SlideShare a Scribd company logo
DOENÇA GRAVE
Dr. Darci Lopes da Silva
I. Passei a noite com sintomas de muita insônia e palpitação. Era terrível a sensação!
II. Clareando o dia, me preparei para ir ao médico me consultar.
Em lá chegando, me deparei com a primeira dúvida a decifrar:
III. Qual o esculápio a me socorrer? As especialidades são variadas e é difícil para escolher.
Pelos meus sintomas, eu decidi: Vou ao clínico, para ele dizer qual o rumo pra eu seguir.
IV. O doutor clínico, muito solícito, no fim da tarde me atendeu.
Examinou-me pela frente e verso e, muito explicito, depois de um tempo, me respondeu:
V. Seu caso é raro. Muito diverso! Em minha rotina, caso igual não vi.
Talvez um neuro, talvez um cárdio neste universo, ou o psiquiatra elucide este caso aqui.
VI. Reunida, a junta médica ficou enrascada. Não achavam nada.
Então, eu mesmo decidi: Por conta e risco, vou ao pediatra, esse que trata doenças de guri.
VII. Mas ele também ficou perdido com os sintomas referidos.
Que fazer, então, com tal pepino, presenteado pelo destino?
VIII. A junta médica, muito sisuda, estava muda, sem entender.
Senti que a doença era graúda e não tinha jeito de resolver.
IX. A ciência médica, na sua sabença, não encontrava explicação pro sintoma agudo do coração.
Não conheciam tal doença. Era taquicardia com arritmia, com muita insônia e hipertensão.
X. Discutiram muito. E sem clemência, mas com muita imponência, deram a conclusão.
Em laudo médico que foi lavrado em papel timbrado, com muito esmero, com palavreado bem
rebuscado, que só aumentava meu desespero.
XI. Assim rezava e declarava: Sua doença parece simples, na sua essência, mas muito rara na sua idade.
Uma coisa é certa, apesar da aparência, não é demência! Ela é epidêmica na mocidade.
Por causa dela as moças choram. Outras imploram.
Os rapazes brigam, ou ficam apáticos. Os mais fanáticos, que na verdade pensam ser práticos, mas são
lunáticos, arrumam corda pra se enforcar. Veja só, querido paciente, não é vexame, mas que doencinha infame
você foi pegar!
Seu nome é comum e, na verdade, ela existe desde remota antiguidade.
Fique tranquilo e não se abata, aqui se trata, DE PAIXONITE AGUDA.
Ela não mata, mas, na sua idade, é de gravidade!
XII. Com o diagnóstico, fiquei perplexo, pois tinha nexo tal conclusão. Pois bem, e agora? Como tratar? Eis a
questão! Ninguém sabia ou não queria prescrever a receita da salvação.
EXTRA. E agora, doutor? Meu Deus, meu Deus, o que eu faço? Com esse amor que me consome?
Mas, sinto que esse sentimento é que me alimenta, é ele que me sustenta. É a razão do meu viver. Então, meu
Deus, meu Deus, o que eu faço? O que foi me acontecer? Estou amarrado no laço, sem saber que fazer.

More Related Content

Similar to Doença Grave Dr Darci Lopes da Silva.docx

A Morte É Um Dia que Vale a Pena Viver - Ana Claudia.pdf
A Morte É Um Dia que Vale a Pena Viver - Ana Claudia.pdfA Morte É Um Dia que Vale a Pena Viver - Ana Claudia.pdf
A Morte É Um Dia que Vale a Pena Viver - Ana Claudia.pdf
PauloCesarSilva45
 
Ansiedade e depressao
Ansiedade e depressaoAnsiedade e depressao
Ansiedade e depressao
Sergio Menezes
 
Raciocínio clínico
Raciocínio clínicoRaciocínio clínico
Raciocínio clínico
Inaiara Bragante
 
Raciocínio clínico
Raciocínio clínicoRaciocínio clínico
Raciocínio clínico
Inaiara Bragante
 
House (S01E01)
House (S01E01)House (S01E01)
House (S01E01)
Daniel Faria Jr.
 
Nosso lar 04omédicoespiritual
Nosso lar 04omédicoespiritualNosso lar 04omédicoespiritual
Nosso lar 04omédicoespiritual
Duda Neto
 
Uma historia verdadeira
Uma historia verdadeiraUma historia verdadeira
Uma historia verdadeira
Fer Nanda
 
Quando a depressao_ataca
Quando a depressao_atacaQuando a depressao_ataca
Quando a depressao_ataca
GLAUCIA CASTRO
 
DEPRESSÃO NO PACIENTE IDOSO
DEPRESSÃO NO PACIENTE IDOSODEPRESSÃO NO PACIENTE IDOSO
DEPRESSÃO NO PACIENTE IDOSO
Rubens De Fraga Junior
 
Morri e agora (psicografia vera lúcia marinzeck de carvalho espírito antoni...
Morri e agora (psicografia vera lúcia marinzeck de carvalho   espírito antoni...Morri e agora (psicografia vera lúcia marinzeck de carvalho   espírito antoni...
Morri e agora (psicografia vera lúcia marinzeck de carvalho espírito antoni...
Sergio Brito Filho
 
CONFUSÃO MENTAL NO IDOSO
CONFUSÃO MENTAL NO IDOSOCONFUSÃO MENTAL NO IDOSO
CONFUSÃO MENTAL NO IDOSO
Rubens Junior
 
Humor Cínico
Humor CínicoHumor Cínico
Humor Cínico
BiaEsteves
 
Síndrome-do-pânico.pdf
Síndrome-do-pânico.pdfSíndrome-do-pânico.pdf
Síndrome-do-pânico.pdf
denisetofanello1
 
Boletim informativo mai2015
Boletim informativo mai2015Boletim informativo mai2015
Boletim informativo mai2015
fespiritacrista
 
Da dor nasce o amor trecho
Da dor nasce o amor trechoDa dor nasce o amor trecho
Da dor nasce o amor trecho
Alice Santos Almeida Santos
 
Esquizofrênia - Leonardo Nunes
Esquizofrênia - Leonardo NunesEsquizofrênia - Leonardo Nunes
Porque eu nâo acredito em milagres e curas divinas?
Porque eu nâo acredito em milagres e curas divinas?Porque eu nâo acredito em milagres e curas divinas?
Porque eu nâo acredito em milagres e curas divinas?
Divino Moab
 
SOBRE A MORTE E MORRER.pdf
SOBRE A MORTE E MORRER.pdfSOBRE A MORTE E MORRER.pdf
SOBRE A MORTE E MORRER.pdf
EmilyLeal12
 
A Verdadeira Cura
A Verdadeira CuraA Verdadeira Cura
A Verdadeira Cura
Ricardo Azevedo
 
Curso Básico de Espiritismo - Caderno 0
Curso Básico de Espiritismo - Caderno 0Curso Básico de Espiritismo - Caderno 0
Curso Básico de Espiritismo - Caderno 0
ADEP Portugal
 

Similar to Doença Grave Dr Darci Lopes da Silva.docx (20)

A Morte É Um Dia que Vale a Pena Viver - Ana Claudia.pdf
A Morte É Um Dia que Vale a Pena Viver - Ana Claudia.pdfA Morte É Um Dia que Vale a Pena Viver - Ana Claudia.pdf
A Morte É Um Dia que Vale a Pena Viver - Ana Claudia.pdf
 
Ansiedade e depressao
Ansiedade e depressaoAnsiedade e depressao
Ansiedade e depressao
 
Raciocínio clínico
Raciocínio clínicoRaciocínio clínico
Raciocínio clínico
 
Raciocínio clínico
Raciocínio clínicoRaciocínio clínico
Raciocínio clínico
 
House (S01E01)
House (S01E01)House (S01E01)
House (S01E01)
 
Nosso lar 04omédicoespiritual
Nosso lar 04omédicoespiritualNosso lar 04omédicoespiritual
Nosso lar 04omédicoespiritual
 
Uma historia verdadeira
Uma historia verdadeiraUma historia verdadeira
Uma historia verdadeira
 
Quando a depressao_ataca
Quando a depressao_atacaQuando a depressao_ataca
Quando a depressao_ataca
 
DEPRESSÃO NO PACIENTE IDOSO
DEPRESSÃO NO PACIENTE IDOSODEPRESSÃO NO PACIENTE IDOSO
DEPRESSÃO NO PACIENTE IDOSO
 
Morri e agora (psicografia vera lúcia marinzeck de carvalho espírito antoni...
Morri e agora (psicografia vera lúcia marinzeck de carvalho   espírito antoni...Morri e agora (psicografia vera lúcia marinzeck de carvalho   espírito antoni...
Morri e agora (psicografia vera lúcia marinzeck de carvalho espírito antoni...
 
CONFUSÃO MENTAL NO IDOSO
CONFUSÃO MENTAL NO IDOSOCONFUSÃO MENTAL NO IDOSO
CONFUSÃO MENTAL NO IDOSO
 
Humor Cínico
Humor CínicoHumor Cínico
Humor Cínico
 
Síndrome-do-pânico.pdf
Síndrome-do-pânico.pdfSíndrome-do-pânico.pdf
Síndrome-do-pânico.pdf
 
Boletim informativo mai2015
Boletim informativo mai2015Boletim informativo mai2015
Boletim informativo mai2015
 
Da dor nasce o amor trecho
Da dor nasce o amor trechoDa dor nasce o amor trecho
Da dor nasce o amor trecho
 
Esquizofrênia - Leonardo Nunes
Esquizofrênia - Leonardo NunesEsquizofrênia - Leonardo Nunes
Esquizofrênia - Leonardo Nunes
 
Porque eu nâo acredito em milagres e curas divinas?
Porque eu nâo acredito em milagres e curas divinas?Porque eu nâo acredito em milagres e curas divinas?
Porque eu nâo acredito em milagres e curas divinas?
 
SOBRE A MORTE E MORRER.pdf
SOBRE A MORTE E MORRER.pdfSOBRE A MORTE E MORRER.pdf
SOBRE A MORTE E MORRER.pdf
 
A Verdadeira Cura
A Verdadeira CuraA Verdadeira Cura
A Verdadeira Cura
 
Curso Básico de Espiritismo - Caderno 0
Curso Básico de Espiritismo - Caderno 0Curso Básico de Espiritismo - Caderno 0
Curso Básico de Espiritismo - Caderno 0
 

Recently uploaded

Atividade Bio evolução e especiação .docx
Atividade Bio evolução e especiação .docxAtividade Bio evolução e especiação .docx
Atividade Bio evolução e especiação .docx
MARCELARUBIAGAVA
 
LITERATURA INDÍGENA BRASILEIRA: elementos constitutivos.ppt
LITERATURA INDÍGENA BRASILEIRA: elementos constitutivos.pptLITERATURA INDÍGENA BRASILEIRA: elementos constitutivos.ppt
LITERATURA INDÍGENA BRASILEIRA: elementos constitutivos.ppt
EdimaresSilvestre
 
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionaisResumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
beatrizsilva525654
 
Eurodeputados Portugueses 2024-2029 | Parlamento Europeu
Eurodeputados Portugueses 2024-2029 | Parlamento EuropeuEurodeputados Portugueses 2024-2029 | Parlamento Europeu
Eurodeputados Portugueses 2024-2029 | Parlamento Europeu
Centro Jacques Delors
 
Vivendo a Arquitetura Salesforce - 02.pptx
Vivendo a Arquitetura Salesforce - 02.pptxVivendo a Arquitetura Salesforce - 02.pptx
Vivendo a Arquitetura Salesforce - 02.pptx
Mauricio Alexandre Silva
 
Aula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdf
Aula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdfAula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdf
Aula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdf
AntonioAngeloNeves
 
Como montar o mapa conceitual editado.pdf
Como montar o mapa conceitual editado.pdfComo montar o mapa conceitual editado.pdf
Como montar o mapa conceitual editado.pdf
AlineOliveira625820
 
Podcast: como preparar e produzir um programa radiofônico e distribuir na int...
Podcast: como preparar e produzir um programa radiofônico e distribuir na int...Podcast: como preparar e produzir um programa radiofônico e distribuir na int...
Podcast: como preparar e produzir um programa radiofônico e distribuir na int...
Militao Ricardo
 
ATIVIDADES de alfabetização do mês de junho
ATIVIDADES de alfabetização do mês de junhoATIVIDADES de alfabetização do mês de junho
ATIVIDADES de alfabetização do mês de junho
Crisnaiara
 
Roteiro para análise do Livro Didático.pptx
Roteiro para análise do Livro Didático.pptxRoteiro para análise do Livro Didático.pptx
Roteiro para análise do Livro Didático.pptx
pamellaaraujo10
 
Caça-palavaras e cruzadinha - Dígrafos.
Caça-palavaras  e cruzadinha  - Dígrafos.Caça-palavaras  e cruzadinha  - Dígrafos.
Caça-palavaras e cruzadinha - Dígrafos.
Mary Alvarenga
 
Pedagogia universitária em ciência e tecnologia
Pedagogia universitária em ciência e tecnologiaPedagogia universitária em ciência e tecnologia
Pedagogia universitária em ciência e tecnologia
Nertan Dias
 
UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...
UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...
UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...
Manuais Formação
 
Vivendo a Arquitetura Salesforce - 01.pptx
Vivendo a Arquitetura Salesforce - 01.pptxVivendo a Arquitetura Salesforce - 01.pptx
Vivendo a Arquitetura Salesforce - 01.pptx
Mauricio Alexandre Silva
 
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptxCartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Zenir Carmen Bez Trombeta
 
SLIDE LIÇÃO 10 - DESENVOLVENDO UMA CONSCIÊNCIA DE SANTIDADE - TEXTO ÁUREO...
SLIDE LIÇÃO 10 - DESENVOLVENDO UMA CONSCIÊNCIA DE SANTIDADE - TEXTO ÁUREO...SLIDE LIÇÃO 10 - DESENVOLVENDO UMA CONSCIÊNCIA DE SANTIDADE - TEXTO ÁUREO...
SLIDE LIÇÃO 10 - DESENVOLVENDO UMA CONSCIÊNCIA DE SANTIDADE - TEXTO ÁUREO...
y6zh7bvphf
 
planejamento maternal 2 atualizado.pdf e
planejamento maternal 2 atualizado.pdf eplanejamento maternal 2 atualizado.pdf e
planejamento maternal 2 atualizado.pdf e
HelenStefany
 
UFCD_10789_Metodologias de desenvolvimento de software_índice.pdf
UFCD_10789_Metodologias de desenvolvimento de software_índice.pdfUFCD_10789_Metodologias de desenvolvimento de software_índice.pdf
UFCD_10789_Metodologias de desenvolvimento de software_índice.pdf
Manuais Formação
 
Aula de filosofia sobre Sexo, Gênero e sexualidade
Aula de filosofia sobre Sexo, Gênero e sexualidadeAula de filosofia sobre Sexo, Gênero e sexualidade
Aula de filosofia sobre Sexo, Gênero e sexualidade
AlessandraRibas7
 
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
DouglasMoraes54
 

Recently uploaded (20)

Atividade Bio evolução e especiação .docx
Atividade Bio evolução e especiação .docxAtividade Bio evolução e especiação .docx
Atividade Bio evolução e especiação .docx
 
LITERATURA INDÍGENA BRASILEIRA: elementos constitutivos.ppt
LITERATURA INDÍGENA BRASILEIRA: elementos constitutivos.pptLITERATURA INDÍGENA BRASILEIRA: elementos constitutivos.ppt
LITERATURA INDÍGENA BRASILEIRA: elementos constitutivos.ppt
 
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionaisResumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
 
Eurodeputados Portugueses 2024-2029 | Parlamento Europeu
Eurodeputados Portugueses 2024-2029 | Parlamento EuropeuEurodeputados Portugueses 2024-2029 | Parlamento Europeu
Eurodeputados Portugueses 2024-2029 | Parlamento Europeu
 
Vivendo a Arquitetura Salesforce - 02.pptx
Vivendo a Arquitetura Salesforce - 02.pptxVivendo a Arquitetura Salesforce - 02.pptx
Vivendo a Arquitetura Salesforce - 02.pptx
 
Aula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdf
Aula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdfAula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdf
Aula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdf
 
Como montar o mapa conceitual editado.pdf
Como montar o mapa conceitual editado.pdfComo montar o mapa conceitual editado.pdf
Como montar o mapa conceitual editado.pdf
 
Podcast: como preparar e produzir um programa radiofônico e distribuir na int...
Podcast: como preparar e produzir um programa radiofônico e distribuir na int...Podcast: como preparar e produzir um programa radiofônico e distribuir na int...
Podcast: como preparar e produzir um programa radiofônico e distribuir na int...
 
ATIVIDADES de alfabetização do mês de junho
ATIVIDADES de alfabetização do mês de junhoATIVIDADES de alfabetização do mês de junho
ATIVIDADES de alfabetização do mês de junho
 
Roteiro para análise do Livro Didático.pptx
Roteiro para análise do Livro Didático.pptxRoteiro para análise do Livro Didático.pptx
Roteiro para análise do Livro Didático.pptx
 
Caça-palavaras e cruzadinha - Dígrafos.
Caça-palavaras  e cruzadinha  - Dígrafos.Caça-palavaras  e cruzadinha  - Dígrafos.
Caça-palavaras e cruzadinha - Dígrafos.
 
Pedagogia universitária em ciência e tecnologia
Pedagogia universitária em ciência e tecnologiaPedagogia universitária em ciência e tecnologia
Pedagogia universitária em ciência e tecnologia
 
UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...
UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...
UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...
 
Vivendo a Arquitetura Salesforce - 01.pptx
Vivendo a Arquitetura Salesforce - 01.pptxVivendo a Arquitetura Salesforce - 01.pptx
Vivendo a Arquitetura Salesforce - 01.pptx
 
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptxCartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
 
SLIDE LIÇÃO 10 - DESENVOLVENDO UMA CONSCIÊNCIA DE SANTIDADE - TEXTO ÁUREO...
SLIDE LIÇÃO 10 - DESENVOLVENDO UMA CONSCIÊNCIA DE SANTIDADE - TEXTO ÁUREO...SLIDE LIÇÃO 10 - DESENVOLVENDO UMA CONSCIÊNCIA DE SANTIDADE - TEXTO ÁUREO...
SLIDE LIÇÃO 10 - DESENVOLVENDO UMA CONSCIÊNCIA DE SANTIDADE - TEXTO ÁUREO...
 
planejamento maternal 2 atualizado.pdf e
planejamento maternal 2 atualizado.pdf eplanejamento maternal 2 atualizado.pdf e
planejamento maternal 2 atualizado.pdf e
 
UFCD_10789_Metodologias de desenvolvimento de software_índice.pdf
UFCD_10789_Metodologias de desenvolvimento de software_índice.pdfUFCD_10789_Metodologias de desenvolvimento de software_índice.pdf
UFCD_10789_Metodologias de desenvolvimento de software_índice.pdf
 
Aula de filosofia sobre Sexo, Gênero e sexualidade
Aula de filosofia sobre Sexo, Gênero e sexualidadeAula de filosofia sobre Sexo, Gênero e sexualidade
Aula de filosofia sobre Sexo, Gênero e sexualidade
 
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
 

Doença Grave Dr Darci Lopes da Silva.docx

  • 1. DOENÇA GRAVE Dr. Darci Lopes da Silva I. Passei a noite com sintomas de muita insônia e palpitação. Era terrível a sensação! II. Clareando o dia, me preparei para ir ao médico me consultar. Em lá chegando, me deparei com a primeira dúvida a decifrar: III. Qual o esculápio a me socorrer? As especialidades são variadas e é difícil para escolher. Pelos meus sintomas, eu decidi: Vou ao clínico, para ele dizer qual o rumo pra eu seguir. IV. O doutor clínico, muito solícito, no fim da tarde me atendeu. Examinou-me pela frente e verso e, muito explicito, depois de um tempo, me respondeu: V. Seu caso é raro. Muito diverso! Em minha rotina, caso igual não vi. Talvez um neuro, talvez um cárdio neste universo, ou o psiquiatra elucide este caso aqui. VI. Reunida, a junta médica ficou enrascada. Não achavam nada. Então, eu mesmo decidi: Por conta e risco, vou ao pediatra, esse que trata doenças de guri. VII. Mas ele também ficou perdido com os sintomas referidos. Que fazer, então, com tal pepino, presenteado pelo destino? VIII. A junta médica, muito sisuda, estava muda, sem entender. Senti que a doença era graúda e não tinha jeito de resolver.
  • 2. IX. A ciência médica, na sua sabença, não encontrava explicação pro sintoma agudo do coração. Não conheciam tal doença. Era taquicardia com arritmia, com muita insônia e hipertensão. X. Discutiram muito. E sem clemência, mas com muita imponência, deram a conclusão. Em laudo médico que foi lavrado em papel timbrado, com muito esmero, com palavreado bem rebuscado, que só aumentava meu desespero. XI. Assim rezava e declarava: Sua doença parece simples, na sua essência, mas muito rara na sua idade. Uma coisa é certa, apesar da aparência, não é demência! Ela é epidêmica na mocidade. Por causa dela as moças choram. Outras imploram. Os rapazes brigam, ou ficam apáticos. Os mais fanáticos, que na verdade pensam ser práticos, mas são lunáticos, arrumam corda pra se enforcar. Veja só, querido paciente, não é vexame, mas que doencinha infame você foi pegar! Seu nome é comum e, na verdade, ela existe desde remota antiguidade. Fique tranquilo e não se abata, aqui se trata, DE PAIXONITE AGUDA. Ela não mata, mas, na sua idade, é de gravidade! XII. Com o diagnóstico, fiquei perplexo, pois tinha nexo tal conclusão. Pois bem, e agora? Como tratar? Eis a questão! Ninguém sabia ou não queria prescrever a receita da salvação. EXTRA. E agora, doutor? Meu Deus, meu Deus, o que eu faço? Com esse amor que me consome? Mas, sinto que esse sentimento é que me alimenta, é ele que me sustenta. É a razão do meu viver. Então, meu Deus, meu Deus, o que eu faço? O que foi me acontecer? Estou amarrado no laço, sem saber que fazer.