2ª aula slides avaliação inicial da vitima

2,693 views

Published on

  • Be the first to comment

2ª aula slides avaliação inicial da vitima

  1. 1. AVALIAÇÃO INICIAL DA VÍTIMA Prof. Betione
  2. 2. A vítima deve ser examinada sumariamente e as prioridades no tratamento devem ser estabelecidas imediatamente.
  3. 3. OBJETIVOS DO ATENDIMENTO INICIAL Avaliar as condições do paciente; Reanimar e estabilizar as prioridades;
  4. 4. CONDIÇÕES QUE PODEM LEVAR A MORTE RAPIDAMENTE 3 H Hipóxia; Hemorragia; Hipotermia.
  5. 5. PREMISSAS BÁSICAS Sequência lógica de atendimento; Condições que impliquem em risco a vida devem ser tratadas assim que identificadas;
  6. 6. EM VÍTIMAS CONSCIENTES OVACE: Obstrução de Vias Aéreas por Corpo Estranho.
  7. 7. LEVE – Tosse violenta e dificuldade respiratória. Neste caso incentive a tosse e fique atento à vítima, se após expelir o corpo estranho ela voltará a respirar normalmente. E EM HIPÓTESE ALGUMA OFEREÇA LÍQUIDOS PARA BEBER. GRAVE – Certifique-se que a pessoa esteja realmente com dificuldades para respirar. Sinais característicos:
  8. 8. Bata 4 vezes com a mão espalmada nas costas da vítima. Se isso não for suficiente para expelir o corpo estranho, comece a Manobra de Heimlich.
  9. 9. MANOBRA DE HEIMLICH
  10. 10. EM PESSOAS OBESAS OU GRÁVIDAS
  11. 11. EM CRIANÇAS PEQUENAS
  12. 12. EM VÍTIMAS INCONSCIENTES Realizar protocolo de acordo as Diretrizes da American Heart Association: A – (Airway) – Vias aéreas e controle de coluna cervical B – (Breathing) – Boa ventilação C – (Circulation) – Circulação com controle de hemorragias D – (Desability) – Exame neurológico E – (Exposure) – Exposição com controle de hipotermia
  13. 13. A - VIAS AÉREAS A avaliação das vias aéreas e as condutas que garantem sua permeabilização é prioritária no trauma. Colocação do colar cervical na vítima pois o politraumatizado até que comprovem o contrário é portador de lesão de coluna cervical.
  14. 14. MANOBRA DE JAW-THRUST
  15. 15. MANOBRA DE CHIN LIFT
  16. 16. CANULA DE GUEDEL
  17. 17. B – BOA VENTILAÇÃO A primeira etapa do atendimento já discutido apenas garante ao paciente a permeabilidade das vias aéreas mas não significa que esse esteja com a ventilação adequada.
  18. 18. DISPOSITIVOS PARA BOA VENTILAÇÃO
  19. 19. C – CIRCULAÇÃO COM CONTROLE DE HEMORRAGIAS A hipovolemia e consequente choque hemorrágico é causa de morte nas primeiras horas após o trauma.
  20. 20. CONTENÇÃO DE SANGRAMENTO
  21. 21. D – EXAME NEUROLÓGICO A – Alerta V – Resposta ao estímulo verbal D – Responde ao estímulo doloroso I – Irresponsivo aos estímulos
  22. 22. E – EXPOSIÇÃO DO PACIENTE COM CONTROLE DA HIPOTERMIA A vítima traumatizada deve ser completamente despida para facilitar o exame completo e determinação de lesões que podem comprometer sua vida. Para se evitar movimentos e eventual mobilização de fraturas ou luxações, as vestes devem ser cortadas antes da remoção. A proteção do paciente contra hiportermia é de suma importância, o mesmo deve ser protegido com cobertores aquecidos e infusão de líquidos também aquecidos.
  23. 23. DÚVIDAS?
  24. 24. EXERCÍCIO DE FIXAÇÃO 1. Qual os objetivos da avaliação inicial da vítima? 2. Conceitue os 3 H’s. 3. Em caso de asfixia que protocolos devemos utilizar? 4. Explique obstrução de vias aéreas leve e grave. 5. Quais manobras podem ser utilizadas em vítimas conscientes de obstrução de vias aéreas? 6. O que significa o ABCDE? 7. Cite 3 causas de obstrução de vias aéreas em vitimas inconsciente. 8. Cite 1 forma de diagnosticar problemas com a ventilação. 9. Que parâmetros podem ser avaliados para vítimas com circulação comprometida? 10. Explique o AVDI.
  25. 25. BONS ESTUDOS

×