Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.

Software Livre (Conceitos, contextualização histórica, licenças, sistemas operacionais e suas distribuições)

5,471 views

Published on

Published in: Education

Software Livre (Conceitos, contextualização histórica, licenças, sistemas operacionais e suas distribuições)

  1. 1. SOFTWARE LIVRE Conceitos, contextualização histórica, licenças, sistemas operacionais e suas distribuições Sérgio Souza Costa Outubro de 2009
  2. 2. Sobre mim Sérgio Souza Costa Professor - UFMA Doutor em Computação Aplicada (INPE) prof.sergio.costa@gmail.com https://sites.google.com/site/profsergiocosta/home https://twitter.com/profsergiocosta http://gplus.to/sergiosouzacosta http://www.slideshare.net/skosta/presentations?order=popular
  3. 3. ROTEIRO Primeira parte – Conceitos e contextualização: software livre, código aberto, GNU. Segunda parte – Licenças de software livre. – Sistemas operacionais e suas distribuições.
  4. 4. Conceitos e contextualização.
  5. 5. Software nos anos de 1970 • Era da Liberdade e Pós Woodstock – Software não era propriedade, era compartilhado. – Grupos de pesquisa produziam software livre. – Empresas distribuíam software livre. – Programadores eram livres para cooperar.
  6. 6. Software nos anos de 1980 • Era dos softwares proprietários e Microsoft – Software como propriedade exclusiva de empresas. – O usuário só tinha o direito de executar o programa, e em determinadas maquinas. – Conceito de licença de uso (o software continuava sendo da empresa)
  7. 7. O MIT, O Guru e A Impressora Aqui começa a história do software livre.... Richard Stallman
  8. 8. Renasce a Filosofia de Software Livre Conceito central é a liberdade Por quê pagar por algo que não terei acesso? “Free as in speech, not as in beer.” “Liberdade de expressão, não cerveja grátis” Open Source Voices
  9. 9. Software Livre Definição de Software Livre: Qualquer programa de computador, onde exista a liberdade de ser compartilhado, estudado e modificado. Software livre é o OPOSTO de software proprietário. Software livre não OPÕE ao software comercial. http://www.fsf.org/about/what-is-free-software
  10. 10. Software Livre Definição de Software Livre: Qualquer programa de computador, onde exista a liberdade de ser compartilhado, estudado e modificado. Software livre é o OPOSTO de software proprietário. Software livre não OPÕE ao software comercial. http://www.fsf.org/about/what-is-free-software Software livre é diferente de software gratuito (freeware).
  11. 11. Software Livre Definição de Software Livre: Qualquer programa de computador, onde exista a liberdade de ser compartilhado, estudado e modificado. Software livre é o OPOSTO de software proprietário. Software livre não OPÕE ao software comercial. http://www.fsf.org/about/what-is-free-software Software livre é diferente de software gratuito (freeware). Software livre é diferente de software de domínio público.
  12. 12. Proprietário x livre Livre Acesso ao código fonte. Permissão de cópia e alteração. Lucro é no suporte e serviços relacionados. Proprietário Sem acesso ao código fonte do sistema. Controle sobre a comercialização e utilização. Lucro é sobre o software.
  13. 13. Libertando-se dos software proprietários Software Livre é apenas a filosofia, mas como torná-la realidade ? Como propagar software livre na era dos softwares proprietários ?
  14. 14. Libertando-se dos software proprietários Software Livre é apenas a filosofia, mas como torná-la realidade ? Como propagar software livre na era dos softwares proprietários ? Surgiu a necessidade de criar um sistema operacional Livre.
  15. 15. Nasce o Projeto GNU • Fundado por Richard Stallman em 1984, tem como objetivo concretizar a ideologia de Software Livre – Solidariedade/Liberdade. – Um sistema livre compatível com Unix. • Ficar totalmente livre dos software proprietários.
  16. 16. Nasce o Projeto GNU • Fundado por Richard Stallman em 1984, tem como objetivo concretizar a ideologia de Software Livre – Solidariedade/Liberdade. – Um sistema livre compatível com Unix. • Ficar totalmente livre dos software proprietários. GNU é um acrônimo recursivo que significa "GNU is Not Unix" - "GNU Não é Unix“.
  17. 17. Ainda Faltava o Kernel “Nos anos 90, nós tínhamos ou encontrado ou escrito todos os componentes principais, exceto um -- o kernel” (Stallman) Editores Vi, Emacs Compiladores GCC (Gnu C Compiler) Interpretadores de comando Bash, Sh Passado alguns anos, eles já tinha desenvolvido vários softwares, mas ... Outros Sed, Make, ...
  18. 18. Um pouco longe do MIT .... TreinaLinux.com.br,
  19. 19. Surge o Linux no momento Certo No dia 5 de outubro de 1991 , Linus publicou a seguinte mensagem no fórum de discussão, usenet, na WEB “Você suspira pelos bons tempos do Minix-1.1, quando os homens eram homens e escreviam seus próprios "device drivers?... Você está sem um bom projeto em mãos e deseja trabalhar num S.O. que possa modificar de acordo com as suas necessidades?...”. Como eu mencionei há um mês atrás, estou trabalhando numa versão independente de um S.O. similar ao Minix para computadores AT-386... Ele está na versão 0.02... contudo eu tive sucesso ao executar bash, gcc, gnu-make, gnu-sed, compressão etc. nele.
  20. 20. Surge o Linux no momento Certo No dia 5 de outubro de 1991 , Linus publicou a seguinte mensagem no fórum de discussão, usenet, na WEB “Você suspira pelos bons tempos do Minix-1.1, quando os homens eram homens e escreviam seus próprios "device drivers?... Você está sem um bom projeto em mãos e deseja trabalhar num S.O. que possa modificar de acordo com as suas necessidades?...”. Como eu mencionei há um mês atrás, estou trabalhando numa versão independente de um S.O. similar ao Minix para computadores AT-386... Ele está na versão 0.02... contudo eu tive sucesso ao executar bash, gcc, gnu-make, gnu-sed, compressão etc. nele. O nome Linux foi criado pelo administrador para designar o diretório onde estava disponível o sistema, inicialmente batizado como Freax
  21. 21. GNU/LINUX Linux é um clone livre do kernel do UNIX, escrito a partir do zero por Linus Torvalds, com a ajuda de um grupo de programadores espalhados pela internet. GNU/Linux é o sistema operacional totalmente livre que usa o Linux como kernel.
  22. 22. Uma nova Fase ... 1997: O GNU/Linux começa a ser viável para as empresas, surge então a iniciativa código aberto. Acesso ao código = Códigos melhores Eric Raymond O marco foi um ensaio sobre engenharia, denominado: A Catedral e o Bazar.
  23. 23. Software livre x código aberto Código Aberto Open Source Initiative Fundado em 1998 por Eric Raymond e Bruce Perens. Argumentação técnica e voltada ao mercado Acesso á código melhora a qualidade dos softwares (transparência). Software Livre Free Software Fundation. Fundado em 1983 por Richard Stallman. Movimento filosófico e ideológico. Conceito central é que software é conhecimento e não pode ser tratado como propriedade (trancado).
  24. 24. Revisão da primeira parte Software livre é diferente de software gratuito (ou freeware). Software livre é a filosofia, enquanto GNU é o projeto que torna realidade a filosofia de software livre. Open source e software livre se diferencia na argumentação, enquanto o primeiro “prega” que não é correto aprisionar o conhecimento, o segundo “argumenta” que o acesso ao código leva a softwares de melhor qualidade.
  25. 25. DÚVIDAS
  26. 26. Parte 2: Licenças, Sistemas operacionais e suas distribuições
  27. 27. LICENÇAS Objetivo: garantir a autoria do desenvolvedor ou organização, mantendo as liberdades do software livre. Diversas licenças, GNU, BSD, Apache, MIT... http://www.gnu.org/licenses/licenses.pt-br.html
  28. 28. LICENÇAS Objetivo: garantir a autoria do desenvolvedor ou organização, mantendo as liberdades do software livre. Diversas licenças, GNU, BSD, Apache, MIT... http://www.gnu.org/licenses/licenses.pt-br.html Na aula de hoje iremos apresentar apenas as licenças GNU.
  29. 29. Licença pública geral As licenças do Projeto GNU têm o respaldo legal da constituição dos EUA. GNU General Public License (Licença Pública Geral), ou simplesmente GPL, é a licença com maior utilização por parte de projetos de software livre O Linux e o conteúdo da Wikipédia, por exemplo, são cobertos pela GPL http://www.gnu.org/licenses/licenses.pt-br.html
  30. 30. Em termos gerais, a GPL baseia-se em 4 liberdades: 1. A liberdade para executar o programa, para qualquer propósito; 2. A liberdade de estudar como o programa funciona, e adaptá- lo para as suas necessidades; 3. A liberdade de redistribuir, inclusive vender, cópias de modo que você possa ajudar ao seu próximo; 4. A liberdade de modificar o programa, e liberar estas modificações, de modo que toda a comunidade se beneficie. http://www.gnu.org/licenses/licenses.pt-br.html Licença pública geral
  31. 31. Em termos gerais, a GPL baseia-se em 4 liberdades: 1. A liberdade para executar o programa, para qualquer propósito; 2. A liberdade de estudar como o programa funciona, e adaptá- lo para as suas necessidades; 3. A liberdade de redistribuir, inclusive vender, cópias de modo que você possa ajudar ao seu próximo; 4. A liberdade de modificar o programa, e liberar estas modificações, de modo que toda a comunidade se beneficie. http://www.gnu.org/licenses/licenses.pt-br.html Licença pública geral A GPL está redigida em inglês e atualmente nenhuma tradução é aceita como válida pela Free Software Foundation
  32. 32. LICENÇA PÚBLICA GERAL E SUAS VERSÕES Em janeiro de 1989 é publicada a primeira versão da licença GPL. Em junho1991 foi publicada a GPL versão 2, que corrigia alguns erros da anterior – Versão mais utilizada. – Empregada no Linux. O primeiro esboço da GPLv3 (ou 1.3) foi publicado em 16 de Janeiro de 2006, sendo a versão final lançada em 29 de Junho de 2007. http://www.gnu.org/licenses/licenses.pt-br.html
  33. 33. Copyleft Objetivo: garantir que os softwares derivados de uma licença GPL sejam também distribuídos na mesma licença. – Preserva a liberdade dos softwares livres , Fazendo uma brincadeira com a Copyright, o símbolo da Copyleft é um C invertido http://www.gnu.org/licenses/licenses.pt-br.html
  34. 34. DISTRIBUIÇÕES GNU/LINUX O usuário tinha que baixar separadamente o Kernel Linux, os aplicativos GNU e juntar tudo. – Só programadores eram capazes e estavam dispostos a gastar esse tempo Objetivo: disponibilizar tudo em um mesmo local, juntamente com um instalador que copia e configura todos os aplicativos. MCC Interim Linux, do Manchester Computer Centre(lançado em fevereiro de 1992), a primeira distribuição Linux, desenvolvida por Owen Le Blanc Atualmente existem centenas de distribuições: http://lwn. net/Distributions/
  35. 35. Qual é a melhor distribuição ? DISTRIBUIÇÕES GNU/LINUX
  36. 36. Slackware – A mais espartana. – Lançado em 1993, por Patrick Volkerding. – A distribuição mais antiga ainda ativa. – Preservar a tradição dos sistemas Unix. – Estabilidade e Segurança. – Configuração manual (pouquíssimas ferramentas automáticas). DISTRIBUIÇÕES GNU/LINUX
  37. 37. Debian - A mais livre Primeira versão foi lançada em 1996. A maior distribuição não comercial, sem fins lucrativos. Só contem software livres. Deu origem a diversas: Ubuntu, Kubuntu, Kurumin, Biglinux, Linspire, Demudi, Xandros, Morphix, Mephis, Progeny, Kanotix, Knoppix. DISTRIBUIÇÕES GNU/LINUX
  38. 38. Ubuntu – O mais amigável A primeira versão oficial do Ubuntu foi, lançada em Outubro de 2004 Mantida pela Canonical Baseada no Debian Projetos derivados: Kubuntu, Edubuntu, Xubuntu, Fluxbuntu, Ubuntu Studio ... DISTRIBUIÇÕES GNU/LINUX
  39. 39. As principais diferenças entre as distribuições estão nos seus sistemas de pacotes, nas estruturas dos diretórios e na sua biblioteca básica. Classificando as distribuições Famílias: – RedHat, Debian, Slackware Mantenedor – Empresas: RedHat, Mandriva, Suse, Canonical – Comunidades: Debian, Gentoo. – De um homem só: Slakware (Patrick Volkerding) DISTRIBUIÇÕES GNU/LINUX
  40. 40. Genealogia das distribuições, segundo as três grandes famílias: As derivadas do Red Hat Derivadas do Debian Derivadas do Slackware Fedora Mandriva Conectiva Mandrake Ubuntu Knoppix Slax Suse DISTRIBUIÇÕES GNU/LINUX
  41. 41. http://www.eupodiatamatando.com/wp-content/uploads/2007/02/linuxdistrotimeline-69.png
  42. 42. http://www.eupodiatamatando.com/wp-content/uploads/2007/02/linuxdistrotimeline-69.png
  43. 43. GNU/Hurd GNU Hurd é o kernel oficial do sistema operacional GNU. Ainda está em desenvolvimento. Baseado em microkernel, ou seja, muitas das funcionalidades do sistema operacional executam fora do kernel, como servidores. O nome "Hurd" é um acrônimo indiretamente recursivo: "HIRD of Unix-Replacing Daemons", onde "HIRD" significa "HURD of Interfaces Representing Depth".
  44. 44. Referências • Site oficial da fundação de software livre http: //www.fsf.org/. • Site oficial do projeto GNU http://www.gnu.org/ • Site do governo brasileiro sobre software livre em instituições publica. http://www. softwarelivre.gov.br/ • Site brasileiro sobre Linux http://br-linux.org/ • Site oficial da iniciativa código aberto http: //www.opensource.org/.
  45. 45. Referências • Site com muito material em português sobre software livre http://www.guiafoca.org/ • Site com 44 edições da revista linux, com diversos artigos sobre Linux e software livre http://augustocampos.net/revista-do-linux/ • DIBONA, Chris. Open Sources: Voices from the Open Source Revolution. O'Reilly, 1999.

×