Portfolio Do Aluno Workshop

14,681 views

Published on

Published in: Technology, Travel
0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total views
14,681
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
51
Actions
Shares
0
Downloads
133
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Portfolio Do Aluno Workshop

  1. 1. Portfolio do Aluno Catarina de Brito Escola Secundária Henrique Medina
  2. 2. COMO SE DEFINE PORTFOLIO De acordo com o Programa de Português do Ensino Secundário: “…organizar um portefólio de avaliação, deverá incluir um conjunto variado de trabalhos datados e comentados”.
  3. 3. Entre esses elementos deverão constar relatórios, textos escritos, registos áudio, vídeo e outro software, trabalhos de pesquisa, comentários de texto, fichas de leitura, trabalhos realizados fora da sala de aula, listas de verificação, escalas de classificação, grelhas de observação, grelhas de auto e co- avaliação, testes e outros.
  4. 4. Estes deverão constituir uma amostra significativa do seu trabalho, fornecendo uma visão dos seus esforços, dos seus progressos e do seu desempenho ao longo de um determinado período de tempo.” (M.E. – Programa de Português do Ensino Secundário, 2001:30-31)
  5. 5. Portanto, o portfolio é um instrumento de avaliação e de reflexão. O portfolio confunde-se com variada terminologia, mas distingue-se de acordo com sua intenção: diário de bordo, dossier do aluno, digifolio, webfolio… Não se pode é confundir cada um dos instrumentos. Se construirmos dois ou mais tipos, para o mesmo fim, devemos diferenciá-los, colocando um como anexo.
  6. 6. Reflecte a intenção de que os estudantes aprendem melhor e de uma forma mais absoluta, a partir de um compromisso com as suas próprias actividades, as que acontecem durante um período de tempo lectivo. Constrói-se com vínculos naturais entre os conhecimentos escolares e os extra-escolares.
  7. 7. Desse modo, o portfolio é um documento que evidencia as aprendizagens e a interacção entre a professora, o aluno e o encarregado da educação. Este instrumento deve ser actualizado, constantemente, e todos os documentos registados devem ser rubricados pela professora e pelo encarregado da educação; só assim a família estará a par de todo o procedimento do aluno, ao longo das suas aprendizagens, na Escola.
  8. 8. No portfolio, todos os trabalhos avaliados, classificados e outros registos de aula deverão ser seguidos de um documento de auto- reflexão ou de auto-avaliação, previamente negociado e explicado pela professora. Além deste tipo de avaliação, também a hetero- avaliação deve, ali, constar.
  9. 9. Objectivos do Portfolio 1. Um dos seus objectivos é criar novas estratégias avaliativas relacionadas com o desenvolvimento dos saberes de cada indivíduo. 2. Outro é demonstrar que esta ferramenta está ao serviço da educação e tem como finalidade proporcionar uma visão integral do conhecimento formal do aluno e da sua actuação nas aprendizagens, assim como do seu desenvolvimento no campo das competências comportamentais e atitudinais.
  10. 10. 3. Outro é implicar a evolução na área pessoal e educacional como um aspecto pertinente de avaliação. 4. Outro é evidenciar o portfolio como objecto de ensino e de aprendizagem, que permite uma avaliação da cooperação e da participação, havendo interacção triangular: do professor e do aluno (e do EE).
  11. 11. 5. Outro objectivo é criar uma interacção (na aula ou via web) profícua entre o professor e o aluno em que ambos escolham os trabalhos mais expressivos, suscitando, no aluno, a responsabilidade, a autonomia e a reflexão, e estabelecendo padrões de qualidade e de assertividade no seu desempenho.
  12. 12. 6. Finalmente, o último objectivo é cultivar a interdisciplinaridade, no portfolio, que é um processo através do qual os professores de outras áreas podem orientar e sugerir trabalhos ao aluno, após terem conversado e negociado com o professor da disciplina responsável pelo instrumento. Assim, poderão proporcionar opiniões e depoimentos relativos à melhoria e à qualidade do ensino- aprendizagem e orientar o aluno para o seu sucesso.
  13. 13. Como se constrói um Portfolio • Como um conjunto de diferentes tipos de documentos que propicia evidências do saber, que foram sendo construídas pelo aluno orientado pelo(s) professor(s), através de estratégias utilizadas para aprender e consolidar conhecimentos.
  14. 14. A organização é da responsabilidade de quem o elabora, para continuar aprendendo a reflectir, mas sob orientação de quem avalia e classifica. Assim, pode estruturar-se um portfolio consoante a disciplina a que se destina, segundo o(s) objectivo(s) que se pretende(m) alcançar ou/e dependendo das competências que se querem evidenciar.
  15. 15. Exemplo identificação; índice; critérios de avaliação; programa síntese da disciplina; anotações pessoais (opcionais ou propostas); experiências de aula (opcionais ou propostas); trabalhos pontuais (testes, fichas, …); controlos de aprendizagem (grelhas, tabelas, fichas, …); anexos de temas de pesquisa; fotografias, cds,…; referências bibliográficas, pesquisas na Web.
  16. 16. Os portfolios são registos produzidos em períodos de ensino e de aprendizagem; portanto, podemos usar esses instrumentos como documentos de avaliação de um processo de aquisição e de consolidação de competências e de capacidades de um indivíduo.
  17. 17. Neles concretizam-se saberes explícitos e implícitos adquiridos e trabalhados na aula e na sociedade.
  18. 18. Como se avalia um Portfolio? Toda a avaliação é subjectiva, por isso é imprescindível que se criem instrumentos que objectivem as nossas intenções avaliativas. Essas ferramentas devem ser exequíveis, acessíveis e decifráveis. Depois, devem ser experimentadas, explicadas e negociadas com a turma. Todos deverão entender como cada grelha/tabela/ficha deve ser aplicada.
  19. 19. EXEMPLO 1. Planificação do Portfolio 2. Tratamento da Informação: 2.1. Selecção (adequação) 2.2. Organização (coerência) 3. Produto 4. Estética 5. Avaliação
  20. 20. PARA REFLECTIR Mais importante do que saber é nunca perder a capacidade de aprender. (Moacir Gadotti) E, ainda, perceber a importância de saber fazer e de reflectir acerca do que se aprendeu. Obrigada!

×