C 137: 10 10 E vi também que todas as crianças que morrem antes de chegar à aidade da responsabilidade são b salvas no reino celestial.10. Mois. 6: 52, 54 52 E ele também lhe disse: Se te voltares para mim e deres ouvidos a minha voz e creres e te arrependeres de todas as tuas transgressões e fores abatizado, sim, na água, em nome de meu Filho Unigênito, que é cheio de bgraça e verdade, que é cJesus Cristo, o único dnome que será dado debaixo do céu mediante o qual virá a esalvação aos filhos dos homens, receberás o dom do Espírito Santo, pedindo todas as coisas em seu nome; e tudo o que pedires te será dado. • • • 8
  9. 9. 54 Aí se começou a dizer entre o povo que o aFilho de Deus bexpiara o pecado original, de modo que os pecados dos pais não podem recair sobre a cabeça dos cfilhos, pois estes são limpos desde a fundação do mundo. 11. AdF 1: 3 3 Cremos que, por meio da aExpiação de Cristo, toda a humanidade pode ser bsalva por cobediência às d leis e eordenanças do Evangelho. LISTA DE VERBETES POR ORDEM ALFABÉTICA BATISMO, BATIZARVer também Nascer de Deus, Nascer de Novo; Batismo de Criancinhas; Espírito Santo; OrdenançasDe um vocábulo grego que significa “mergulhar” ou “imergir”. O batismo por imersão na água, efetuado porquem possui autoridade, é a ordenança introdutória do evangelho, necessária para que a pessoa se torne membrode A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias. É precedido pela fé em Jesus Cristo e peloarrependimento. Para que seja completo deve ser seguido do recebimento do dom do Espírito Santo (2 Né.31:13–14). O batismo da água e do Espírito é necessário para que a pessoa entre no reino celeste. Adão foi oprimeiro homem a ser batizado (Mois. 6:64–65). Jesus também foi batizado para cumprir toda a justiça e paramostrar o caminho a toda a humanidade (Mt. 3:13–17; 2 Né. 31:5–12).Por nem todos terem a oportunidade de aceitar o evangelho na mortalidade, o Senhor autorizou que serealizassem, por meio de procuradores, batismos pelos mortos. Assim sendo, os que aceitam o evangelho nomundo espiritual podem qualificar-se para entrar no reino de Deus.Essencial: Deixa por agora, porque assim nos convém cumprir toda a justiça, Mt. 3:15. Vindo Jesus foi batizadopor João, Mc. 1:9. Os fariseus e os doutores da lei rejeitaram o conselho de Deus, não tendo sido batizados, Lc.7:30. Aquele que não nascer da água e do Espírito, não pode entrar no reino de Deus, Jo. 3:5. Arrependei-vos, ecada um de vós seja batizado, At. 2:38. E ordena a todos que sejam batizados em seu nome, 2 Né. 9:23–24. Oshomens devem seguir a Cristo, ser batizados, receber o Espírito Santo e perseverar até o fim, para serem salvos,2 Né. 31. A doutrina de Cristo é que os homens devem crer e ser batizados, 3 Né. 11:20–40. Aqueles que nãoacreditarem em vossas palavras e não forem batizados na água em meu nome, serão condenados, D&C 84:74.Deus explicou a Adão por que são necessários o arrependimento e o batismo, Mois. 6:52–60.Batismo por imersão: Jesus sendo batizado, saiu logo da água, Mt. 3:16 (Mc. 1:10). João batizava porque haviaali muitas águas, Jo. 3:23. Filipe e o eunuco desceram à água, At. 8:38. Fomos sepultados com ele pelo batismo,Rom. 6:4 (Col. 2:12). Segui vosso Senhor e Salvador à água, 2 Né. 31:13. Alma, Helã, e outros forammergulhados na água, Mos. 18:12–16. E então os imergireis na água, 3 Né. 11:25–26. Explicada a maneiracorreta de batizar, D&C 20:72–74. Foram batizados na semelhança de seu sepultamento, sendo sepultados naágua em seu nome, D&C 76:50–51. Adão foi mergulhado na água e tirado da água, Mois. 6:64. Cremos nobatismo por imersão para remissão de pecados, RF 4.Batismo para remissão de pecados: Levanta-te, e batiza-te, e lava os teus pecados, At. 22:16. E virá então aremissão de vossos pecados, pelo fogo e pelo Espírito Santo, 2 Né. 31:17. Vinde, pois, e sede batizados porcausa do arrependimento, a fim de serdes lavados de vossos pecados, Al. 7:14. Bem-aventurados são os quecrerem e forem batizados, pois receberão a remissão de seus pecados, 3 Né. 12:1–2. Declararás arrependimentoe fé no Salvador e remissão de pecados por batismo, D&C 19:31. Cremos no batismo por imersão para remissãode pecados, RF 4.Com a devida autoridade: Ide, ensinai todas as nações, batizando-as em nome do Pai, e do Filho, e do EspíritoSanto, Mt. 28:19 (D&C 68:8). Lími e muitos de seu povo desejavam ser batizados, mas não havia ninguém naTerra que tivesse a autoridade de Deus, Mos. 21:33. Dou-te o poder para batizar, 3 Né. 11:19–21. O Sacerdóciode Aarão possui as chaves do batismo por imersão para remissão de pecados, D&C 13:1. São eles os ordenadospor mim para batizar em meu nome, D&C 18:29. João Batista deu a Joseph Smith e a Oliver Cowdery aautoridade para batizar, JS—H 1:68–69.Requisitos do batismo: Arrependei-vos, arrependei-vos, e sede batizados em nome de meu Filho amado, 2 Né.31:11. Deveis arrepender-vos e nascer de novo, Al. 7:14. Tende cuidado para que não sejais batizados 9
  10. 10. indignamente, Mórm. 9:29. Ensina aos pais que devem arrepender-se e ser batizados, e tornar-se humildes,Morô. 8:10. Requisitos para os que desejarem batizar-se, D&C 20:37. As crianças serão batizadas pararemissão de pecados quando chegarem aos oito anos de idade, D&C 68:25–27.Convênios do batismo: Haveis feito convênio com ele de servi-lo e guardar os seus mandamentos, Mos. 18:8–10, 13. Os que se arrependerem e tomarem sobre si o nome de Jesus Cristo, com o firme propósito de servi-lo,serão recebidos por batismo na Igreja, D&C 20:37.Batismo pelos mortos: Que farão os que se batizam pelos mortos? I Cor. 15:29. São realizados batismos pelosmortos para remissão de pecados, D&C 124:29; 127:5–9; 128:1; 138:33.Não batizar criancinhas: É uma abominação perante Deus batizar as criancinhas, Morô. 8:4–23. As criançasserão batizadas quando alcançarem os oito anos de idade, D&C 68:27. Todas as crianças que morrem antes dechegar à idade da responsabilidade são salvas no reino celestial, D&C 137:10.Referências 1. 2 Né. 9: 23-24 23 E ordena a todos os homens que se aarrependam e sejam bbatizados em seu nome, tendo perfeita fé no Santo de Israel, pois do contrário não poderão ser salvos no reino de Deus. 24 E se não se arrependerem, não acreditarem em seu anome, não forem batizados em seu nome nem b perseverarem até o fim, serão ccondenados, pois o Senhor Deus, o Santo de Israel, disse-o. 2. 2 Né. 31: 5-14, 17 5 E agora, se o Cordeiro de Deus, sendo santo, terá necessidade de ser abatizado com água para cumprir toda a justiça, quanto mais necessidade não teremos nós, sendo impuros, de sermos batizados, sim, com água! 6 E agora vos pergunto, meus amados irmãos, como foi que o Cordeiro de Deus cumpriu toda a justiça, sendo batizado com água? 7 Não sabeis que ele era santo? Mas, embora sendo santo, mostra aos filhos dos homens que, segundo a carne, se humilha ante o Pai e testifica-lhe que lhe será aobediente na observância de seus mandamentos. 8 Portanto, depois de ter sido batizado com água, o Espírito Santo desceu sobre ele na aforma de uma b pomba. 9 E novamente isto mostra aos filhos dos homens quão estreito é o caminho e quão apertada é a aporta pela qual deverão entrar, tendo-lhes ele dado o exemplo. 10 E disse aos filhos dos homens: aSegui-me. Portanto, meus amados irmãos, poderemos nós bseguir a Jesus se não estivermos dispostos a guardar os mandamentos do Pai? 11 E disse o Pai: Arrependei-vos, arrependei-vos e sede batizados em nome do meu Filho Amado. 12 E também veio a mim a voz do Filho, dizendo: Àquele que for batizado em meu nome o Pai adará o Espírito Santo, como a mim; bsegui-me, pois; e fazei as coisas que me vistes fazer. 13 Portanto, meus amados irmãos, sei que, se seguirdes o Filho com todo o coração, agindo sem hipocrisia e sem dolo diante de Deus, mas com verdadeira intenção, arrependendo-vos de vossos pecados, testemunhando ao Pai que estais dispostos a tomar sobre vós o nome de Cristo pelo abatismo— sim, seguindo vosso Senhor e vosso Salvador à água, segundo a sua palavra, eis que então recebereis o 10
  11. 11. Espírito Santo; sim, então vem o bbatismo de fogo e do Espírito Santo; e então podereis falar na clíngua de anjos e render louvores ao Santo de Israel. 14 Eis, porém, meus amados irmãos, que assim veio a mim a voz do Filho, dizendo: Depois de vos arrependerdes de vossos pecados e de testificardes ao Pai que estais dispostos a guardar meus mandamentos pelo batismo de água; e de haverdes recebido o batismo de fogo e do Espírito Santo e de poderdes falar em uma língua nova, sim, na língua de anjos; se depois disso me anegardes, teria sido b melhor para vós que não me houvésseis conhecido. • • • 17 Portanto fazei as coisas que eu vos disse ter visto vosso Senhor e Redentor fazer; porque por esta razão me foram mostradas, para que possais conhecer a porta pela qual deveis entrar. Porque a porta pela qual deveis entrar é o arrependimento e o abatismo com água; e recebereis, então, a bremissão de vossos pecados pelo fogo e pelo Espírito Santo.3. Mos. 18: 8-10, 12-16 8 E aconteceu que ele lhes disse: Eis aqui as águas de Mórmon (pois assim eram chamadas); e agora, sendo que adesejais entrar no brebanho de Deus e ser chamados seu povo; e sendo que estais cdispostos a carregar os fardos uns dos outros, para que fiquem leves; 9 Sim, e estais dispostos a chorar com os que choram; sim, e consolar os que necessitam de consolo e servir de atestemunhas de Deus em todos os momentos e em todas as coisas e em todos os lugares em que vos encontreis, mesmo até a morte; para que sejais redimidos por Deus e contados com os da b primeira ressurreição, para que tenhais a cvida eterna— 10 Agora vos digo que, se for este o desejo de vosso coração, o que vos impede de serdes abatizados em nome do Senhor, como um testemunho, perante ele, de que haveis feito bconvênio com ele de servi-lo e guardar seus mandamentos, para que ele possa derramar seu Espírito com mais abundância sobre vós? • • • 12 E então aconteceu que Alma tomou a Helã, que era um dos primeiros, entrou na água e clamou, dizendo: Ó Senhor, derrama o teu Espírito sobre o teu servo, para que possa fazer este trabalho com santidade de coração! 13 E havendo dito estas palavras, o aEspírito do Senhor desceu sobre ele e ele disse: Helã, tendo b autoridade do Deus Todo-Poderoso, eu te cbatizo como testemunho de que fizeste convênio de servi-lo até que estejas morto quanto ao corpo mortal; e que o Espírito do Senhor se derrame sobre ti; e que te conceda a vida eterna, por meio da dredenção de Cristo, a quem ele preparou desde a efundação do mundo. 14 E havendo Alma pronunciado estas palavras, ambos, Alma e Helã, foram asepultados na água; e levantaram-se e saíram da água regozijando-se, estando cheios do Espírito. 15 E outra vez tomou Alma um outro, entrou pela segunda vez na água e batizou-o, como havia feito com o primeiro, só que não sepultou a si mesmo outra vez na água. 16 E desse modo batizou todos os que haviam ido às paragens de Mórmon; e eram cerca de duzentas e quatro almas: sim, e foram abatizados nas águas de Mórmon e encheram-se da bgraça de Deus. 11
  12. 12. 4. Mos. 21: 33 33 E aconteceu que o rei Lími e muitos de seu povo desejavam ser batizados; mas ninguém havia na terra que tivesse aautoridade de Deus. E Amon recusou-se a batizá-los, por considerar-se um servo indigno.5. Alma 7: 14 14 Agora, digo que vos deveis arrepender e anascer de novo; porque o Espírito diz que, se não nascerdes de novo, não podereis herdar o reino do céu; vinde, pois, e sede batizados para o arrependimento, a fim de serdes lavados de vossos pecados e terdes fé no Cordeiro de Deus que tira os pecados do mundo, que é poderoso para salvar e purificar de toda injustiça.6. 3 Né. 11: 19-40 19 E Néfi levantou-se e, adiantando-se, inclinou-se perante o Senhor e beijou-lhe os pés. 20 E o Senhor ordenou-lhe que se levantasse. E ele levantou-se e pôs-se diante dele. 21 E disse-lhe o Senhor: Dou-te apoder para bbatizar este povo, quando eu tiver novamente subido ao céu. 22 E novamente o Senhor chamou aoutros e disse-lhes a mesma coisa; e deu-lhes poder para batizar. E disse-lhes: Desta maneira batizareis; e bnão haverá disputas entre vós. 23 Em verdade vos digo que desta forma batizareis todos os que se arrependerem de seus pecados pelas vossas apalavras e bdesejarem ser batizados em meu nome—Eis que cdescereis à água e em meu nome os batizareis. 24 E eis que estas são as palavras que devereis dizer, chamando-os pelo nome: 25 Tendo aautoridade que me foi concedida por Jesus Cristo, eu te batizo em nome do bPai e do Filho e do Espírito Santo. Amém. 26 E então os aimergireis na água e depois saireis novamente da água. 27 E desta maneira batizareis em meu nome, pois eis que em verdade vos digo que o Pai e o Filho e o Espírito Santo são aum; e eu estou no Pai e o Pai em mim; e o Pai e eu somos um. 28 E segundo o que vos ordenei, assim batizareis; e não haverá adisputas entre vós, como até agora tem havido; nem haverá disputas entre vós sobre os pontos de minha doutrina, como até agora tem havido. 29 Pois em verdade, em verdade vos digo que aquele que tem o espírito de adiscórdia não é meu, mas é do bdiabo, que é o pai da discórdia e leva a cólera ao coração dos homens, para contenderem uns com os outros. 30 Eis que esta não é minha doutrina, levar a cólera ao coração dos homens, uns contra os outros; esta, porém, é minha doutrina: que estas coisas devem cessar. 31 Eis que em verdade, em verdade vos digo que eu vos declararei minha adoutrina. 12
  13. 13. 32 E esta é minha doutrina e é a adoutrina que o Pai me deu; e dou btestemunho do Pai e o Pai dá testemunho de mim e o cEspírito Santo dá testemunho do Pai e de mim; e eu dou testemunho de que o Pai ordena a todos os homens, em todos os lugares, que se arrependam e creiam em mim. 33 E os que crerem em mim e forem abatizados, esses serão bsalvos; e eles são os que cherdarão o reino de Deus. 34 E os que não crerem em mim e não forem batizados, serão condenados. 35 Em verdade, em verdade vos digo que esta é minha doutrina e dela vos dou testemunho, vindo do Pai; e todo aquele que acrê em mim, crê também no Pai; e a ele o Pai dará testemunho de mim, pois visitá-lo-á bcom fogo e com o cEspírito Santo. 36 E assim o Pai dará testemunho de mim e o Espírito Santo dará testemunho do Pai e de mim; pois o Pai e eu e o Espírito Santo somos um. 37 E novamente vos digo que vos deveis arrepender e atornar-vos como uma criancinha e serdes batizados em meu nome, ou não podereis, de modo algum, receber estas coisas. 38 E novamente vos digo que vos deveis arrepender e ser batizados em meu nome e tornar-vos como uma criancinha, ou não podereis, de modo algum, herdar o reino de Deus. 39 Em verdade, em verdade vos digo que esta é minha doutrina e os que aedificam sobre isto edificam sobre minha rocha; e as bportas do inferno não prevalecerão contra eles. 40 E aqueles que declararem mais ou menos do que isto e estabelecerem-no como minha doutrina, esses vêm do mal e não edificam sobre a minha rocha, mas edificam sobre um aalicerce de areia; e as portas do inferno estarão abertas para recebê-los quando vierem as inundações e os ventos açoitarem- nos.7. 3 Né. 12: 1-2 1 E ACONTECEU que após ter dito essas palavras a Néfi e àqueles que tinham sido chamados (ora, eram a doze os que haviam sido chamados e haviam recebido poder e autoridade para batizar), eis que Jesus estendeu a mão à multidão e clamou, dizendo-lhes: bBem-aventurados sois vós, se derdes ouvidos às palavras destes doze que cescolhi dentre vós para exercer o ministério junto a vós e ser vossos servos; e a eles dei poder para batizar-vos com água; e após haverdes sido batizados com água, eis que eu vos batizarei com fogo e com o Espírito Santo; portanto, bem-aventurados sois se crerdes em mim e fordes batizados depois de me haverdes visto e de saberdes que eu sou. 2 E, outrossim, mais bem-aventurados são os que aacreditarem em vossas palavras, porque testificareis que me vistes e sabeis que eu sou. Sim, bem-aventurados são os que crerem em vossas palavras e b humilharem-se profundamente e forem batizados, porque serão visitados ccom fogo e com o Espírito Santo e irão receber a remissão de seus pecados.8. Mórm. 9: 29 29 Vede que não sejais batizados aindignamente; vede que não participeis bindignamente do sacramento de Cristo, mas esforçai-vos por fazer todas as coisas cdignamente e fazei-as em nome de Jesus Cristo, o Filho do Deus vivo; e se isto fizerdes e perseverardes até o fim, de maneira alguma sereis lançados fora. 13
  14. 14. 9. Morô. 8: 4-23 4 E agora, meu filho, falo-te a respeito de uma coisa que me aflige extremamente; pois aflige-me que surjam adisputas no meio de vós. 5 Pois, se eu soube a verdade, tem havido disputas no meio de vós relativas ao batismo de vossas criancinhas. 6 E agora, meu filho, desejo que vos esforceis muito para que esse grave erro seja removido de vosso meio; porque é com essa intenção que escrevo esta epístola. 7 Pois imediatamente após saber destas coisas sobre vós, inquiri o Senhor a respeito do assunto. E pelo poder do Espírito Santo veio a mim a apalavra do Senhor, dizendo: 8 Ouve as palavras de Cristo, teu Redentor, teu Senhor e teu Deus. Eis que vim ao mundo, não para chamar os justos, mas os pecadores, ao arrependimento; os asãos não necessitam de médico, mas sim os que estão doentes; portanto as bcriancinhas são csãs, por serem incapazes de cometer dpecado; portanto a maldição de eAdão é delas removida por minha causa, de modo que sobre elas não tem poder; e a lei da f circuncisão foi abolida por minha causa. 9 E desta maneira o Espírito Santo manifestou-me a palavra de Deus; portanto, meu amado filho, sei que é um sério escárnio perante Deus batizar criancinhas. 10 Eis que te digo que isto deverás ensinar—arrependimento e batismo aos que são aresponsáveis e capazes de cometer pecados; sim, ensina aos pais que devem arrepender-se e ser batizados e tornar-se humildes como as suas bcriancinhas; e serão todos salvos com suas criancinhas. 11 E suas acriancinhas não necessitam de arrependimento nem de batismo. Eis que batismo é para arrependimento, a fim de que se cumpram os mandamentos para a bremissão de pecados. 12 As acriancinhas, porém, estão vivas em Cristo desde a fundação do mundo; se não for assim, Deus é um Deus parcial e também um Deus variável, que faz bacepção de pessoas; porque quantas criancinhas morreram sem batismo! 13 Portanto, se as criancinhas não podiam ser salvas sem batismo, devem ter ido para um inferno sem fim. 14 Eis que vos digo que aquele que pensa que as criancinhas necessitam de batismo, está no fel da amargura e nos laços da iniqüidade; porque não tem afé nem esperança nem caridade; portanto, se morrer com esse pensamento, deverá ir para o inferno. 15 Pois é grande iniqüidade supor que Deus salva uma criança em virtude do batismo, ao passo que outra deve perecer por não ter sido batizada. 16 E ai daqueles que pervertem os caminhos do Senhor dessa maneira, porque perecerão, a não ser que se arrependam! Eis que falo ousadamente, tendo aautoridade de Deus; e não temo o que o homem possa fazer, porque o perfeito bamor clança fora todo o medo. 17 E estou cheio de acaridade, que é amor eterno; portanto todas as criancinhas são iguais para mim; amo as bcriancinhas, portanto, com um perfeito amor; e elas são todas iguais e participantes da salvação. 14
  15. 15. 18 Pois sei que Deus não é um Deus parcial nem um ser variável; mas é aimutável, de beternidade a eternidade. 19 E as acriancinhas não podem arrepender-se; portanto é grande iniqüidade negar-lhes as puras misericórdias de Deus, porque estão todas vivas nele, em virtude de sua bmisericórdia. 20 E aquele que diz que as criancinhas necessitam de batismo, nega as misericórdias de Cristo e despreza a sua aexpiação e o poder de sua redenção. 21 Ai desses, porque estão em perigo de morte, ainferno e btormento sem fim. Digo isto destemidamente; Deus ordenou-me. Ouvi estas palavras e atentai para elas; caso contrário, elas testificarão contra vós no ctribunal de Cristo. 22 Porque eis que todas as criancinhas estão avivas em Cristo, assim como todos os que estão sem a b lei, porque o poder da credenção atua sobre todos os que não têm lei; portanto o que não foi condenado, ou seja, o que não está sob condenação, não pode arrepender-se; e para tal o batismo de nada serve— 23 Mas é escárnio perante Deus negar as misericórdias de Cristo e o poder do seu Santo Espírito e depositar confiança em aobras mortas.10. D&C 13: 1 1 A VÓS, meus conservos, em nome do Messias, eu aconfiro o bSacerdócio de Aarão, que possui as chaves do ministério de canjos e do evangelho do darrependimento e do ebatismo por imersão para remissão de pecados; e ele nunca mais será tirado da Terra, até que os filhos de fLevi tornem a fazer, em g retidão, uma oferta ao Senhor.11. D&C 18: 29 29 E são eles os ordenados por mim para abatizar em meu nome, de acordo com o que está escrito;12. D&C 19: 31 31 E de adogmas não falarás, mas declararás arrependimento e bfé no Salvador e cremissão de pecados d por batismo e por efogo, sim, pelo fEspírito Santo.13. D&C 20: 37, 72-74 37 E também, à guisa de mandamento à igreja com respeito ao modo de batizar: Todos aqueles que se humilharem perante Deus e desejarem ser abatizados e se apresentarem com o bcoração quebrantado e o espírito contrito; e testificarem à igreja que verdadeiramente se arrependeram de todos os seus pecados e estão dispostos a tomar sobre si o cnome de Jesus Cristo, tendo o dfirme propósito de servi-lo até o fim; e realmente manifestarem por suas eobras que receberam o Espírito de Cristo para a fremissão de seus pecados, serão recebidos pelo batismo na sua igreja. • • • 72 O abatismo deve ser administrado da seguinte maneira, a todos os que se arrependem: 15
  16. 16. 73 A pessoa que foi chamada por Deus e tem autoridade de Jesus Cristo para batizar descerá à água com aquele que se apresentou para o batismo e dirá, chamando-o pelo nome: Tendo sido comissionado por Jesus Cristo, eu te batizo em nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo. Amém. 74 Então aimergirá a pessoa na água e depois sairão da água.14. D&C 68: 8, 25-27 8 aIde por todo o mundo, bpregai o evangelho a toda ccriatura, agindo pela dautoridade que eu vos dei, e batizando em nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo. • • • 25 E também, se em Sião ou em qualquer de suas aestacas organizadas houver bpais que, tendo filhos, não os censinarem a compreender a doutrina do arrependimento, da fé em Cristo, o Filho do Deus vivo, e do batismo e do dom do Espírito Santo pela imposição das mãos, quando tiverem doito anos, sobre a cabeça dos pais seja o epecado. 26 Pois isto será uma lei para os habitantes de aSião ou em qualquer de suas estacas que estejam organizadas. 27 E seus filhos serão abatizados para a bremissão de seus pecados quando tiverem coito anos de idade; e receberão a imposição das mãos.15. D&C 76: 50-51 50 E tornamos a testificar—pois vimos e ouvimos; e este é o atestemunho do evangelho de Cristo concernente àqueles que irão ressurgir na bressurreição dos justos— 51 Esses são os que receberam o testemunho de Jesus e acreram em seu nome e foram bbatizados na c semelhança de seu sepultamento, sendo dsepultados na água em seu nome; e isto de acordo com o mandamento que ele deu—16. D&C 84: 74 74 Em verdade, em verdade vos digo: Aqueles que não acreditarem em vossas palavras e não forem a batizados na água em meu nome para remissão de seus pecados, para que recebam o Espírito Santo, serão bcondenados e não entrarão no reino de meu Pai, onde meu Pai e eu estamos.17. D&C 124: 29 29 Porque não existe na Terra uma afonte batismal onde eles, os meus santos, possam ser bbatizados pelos que estão mortos—18. D&C 127: 5-9 5 E também vos falo com relação ao abatismo por vossos bmortos. 6 Em verdade, assim vos diz o Senhor a respeito de vossos mortos: Quando um de vós for abatizado por vossos mortos, que haja um bregistrador e que ele seja testemunha ocular de vossos batismos; que ouça com seus ouvidos para testificar a verdade, diz o Senhor; 16
  17. 17. 7 Para que todos os vossos registros sejam aregistrados no céu; para que tudo o que bligardes na Terra seja ligado no céu; tudo o que desligardes na Terra seja desligado no céu; 8 Pois estou prestes a arestaurar na Terra muitas coisas relativas ao bsacerdócio, diz o Senhor dos Exércitos. 9 E também que todos os aregistros sejam conservados em ordem, para que sejam postos nos arquivos de meu santo templo, a fim de serem conservados na lembrança, de geração em geração, diz o Senhor dos Exércitos.19. D&C 128: 1 1 COMO afirmei na carta a vós dirigida antes de deixar minha casa, que vos escreveria de tempos em tempos para informar-vos sobre vários assuntos, retomo agora a questão do abatismo pelos mortos, pois esse assunto parece ocupar-me o pensamento e impor-se a meus sentimentos mais do que qualquer outro desde que meus inimigos começaram a me perseguir.20. D&C 137: 10 10 E vi também que todas as crianças que morrem antes de chegar à aidade da responsabilidade são b salvas no reino celestial.21. D&C 138: 33 33 A esses foi ensinada a afé em Deus, o arrependimento do pecado, o bbatismo vicário para cremissão de pecados, o ddom do Espírito Santo pela imposição de mãos.22. Mois. 6: 52-60, 64-65 52 E ele também lhe disse: Se te voltares para mim e deres ouvidos a minha voz e creres e te arrependeres de todas as tuas transgressões e fores abatizado, sim, na água, em nome de meu Filho Unigênito, que é cheio de bgraça e verdade, que é cJesus Cristo, o único dnome que será dado debaixo do céu mediante o qual virá a esalvação aos filhos dos homens, receberás o dom do Espírito Santo, pedindo todas as coisas em seu nome; e tudo o que pedires te será dado. 53 E nosso pai Adão falou ao Senhor e disse: Por que é que os homens devem arrepender-se e ser batizados na água? E o Senhor disse a Adão: Eis que te aperdoei tua transgressão no Jardim do Éden. 54 Aí se começou a dizer entre o povo que o aFilho de Deus bexpiara o pecado original, de modo que os pecados dos pais não podem recair sobre a cabeça dos cfilhos, pois estes são limpos desde a fundação do mundo. 55 E o Senhor falou a Adão, dizendo: Visto que teus filhos são concebidos em pecado, quando eles começam a crescer, concebe-se o apecado em seu coração e eles provam o bamargo para saber apreciar o bom. 56 E a eles é dado distinguir o bem do mal, de modo que são seus próprios aárbitros; e dei-te outra lei e mandamento. 57 Portanto ensina a teus filhos que todos os homens, em todos os lugares, devem aarrepender-se, ou de maneira alguma herdarão o reino de Deus, porque nenhuma coisa bimpura pode ali habitar ou chabitar em 17
  18. 18. sua presença; pois, no idioma de Adão, dHomem de Santidade é seu nome e o nome de seu Unigênito é e Filho do Homem, sim, Jesus Cristo, um justo fJuiz, que virá no meridiano dos tempos. 58 Portanto dou-te o mandamento de ensinares estas coisas liberalmente a teus afilhos, dizendo: 59 Por causa da transgressão vem a queda, queda essa que traz a morte; e sendo que haveis nascido no mundo pela água e sangue e aespírito que eu fiz e assim vos haveis transformado de bpó em alma vivente, do mesmo modo tereis de cnascer de novo no reino do céu, da dágua e do Espírito, sendo limpos por sangue, sim, o sangue de meu Unigênito; para que sejais santificados de todo pecado e edesfruteis as f palavras da vida eterna neste mundo e a vida eterna no mundo vindouro, sim, gglória imortal; 60 Pois pela aágua guardais o mandamento, pelo Espírito sois bjustificados e pelo csangue sois d santificados; • • • 64 E aconteceu, quando o Senhor falou com Adão, nosso pai, que Adão clamou ao Senhor e foi arrebatado pelo aEspírito do Senhor e foi levado para a água e foi mergulhado na bágua e foi tirado da água. 65 E assim ele foi batizado e o Espírito de Deus desceu sobre ele; e assim ele anasceu do Espírito e foi vivificado no homem binterior. 23. JS-H 1: 68-69 68 Continuávamos ainda o trabalho da tradução, quando, no mês seguinte (maio de 1829), fomos certo dia a um bosque para orar e consultar o Senhor a respeito do abatismo para a bremissão dos pecados, mencionado na tradução das placas. Enquanto orávamos e invocávamos o Senhor, um cmensageiro do céu desceu em uma dnuvem de luz e, colocando as emãos sobre nós, fordenou-nos, dizendo: 69 A vós, meus conservos, em nome do Messias, eu confiro o aSacerdócio de Aarão, que possui as chaves do ministério de anjos e do evangelho do arrependimento e do batismo por imersão para remissão dos pecados; e este nunca mais será tirado da Terra, até que os filhos de bLevi tornem a fazer, em retidão, uma oferta ao Senhor. 24. AdF 1: 4 4 Cremos que os primeiros princípios e aordenanças do Evangelho são: primeiro, bFé no Senhor Jesus Cristo; segundo, cArrependimento; terceiro, dBatismo por imersão para eremissão de pecados; quarto, Imposição de fmãos para o gdom do Espírito Santo. LISTA DE VERBETES POR ORDEM ALFABÉTICA FAMÍLIAVer também Casamento, Casar; Criança(s), Menino(s); Filhos; Mãe; Pai MortalNas escrituras o termo família refere-se ao marido, à mulher, aos filhos e, às vezes, a outros parentes que vivamsob o mesmo teto ou sob a tutela do chefe de uma família. Uma família também pode compor-se de um só dosgenitores e seus filhos, de um casal sem filhos ou mesmo de uma pessoa que viva só.Geral: Em ti serão benditas todas as famílias na Terra, Gên. 12:3 (Gên. 28:14; Abr. 2:11). Serei o Deus de todasas gerações (famílias) de Israel, Jer. 31:1. Toda a família nos céus e na Terra toma o nome do Pai, Ef. 3:14–15.Adão e Eva tiveram filhos, a família de toda a Terra, 2 Né. 2:20. Sua glória será uma continuação de sementespara todo o sempre, D&C 132:19. E dar-lhe-ei coroas de vidas eternas nos mundos eternos, D&C 132:55. O 18
  19. 19. selamento dos filhos aos pais faz parte da grande obra da plenitude dos tempos, D&C 138:48. Homem e mulhercriei-os e disse-lhes: Frutificai e multiplicai-vos, Mois. 2:27–28. Não era bom que o homem estivesse só, Mois.3:18. Adão e Eva trabalharam juntos, Mois. 5:1.Responsabilidade dos pais: Abraão ordenará a seus filhos, e eles guardarão o caminho do Senhor, Gên. 18:17–19. Estas palavras, que hoje te ordeno, as intimarás a teus filhos, Deut. 6–7 (Deut. 11:19). O que ama a seu filhocastiga, Prov. 13:24 (Prov. 23:13). Instrui ao menino no caminho em que deve andar, Prov. 22:6. Goza a vidacom a mulher que amas, Ecles. 9:9. Todos os teus filhos serão discípulos do Senhor, Isa. 54:13 (3 Né. 22:13).Criai-os na doutrina do Senhor, Ef. 6:1–4 (En. 1:1). Se alguém não tem cuidado dos seus, negou a fé, I Tim.5:8. Leí os exortou com o sentimento de um terno pai, 1 Né. 8:37. Falamos de Cristo, para que nossos filhossaibam em que fonte procurar a remissão, 2 Né. 25:26. Maridos e esposas amam os filhos, Jacó 3:7. Ensiná-los-eis a se amarem mutuamente e a servirem uns aos outros, Mos. 4:14–15. Defendereis vossas famílias mesmo atéo derramamento de sangue, Al. 43:47. Rogai no seio de vossa família, a fim de que vossas mulheres e filhospossam ser abençoados, 3 Né. 18:21. Os pais devem ensinar o evangelho a seus filhos, D&C 68:25. Todohomem tem a obrigação de sustentar sua própria família, D&C 75:28. Todas as crianças têm o direito de receberdos pais o seu sustento, D&C 83:4. Ordenei que criásseis vossos filhos em luz e verdade, D&C 93:40. Deveráspôr em ordem tua própria casa, D&C 93:43–44, 50. Os portadores do sacerdócio só devem influenciar os outroscom amor não fingido, D&C 121:41. Adão e Eva deram a conhecer todas as coisas a seus filhos, Mois. 5:12.Responsabilidade dos filhos: Honra a teu pai e a tua mãe, Êx. 20:12. Filho meu, ouve a instrução de teu pai,Prov. 1:8 (Prov. 13:1; 23:22). Jesus era submisso a seus pais, Lc. 2:51. Jesus fez a vontade de seu Pai, Jo. 6:38(3 Né. 27:13). Sede obedientes a vossos pais no Senhor, Ef. 6:1 (Col. 3:20). Aprendam os filhos a exercerpiedade para com a sua própria família, I Tim. 5:4. Se os filhos se arrependerem vossa indignação findará,D&C 98:45–48. As filhas fiéis de Eva adoraram o Deus verdadeiro e vivo, D&C 138:38–39.Família eterna: Em Doutrina e Convênios é explicada a natureza eterna do relacionamento conjugal e dafamília. O casamento celestial e a continuação da unidade familiar possibilitam ao marido e à mulher tornarem-se deuses (D&C 132:15–20).Referências 1. 1 Né. 8: 37 37 E exortou-os então, com todo o sentimento de um terno apai, a darem ouvidos a suas palavras, para que talvez o Senhor tivesse misericórdia deles e não os expulsasse; sim, meu pai pregou a eles. 2. 2 Né. 2: 20 20 E tiveram filhos, sim, a afamília de toda a Terra. 3. 2 Né. 25: 26 26 E afalamos de Cristo, regozijamo-nos em Cristo, pregamos a Cristo, bprofetizamos de Cristo e escrevemos de acordo com nossas profecias, para que nossos cfilhos saibam em que fonte procurar a d remissão de seus pecados. 4. Jacó 3: 7 7 Eis que os maridos aamam as esposas e as esposas amam os maridos; e os maridos e as esposas amam seus filhos; e sua incredulidade e seu ódio para convosco são conseqüência da iniqüidade de seus pais; portanto, em que sois vós melhores do que eles aos olhos de vosso grande Criador? 5. Enos 1: 1 19
  20. 20. 1 EIS que aconteceu que eu, aEnos, sabia que meu bpai era um varão justo—pois cinstruiu-me em seu idioma e também nos dpreceitos e na admoestação do Senhor—e bendito seja o nome de meu Deus por isso—6. Mos. 4: 14-15 14 E não permitireis que vossos afilhos andem famintos ou desnudos; nem permitireis que transgridam as leis de Deus e bbriguem e disputem entre si e sirvam ao diabo, que é o mestre do pecado, ou seja, que é o espírito mau de quem nossos pais falaram, sendo ele inimigo de toda retidão. 15 aEnsiná-los-eis, porém, a bandarem nos caminhos da verdade e da sobriedade; ensiná-los-eis a c amarem-se uns aos outros e a servirem-se uns aos outros.7. Alma 43: 47 47 E novamente disse o Senhor: aDefendereis vossas famílias mesmo até o derramamento de sangue. Por esta razão estavam os nefitas lutando com os lamanitas, a fim de defenderem-se, defenderem suas famílias e suas terras, seu país e seus direitos e sua religião.8. 3 Né. 18: 21 21 aOrai ao Pai no seio de vossa família, sempre em meu nome, a fim de que vossas mulheres e vossos filhos sejam abençoados.9. 3 Né. 22: 13 13 E atodos os teus filhos serão instruídos pelo Senhor; e a paz de teus filhos será abundante.10. 3 Né. 27: 13 13 Eis que vos dei o meu aevangelho e este é o evangelho que vos dei—que vim ao mundo para fazer a b vontade de meu Pai, porque meu Pai me enviou.11. D&C 68: 25 25 E também, se em Sião ou em qualquer de suas aestacas organizadas houver bpais que, tendo filhos, não os censinarem a compreender a doutrina do arrependimento, da fé em Cristo, o Filho do Deus vivo, e do batismo e do dom do Espírito Santo pela imposição das mãos, quando tiverem doito anos, sobre a cabeça dos pais seja o epecado.12. D&C 75: 28 28 E também, em verdade vos digo que todo homem que for obrigado a amanter sua própria bfamília, que a mantenha; e de modo algum perderá sua coroa; e que trabalhe na igreja.13. D&C 83: 4 4 Todos os afilhos têm o direito de receber de seus pais o seu sustento até alcançarem a maioridade.14. D&C 93: 40, 43-44, 50 20
  21. 21. 40 Eu, porém, ordenei que criásseis vossos afilhos em luz e verdade. • • • 43 E agora te dou um mandamento: Se quiseres ser libertado, terás que pôr em aordem tua própria casa, porque há muitas coisas que não estão certas em tua casa. 44 Em verdade eu digo a meu servo Sidney Rigdon que, em algumas coisas, ele não guardou os mandamentos concernentes a seus filhos; portanto, que primeiro ponha em ordem sua casa. • • • 50 Também o meu servo Newel K. Whitney, bispo da minha igreja, precisa ser castigado e pôr em ordem sua família; e fazer com que sejam mais diligentes e interessados em casa e orem sempre; caso contrário serão removidos de seu alugar.15. D&C 98: 45-48 45 E se fizer isso, perdoá-lo-eis de todo o coração; e se ele não fizer isso, eu, o Senhor, me avingarei por vós de vosso inimigo cem vezes mais; 46 E sobre seus filhos e sobre os filhos dos filhos de todos os que me odeiam, até a aterceira e a quarta geração. 47 Mas se os filhos se arrependerem, ou os filhos dos filhos, e se avoltarem para o Senhor seu Deus de todo o coração e com todo o poder, mente e força, e repararem ao quádruplo todas as ofensas com que tiverem ofendido, ou com que seus pais ou os pais de seus pais tiverem ofendido, então vossa indignação findará; 48 E a avingança já não cairá sobre eles, diz o Senhor vosso Deus, e suas ofensas jamais serão apresentadas como testemunho contra eles perante o Senhor. Amém.16. D&C 121: 41 41 Nenhum poder ou influência pode ou deve ser mantido em virtude do sacerdócio, a não ser com a persuasão, com blonganimidade, com brandura e mansidão e com amor não fingido;17. D&C 132: 15-20, 55 15 Portanto, se um homem se acasar com uma mulher no mundo e não se casar com ela por meu intermédio nem por minha palavra; e fizer convênio com ela enquanto estiver no mundo e ela com ele, seu convênio e casamento não terão valor quando morrerem e quando estiverem fora do mundo; portanto não estarão ligados por lei alguma quando estiverem fora do mundo. 16 Portanto quando estão fora do mundo não se casam nem são dados em acasamento, mas são designados banjos no céu, anjos esses que são servos ministradores, para ministrar em favor daqueles que são dignos de um peso muito maior, imensurável e eterno de glória. 17 Porque esses anjos não guardaram minha lei; portanto não podem crescer, mas permanecem separados e solteiros, sem exaltação, no seu estado de salvação, por toda a eternidade; e daí em diante não são deuses, mas anjos de Deus para todo o sempre. 21
  22. 22. 18 E também, em verdade vos digo: Se um homem se casar com uma mulher e fizer um convênio com ela para esta vida e para toda a eternidade; e se esse convênio não for feito por mim nem por minha palavra, que é a minha lei, e não for selado pelo Santo Espírito da promessa, por meio daquele que ungi e designei com esse poder, não será válido nem estará em vigor quando se encontrarem fora do mundo, porque não foram unidos por mim nem por minha palavra, diz o Senhor; quando estiverem fora do mundo não será aceito lá, porque não poderão passar pelos anjos e pelos deuses designados para ali estar; não podem, portanto, herdar minha glória; pois minha casa é uma casa de ordem, diz o Senhor Deus. 19 E também, em verdade vos digo: Se um homem se casar com uma mulher pela minha palavra, que é a minha lei, e pelo anovo e eterno convênio e for bselado pelo Santo Espírito da cpromessa por aquele que foi ungido, a quem conferi esse poder e as dchaves desse sacerdócio e for dito a eles: Surgireis na primeira ressurreição; e, se for depois da primeira ressurreição, na próxima ressurreição; e herdareis e tronos, reinos, principados e poderes, domínios, todas as alturas e profundidades—então será escrito no f Livro da Vida do Cordeiro que ele não cometerá assassinato, derramando sangue inocente; e se guardarem meu convênio e não cometerem assassinato, derramando sangue inocente, ser-lhes-á feito de acordo com todas as coisas que meu servo disse, nesta vida e por toda a eternidade; e estará em pleno vigor quando estiverem fora do mundo; e passarão pelos anjos e pelos deuses ali colocados, rumo a sua g exaltação e glória em todas as coisas, conforme selado sobre sua cabeça; glória essa que será uma plenitude e uma continuação das sementes para todo o sempre. 20 Então serão deuses, pois não terão fim; portanto serão de eternidade em eternidade, porque continuarão; então serão colocados sobre tudo, porque todas as coisas lhes serão sujeitas. Então serão a deuses, porque terão btodo o poder e os anjos lhes serão sujeitos. • • • 55 Mas se ela não guardar este mandamento, então meu servo Joseph fará todas as coisas para ela, assim como ele disse; e abençoá-lo-ei e multiplicá-lo-ei e dar-lhe-ei acem vezes tanto neste mundo em pais e mães, irmãos e irmãs, casas e terras, esposas e filhos e coroas de bvidas eternas nos mundos eternos.18. D&C 138: 38-39, 48 38 Entre os grandes e poderosos que estavam reunidos nessa vasta congregação dos justos encontrava- se o Pai aAdão, o Ancião de Dias e pai de todos, 39 E nossa gloriosa Mãe aEva, com muitas de suas filhas fiéis que viveram através das eras e adoraram o Deus verdadeiro e vivo. • • • 48 Prenunciando a grande aobra a ser realizada nos btemplos do Senhor na cdispensação da plenitude dos tempos, para a redenção dos mortos e o dselamento dos filhos aos pais, a fim de que a Terra toda não fosse ferida com uma maldição e totalmente destruída na sua vinda.19. Mois. 2: 27-28 27 E eu, aDeus, criei o homem a minha própria imagem, na imagem de meu Unigênito criei-o; homem e mulher criei-os. 22
  23. 23. 28 E eu, Deus, abençoei-os e disse-lhes: Frutificai e amultiplicai-vos e enchei a Terra; e sujeitai-a e dominai sobre os peixes do mar e sobre as aves dos céus e sobre todo ser vivente que se move na Terra. 20. Mois. 3: 18 18 E eu, o Senhor Deus, disse a meu aUnigênito que não era bom que o homem estivesse só; por conseguinte, farei uma badjutora própria para ele. 21. Mois. 5: 1, 12 1 E ACONTECEU que, depois que eu, o Senhor Deus, os expulsei, Adão começou a lavrar a terra e a exercer adomínio sobre as bestas do campo e a comer o pão com o suor de sua fronte, como eu, o Senhor, lhe ordenara: E Eva, sua mulher, também trabalhava com ele. • • • 12 E Adão e Eva bendisseram o nome de Deus; e deram a aconhecer todas as coisas a seus filhos e suas filhas. 22. Abr. 2: 11 11 E aabençoarei os que te abençoarem e amaldiçoarei os que te amaldiçoarem; e em ti (isto é, em teu Sacerdócio) e em tua bsemente (isto é, teu Sacerdócio), pois faço-te a promessa de que este cdireito continuará em ti e em tua semente depois de ti (isto quer dizer a semente literal, ou seja, a semente do corpo), serão abençoadas todas as famílias da Terra, sim, com as bênçãos do Evangelho, que são as bênçãos de salvação, sim, de vida eterna. ORDENANÇASVer também Genealogia; Salvação; Salvação para os Mortos; Selamento, Selar; Templo, a Casa do SenhorRituais e cerimônias sagradas. As ordenanças consistem em ações de significado espiritual. Também podem seras leis e os estatutos de Deus.As ordenanças na Igreja incluem a bênção dos doentes (Tg. 5:14–15), a bênção do sacramento (D&C 20:77, 79),o batismo por imersão (Mt. 3:16; D&C 20:72–74), a bênção de crianças (D&C 20:70), a concessão do EspíritoSanto (D&C 20:68; 33:15), do sacerdócio (D&C 84:6–16; 107:41–52), as ordenanças do templo (D&C 124:39)e o casamento no novo e eterno convênio (D&C 132:19–20).Declara-lhes os estatutos e as leis, Êx. 18:20. Para que andem nos meus estatutos, e guardem os meus juízos,Eze. 11:20. O povo observava estritamente as ordenanças de Deus, Al. 30:3. Que proveito temos nós tirado porhavermos cumprido suas ordenanças? 3 Né. 24:13–14. Aquele que ora contrito, é aceito por mim, se obedecer aminhas ordenanças, D&C 52:14–19. Toda a humanidade pode ser salva por obediência às leis e ordenanças doEvangelho, RF 3.Ordenança vicária: Ordenança religiosa realizada por uma pessoa viva em favor de outra falecida. Taisordenanças realizam-se atualmente nos templos, porém tornam-se válidas somente quando aqueles por quemsão realizadas as aceitam, guardam os convênios relativos a elas e são selados pelo Santo Espírito da Promessa.Hoje em dia essas ordenanças só são realizadas nos templos.Que farão os que se batizam pelos mortos, se absolutamente os mortos não ressuscitam? I Cor. 15:29. Osbatismos pelos mortos devem ser realizados nos templos, D&C 124:29–36. Os espíritos no mundo espiritualforam ensinados a respeito do batismo vicário para a remissão dos pecados, D&C 138:29–34.Referências 1. Alma 30: 3 23
  24. 24. 3 Sim, e o povo empenhava-se em guardar os mandamentos do Senhor; e observavam estritamente as a ordenanças de Deus, segundo a lei de Moisés, porque haviam sido ensinados a bguardar a lei de Moisés, até que fosse cumprida.2. 3 Né. 24: 13-14 13 Fortes foram vossas palavras contra mim, diz o Senhor. Contudo dizeis: Que temos falado contra ti? 14 Vós dissestes: Inútil é servir a Deus; e que nos aproveita termos guardado as suas ordenanças e andado de luto diante do Senhor dos Exércitos?3. D&C 20: 68, 70, 72-74, 77, 79 68 O adever dos membros depois de terem sido recebidos pelo batismo: Os élderes ou os sacerdotes devem ter tempo suficiente para explicar todas as coisas concernentes à igreja de Cristo, para que eles as b compreendam antes de tomarem o csacramento e serem confirmados pela imposição das dmãos dos élderes, a fim de que todas as coisas sejam feitas em ordem. • • • 70 Todo membro da igreja de Cristo que tiver filhos deverá trazê-los aos élderes diante da igreja, os quais lhes devem impor as mãos em nome de Jesus Cristo, aabençoando-os em nome dele. • • • 72 O abatismo deve ser administrado da seguinte maneira, a todos os que se arrependem: 73 A pessoa que foi chamada por Deus e tem autoridade de Jesus Cristo para batizar descerá à água com aquele que se apresentou para o batismo e dirá, chamando-o pelo nome: Tendo sido comissionado por Jesus Cristo, eu te batizo em nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo. Amém. 74 Então aimergirá a pessoa na água e depois sairão da água. • • • 77 Ó Deus, Pai Eterno, nós te rogamos em nome de teu Filho, Jesus Cristo, que abençoes e santifiques este apão para as almas de todos os que partilharem dele, para que o comam em lembrança do corpo de teu Filho e btestifiquem a ti, ó Deus, Pai Eterno, que desejam ctomar sobre si o nome de teu Filho e recordá-lo sempre e dguardar os mandamentos que ele lhes deu, para que possam ter sempre consigo o seu eEspírito. Amém. • • • 79 Ó Deus, Pai Eterno, nós te rogamos em nome de teu Filho, Jesus Cristo, que abençoes e santifiques este avinho para as almas de todos os que beberem dele, para que o façam em lembrança do sangue de teu Filho, que por eles foi derramado, e testifiquem a ti, ó Deus, Pai Eterno, que sempre se lembram dele, para que possam ter consigo o seu Espírito. Amém.4. D&C 33: 15 24
  25. 25. 15 E os que tiverem fé aconfirmareis na minha igreja, pela imposição das bmãos, e conceder-lhes-ei o c dom do Espírito Santo.5. D&C 52: 14-19 14 E também eu vos darei um modelo em todas as coisas, para que não sejais enganados; porque Satanás está solto na terra, enganando as nações— 15 Portanto aquele que ora, cujo espírito é acontrito, esse é baceito por mim, se obedecer a minhas c ordenanças. 16 Aquele que fala, cujo espírito é contrito, cuja linguagem é mansa e edifica, esse é de Deus, se obedecer a minhas ordenanças. 17 E também aquele que estremece sob o meu poder será afortalecido e produzirá frutos de louvor e b sabedoria, de acordo com as revelações e verdades que vos dei. 18 E também aquele que é vencido e não aproduz frutos, de acordo com este modelo, não é meu. 19 Portanto por este modelo adiscernireis os espíritos em todos os casos debaixo dos céus.6. D&C 84: 6-16 6 E os filhos de Moisés, de acordo com o Santo Sacerdócio que ele recebeu sob as amãos de bJetro, seu sogro; 7 E Jetro recebeu-o sob as mãos de Calebe; 8 E Calebe recebeu-o sob as mãos de Eliú; 9 E Eliú, sob as mãos de Jeremias; 10 E Jeremias, sob as mãos de Gade; 11 E Gade, sob as mãos de Esaías; 12 E Esaías recebeu-o sob as mãos de Deus. 13 Esaías também viveu nos dias de Abraão e foi abençoado por ele— 14 Esse aAbraão recebeu o sacerdócio de bMelquisedeque, que o recebeu através da linhagem de seus pais, até cNoé; 15 E de Noé até aEnoque, através da linhagem dos pais deles; 16 E de Enoque até aAbel, que foi assassinado pela bconspiração de seu irmão e que crecebeu o sacerdócio pelos mandamentos de Deus, pelas mãos de seu pai dAdão, que foi o primeiro homem—7. D&C 107: 41-52 41 Essa ordem foi instituída nos dias de aAdão e transmitida, por blinhagem, da seguinte maneira: 25
  26. 26. 42 De Adão a aSete, que foi ordenado por Adão com a idade de sessenta e nove anos e por ele abençoado três anos antes de sua morte (de Adão); e recebeu a promessa de Deus, por seu pai, de que sua posteridade seria a escolhida do Senhor e preservada até o fim da Terra; 43 Porque ele (Sete) foi um homem aperfeito e sua bsemelhança era a semelhança expressa de seu pai, tanto que parecia ser como o pai em todas as coisas, dele podendo distinguir-se apenas pela idade. 44 Enos foi ordenado com a idade de cento e trinta e quatro anos e quatro meses, pelas mãos de Adão. 45 Deus chamou Cainã no deserto quando ele tinha quarenta anos de idade; e ele encontrou Adão quando viajava para Cedolamaque. Cainã tinha oitenta e sete anos de idade quando recebeu sua ordenação. 46 Maalalel tinha quatrocentos e noventa e seis anos e sete dias de idade quando foi ordenado pelas mãos de Adão, que também o abençoou. 47 Jarede tinha duzentos anos quando foi ordenado pelas mãos de Adão, que também o abençoou. 48 aEnoque tinha vinte e cinco anos quando foi ordenado pelas mãos de Adão; e tinha sessenta e cinco quando Adão o abençoou. 49 E ele viu o Senhor e andou com ele e estava diante de sua face continuamente; e aandou com Deus trezentos e sessenta e cinco anos, tendo quatrocentos e trinta anos quando foi btransladado. 50 aMatusalém tinha cem anos quando foi ordenado pelas mãos de Adão. 51 Lameque tinha trinta e dois anos quando foi ordenado pelas mãos de Sete. 52 aNoé tinha dez anos quando foi ordenado pelas mãos de Matusalém.8. D&C 124: 29-36, 39 29 Porque não existe na Terra uma afonte batismal onde eles, os meus santos, possam ser bbatizados pelos que estão mortos— 30 Pois essa ordenança pertence a minha casa e não me pode ser aceitável a não ser em dias de penúria, quando não puderdes construir-me uma casa. 31 Ordeno-vos, porém, a todos vós, meus santos, aconstruirdes-me uma casa; e concedo-vos um tempo suficiente para me construirdes uma casa; e, durante esse tempo, vossos batismos ser-me-ão aceitáveis. 32 Mas eis que, findo esse prazo, os batismos por vossos mortos não me serão aceitáveis; e se não fizerdes essas coisas, até o final do prazo, sereis rejeitados como igreja com vossos mortos, diz o Senhor vosso Deus. 33 Pois em verdade vos digo que, depois de terdes tido tempo suficiente para construir-me uma casa, onde deverá ser feita a ordenança do batismo pelos mortos e para os quais a mesma foi instituída desde antes da fundação do mundo, vossos batismos pelos mortos não poderão ser aceitos por mim; 34 Pois nela são conferidas as achaves do santo sacerdócio, para que recebais honra e glória. 26
  27. 27. 35 E desse tempo em diante, vossos batismos pelos mortos realizados pelos que se encontram espalhados em outras partes não me serão aceitáveis, diz o Senhor. 36 Porque se decretou que em Sião e em suas estacas e em Jerusalém, lugares esses que designei como a refúgio, estarão os lugares para vossos batismos pelos mortos. • • • 39 Portanto em verdade vos digo que vossas aunções e vossas abluções; e vossos bbatismos pelos mortos; e vossas cassembléias solenes e memoriais dos vossos dsacrifícios feitos pelos filhos de Levi por vós; e vossos oráculos nos elugares santíssimos, onde recebeis conhecimento; e vossos estatutos e julgamentos para o início das revelações e do alicerce de Sião e para a glória, honra e investidura de todos os seus munícipes são prescritos pela ordenança de minha casa santa, a qual meu povo sempre recebe ordem de construir a meu santo nome.9. D&C 132: 19-20 19 E também, em verdade vos digo: Se um homem se casar com uma mulher pela minha palavra, que é a minha lei, e pelo anovo e eterno convênio e for bselado pelo Santo Espírito da cpromessa por aquele que foi ungido, a quem conferi esse poder e as dchaves desse sacerdócio e for dito a eles: Surgireis na primeira ressurreição; e, se for depois da primeira ressurreição, na próxima ressurreição; e herdareis e tronos, reinos, principados e poderes, domínios, todas as alturas e profundidades—então será escrito no f Livro da Vida do Cordeiro que ele não cometerá assassinato, derramando sangue inocente; e se guardarem meu convênio e não cometerem assassinato, derramando sangue inocente, ser-lhes-á feito de acordo com todas as coisas que meu servo disse, nesta vida e por toda a eternidade; e estará em pleno vigor quando estiverem fora do mundo; e passarão pelos anjos e pelos deuses ali colocados, rumo a sua g exaltação e glória em todas as coisas, conforme selado sobre sua cabeça; glória essa que será uma plenitude e uma continuação das sementes para todo o sempre. 20 Então serão deuses, pois não terão fim; portanto serão de eternidade em eternidade, porque continuarão; então serão colocados sobre tudo, porque todas as coisas lhes serão sujeitas. Então serão a deuses, porque terão btodo o poder e os anjos lhes serão sujeitos.10. D&C 138: 29-34 29 E enquanto refletia, meus olhos foram abertos e meu entendimento avivificado; e percebi que o Senhor não se dirigira em pessoa aos iníquos e aos rebeldes que haviam rejeitado a verdade, a fim de ensiná-los; 30 Mas eis que, dentre os justos, organizou suas forças e designou mensageiros, revestidos de apoder e autoridade, e comissionou-os para levar a luz do evangelho aos que estavam nas btrevas, sim, a ctodos os espíritos dos homens; e assim foi o evangelho pregado aos mortos. 31 E os mensageiros escolhidos foram anunciar o adia aceitável do Senhor e proclamar bliberdade aos cativos que estavam presos, sim, a todos os que se arrependessem de seus pecados e recebessem o evangelho. 32 Desse modo foi pregado o evangelho àqueles que haviam amorrido em seus pecados, sem b conhecimento da verdade ou em transgressão, tendo rejeitado os profetas. 27
  28. 28. 33 A esses foi ensinada a afé em Deus, o arrependimento do pecado, o bbatismo vicário para cremissão de pecados, o ddom do Espírito Santo pela imposição de mãos. 34 E todos os outros princípios do evangelho que precisavam saber a fim de qualificarem-se para ser a julgados segundo os homens na carne, mas viver segundo Deus no espírito.11. AdF 1: 3 3 Cremos que, por meio da aExpiação de Cristo, toda a humanidade pode ser bsalva por cobediência às d leis e eordenanças do Evangelho. 28

×