Eis que venho sem demora - Lição 02 - Efeso - A Igreja que perdeu o seu primiro amor

9,816 views

Published on

Eis que venho sem demora - Lição 02 - Efeso - A Igreja que perdeu o seu primiro amor

Published in: Education
2 Comments
2 Likes
Statistics
Notes
No Downloads
Views
Total views
9,816
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
7,258
Actions
Shares
0
Downloads
196
Comments
2
Likes
2
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Eis que venho sem demora - Lição 02 - Efeso - A Igreja que perdeu o seu primiro amor

  1. 1. ÉFESO, A IGREJA QUE PERDEU O SEU PRIMEIRO AMOR
  2. 2. Alvo da lição O aluno será capaz desaber reconhecer que o amor esta acima de todas as obras que realizamos para Jesus;sentir desejar conhecer Jesus, que é totalmente e per- feitamente amor; agir empenhar-se no trabalho para Cristo, com a motivação correta - amor.
  3. 3. Texto básicoApocalipse 2.1-7Versículo-chave“Agora, pois, permanecem a fé, a esperança e o amor,estes três; porém, o maior destes é o amor” 1Co 13.13
  4. 4. IntroduçãoO tema central dos primeiros três capítulos doApocalipse parece ser “Cristo no meio dos setecandeeiros”. Esses sete candeeiros representam assete igrejas (Ap 1.20). A cada igreja João é dirigido aescrever uma carta. Como esse número “sete” aparecevárias vezes no livro e é simbólico de perfeição (algocompleto), então podemos deduzir que as “seteigrejas” representam a Igreja de Cristo na sua históriainteira, até o fim do mundo.
  5. 5. I. Éfeso: a cidade e a igreja1. A cidade de Éfesoa. Importância econômica;b. Importância política e religiosa. Éfeso (Ephesus) 1.Éfeso possuía o maior porto da Ásia Menor e era uma das cidades mais ricas da região. 2.Em Éfeso foi construído um grande templo dedicado à deusa Diana. Peça que um aluno leia Atos 19.26-28. 3.Estiveram pregando e trabalhando em Éfeso: Paulo, Áquila, Priscila, Apolo, Timóteo e João.
  6. 6. I. Éfeso: a cidade e a igreja2. A fundação da igreja em ÉfesoA igreja em Éfeso teve um início privilegiado, comolemos em Atos caps. 18 a 20. Paulo dedicou maistempo a Éfeso do que a qualquer outro lugar (At20.31). Foi à liderança de Éfeso que Paulodesignou Timóteo, e naquela igreja tambémencontramos Áquila, Priscila e Apolo Trabalhando.Mais tarde o apóstolo João foi a figura de destaque.
  7. 7. II. A apresentação de Cristo (Ap 2.1)O Senhor Jesus apresenta-Se como Aquele queconserva (segura) as sete estrelas e anda no meio dossete candeeiros. Isto nos fala do controle absoluto queCristo tem sobre a Sua Igreja, as sete estrelasrepresentando a Sua liderança (1.20).
  8. 8. III. O elogio de Cristo (Ap 2.2-3)1. As obras da igreja Jesus quis dizer que a igreja de Éfeso era produtiva.. produtiva.2. O trabalho da igreja A palavra grega que Jesus usou para “trabalho” significa labor até à exaustão. Os crentes de Éfeso trabalhavam intensamente.3. A perseverança Perseverança quer dizer constância, firmeza. Diante das aflições e adversidades das perseguições aqueles crentes permaneciam firmes.
  9. 9. III. O elogio de Cristo (Ap 2.2-3)4. Não suportar os maus A igreja de Éfeso não aceitava os falsos mestres e falsos profetas que, sendo libertinos, queriam implantar a imoralidade no seio da igreja. Destaque e comente com seus alunos a afirmativa de que um dos problemas das igrejas de hoje é tolerar “pequenas diferenças para mais ou para menos”, mas que afetam profundamente o que Cristo ensinou.
  10. 10. III. O elogio de Cristo (Ap 2.2-3)5. Cuidado quanto à doutrina Chame a atenção da classe para o fato de que os crentes de Éfeso submetiam à prova aqueles que se diziam apóstolos, para que pudessem verificar a firmeza doutrinária daqueles que estavam chegando. Pergunte aos alunos: Como a igreja hoje tem cuidado dos aspectos da doutrina bíblica? A igreja tem sido cuidadosa ou tolerante? Permita que os alunos deem rapidamente as opiniões deles.
  11. 11. III. O elogio de Cristo (Ap 2.2-3)6. Fidelidade diante da perseguição Na época em que a carta foi escrita, os crentes eram presos, torturados e mortos porque se recusavam a adorar o imperador romano. Jesus elogia os crentes da igreja de Éfeso que, mesmo diante da morte, permaneciam fiéis ao Senhor.7. Ódio à obra dos nicolaítas Heresia que dissemina o pecado e a imoralidade. Jesus elogia a igreja por ter resistido e combatido a heresia.
  12. 12. IV. A repreensão de Cristo (Ap 2.4) Aquela igreja zelosa, que combatia os erros, o pecado, a penetração de falsos mestres, caiu no espírito de crítica, de suspeita, de amargura. O zelo pela pureza doutrinária facilmente degenera em rancor contra todos que divergem. Ali em Éfeso, o preço pago pela ortodoxia foi alto demais. Eles perderam aquele primeiro entusiasmo, aquela alegre comunhão que marcava seus primeiros dias. Nenhuma ortodoxia pode tomar o lugar do amor, pois deixar de amar é deixar de viver. Leia 1Coríntios 13 de novo.
  13. 13. Aplicação para hojeComo é fácil substituir a comunhão comCristo e em Cristo pela operosidade, pelostrabalhos da igreja!
  14. 14. V. A exortação de Cristo (Ap 2.5)Lembra-te Arrepende-te Volta
  15. 15. Aplicação para hojeJesus faz promessas à igreja que obedece. Aofinal de cada carta Ele usa a expressão:“Quem tem ouvidos para ouvir, ouça”, istoquer dizer: “Quem ouvir, pratique”.
  16. 16. VI. A promessa de Cristo (Ap 2.7) A promessa é dada ao vencedor: poder se alimentar da árvore da vida. A árvore da vida aparece primeiro em Gênesis 2.9. Seu fruto faria o homem como Deus.
  17. 17. Revisão e aplicação1. O que é “primeiro amor”?2. Quais as qualidades positivas da igreja em Éfeso?3. Qual o erro fundamental da igreja de Éfeso?
  18. 18. Revisão e aplicação1. Tenho produzido frutos para Jesus?2. Como tenho trabalhado na Igreja do Senhor: sempre ou somente quando sobra um tempinho?3. Como tenho me conduzido diante da oposição de inimigos do Senhor?4. Tenho sido intolerante diante de condutas reprováveis, encobertas pelo “todo mundo faz”?
  19. 19. Revisão e aplicação5. Como tenho agido diante de heresias, seitas e doutrinas que surgem? Tenho permanecido acomodado?6. O que tenho dito a falsos mestres que querem introduzir o mundanismo na igreja?7. Como está o meu primeiro amor?8. Jesus retiraria desta cidade, deste bairro, desta rua, o Seu candeeiro?
  20. 20. ConclusãoConquanto não devamos ser remissos em combateros erros morais e doutrinários, devemos tomarmuito cuidado para que nessas lutas não caiamosna triste situação em que se achou a igreja emÉfeso. Devemos lutar contra princípios errados, masnunca contra as pessoas.

×