Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.

Absolutismo Monárquico e Iluminismo

15,710 views

Published on

Aula de História Geral para o Terceiro ano do Colégio Militar de Brasília. Permitido o uso desde que citada a fonte.

Published in: Education
  • Be the first to comment

Absolutismo Monárquico e Iluminismo

  1. 1. História Geral 1
  2. 2.  O Absolutismo marcou a Idade Moderna. Atingiu seu auge na França com Luís XIV e Luís XV. O rei absolutista acreditava que só respondia a Deus pelas suas ações. Não se deve pensar que os monarcas não faziam acordos, era necessário o apoio da nobreza e de parte da burguesia. Luís XIV, o 2 rei Sol.
  3. 3.  “Só de Deus recebemos a nossa coroa, e o direito de fazer leis pertence-nos sem partilha nem dependência.”(Luís XV, em dezembro de 1770) Jacques-Bénigne Bossuet foi um dos maiores defensores do absolutismo e, simultaneamente, do "direito divino dos reis"; afirmava que a Monarquia era a origem divina. Desobedecer ao rei era afrontar ao Luís XV próprio Deus. 3
  4. 4.  Maquiavel defendia o Estado como um fim em si mesmo, afirmando que os soberanos poderiam utilizar-se de todos os meios necessários para garantir a conquista e a continuidade do seu poder. As ações do Estado são regidas, sobretudo, pela racionalidade. Jean Bodin, sua obra foi Os seis livros da República, associava o Estado à própria célula familiar, colocando o poder real como ilimitado, comparado ao chefe de família. 4
  5. 5. Thomas Hobbes, no Leviatã,proclamou que, em seuestado natural, o ser humanosé violento e sem limites;buscando escapar da guerrade todos contra todos, oshomens uniram-se em tornode um contrato social,legando a um soberano todosos direitos para protegê-los Ilustração do Leviatã.contra a violência. 5
  6. 6. Hobbes defende a teoria de que um rei só poderia subir ao trono pela vontade do povo e não pela vontade divina. A Monarquia é justificada pelo consenso social. Suas idéias foram criticadas, porque não havia lugar para Deus em suas teorias.Hugo Grotius, pioneiro do direito internacional, defendia que, se todos os países adotassem o Absolutismo, seria possível se estabelecer um sistema único de legislação. 6
  7. 7. Família de Camponeses Luís XVI – Último Monarca do Antigo RegimeSociedade das “Três Ordens”. 7
  8. 8. Os Iluministas desejavam o fim: Do Absolutismo; Do Mercantilismo; Dos privilégios da nobreza e do clero;Os iluministas mais importantes eram franceses e a França era a principal nação absolutista, que resistia a qualquer reforma do Antigo Regime. 8
  9. 9. O fim do Absolutismo;A Igualdade Jurídica entre todos os homens;O livre-pensamento;A importância da razão;Os direitos naturais, que variavam de autor para autor; 9
  10. 10.  Defendia a existência de três direitos naturais: vida, liberdade e propriedade; Que todos os governos existiam por um Contrato Social e deveriam garantir esses direitos; Que quando o governo falhava em garantir os direitos naturais, os cidadãos poderiam se rebelar. Suas idéias influenciaram a Revolução Americana. 10
  11. 11.  Crítico do fanatismo religioso; Defendia um governo de poderes limitados, nos moldes ingleses; Acreditava que todos os homens tinham direitos naturais: a liberdade, a propriedade e a proteção das leis; Era resistente à ampla participação popular no governo, o poder deveria estar nas mãos dos mais capacitados; 11
  12. 12.  Propôs a divisão do poder em três: Executivo, Legislativo e judiciário; Esses poderes seriam iguais em importância e independentes. Defendeu que o despotismo era a melhor forma de governo para os grandes impérios, a monarquia seria adequada aos Estados de tamanho médio, e a República aos pequenos Estados; 12
  13. 13.  Era contra a propriedade privada, não se alinhava aos interesses burgueses; Defendia o direito de participação política de todos os homens, as mulheres estavam excluídas; Segundo ele, todos os homens nasciam bons (bom selvagem) e a sociedade os corrompia; Defendia a importância da educação. 13
  14. 14.  Diderot e D’Alembert dirigiram uma grande obra que tinha como objetivo sintetizar todo o conhecimento da época; A enciclopédia, que tinha 35 volumes, celebrava a razão e todos os grandes pensadores foram convidados a colaborar; O resultado foi a exposição da diversidade do pensamento da época e que alguns autores discordavam muito entre si; 14
  15. 15.  A primeira escola de economia nasceu na França. Os Fisiocratas defendiam que a terra era a fonte de toda riqueza; Na Inglaterra, Adam Smith lança as bases teóricas do liberalismo econômico e defende que a base da riqueza é o trabalho; Fisiocratas e Liberais eram contra o mercantilismo e a intervenção do Estado na economia; 15
  16. 16. REUNIÕES ILUSTRADASSalão de Madame Geoffrin – Nobres e burgueses abriam seus salões para reuniões e saraus com a presença de filósofos e cientistas iluministas. 16
  17. 17. DÉSPOTAS ESCLARECIDOS Alguns monarcas fizeram reformas com base nas idéias iluministas; O objetivo era modernizar países como Portugal (Marquês de Pombal), Rússia (Pedro, o Grande e Catarina II), Prússia (Frederico II), Áustria (José II), etc.; As reformas atendiam algumas demandas burguesas, sem Marquês de Pombal, Ministro de D. José I mudar a estrutura de poder; 17
  18. 18.  O século XVIII é um dos períodos mais importantes da música; Os monarcas absolutistas eram os grandes patrocinadores das artes e da música; Mozart, Haydn, Bach, Händel, Vivaldi e Beethoven foram grandes nomes do período; Atrelados aos grandes nobres, os músicos eram vistos não como artistas, mas artesãos. Beethoven foi o primeiro a conseguir romper com este esquema, afirmando a sua individualidade aos moldes burgueses. 18

×