E books Acessibilidade em Hotéis

423 views

Published on

E-book para orientação em adequação de acessibilidade em hotéis.

Published in: Business
0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total views
423
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
2
Actions
Shares
0
Downloads
25
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

E books Acessibilidade em Hotéis

  1. 1. eBook Acessibilidade em Hotéis – Parte 1 ACESSIBILIDADE em Hotéis Cuidando da acessibilidade em edificações Hoteleiras. Parte 1 www.sinallink.com.b r Sinal Link Acessibilidade| www.sinallink.com.br | /Sinal Link vendas@sinallink.com.br
  2. 2. eBook Acessibilidade em Hotéis – Parte 1 Primeiros Passos Sinal Link Acessibilidade| www.sinallink.com.br | /Sinal Link vendas@sinallink.com.br
  3. 3. eBook Acessibilidade em Hotéis – Parte 1 ÍNDICE Considerações 3 Princípios Básicos de Desenho 6 Módulo de Referência 9 Soluções de Referência Nossos Serviços e Soluções Sinal Link Acessibilidade| www.sinallink.com.br | 12 18 /Sinal Link vendas@sinallink.com.br
  4. 4. TURISMO E ACESSIBILIDADE CUIDANDO DA ACESSIBILIDADE EM EDIFICAÇÕES HOTELEIRAS
  5. 5. eBook Acessibilidade em Hotéis – Parte 1 1 CONSIDERAÇÕES 2 3 Acessibilidade Ajudas técnicas Barreiras Como Condição para utilização, com segurança e autonomia, total ou assistida, dos espaços, mobiliários e equipamentos urbanos, das edificações , dos serviços de transporte e dos dispositivos, sistemas e meios de comunicação e informação, por pessoa com deficiência ou com mobilidade reduzida A Produtos, Instrumentos, equi pamentos e tecnologia adaptados ou Especialmente projetados para melhorar a funcionalidade da pessoa com deficiência ou com mobilidade reduzida, favorecendo a sua autonomia pessoal, total ou assistida Qualquer entrave ou obstáculo que limite ou impeça o acesso, a liberdade de Movimento, a circulação com Segurança e a possibilidade de as pessoas se comunicarem ou terem acesso à informação, classificadas em urbanísticas, nas edificações, nos transportes e nas comunicações e informações. Sinal Link Acessibilidade| www.sinallink.com.br | /Sinal Link vendas@sinallink.com.br
  6. 6. eBook Acessibilidade em Hotéis – Parte 1 CONCEITUAÇÃO E CARACTERIZAÇÃO • Deficiências Pessoa com deficiência é a que possui limitação ou incapacidade para o desempenho de algum tipo de atividade. • Deficiência física Alteração completa ou parcial de um ou mais segmentos do corpo humano, acarretando o comprometimento da função física, apresentando-se sob a forma de paraplegia, paraparesia, monoplegia, monoparesia, tetraplegia, tetraparesia, triplegia, triparesia, hemiplegia, hemiparesia, ostomia, amputação ou ausência de membro, paralisia cerebral, nanismo, membros com deformidade congênita ou adquirida, exceto as deformidades estéticas e as que não produzam dificuldades para o desempenho de funções. Sinal Link Acessibilidade| www.sinallink.com.br | /Sinal Link vendas@sinallink.com.br
  7. 7. eBook Acessibilidade em Hotéis – Parte 1 CONCEITUAÇÃO E CARACTERIZAÇÃO • Deficiência auditiva Perda bilateral, parcial ou total, de quarenta e um decibéis (dB) ou mais, aferida por audiograma nas freqüências de 500Hz, 1.000Hz, 2.000Hz e 3.000Hz. • Deficiência visual Acuidade visual igual ou menor que 0,05 no melhor olho, com a melhor correção óptica; a baixa visão, que significa acuidade visual entre 0,3 e 0,05 no melhor olho, com a melhor correção óptica; os casos nos quais a somatória da medida do campo visual em ambos os olhos for igual ou menor que 60˚; ou a ocorrência simultânea de quaisquer das condições anteriores. Sinal Link Acessibilidade| www.sinallink.com.br | /Sinal Link vendas@sinallink.com.br
  8. 8. eBook Acessibilidade em Hotéis – Parte 1 CONCEITUAÇÃO E CARACTERIZAÇÃO • Deficiência mental Funcionamento intelectual significativamente inferior à média, com manifestação antes dos dezoito anos e limitações associadas a duas ou mais áreas de habilidades adaptativas, tais como: comunicação, cuidado pessoal, habilidades sociais, utilização dos recursos da comunidade, saúde e segurança, habilidades acadêmicas, lazer e trabalho. • Deficiência múltipla Associação de duas ou mais deficiências. Sinal Link Acessibilidade| www.sinallink.com.br | /Sinal Link vendas@sinallink.com.br
  9. 9. eBook Acessibilidade em Hotéis – Parte 1 CONCEITUAÇÃO E CARACTERIZAÇÃO 1. Mobilidade reduzida Mobilidade reduzida é a dificuldade de movimento, permanente ou temporariamente, gerando redução efetiva da mobilidade, flexibilidade, coordenação motora e percepção, não se enquadrando no conceito de pessoa com deficiência. A NBR 9050:2004 entende por pessoa com mobilidade reduzida, além da pessoa com defiiência, o idoso, o obeso, a gestante . Sinal Link Acessibilidade| www.sinallink.com.br | /Sinal Link vendas@sinallink.com.br
  10. 10. eBook Acessibilidade em Hotéis – Parte 1 Princípios básicos do desenho universal 1. Uso equitativo – equipara as possibilidades de uso; 2. Uso flexível – pode ser utilizado por uma gama de indivíduos; 3. Uso simples e intuitivo – de fácil compreensão; 4. Informação de fácil percepção; 5. Tolerância ao erro – minimiza o riscos 6. Baixo esforço físico – pode ser utilizado por qualquer usuário com mínimo esforço físico; 7. Dimensão e espaço para acesso e uso – espaço e dimensões apropriados para interação, alcance, manipulação e uso, independente de tamanho, postura ou mobilidade do usuário Sinal Link Acessibilidade| www.sinallink.com.br | /Sinal Link vendas@sinallink.com.br
  11. 11. eBook Acessibilidade em Hotéis – Parte 1 Dimensões e módulos de referência para projetos Pessoas com Pessoas com deficiência ou com deficiência ou mobilidade reduzida com mobilidade reduzida Sinal Link Acessibilidade| www.sinallink.com.br | /Sinal Link vendas@sinallink.com.br
  12. 12. eBook Acessibilidade em Hotéis – Parte 1 Dimensões e módulos de referência para projetos Pessoas com Pessoas com deficiência ou com deficiência ou mobilidade reduzida com mobilidade reduzida Sinal Link Acessibilidade| www.sinallink.com.br | /Sinal Link vendas@sinallink.com.br
  13. 13. eBook Acessibilidade em Hotéis – Parte 1 Referência Áreas mínimas para manobra em cadeiras de rodas e parâmetros de alcance manual • Para mudar de direção, o usuário de cadeira de rodas necessita de áreas de rotação ao longo de todo o percurso da rota acessível. • As pessoas que se utilizam de cadeira de rodas possuem características específicas de alcance manual, podendo variar de acordo com a flexibilidade que possuem. As medidas apresentadas são baseadas em pessoas com total mobilidade nos membros superiores. Solicite informações Sinal Link Acessibilidade| www.sinallink.com.br | /Sinal Link vendas@sinallink.com.br
  14. 14. eBook Acessibilidade em Hotéis – Parte 1 Módulo de Referência - MR • O Módulo de Referência considera uma pessoa utilizando a cadeira de rodas; isto pressupõe que, para a utilização da cadeira, exige-se espaço maior que as medidas da mesma. Assim, em um projeto de arquitetura, deve-se considerar como MR a projeção no piso da área de 0,80m X 1,20m ocupada por uma pessoa em cadeira de rodas. • Dimensionamento geral da cadeira de rodas Observação • O Módulo de Referência (MR) é maior que as dimensões de uma cadeira de rodas. Ao lado, as dimensões usuais de cadeiras de rodas de acionamento manual. Sinal Link Acessibilidade| www.sinallink.com.br | • Módulo de Referência /Sinal Link vendas@sinallink.com.br
  15. 15. eBook Acessibilidade em Hotéis – Parte 1 Escadas e corrimãos Pisos Os pisos muito polidos ou encerados Representam risco. Tapetes e pisos antiderrapantes dão e transmitem mais segurança. Granito ou outro material áspero, usados na confecção de piso são excelentes soluções. Rampas As rampas e os degraus inclinados são cruciais para a acessibilidade física, mas, atenção, o cálculo de inclinação dele é uma atividade técnica que exige cuidado e realização sob supervisão de profissional credenciado. As escadas devem ter seus degraus sempre da mesma altura e largura para maior segurança e conforto. Elas ficam ainda mais seguras se tiverem corrimão em toda a sua extensão nos dois lados, inclusive nos patamares. Alguns locais específicos O uso de corrimãos ou barras, além de outros cuidados nos banheiros, na proximidade de bebedouros, de quadronegro ou outros são quesitos de muita importância para melhorar o conforto e o acesso. Para curtir nosso site click aqui Sinal Link Acessibilidade| www.sinallink.com.br | /Sinal Link vendas@sinallink.com.br
  16. 16. eBook Acessibilidade em Hotéis – Parte 1 Soluções de referencia: área comum 1. 2. 3. 4. 5. 6. 7. 8. As escadas são largas, com degraus em tamanhos confortáveis e com pisos antiderrapantes, firmes e nivelados . As escadas e as rampas possuem patamares sem obstáculos a cada mudança de direção. Os degraus possuem bordas em cor contrastante. As escadas e as rampas possuem piso tátil de alerta em seu início e fim. As rampas são largas e possuem pisos antiderrapantes, firmes e nivelados, com inclinação adequada para subir e descer em cadeira de rodas. Os corrimãos são contínuos, confortáveis dos dois lados das escadas e rampas, e estão instalados em duas alturas. As paredes e as grades de proteção (guarda-corpo), ao longo das escadas e rampas, estão em altura segura. Existem guias de balizamento, ao longo das rampas, que não possuem parede lateral. Em vez de construir uma rampa, pode-se instalar um elevador. Sinal Link Acessibilidade| www.sinallink.com.br | /Sinal Link vendas@sinallink.com.br
  17. 17. eBook Acessibilidade em Hotéis – Parte 1 Banheiro PNE 1. 2. 3. 4. 5. 6. 7. 8. A mesa ou maca para a troca de roupas ou fraldas é revestida com material lavável e possui dimensões e altura confortáveis. Existem barras de apoio junto à mesa. Existe banco baixo com rodas para facilitar o trabalho do auxiliar. O lavatório, a saboneteira, a lixeira, a papeleira e os materiais para higiene estão próximos à maca a fim de facilitar seu uso pelo auxiliar. O boxe de chuveiro é acessível e espaçoso, com vão de entrada largo e sem degrau. No boxe, existem barras de apoio em forma de “L” e um banco articulado fixado à parede. O chuveiro possui ducha manual. A posição da torneira do chuveiro permite seu acionamento sem molhar o auxiliar. Sinal Link Acessibilidade| www.sinallink.com.br | /Sinal Link vendas@sinallink.com.br
  18. 18. eBook Acessibilidade em Hotéis – Parte 1 ORIENTAÇÕES PARA O BEM ATENDER Atendimento prioritário • Devem ter atendimento imediato e diferenciado as pessoas com deficiência e as com mobilidade reduzida, segundo o Decreto nº. 5.296/2004 • Assentos de uso preferencial sinalizados, espaços e instalações acessíveis • Mobiliário de recepção e atendimento obrigatoriamente adaptado à altura e à condição física de pessoas em cadeira de rodas, conforme estabelecido nas normas técnicas de acessibilidade da ABNT • Serviços de atendimento para pessoas com deficiência auditiva, prestado por intérpretes ou pessoas capacitadas em Língua Brasileira de Sinais – Libras e no trato com aquelas que não se comuniquem em Libras, e para pessoas surdocegas, prestado por guias-intérpretes ou pessoas capacitadas neste tipo de atendimento • Pessoal capacitado para prestar atendimento às pessoas com deficiência visual, mental e múltipla, bem como às pessoas idosas • Disponibilidade de área especial para embarque e desembarque de pessoa com defi ciência ou com mobilidade reduzida • Sinalização ambiental para orientação das pessoas com deficiência e com mobilidade reduzida • Divulgação, em lugar visível, do direito de atendimento prioritário das pessoas com deficiência ou com mobilidade reduzida • Admissão de entrada e permanência de cão-guia ou cão-guia de acompanhamento junto de pessoa com deficiência ou de treinador nos órgãos da administração pública direta, indireta e fundacional, as empresas prestadoras de serviços públicos bem como nas demais edificações de uso público e naquelas de uso coletivo, mediante apresentação da carteira de vacina atualizada do animal • Locais de atendimento adequados. Sinal Link Acessibilidade| www.sinallink.com.br | /Sinal Link vendas@sinallink.com.br
  19. 19. eBook Acessibilidade em Hotéis – Parte 1 Atendimento adequado A pessoa com deficiência e o idoso sempre devem ser consultados sobre a melhor maneira de serem atendidos ou abordados, evitando-se, assim, constrangimentos desnecessários. No entanto, algumas recomendações ou dicas podem ajudar no dia a dia dessas pessoas. Para treinar seus colobaradores possuímos treinamento para atendimento PNE especifico nos consulte . Sinal Link Acessibilidade| www.sinallink.com.br | /Sinal Link vendas@sinallink.com.br
  20. 20. eBook Acessibilidade em Hotéis – Parte 1 Sinalização tátil no piso (Pisos Táteis de Alerta e Direcional) Piso tátil Alerta Piso Tátil Direcional Temos toda a linha de pisos táteis e ainda o serviços de instalação especializada. Consulte-nos. Rota Acessível A sinalização tátil, quando instalada no piso, tem a função de guiar o fluxo e orientar os direcionamentos nos percursos de circulação por parte da pessoa com deficiência. É conhecida como PISO TÁTIL DE ALERTA e PISO TÁTIL DIRECIONAL. São compostos de faixas feitas a partir de placas com relevos, que podem ser percebidos pelo toque do bastão ou bengala e também pelo solado do calçado. Em áreas externas, utilizam-se pisos do tipo pré-moldado (similar ao ladrilho hidráulico); no entanto, é também comum o uso de pisos fabricados em PVC em locais de menor agressão, sendo estes últimos mais recomendados para áreas internas. Sinal Link Acessibilidade| www.sinallink.com.br | /Sinal Link vendas@sinallink.com.br
  21. 21. eBook Acessibilidade em Hotéis – Parte 1 Sinalização em Braille Sinal Link Acessibilidade| www.sinallink.com.br | /Sinal Link vendas@sinallink.com.br
  22. 22. eBook Acessibilidade em Hotéis – Parte 1 Sinalização em Braille Para a identificação de ambientes internos, deve ser utilizada na forma de PLACAS TÁTEIS, instaladas na parede ou diretamente na porta. A informação deve utilizar a linguagem Braille, direcionada para pessoas que foram alfabetizadas nesta linguagem, e em relevo, para as pessoas acostumadas à leitura tradicional. As placas táteis devem conter o SIA e possuir cores contrastantes (figura e fundo), de modo a ser facilmente percebida e utilizada por pessoas de baixa visão. Acesse nosso site Sinal Link Acessibilidade| www.sinallink.com.br | /Sinal Link “ para conhecer os produtos e serviços “ Produzimos placas em braile, personalizadas de acordo com o ambiente e necessidade do cliente vendas@sinallink.com.br
  23. 23. eBook Acessibilidade em Hotéis – Parte 1 TÍTULO Outros itens de acessibilidade em nossa loja virtual • A - Anel tátil de corrimão • B - Placa em braile para corrimão • C - Faixa para degrau • D - Placa sinalização em braile • F – Piso tátil • G - Mapa tátil B A D A F G C Sinal Link Acessibilidade| www.sinallink.com.br | /Sinal Link vendas@sinallink.com.br
  24. 24. eBook Acessibilidade em Hotéis – Parte 1 RECOMENDAÇÃO Referencias Bibliográficas • ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS. NBR 9050 Acessibilidade de Pessoas Portadoras de Deficiências a Edificações , Espaço, Mobiliário e Equipamento Urbano. Rio de Janeiro: ABNT, 2004 • Guia de Acessibilidade: Espaço Público e Edificações. 1 ed./ Elaboração: Nadja G.S. Dutra Montenegro; Zilsa Maria Pinto Santiago e Valdemice Costa de Sousa. Fortaleza: SEINFRA-CE, 2009.Bullet • Cuidando de acessibilidade em prédios escolares 2004 – Prefeitura de Belo Horizonte MG • Manual de Orientação em Acessibilidade – Ministério do turismo Brasil. Ministério do Turismo. Secretaria Nacional de Políticas de Turismo Turismo e acessibilidade: manual de orientações / Ministério do Turismo, Coordenação - Geral de Segmentação. – 2. ed. – Brasília: Ministério do Turismo, 2006. 294 p. em várias paginações. : il. ; 29,7 cm. • Ministério da Educação : http://portal.mec.gov.br/index.php?option=com_content&view=article&id=17009&Itemid=913 Sinal Link Acessibilidade| www.sinallink.com.br | /Sinal Link “ Possibilidade e condição de alcance, percepção e entendimento para a utilização com segurança e autonomia, de edificações, espaços, mobiliários, vi as publicas, equipamentos urbanos e transporte coletivo.” (ABNT NBR 9050:2004) vendas@sinallink.com.br
  25. 25. eBook Acessibilidade em Hotéis – Parte 1 Legislações: Leis, Decretos e Portarias • • • • • • • a) Lei nº. 10.048, de 08 de novembro de 2000 - Dá prioridade de atendimento às pessoas que especifica, e dá outras providências b) Lei nº. 10.098, de 19 de dezembro de 2000 - Estabelece normas gerais e critérios básicos para a promoção da acessibilidade das pessoas com deficiência ou com mobilidade reduzida c) Lei nº. 10.741, de 01 de outubro de 2003 - Dispõe sobre o Estatuto do Idoso d) Lei nº. 11.126, de 27 de junho de 2005 - Dispõe sobre o direito da pessoa com deficiência visual de ingressar e permanecer em ambientes de uso coletivo acompanhado de cão-guia e) Decreto nº. 5.626, de 22 de dezembro de 2005 - Regulamenta a Lei nº 10.436, de 24 de abril de 2002, que dispõe sobre a Língua Brasileira de Sinais - Libras, e o art. 18 da Lei nº 10.098, de 19 de dezembro de 2000 f) Decreto nº. 5.296, de 02 de dezembro de 2004 - Regulamenta a Lei nº 10.048/2000, que dá prioridade e atendimento às pessoas e a Lei nº 10.098/2000, que estabelece normas gerais e critérios básicos para a promoção da acessibilidade das pessoas com defi ciência ou com mobilidade reduzida g) Decreto nº 5.904, de 21 de setembro de 2006 - Regulamenta a Lei nº 11.126, de 27 de junho de 2005, que dispõe sobre o direito da pessoa com deficiência visual de ingressar e permanecer em ambientes de uso coletivo acompanhada de cão-guia e dá outras providências. h) Portaria nº. 310, de 27 de junho de 20064 - Aprova a Norma Complementar nº 01/2006, que trata de recursos de acessibilidade para pessoas com deficiência, na programação veiculada nos serviços de radiodifusão de sons e imagens e de retransmissão de televisão Sinal Link Acessibilidade| www.sinallink.com.br | /Sinal Link “ Possibilidade e condição de alcance, percepção e entendimento para a utilização com segurança e autonomia, de edificações, espaços, mobiliários, vi as publicas, equipamentos urbanos e transporte coletivo.” (ABNT NBR 9050:2004) vendas@sinallink.com.br
  26. 26. eBook Acessibilidade em Hotéis – Parte 1 COMPARTILHE SIGA-NOS / Sinal Link vendas@sinallink.com.br CONTATO vendas@sinallink.com.br www.sinallink.com.br Sinal Link Acessibilidade| www.sinallink.com.br | /Sinal Link vendas@sinallink.com.br
  27. 27. eBook Acessibilidade em Escolas – Parte 1 Atenção O objetivo deste e Book é apresentar de forma resumida algumas informações de acessibilidade em Hotéis e como nossa empresa poderá auxilia-lo fornecendo materiais e serviços para tais fins, desta forma este material não contempla todos os ambientes e não tem o propósito de ser um guia referencial. Veja no link a seguir, o manual completo de acessibilidade do Ministério do Turismo : http://www.turismo.gov.br/export/sites/default/turismo/o_ministerio/publicacoes/downloads_p ublicacoes/MIOLO_-_Turismo_e_Acessibilidade_Manual_de_Orientaxes.pdf Sinal Link Acessibilidade| www.sinallink.com.br | /Sinal Link vendas@sinallink.com.br
  28. 28. A Sinal Link é uma empresa especializada no fornecimento de produtos e serviços para a área de acessibilidade . A EFA Display é uma empresa especializada em fornecimento de displays, porta banners, balcão de atendimento e itens para eventos. GrafikaDigital e uma empresa de comunicação visual e sinalização em braille. Reúne os melhores produtos e soluções do mercado. Através de profissionais treinados e produtos de qualidade, sempre seguindo as normas técnicas e melhores práticas do mercado, ajudamos nossos clientes adaptar seus ambientes . Acesse nossos sites : www.sinallink.om.br www.grafikadigital.com.br Sinal Link Acessibilidade| www.sinallink.com.br | Acesse nosso site : http://www.efadisplay.com.br vendas@efadisplay.com.br /Sinal Link vendas@sinallink.com.br

×