Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.
Interface Humano-Computador (IHC)  Aula 1
Introdução: <ul><li>Segundo as Diretrizes Curriculares do MEC (2002) para cursos da área de Computação e Informática, Inte...
Diferença entre iteração e interação???
Introdução: <ul><li>É classificada como uma disciplina  multi (várias)  e  inter disciplinar  (se relacionam)  abrangendo:...
Objetivo: <ul><li>Desenvolver ou melhorar a: </li></ul><ul><li>Segurança </li></ul><ul><li>Utilidade (tornar útil) </li></...
Fundamentos em Interface: <ul><li>Barreira da informática  (anos 80)    Interfaces difíceis, feitas às pressas </li></ul>...
O desenvolvimento da IHC: <ul><li>São vários os fatores importantes para o desenvolvimento de IHC: </li></ul><ul><ul><li>D...
Objetos de estudo em IHC: <ul><li>Acessibilidade, Inclusão Digital: interfaces para pessoas com características especiais ...
Fatores históricos da IHC: <ul><li>Década de 60:  </li></ul><ul><ul><li>Estudos sobre computação gráfica e utilização de c...
Gerações de interfaces: <ul><li>Primeira     painéis com plugs, botões, mostradores. </li></ul><ul><li>Segunda     lotes...
Interfaces antigas:  <ul><li>Sem recursos gráficos; </li></ul><ul><li>Comandos: realizados linha a linha; </li></ul><ul><l...
Exemplo:
Interfaces atuais: <ul><li>Recursos gráficos abundantes; </li></ul><ul><li>Interface fácil de utilizar para todos os usuár...
Exemplo:
Projeto de Interfaces (1-2) Segundo Norman*, o bom  projeto de interfaces  normalmente considera características como: MAP...
Projeto de Interfaces (2-2) RECONHECIMENTO X RECORDAÇÃO   baseado na tendência que as pessoas têm de descobrirem como uma ...
Upcoming SlideShare
Loading in …5
×

Interface Humano-Computador (IHC)

10,093 views

Published on

Interface Humano-Computador (IHC)

Published in: Education

Interface Humano-Computador (IHC)

  1. 1. Interface Humano-Computador (IHC) Aula 1
  2. 2. Introdução: <ul><li>Segundo as Diretrizes Curriculares do MEC (2002) para cursos da área de Computação e Informática, Interação Humano-Computador (IHC) pode ser definida como: </li></ul><ul><li>“ a disciplina relacionada ao projeto, implementação e avaliação de sistemas computacionais interativos para uso humano”. </li></ul><ul><li>Se refere não só às formas de interação entre homem e computador, mas principalmente às teorias e técnicas de projeto e avaliação de interfaces. </li></ul>
  3. 3. Diferença entre iteração e interação???
  4. 4. Introdução: <ul><li>É classificada como uma disciplina multi (várias) e inter disciplinar (se relacionam) abrangendo: </li></ul><ul><ul><li>Ciência da computação  desenvolvimento de aplicações, projeto e avaliação de interfaces; </li></ul></ul><ul><ul><li>Psicologia  aplicação de teorias de processos cognitivos do usuário de softwares </li></ul></ul><ul><ul><li>Sociologia  interações entre tecnologia, trabalho e organização </li></ul></ul><ul><ul><li>etc. </li></ul></ul>
  5. 5. Objetivo: <ul><li>Desenvolver ou melhorar a: </li></ul><ul><li>Segurança </li></ul><ul><li>Utilidade (tornar útil) </li></ul><ul><li>Eficiência (encontrar facilmente informações) e </li></ul><ul><li>Usabilidade (ser usável, de fácil utilização) de... </li></ul><ul><li>...sistemas de software </li></ul><ul><li>O estudo da IHC também contribui para que os usuários, principalmente os novatos , possam obter maior produtividade no trabalho ao utilizarem interfaces gráficas em comparação as antigas telas de texto , conforme revelam vários estudos. </li></ul>
  6. 6. Fundamentos em Interface: <ul><li>Barreira da informática (anos 80)  Interfaces difíceis, feitas às pressas </li></ul><ul><li>O processo de elaboração de interfaces deve levar em consideração uma vasta gama de fatores: identificação do público-alvo (site idosos, crianças), etc </li></ul><ul><ul><li>Interfaces desktop </li></ul></ul><ul><ul><li>Interfaces web </li></ul></ul>
  7. 7. O desenvolvimento da IHC: <ul><li>São vários os fatores importantes para o desenvolvimento de IHC: </li></ul><ul><ul><li>Diminuição dos custos do hardware (como o hardware está barato, a interface pode ser um diferencial); </li></ul></ul><ul><ul><li>Portabilidade (celular, palm); </li></ul></ul><ul><ul><li>Melhoramento da tecnologia de displays (touch sreens, interfaces 3D); </li></ul></ul><ul><ul><li>Novas técnicas de entrada/saída de dados (apontadores, canetas, etc); </li></ul></ul><ul><ul><li>Difusão do computador para as minorias; </li></ul></ul><ul><ul><li>Etc. </li></ul></ul>
  8. 8. Objetos de estudo em IHC: <ul><li>Acessibilidade, Inclusão Digital: interfaces para pessoas com características especiais </li></ul><ul><li>Usabilidade Web </li></ul><ul><li>Computação Gráfica, Interfaces 3D: second life, java 3d, VRML. </li></ul><ul><li>etc </li></ul>
  9. 9. Fatores históricos da IHC: <ul><li>Década de 60: </li></ul><ul><ul><li>Estudos sobre computação gráfica e utilização de canetas como apontadores de tela. </li></ul></ul><ul><li>Década de 70, grandes mudanças: </li></ul><ul><ul><li>Estações de trabalho e multiprocessamento; </li></ul></ul><ul><ul><li>Aparecimento dos primeiros microcomputadores; e </li></ul></ul><ul><ul><li>Desenvolvimento do mouse e joysticks. </li></ul></ul><ul><li>Década de 80 </li></ul><ul><ul><li>Difusão e desmistificação dos computadores; </li></ul></ul><ul><ul><li>Primeiros sistemas multimídia. </li></ul></ul><ul><li>Década de 90 em diante </li></ul><ul><ul><li>Computadores domésticos; </li></ul></ul><ul><ul><li>Sistemas operacionais gráficos; </li></ul></ul><ul><ul><li>Hipermídia e Internet. </li></ul></ul><ul><li>Depois disso: </li></ul><ul><ul><li>WWW, Web 2 </li></ul></ul><ul><ul><li>XML </li></ul></ul><ul><ul><li>Interfaces 3D </li></ul></ul>
  10. 10. Gerações de interfaces: <ul><li>Primeira  painéis com plugs, botões, mostradores. </li></ul><ul><li>Segunda  lotes de cartões de dados perfurados. </li></ul><ul><li>Terceira  sistemas de menus </li></ul><ul><li>Quarta  controles gráficos e janelas </li></ul>
  11. 11. Interfaces antigas: <ul><li>Sem recursos gráficos; </li></ul><ul><li>Comandos: realizados linha a linha; </li></ul><ul><li>Interface difícil para usuários inexperientes; </li></ul><ul><li>Necessidade de conhecimento prévio dos comandos e de sua utilidade (msdos, wordstar); </li></ul><ul><li>Dificuldades para gerenciamento de programas e arquivos (dir no msdos, ls no linux); </li></ul><ul><li>Telas cansativas e caracteres de tamanhos fixos. </li></ul>
  12. 12. Exemplo:
  13. 13. Interfaces atuais: <ul><li>Recursos gráficos abundantes; </li></ul><ul><li>Interface fácil de utilizar para todos os usuários e principalmente para usuários inexperientes; </li></ul><ul><li>Não há necessidade de conhecimento prévio dos comandos; </li></ul><ul><li>O gerenciamento de programas e arquivos pode ser feito de maneira intuitiva, similar ao gerenciamento de “pastas de trabalho” ( comandos do tipo drag and drop – pegar e arrastar ); </li></ul><ul><li>Telas coloridas e visualmente interessantes, permitindo aos usuários alteração de cores, dimensões da tela e dos caracteres. </li></ul><ul><ul><li>Mas todos os usuários gostam de telas coloridas? </li></ul></ul><ul><ul><li>Possibilitar customização... </li></ul></ul>
  14. 14. Exemplo:
  15. 15. Projeto de Interfaces (1-2) Segundo Norman*, o bom projeto de interfaces normalmente considera características como: MAPEAMENTO NATURAL uso de padrões e símbolos bem estabelecidos e conhecidos VISIBILIDADE DOS CONTROLES considera o tamanho e a quantidade dos controles, bem como a proporção com relação ao espaço disponível *Donald, Norman. The Design of Everyday Things . 1990
  16. 16. Projeto de Interfaces (2-2) RECONHECIMENTO X RECORDAÇÃO baseado na tendência que as pessoas têm de descobrirem como uma interface funciona por tentativa e erro FEEDBACK considera o resultado das ações do usuário à medida em que utiliza o sistema

×