Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.
Upcoming SlideShare
Experiencia do usuario
Next
Download to read offline and view in fullscreen.

1

Share

A experiência do usuário na Web

Download to read offline

Capítulo A experiência do usuário na Web do livro Usabilidade na Web de Jakob Nielsen

Related Books

Free with a 30 day trial from Scribd

See all

Related Audiobooks

Free with a 30 day trial from Scribd

See all

A experiência do usuário na Web

  1. 1. Usabilidade na Web A experiência do usuário na Web
  2. 2. Como as pessoas utilizam a Web? <ul><li>No início, a pergunta era se as pessoas seriam capazes de utilizar ‘Websites’. </li></ul><ul><li>O estudo do autor deste livro aborda que 66% das ações dos usuários em sites foram bem sucedidas. </li></ul>
  3. 3. Para pensar... <ul><li>Por que as pessoas utilizam a web se elas falham um terço das vezes? </li></ul>
  4. 4. Resposta... <ul><li>As falhas ocorrem quando as pessoas utilizam novos sites. </li></ul><ul><li>A maioria passa grande parte do tempo em sites que já provaram ser úteis. </li></ul>
  5. 5. Usabilidade na Web <ul><li>Como os usuários escolhem os sites com basenas suas experiências anteriores com eles, os sites com alta usabilidade têm melhor chance de serem selecionados. </li></ul>
  6. 6. Taxas de nível de sucesso da Web <ul><li>Quando o usuário é direcionado a um site com uma tarefa específica a taxa de sucesso é de 66%; </li></ul><ul><li>Quando um navegador em branco é apresentado e a mesma tarefa é solicitada a taxa cai para 60%; </li></ul>
  7. 7. Taxas de nível de sucesso da Web <ul><li>Se estiver coletando taxas de usabilidade para seu próprio website, você deverá medir seus números em relação à taxa de sucesso que registramos para tarefas específicas do site, supondo. </li></ul>
  8. 8. Sucesso por nível de experiência <ul><li>Os autores do livro dividiram as pessoas utilizadas na pesquisa em duas categorias: </li></ul><ul><li>Usuários pouco experientes; </li></ul><ul><li>Usuários muito experientes. </li></ul>
  9. 9. Sucesso por nível de experiência
  10. 10. A satisfação do usuário com Websites <ul><li>Para realizar testes e avaliar sites será utilizada uma escala de 1 a 7. </li></ul><ul><li>Ao avaliar 25 sites a nota média foi 4,8. </li></ul>
  11. 11. Como as pessoas utilizam sites <ul><li>O recurso da Web é utilizado quando o usuário procura algo novo, e é nesse ponto que um WebSite tem que ser mais competitivo. </li></ul>
  12. 12. Como as pessoas utilizam sites <ul><li>Em média, nossos usuários de teste gastaram 1 minuto e 49 segundos visitando um Website antes de decidir abandonar e partir para um outro. </li></ul><ul><li>No site final que eles visitaram ao trabalhar em uma tarefa, eles gastaram uma média de 3 minutos e 49 segundos. </li></ul>
  13. 13. Como as pessoas utilizam sites <ul><li>Ao fazer uma tarefa, os usuários visitaram uma média de 3,2 sites além de quaisquer sistemas de busca que possivelmente eles tenham utilizado para localizar estes sites. </li></ul><ul><li>Mias interessante, eles visitaram novamente os sites a uma média de 0,4 vez ao realizar uma tarefa, o que significa que basicamente eles não realizaram essas tarefas. </li></ul>
  14. 14. Como as pessoas utilizam sites <ul><li>Um site tem apenas 12% de provabilidade de ser revisitado, assim, depois de perder um usuário, quase sempre você irá perde-lo para sempre. </li></ul>
  15. 15. HomePage <ul><li>No teste, os usuários visitaram primeiro a homepage de um site 40% das vezes. </li></ul><ul><li>Qual é a função da homepage? </li></ul>
  16. 16. HomePage <ul><li>Descrever a finalidade do site; </li></ul><ul><li>Exibir informações muito importantes. </li></ul>
  17. 18. All Musicals <ul><li>Não há logotipo </li></ul><ul><li>Não há nenhum tagline </li></ul><ul><li>Links comerciais fora do padrão </li></ul><ul><li>Banner irritante </li></ul><ul><li>Difícil mudar de música </li></ul>
  18. 19. Acesso a páginas do WebSite <ul><li>Alguns WebSites são projetados para forçar os usuários a entrarem pela homepage, mas, ao fazerem isso, vão contra o elemento fundamental da Web: o link profundo. </li></ul><ul><li>Links profundos aprimoram a usabilidade porque há maiores probabilidades de eles satisfazerem as necessidades do usuário. </li></ul>
  19. 20. News.com
  20. 21. A homepage: tanto a dizer, tão pouco tempo
  21. 22. A homepage: tanto a dizer, tão pouco tempo <ul><li>Com trinta segundos à sua disposição, todas as mensagens precisam ser extremamente simples e diretas. </li></ul><ul><li>Não deverá haver longos parágrafos que os usuários nunca lerão. </li></ul>
  22. 23. A homepage: tanto a dizer, tão pouco tempo <ul><li>A maioria dos adultos pode ler aproximadamente entre 200 e 300 palabras por minuto, dependendo do nível de instrução. </li></ul><ul><li>Talvez você ache que isso lhe permite apresentar uma mensagem de boas-vindas contendo 100 palavras na sua home page. </li></ul>
  23. 24. qg.com
  24. 25. dialbeforeyoudig.com.au
  25. 26. Visitas a homepage <ul><li>Os usuários gastarão menos tempo na homepage em cada visita subsequente. Afinal de contas, o principal objetivo de uma homepage é direcionar os usuários a outros locais. </li></ul>
  26. 27. Visitas a homepage
  27. 28. Comportamento da página interna <ul><li>Usuários pouco experiente que entraram em um site por meio de um link profundo e visitaram uma página interna primeiro gastaram uma média de 60 segundos aí. </li></ul><ul><li>Usuários muito experientes gastaram aproximadamente 45 segundos na visita inicial a uma página interna. </li></ul>
  28. 29. Comportamento da página interna <ul><li>Com 45 a 60 segundos em uma página interna, teoricamente, os usuários poderiam ler mais ou menos 200 palavras, mas eles normalmente gastaria parte desse tempo avaliando o sistema de navegação do site e decidindo aonde ir em seguida. </li></ul>
  29. 30. Comportamento na página interna
  30. 31. Comportamento na página interna <ul><li>Na prática o usuário não lê todo o texto em vermelho; </li></ul><ul><li>Alterna seu tempo com texto, imagem e recursos do produto; </li></ul><ul><li>Texto foi escrito para um aluno de oitava série; </li></ul><ul><li>Possui 523 palavras. </li></ul>
  31. 32. Comportamento na página interna <ul><li>Quando os usuários visitaram as páginas internas durante a navegação por um site, eles só gastaram uma média de 27 segundos em cada página. </li></ul>
  32. 33. Comportamento na página interna <ul><li>Regiões de páginas em que os usuários clicaram dentro das páginas da Web a fim de navegar para uma outra parte no mesmo site; o espaço amostral foi de 4.719 cliques. </li></ul>
  33. 34. Prevalência das buscas <ul><li>Quando deixamos que os usuários visitassem livremente outros Websites, eles utilizaram um sistema de busca 88% das vezes. </li></ul><ul><li>Somente em 12% dos casos eles foram diretamente a um Website que esperavam que pudesse ajudá-los com seus problemas. </li></ul>
  34. 35. Prevalência das buscas <ul><li>A conclusão foi clara: a força da web está em alguns poucos sites direcionados que fornecem aos usuários informações altamente especializadas que eles precisam ou despertam interesse profundo. </li></ul><ul><li>Uma alteração importante ao longo dos anos foi o declínio do uso da busca para identificar bons sites as pessoas estão procurando respostas. </li></ul>
  35. 36. Dicas para desenvolvimento <ul><li>Há algumas táticas que você pode utilizar para quê sua empresa se beneficie da visita de usuários que chegam ao seu site a partir de um sistema de busca. </li></ul>
  36. 37. 1 A resposta rápida <ul><li>Ofereça um conteúdo que atraia os usuários fornecendo páginas restritamente focalizadas com respostas claras aos problemas comuns. </li></ul>
  37. 38. 2 Links de conteúdos relacionados <ul><li>Enriqueça a resposta com ricos links do tipo &quot;Ver também&quot; relacionados com o conteúdo e os serviços. </li></ul><ul><li>Links de navegação global não funcionarão porque os caçadores de respostas iráo ignora-los. </li></ul>
  38. 39. 3 Além da resposta <ul><li>Vá além das informações puras e forneça análise e ideias, preferivelmente a partir de uma perspectiva única e com uma personalidade que impressione e suporte seu posicionamento. </li></ul>
  39. 40. 4 Faça um fã <ul><li>Publique uma newsletter com dicas adicionais e informações úteis. </li></ul><ul><li>As newsletters estabelecem um relacionamento com os usuários, oferecendo uma experiência mais pessoal que a visualização de página. </li></ul>
  40. 41. Como as pessoas utilizam SERP <ul><li>Em 93% das pesquisas, os usuários no nosso estudo só visitaram a primeira página, que normalmente continha dez resultados de uma pesquisa e alguns anúncios. Somente 7% dos casos os usuários consultaram uma segunda página. </li></ul><ul><li>SERP = WebSite de busca </li></ul>
  41. 42. Como as pessoas utilizam SERP <ul><li>Somente 47% dos usuários rolaram pela primeira página, o que significa que 53% viram apenas aqueles hits de pesquisa que estavam acima da dobra. </li></ul><ul><li>No Google os usuários só podem ver quatro ou cinco resultados acima da dobra. </li></ul>
  42. 44. Rolagem <ul><li>Os usuários são preguiçosos e ignorantes. </li></ul><ul><li>Na maioria das vezes, nem mesmo têm o trabalho de utilizar o mecanismo de rolagem de seus mouses. </li></ul><ul><li>Os usuários com mais experiência rolam mais que aqueles com menos experiência. </li></ul>
  43. 45. Rolagem
  44. 46. Rolagem
  45. 47. Diretrizes de Usabilidade <ul><li>Devemos eliminar elementos de design confusos e utilizar o máximo possível as convenções de design. </li></ul><ul><li>Desenvolver padrões de desgin para cada tarefa importante em um Website. </li></ul>
  46. 48. Pensando <ul><li>Vimos que os usuários na maioria das vezes: </li></ul><ul><li>Utilizam um sistema de pesquisa e digiram duas a três palavras; </li></ul><ul><li>Examinam os primeiros resultados na SERP; </li></ul><ul><li>Visitam alguns destes sites, mas vão a outros depois de menos de dois minutos se esses sites não parecem suficientemente úteis. </li></ul>
  47. 49. Coleta de informações <ul><li>É o conceito mais importante que emergiu da pesquisa sobre IHC. </li></ul>
  48. 50. Rastro de informações <ul><li>Usuários estimam seu possível sucesso na caçada a partir do rastro, avaliando se seus caminhos exibem pistas relacionadas ao resultado desejado. </li></ul>
  49. 51. Seleção de dieta: quais sites visitar <ul><li>O lobo e os coelhos. </li></ul><ul><li>Como é possível projetar um site que atrairá animais vorazes? </li></ul>
  50. 52. Seleção de dieta: quais sites visitar <ul><li>Estratégias: </li></ul><ul><li>Fazer com que seu conteúdo pareça com uma refeição nutritiva </li></ul><ul><li>Sinalizar que é uma presa fácil. </li></ul>
  51. 53. Abandonar um território de caça <ul><li>Cada site é um pequeno território de caça, e as informações em cada site são suas presas. </li></ul><ul><li>Mover-se entre sites sempre foi fácil, mas para a coleta de informações. </li></ul>
  52. 54. Abandonar um território de caça <ul><li>Nielsen aconselha a web designers que sigam duas estratégias: </li></ul><ul><li>Convencer os usuários de que o site merece sua atenção; </li></ul><ul><li>Tornar fácil para os usuários encontrar mais informações interessantes depois de chegarem ao seu destino para que não precisem mudar de site. </li></ul>
  53. 55. Referência <ul><li>NIELSEN, Jakob; LORANGER, Hoa. Usabilidade na Web: Projetando WebSites com qualidade. Edição:2. Rio de Janeiro: Campus, 2007. </li></ul>
  • nitrowz

    Sep. 11, 2013

Capítulo A experiência do usuário na Web do livro Usabilidade na Web de Jakob Nielsen

Views

Total views

1,476

On Slideshare

0

From embeds

0

Number of embeds

2

Actions

Downloads

49

Shares

0

Comments

0

Likes

1

×