Câmera fotografica

430 views

Published on

Published in: Education
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

Câmera fotografica

  1. 1. Princípios e funcionalidade CÂMERA FOTOGRÁFICA
  2. 2. CÂMERA FOTOGRÁFICA  Toda câmera fotográfica é fundamentalmente uma câmara escura projetada segundo características específicas que envolvem sua óptica, mecânica e formato do negativo, para apreender a energia luminosa de maneira ordenada, formando em seu interior uma imagem nítida. O olho humano possui exatamente a mesma função, formando imagens a partir luz e transmitido-as como impulsos bio-elétricos para o cérebro.
  3. 3. CÂMERA FOTOGRÁFICA  A câmera fotográfica consiste numa série de mecanismos cujas funções são as de concentrar a imagem refletida pelos objetos a fotografar e permitir que a luz penetrando numa câmera escura através de um pequeno orificio, produza sobre a parede oposta uma imagem refletida.
  4. 4. OBJETIVAS OU LENTES  É um conjunto de lentes que concentram os raios de luz emanados pela objetiva na câmera. Em sua forma mais simples definimos como uma parte de vidro polido. A objetiva é atingida pela luz que se dispersa a partir do indivíduo e lhe faz convergir de novo formando uma imagem.
  5. 5. OBJETIVAS OU LENTES
  6. 6. VISORES  Elemento através do qual se pode ver antecipadamente a perspectiva e o campo visual que aparece na fotografia. Todas as câmeras portáteis, precisam de algum tipo de visor que permita enquadrar e compor uma imagem.
  7. 7. VISORES   As câmaras profissionais de estúdio, de grande formato, possuem visores diretos, ou seja, a imagem é visualizada através de um vidro despolido na parte posterior da máquina. A imagem que penetra pela objetiva é transmitida diretamente para o vidro despolido, de maneira que a vemos invertida e do tamanho do formato do fotograma do porte da câmara. Outros visores diretos (ou esportivos) são encontrados nas câmaras automáticas (amadoras), nas quais o visor é deslocado da objetiva da máquina possuindo ângulo diferente de abrangência visual, causando a paralaxe.
  8. 8. DIAFRAGMA O diafragma fotográfico é o dispositivo que regula a abertura de um sistema Ótico.  É composto por um conjunto de finas lâminas justapostas que se localiza dentro da objetiva, e que permitem a regulagem da intensidade de luz que incidirá no material foto-sensível. 
  9. 9. DIAFRAGMA O valor do diafragma se dá através de números, conhecidos como números f ou "fstop", e seguem um padrão numérico universal.  Esta escala inicia-se em 1, 1.4, 2, 2.8, 4, 5.6, 8, 11, 16, 22, 32, 45 etc, sendo que, quanto menor for o número f, maior a quantidade que luz que ele permite passar e, quanto maior o número f, menor a quantidade de luz que passará¡ pelo diafragma. 
  10. 10. DIAFRAGMA E A PROFUNDIDADE DE CAMPO Os diferentes valores de abertura do diafragma também geram diferentes efeitos de profundidade de campo, e consequente aparência de foco.  Diafragmas mais fechados tendem a proporcionar maior "foco", enquanto diafragmas mais abertos tendem a fazer o oposto, tendo em vista que ele aumenta ou diminui a profundidade de campo. 
  11. 11. CLASSIFICAÇÃO DE LENTES     Objetivas normais: Classificamos todas aquelas objetivas que vão desde os 35mm e dos 50 a 55 milímetros, definem-se como objetivas normais. Todas elas atingem um ângulo de visão de uns 45º. Caracterizase pela pouca distorção e a naturalidade que oferece na perspectiva, exceto na tomada fotográfica realizada de muito próximo. Estas objetivas por sua vez são muito luminosas. A imagem uma vez que se encontra impressa no filme , aproxima muito do real. Normalmente estas objetivas são as que levam incorporados as nossas câmeras tradicionais reais. São muito aconselháveis para captar aqueles momentos maravilhosos e tradicionais que vivemos no dia a dia.
  12. 12. OBJETIVA NORMAL
  13. 13. OBJETIVAS GRANDE ANGULARES     Estas objetivas são ideais para fotografar uma área muito extensa de uma paisagem ou qualquer plano de grandes extensões que se encontre adiante da objetiva. O ângulo de visão que atinge esta objetiva é superior ao dos 45º. Oferecem uma maior profundidade do campo. Esta classe de objetivas, em ocasiões, podem criar uma ilusão ótica chegando a distorcer o tamanho real e verdadeiro dos objetos, fazendo ver que estes se encontram bem mais longe do que não o estão. A visualização dos objetos mais próximos ao objetivo se aparecem exageradamente maiores e mais distantes, parecem transladados ou empurrados para atrás e menores de como são realmente.
  14. 14. GRANDE ANGULAR
  15. 15. TELEOBJETIVAS    Esta classe de objetivas atingem uma distância focal superior aos 60 milímetros, por este motivo recebem o nome de teleobjetivas, podem ser de até 2000 milímetros. Podem cercar um motivo por mais longínquo que este se encontre. Têm um maior alcance, podemos acercar-nos ao motivo para o enquadre. Seu ângulo de visão é mais estreito, só podemos enquadrar uma pequena parte da tomada real que estamos vendo, a teleobjetiva elimina os demais elementos restantes que se encontram ao redor do centro de interesse. Sua profundidade do campo é muito reduzida. A teleobjetiva nos dá a impressão de que os elementos se encontram mais próximos uns dos outros do que percebemos com os olhos. São muito adequados para realizar fotografias de esportes e outras competições.
  16. 16. TELEOBJETIVAS
  17. 17. TELEOBJETIVA Na foto ao lado mostramos os efeitos obtidos com o uso de uma tele e uma abertura grande de diafragma. A imagem foi obtida com uma câmera Nikon F90X, lente 180 mm com uma abertura f4 e velocidade 1/250. Note que a menina esta nítida em primeiro plano e o fundo de flores está totalmente desfocado, criando um efeito que além de realçar o modelo introduz um componente plástico ao fundo da imagem.
  18. 18. OBJETIVA ZOOM      Estas objetivas se distinguem das demais porque têm diversas distâncias focais e são imprescindíveis para captar a ligeireza e rapidez. Esta classe de objetivas é uma das mais utilizadas para os profissionais fora do estúdio. As objetivas zoom, enumeram-se como: Teleobjetivas zoom, grandes angulares zoom ou macros zoom. Costumam ser maiores e pesados, mas por sua vez podem chegar a substituir a várias das objetivas de distância focal fixa. A maioria destes zooms, neste caso os compactos, carecem de luminosidade, sua abertura compreende do f/4.5 ao/f 5.6. As objetivas fixas são mais luminosas já que atingem uma abertura de até f/2.
  19. 19. ZOOM
  20. 20. OBJETIVA OLHO DE PEIXE Algumas destas objetivas distorcem a perspectiva das linhas de uma imagem, fazendo que se curvem para fora.  As de 35 mm têm uma focal 6 e 16 mm. Algumas destas objetivas proporcionam uma imagem retangular que cobre o negativo, enquanto que outras só projetam um círculo central no centro da película, realizando uma cobertura completa de 180º sobre uma imagem. 
  21. 21. OBJETIVA OLHO DE PEIXE
  22. 22. OBJETIVAS MACRO    Macro se define como a capacidade que tem uma objetiva para enfocar a uma distância muito curta. Estes zooms, caracterizam-se porque focalizam a distâncias suficientemente curtas, reproduzindo os elementos ou imagens focalizados a um terço ou quarto de seu tamanho real. Qualquer objetiva macro deve estar preparada para realizar um enfoque sobre um objeto aos 50% de seu tamanho real com uma ampliação do fator 0,5, no mínimo. A distância focal das objetivas macro se encontra entre os 50 a 200 mm. São ideais para realizar fotografias de perto da flores, insetos, etc.
  23. 23. OBJETIVA MACRO
  24. 24. FILTRO FOTOGRÁFICO    Os filtros, equilibram situações cromáticas, retém o espectro luminoso e permitem a passagem só da luz de sua mesma cor. A absorção da luz, em relação à densidade do filtro se compensa com o aumento da exposição. Os filtros, são cristais com os que conseguimos diferentes efeitos finais sobre a fotografia. Vão montados na parte frontal da objetiva por meio de uma rosca chamada rosca porta livros e, em algumas câmeras, com encaixe a baioneta. Também existe um sistema que utiliza um marco universal que se acopla por meio de uma rosca ao objetivo. Leste é o sistema de Cokin. Há filtros que modificam as cores, a luz, o enfoque da fotografia, o contraste, ou incluem efeitos especiais sobre a fotografia.
  25. 25. FILTROS Os filtros podemos classificá-los : * De contraste para Branco e Negro * De correção para cor * Polarizador * De efeitos especiais

×