SlideShare a Scribd company logo
CRASE é a fusão (junção) da preposição a
exigida pela regência do verbo ou do nome mais
o artigo definido a, os pronomes demonstrativos
aquele(s), aquela(s), aquilo e o pronome
demonstrativo a.
A crase é indicada pelo acento grave (`).
A CRASE PODE OCORRER COM O:
● artigo definido feminino ( a, as):
Refiro-me a + a prova de ontem.
Refiro-me à prova de ontem.
● pronome demonstrativo ( aquele(s) / aquela(s) /
aquilo(s):
Assistirei a + aquela peça.
Assistirei àquela peça.
● pronome demonstrativo a, as
Encaminharei o livro a + as meninas.
Encaminharei o livro às meninas.
REGRA PRÁTICA
Para saber se há o encontro de “a”
(preposição) com “a” (artigo) na regência, troque
a palavra feminina por uma masculina.
1. Se antes da palavra masculina aparecer
ao(s), use crase antes da feminina.
Ela foi à feira ontem.
Ela foi ao mercado.
2. Se antes da palavra masculina aparecer
apenas a(s) ou o(s) não use crase.
Os jogadores visitaram a cidade.
Os jogadores visitaram o museu.
OCORRE CRASE
 Nas locuções adverbiais femininas.
O rapaz saiu à tarde e chegou à noite. (locução adverbial
de tempo)
Ele foi à feira e depois à lavanderia. (locução adverbial de
lugar)
O governador viajou às pressas. (locução adverbial de modo)
Com as locuções adverbiais femininas de
instrumento a crase é facultativa.
O pai saiu sem fechar a porta à chave.
O pai saiu sem fechar a porta a chave.
 Nas locuções prepositivas (formadas por a +
palavra feminina + de)
Meu amigo conseguiu ser aprovado à custa de
muito esforço.
Ele saiu à procura de ajuda.
 Nas locuções conjuntivas (formada por a +
palavra feminina + que).
A cidade se acalma, à medida que escurece.
À proporção que chovia, aumentavam os buracos
na rua.
Nas expressões à moda de, à maneira de, a palavra
principal pode ficar oculta. Então o à poderá
ficar diante de palavra masculina, como no
exemplo:
Usava cabelos à Luís XV. (à moda de Luís XV)
Escrevia à Drummond. (à moda de Drummond)
CRASE FACULTATIVA
 Antes de pronomes possessivos femininos
(porque antes desse tipo de pronome o artigo é facultativo).
Ele se refere à minha mãe.
Ele se refere a minha mãe.
 Antes de nomes de mulheres.
Eu me referi à Maria.
Eu me referi a Maria.
CRASE FACULTATIVA
 Depois da palavra até.
Todos os alunos foram até à escola.
Todos os alunos foram até a escola.
NÃO OCORRE CRASE
 Antes de nomes masculinos (porque essas palavras não
admitem o artigo a)
Ele adora andar a cavalo, ela prefere andar a pé.
 Antes de verbos (porque antes de verbos não aparece artigo)
Assim que saíram, começaram a correr.
 ANTES DE PRONOMES QUE NÃO
ADMITEM ARTIGO
A) Pronomes pessoais (porque antes deles não se usa artigo)
Todos se dirigiram a ela.
B) Pronomes de tratamento (porque antes deles não se usa
artigo)
Dirigi-me a Vossa Excelência para despedir-me.
 Os pronomes de tratamento dona, senhora e
senhorita, pelo fato de admitirem o artigo,
admitem também a crase.
Nada disse à senhora.
 Quando o a (sem s) aparece antes de uma
palavra no plural
Ele se dirigia a pessoas estranhas.
 Em expressões com palavras repetidas
O tanque se encheu gota a gota.
 Antes das palavras casa, terra e distância –
quando determinadas.
Voltei à casa de meus pais.
Fique à distância de 10 metros.
Fomos à terra de meus avós.
 Antes de pronomes demonstrativos, sempre que
o regente admitir a.
Esta camisa é igual àquela que você ganhou.
Ninguém se referiu àquele erro que eu cometi.
 Antes de nomes de cidades (que não admitem
o artigo feminino a), sem especificativos
Eles pretendem ir a Paris.
Fui a Curitiba visitar meus avós.
Fui à Curitiba de Dalton Trevisan.
(nome de cidade especificada)
Volto da Curitiba de Dalton Trevisan.
Quando o nome da cidade apresenta um
especificativo, ele passa a admitir artigo e, nesse
caso, pode ocorrer a crase, desde que o termo
regente exija a preposição a.
Eles pretendem ir à fascinante Paris.
(Eles pretendem voltar da fascinante Paris.)
Pode ocorrer a crase entre a preposição a e os
pronomes relativos a qual e as quais.
Estas são as finalidades às quais se destina o
projeto.
Seria aquela a jovem à qual você se referia?
REGRA PRÁTICA
Substitua a hora por “meio-dia”: se der “ao meio-
dia”, há crase; se não der, esqueça a crase. Observe:
A transmissão começa às 6h30.
A transmissão começa ao meio-dia.
MAS
O erro foi identificado pela reportagem após as 19h
de ontem.
O erro foi identificado pela reportagem após o meio-
dia de ontem.
 Em cinco casos, porém, não há crase nesse “a” que
acompanha horas: quando antes dele há as preposições
“até”, “após”, “desde”, “entre” e “para”.
Os ingressos serão vendidos até as 18h.
Os portões serão fechados após as 7h30.
O consumo de álcool está liberado desde a 0h de sexta-
feira.
Há uma lei que proíbe a prática esportiva na praia entre as
8h e as 16h.
A sessão estava marcada para as 20h.
Crase - Slides para apresentações em aulas
Crase - Slides para apresentações em aulas
Crase - Slides para apresentações em aulas
Crase - Slides para apresentações em aulas
Crase - Slides para apresentações em aulas
Crase - Slides para apresentações em aulas
Crase - Slides para apresentações em aulas
Crase - Slides para apresentações em aulas

More Related Content

Similar to Crase - Slides para apresentações em aulas

Crase
CraseCrase
Camões crase
Camões   craseCamões   crase
Camões crase
Christiane Queiroz
 
10 dicas para entender a crase aula I
10 dicas para entender a crase   aula I10 dicas para entender a crase   aula I
10 dicas para entender a crase aula I
Ayla De Sá Marques
 
Crase
CraseCrase
Crase
letieri11
 
Crase
CraseCrase
crases-130528213521-phpapp01 (1).pptx
crases-130528213521-phpapp01 (1).pptxcrases-130528213521-phpapp01 (1).pptx
crases-130528213521-phpapp01 (1).pptx
sheyllafeitosa1
 
Crase
CraseCrase
Crase
Tio Hatiro
 
Camões crase - 2013
Camões   crase - 2013Camões   crase - 2013
Camões crase - 2013
Christiane Queiroz
 
Crase 1
Crase 1Crase 1
Nilvaandrade ativ5
Nilvaandrade ativ5Nilvaandrade ativ5
Nilvaandrade ativ5
nilvaandrade
 
Nilvaandrade ativ5
Nilvaandrade ativ5Nilvaandrade ativ5
Nilvaandrade ativ5
nilvaandrade
 
USO DA CRASE
USO DA CRASEUSO DA CRASE
USO DA CRASE
claudianavegante
 
Trabalho da deza
Trabalho da dezaTrabalho da deza
Trabalho da deza
Lucas Lemos
 
Crase2 120529191625-phpapp01
Crase2 120529191625-phpapp01Crase2 120529191625-phpapp01
Crase2 120529191625-phpapp01
Isabella Silva
 
Crase 2
Crase 2Crase 2
Uso da crase
Uso da crase Uso da crase
Uso da crase
sandra
 
Crase
CraseCrase
Crase
CraseCrase
Crase
Crase Crase
Crase (à)
Crase (à)Crase (à)
Crase (à)
Camila Rodrigues
 

Similar to Crase - Slides para apresentações em aulas (20)

Crase
CraseCrase
Crase
 
Camões crase
Camões   craseCamões   crase
Camões crase
 
10 dicas para entender a crase aula I
10 dicas para entender a crase   aula I10 dicas para entender a crase   aula I
10 dicas para entender a crase aula I
 
Crase
CraseCrase
Crase
 
Crase
CraseCrase
Crase
 
crases-130528213521-phpapp01 (1).pptx
crases-130528213521-phpapp01 (1).pptxcrases-130528213521-phpapp01 (1).pptx
crases-130528213521-phpapp01 (1).pptx
 
Crase
CraseCrase
Crase
 
Camões crase - 2013
Camões   crase - 2013Camões   crase - 2013
Camões crase - 2013
 
Crase 1
Crase 1Crase 1
Crase 1
 
Nilvaandrade ativ5
Nilvaandrade ativ5Nilvaandrade ativ5
Nilvaandrade ativ5
 
Nilvaandrade ativ5
Nilvaandrade ativ5Nilvaandrade ativ5
Nilvaandrade ativ5
 
USO DA CRASE
USO DA CRASEUSO DA CRASE
USO DA CRASE
 
Trabalho da deza
Trabalho da dezaTrabalho da deza
Trabalho da deza
 
Crase2 120529191625-phpapp01
Crase2 120529191625-phpapp01Crase2 120529191625-phpapp01
Crase2 120529191625-phpapp01
 
Crase 2
Crase 2Crase 2
Crase 2
 
Uso da crase
Uso da crase Uso da crase
Uso da crase
 
Crase
CraseCrase
Crase
 
Crase
CraseCrase
Crase
 
Crase
Crase Crase
Crase
 
Crase (à)
Crase (à)Crase (à)
Crase (à)
 

Recently uploaded

Eurodeputados Portugueses 2024-2029 | Parlamento Europeu
Eurodeputados Portugueses 2024-2029 | Parlamento EuropeuEurodeputados Portugueses 2024-2029 | Parlamento Europeu
Eurodeputados Portugueses 2024-2029 | Parlamento Europeu
Centro Jacques Delors
 
Aula04A-Potencia em CA eletricidade USP.pdf
Aula04A-Potencia em CA eletricidade USP.pdfAula04A-Potencia em CA eletricidade USP.pdf
Aula04A-Potencia em CA eletricidade USP.pdf
vitorreissouzasilva
 
planejamento maternal 2 atualizado.pdf e
planejamento maternal 2 atualizado.pdf eplanejamento maternal 2 atualizado.pdf e
planejamento maternal 2 atualizado.pdf e
HelenStefany
 
formação - 2º ano São José da Tapera ...
formação - 2º ano São José da Tapera ...formação - 2º ano São José da Tapera ...
formação - 2º ano São José da Tapera ...
JakiraCosta
 
DEUS CURA TODAS AS FERIDAS ESCONDIDAS DA NOSSA.pptx
DEUS CURA TODAS AS FERIDAS ESCONDIDAS DA NOSSA.pptxDEUS CURA TODAS AS FERIDAS ESCONDIDAS DA NOSSA.pptx
DEUS CURA TODAS AS FERIDAS ESCONDIDAS DA NOSSA.pptx
ConservoConstrues
 
UFCD_10789_Metodologias de desenvolvimento de software_índice.pdf
UFCD_10789_Metodologias de desenvolvimento de software_índice.pdfUFCD_10789_Metodologias de desenvolvimento de software_índice.pdf
UFCD_10789_Metodologias de desenvolvimento de software_índice.pdf
Manuais Formação
 
FICHA DE APOIO DE ESCOLA SECUNDÁRIA 2024
FICHA DE APOIO DE ESCOLA SECUNDÁRIA 2024FICHA DE APOIO DE ESCOLA SECUNDÁRIA 2024
FICHA DE APOIO DE ESCOLA SECUNDÁRIA 2024
FredFringeFringeDola
 
Roteiro para análise do Livro Didático.pptx
Roteiro para análise do Livro Didático.pptxRoteiro para análise do Livro Didático.pptx
Roteiro para análise do Livro Didático.pptx
pamellaaraujo10
 
3ª série HIS - PROVA PAULISTA DIA 1 - 1º BIM-24.pdf
3ª série HIS - PROVA PAULISTA DIA 1 - 1º BIM-24.pdf3ª série HIS - PROVA PAULISTA DIA 1 - 1º BIM-24.pdf
3ª série HIS - PROVA PAULISTA DIA 1 - 1º BIM-24.pdf
AdrianoMontagna1
 
Aula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdf
Aula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdfAula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdf
Aula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdf
AntonioAngeloNeves
 
Como montar o mapa conceitual editado.pdf
Como montar o mapa conceitual editado.pdfComo montar o mapa conceitual editado.pdf
Como montar o mapa conceitual editado.pdf
AlineOliveira625820
 
Podcast: como preparar e produzir um programa radiofônico e distribuir na int...
Podcast: como preparar e produzir um programa radiofônico e distribuir na int...Podcast: como preparar e produzir um programa radiofônico e distribuir na int...
Podcast: como preparar e produzir um programa radiofônico e distribuir na int...
Militao Ricardo
 
Loteria - Adição, subtração, multiplicação e divisão.
Loteria - Adição,  subtração,  multiplicação e divisão.Loteria - Adição,  subtração,  multiplicação e divisão.
Loteria - Adição, subtração, multiplicação e divisão.
Mary Alvarenga
 
Razonamiento Matematico 6to Primaria MA6 Ccesa007.pdf
Razonamiento Matematico 6to Primaria MA6 Ccesa007.pdfRazonamiento Matematico 6to Primaria MA6 Ccesa007.pdf
Razonamiento Matematico 6to Primaria MA6 Ccesa007.pdf
Demetrio Ccesa Rayme
 
LITERATURA INDÍGENA BRASILEIRA: elementos constitutivos.ppt
LITERATURA INDÍGENA BRASILEIRA: elementos constitutivos.pptLITERATURA INDÍGENA BRASILEIRA: elementos constitutivos.ppt
LITERATURA INDÍGENA BRASILEIRA: elementos constitutivos.ppt
EdimaresSilvestre
 
Aula de filosofia sobre Sexo, Gênero e sexualidade
Aula de filosofia sobre Sexo, Gênero e sexualidadeAula de filosofia sobre Sexo, Gênero e sexualidade
Aula de filosofia sobre Sexo, Gênero e sexualidade
AlessandraRibas7
 
ATIVIDADES de alfabetização do mês de junho
ATIVIDADES de alfabetização do mês de junhoATIVIDADES de alfabetização do mês de junho
ATIVIDADES de alfabetização do mês de junho
Crisnaiara
 
Caça-palavaras e cruzadinha - Dígrafos.
Caça-palavaras  e cruzadinha  - Dígrafos.Caça-palavaras  e cruzadinha  - Dígrafos.
Caça-palavaras e cruzadinha - Dígrafos.
Mary Alvarenga
 
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptxSlides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Norma de Gênero - Mulheres Heterossexuais, Homossexuais e Bissexuais.pdf
Norma de Gênero - Mulheres Heterossexuais, Homossexuais e Bissexuais.pdfNorma de Gênero - Mulheres Heterossexuais, Homossexuais e Bissexuais.pdf
Norma de Gênero - Mulheres Heterossexuais, Homossexuais e Bissexuais.pdf
Pastor Robson Colaço
 

Recently uploaded (20)

Eurodeputados Portugueses 2024-2029 | Parlamento Europeu
Eurodeputados Portugueses 2024-2029 | Parlamento EuropeuEurodeputados Portugueses 2024-2029 | Parlamento Europeu
Eurodeputados Portugueses 2024-2029 | Parlamento Europeu
 
Aula04A-Potencia em CA eletricidade USP.pdf
Aula04A-Potencia em CA eletricidade USP.pdfAula04A-Potencia em CA eletricidade USP.pdf
Aula04A-Potencia em CA eletricidade USP.pdf
 
planejamento maternal 2 atualizado.pdf e
planejamento maternal 2 atualizado.pdf eplanejamento maternal 2 atualizado.pdf e
planejamento maternal 2 atualizado.pdf e
 
formação - 2º ano São José da Tapera ...
formação - 2º ano São José da Tapera ...formação - 2º ano São José da Tapera ...
formação - 2º ano São José da Tapera ...
 
DEUS CURA TODAS AS FERIDAS ESCONDIDAS DA NOSSA.pptx
DEUS CURA TODAS AS FERIDAS ESCONDIDAS DA NOSSA.pptxDEUS CURA TODAS AS FERIDAS ESCONDIDAS DA NOSSA.pptx
DEUS CURA TODAS AS FERIDAS ESCONDIDAS DA NOSSA.pptx
 
UFCD_10789_Metodologias de desenvolvimento de software_índice.pdf
UFCD_10789_Metodologias de desenvolvimento de software_índice.pdfUFCD_10789_Metodologias de desenvolvimento de software_índice.pdf
UFCD_10789_Metodologias de desenvolvimento de software_índice.pdf
 
FICHA DE APOIO DE ESCOLA SECUNDÁRIA 2024
FICHA DE APOIO DE ESCOLA SECUNDÁRIA 2024FICHA DE APOIO DE ESCOLA SECUNDÁRIA 2024
FICHA DE APOIO DE ESCOLA SECUNDÁRIA 2024
 
Roteiro para análise do Livro Didático.pptx
Roteiro para análise do Livro Didático.pptxRoteiro para análise do Livro Didático.pptx
Roteiro para análise do Livro Didático.pptx
 
3ª série HIS - PROVA PAULISTA DIA 1 - 1º BIM-24.pdf
3ª série HIS - PROVA PAULISTA DIA 1 - 1º BIM-24.pdf3ª série HIS - PROVA PAULISTA DIA 1 - 1º BIM-24.pdf
3ª série HIS - PROVA PAULISTA DIA 1 - 1º BIM-24.pdf
 
Aula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdf
Aula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdfAula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdf
Aula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdf
 
Como montar o mapa conceitual editado.pdf
Como montar o mapa conceitual editado.pdfComo montar o mapa conceitual editado.pdf
Como montar o mapa conceitual editado.pdf
 
Podcast: como preparar e produzir um programa radiofônico e distribuir na int...
Podcast: como preparar e produzir um programa radiofônico e distribuir na int...Podcast: como preparar e produzir um programa radiofônico e distribuir na int...
Podcast: como preparar e produzir um programa radiofônico e distribuir na int...
 
Loteria - Adição, subtração, multiplicação e divisão.
Loteria - Adição,  subtração,  multiplicação e divisão.Loteria - Adição,  subtração,  multiplicação e divisão.
Loteria - Adição, subtração, multiplicação e divisão.
 
Razonamiento Matematico 6to Primaria MA6 Ccesa007.pdf
Razonamiento Matematico 6to Primaria MA6 Ccesa007.pdfRazonamiento Matematico 6to Primaria MA6 Ccesa007.pdf
Razonamiento Matematico 6to Primaria MA6 Ccesa007.pdf
 
LITERATURA INDÍGENA BRASILEIRA: elementos constitutivos.ppt
LITERATURA INDÍGENA BRASILEIRA: elementos constitutivos.pptLITERATURA INDÍGENA BRASILEIRA: elementos constitutivos.ppt
LITERATURA INDÍGENA BRASILEIRA: elementos constitutivos.ppt
 
Aula de filosofia sobre Sexo, Gênero e sexualidade
Aula de filosofia sobre Sexo, Gênero e sexualidadeAula de filosofia sobre Sexo, Gênero e sexualidade
Aula de filosofia sobre Sexo, Gênero e sexualidade
 
ATIVIDADES de alfabetização do mês de junho
ATIVIDADES de alfabetização do mês de junhoATIVIDADES de alfabetização do mês de junho
ATIVIDADES de alfabetização do mês de junho
 
Caça-palavaras e cruzadinha - Dígrafos.
Caça-palavaras  e cruzadinha  - Dígrafos.Caça-palavaras  e cruzadinha  - Dígrafos.
Caça-palavaras e cruzadinha - Dígrafos.
 
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptxSlides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
 
Norma de Gênero - Mulheres Heterossexuais, Homossexuais e Bissexuais.pdf
Norma de Gênero - Mulheres Heterossexuais, Homossexuais e Bissexuais.pdfNorma de Gênero - Mulheres Heterossexuais, Homossexuais e Bissexuais.pdf
Norma de Gênero - Mulheres Heterossexuais, Homossexuais e Bissexuais.pdf
 

Crase - Slides para apresentações em aulas

  • 1.
  • 2.
  • 3. CRASE é a fusão (junção) da preposição a exigida pela regência do verbo ou do nome mais o artigo definido a, os pronomes demonstrativos aquele(s), aquela(s), aquilo e o pronome demonstrativo a. A crase é indicada pelo acento grave (`).
  • 4. A CRASE PODE OCORRER COM O: ● artigo definido feminino ( a, as): Refiro-me a + a prova de ontem. Refiro-me à prova de ontem. ● pronome demonstrativo ( aquele(s) / aquela(s) / aquilo(s): Assistirei a + aquela peça. Assistirei àquela peça. ● pronome demonstrativo a, as Encaminharei o livro a + as meninas. Encaminharei o livro às meninas.
  • 5. REGRA PRÁTICA Para saber se há o encontro de “a” (preposição) com “a” (artigo) na regência, troque a palavra feminina por uma masculina. 1. Se antes da palavra masculina aparecer ao(s), use crase antes da feminina. Ela foi à feira ontem. Ela foi ao mercado.
  • 6. 2. Se antes da palavra masculina aparecer apenas a(s) ou o(s) não use crase. Os jogadores visitaram a cidade. Os jogadores visitaram o museu.
  • 7. OCORRE CRASE  Nas locuções adverbiais femininas. O rapaz saiu à tarde e chegou à noite. (locução adverbial de tempo) Ele foi à feira e depois à lavanderia. (locução adverbial de lugar) O governador viajou às pressas. (locução adverbial de modo)
  • 8. Com as locuções adverbiais femininas de instrumento a crase é facultativa. O pai saiu sem fechar a porta à chave. O pai saiu sem fechar a porta a chave.
  • 9.  Nas locuções prepositivas (formadas por a + palavra feminina + de) Meu amigo conseguiu ser aprovado à custa de muito esforço. Ele saiu à procura de ajuda.  Nas locuções conjuntivas (formada por a + palavra feminina + que). A cidade se acalma, à medida que escurece. À proporção que chovia, aumentavam os buracos na rua.
  • 10. Nas expressões à moda de, à maneira de, a palavra principal pode ficar oculta. Então o à poderá ficar diante de palavra masculina, como no exemplo: Usava cabelos à Luís XV. (à moda de Luís XV) Escrevia à Drummond. (à moda de Drummond)
  • 11. CRASE FACULTATIVA  Antes de pronomes possessivos femininos (porque antes desse tipo de pronome o artigo é facultativo). Ele se refere à minha mãe. Ele se refere a minha mãe.  Antes de nomes de mulheres. Eu me referi à Maria. Eu me referi a Maria.
  • 12. CRASE FACULTATIVA  Depois da palavra até. Todos os alunos foram até à escola. Todos os alunos foram até a escola.
  • 13. NÃO OCORRE CRASE  Antes de nomes masculinos (porque essas palavras não admitem o artigo a) Ele adora andar a cavalo, ela prefere andar a pé.  Antes de verbos (porque antes de verbos não aparece artigo) Assim que saíram, começaram a correr.
  • 14.  ANTES DE PRONOMES QUE NÃO ADMITEM ARTIGO A) Pronomes pessoais (porque antes deles não se usa artigo) Todos se dirigiram a ela. B) Pronomes de tratamento (porque antes deles não se usa artigo) Dirigi-me a Vossa Excelência para despedir-me.
  • 15.  Os pronomes de tratamento dona, senhora e senhorita, pelo fato de admitirem o artigo, admitem também a crase. Nada disse à senhora.
  • 16.  Quando o a (sem s) aparece antes de uma palavra no plural Ele se dirigia a pessoas estranhas.  Em expressões com palavras repetidas O tanque se encheu gota a gota.
  • 17.  Antes das palavras casa, terra e distância – quando determinadas. Voltei à casa de meus pais. Fique à distância de 10 metros. Fomos à terra de meus avós.  Antes de pronomes demonstrativos, sempre que o regente admitir a. Esta camisa é igual àquela que você ganhou. Ninguém se referiu àquele erro que eu cometi.
  • 18.  Antes de nomes de cidades (que não admitem o artigo feminino a), sem especificativos Eles pretendem ir a Paris. Fui a Curitiba visitar meus avós. Fui à Curitiba de Dalton Trevisan. (nome de cidade especificada) Volto da Curitiba de Dalton Trevisan.
  • 19. Quando o nome da cidade apresenta um especificativo, ele passa a admitir artigo e, nesse caso, pode ocorrer a crase, desde que o termo regente exija a preposição a. Eles pretendem ir à fascinante Paris. (Eles pretendem voltar da fascinante Paris.)
  • 20.
  • 21. Pode ocorrer a crase entre a preposição a e os pronomes relativos a qual e as quais. Estas são as finalidades às quais se destina o projeto. Seria aquela a jovem à qual você se referia?
  • 22.
  • 23. REGRA PRÁTICA Substitua a hora por “meio-dia”: se der “ao meio- dia”, há crase; se não der, esqueça a crase. Observe: A transmissão começa às 6h30. A transmissão começa ao meio-dia. MAS O erro foi identificado pela reportagem após as 19h de ontem. O erro foi identificado pela reportagem após o meio- dia de ontem.
  • 24.  Em cinco casos, porém, não há crase nesse “a” que acompanha horas: quando antes dele há as preposições “até”, “após”, “desde”, “entre” e “para”. Os ingressos serão vendidos até as 18h. Os portões serão fechados após as 7h30. O consumo de álcool está liberado desde a 0h de sexta- feira. Há uma lei que proíbe a prática esportiva na praia entre as 8h e as 16h. A sessão estava marcada para as 20h.