Visão Ambiental sobre sistemas a gás natural

744 views

Published on

Sr. Gláuber Zettler Pinheiro, Eng. Químico da SMAM - Porto Alegre

0 Comments
1 Like
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total views
744
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
51
Actions
Shares
0
Downloads
0
Comments
0
Likes
1
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Visão Ambiental sobre sistemas a gás natural

  1. 1. O Monitoramento da Qualidade do Ar em Porto Alegre Poluiç Hí AtmosféEquipe de Controle e Combate à Poluição Hídrica e Atmosférica (ECCPHA) Secretaria Municipal do Meio Ambiente (SMAM) 09 / 05 / 2012
  2. 2. Introdução Estima-Importância do Ar: “Estima-se que uma pessoa pode viver 5semanas sem alimento, 5 dias sem água, mas não mais do que 5 ar”minutos sem ar” ( Fellenberg, 1980 );“A poluição do ar pode ser definida como a presença na poluiç presenç combinaçatmosfera de um ou mais poluentes, ou combinação dosmesmos, em que suas quantidades e durações venham a causar duraçtranstornos à saúde humana, à flora e à fauna ou causar saúdegradaç materiais”degradação de materiais”Agentes:- contaminação por gases , partículas sólidas ou líquidas, contaminaç partí líenergia.A poluição atmosférica é um objeto de estudo multidisciplinar. poluiç atmosfé
  3. 3. Histórico rodoviá1954: smog em Los Angeles com 2000 acidentes rodoviários sóem um só dia.
  4. 4. Composição do ArPrincipais Constituintes:- Nitrogênio (N2) 78,08%- Oxigênio (O2) 20,94%- Argônio (Ar) 0,093%- Dióxido de Carbono (CO2) Dió 0,030%Outros Constituintes:- Neônio (Ne) - Hélio (He)- Criptônio (Kr) - Xenônio (Xe)- Ozônio (O3) - Hidrogênio (H2) d’Á ’Água- Vapor d’Água
  5. 5. Poluentes PrimáPoluentes Primários: emitidos diretamente pela fonte.Poluentes Secundários: formados a partir de reações químicas. Secundá reaç quíPoluentes apresentados neste trabalho (CONAMA 03/90):- Material Particulado Dió- Dióxido de Enxofre Monó- Monóxido de Carbono- Ozônio Dió- Dióxido de Nitrogênio
  6. 6. Material ParticuladoPartíPartículas Totais em Suspensão: diâmetro menor 100 mícrons míPartíPartículas Inaláveis: diâmetro menor 10 mícrons Inalá míPartíPartículas Inaláveis muito finas: menores que 2,5 microns. Inalá Saú tóEfeitos à Saúde: facilitam o acesso de substâncias tóxicas ao pulmão.
  7. 7. Dióxido de EnxofreDefiniçDefinição: o SO2 é um gás incolor e solúvel e é produzido pela gá solú combustí fócombustão de combustíveis fósseis contendo enxofre;Efeitos à Saúde: o SO2 produz irritação no sistema respiratório, e Saú irritaç respirató partíabsorvido em partículas ele pode ser conduzido mais profundamentee pode produzir danos aos tecidos do pulmão.ResponsáResponsável pela chuva ácida
  8. 8. Monóxido de CarbonoDefiniçDefinição: o CO é um gás insípido, inodoro e incolor, sendo pouco gá insímenos denso que o ar, produzido pela combustão incompleta decombustícombustíveis (Harrop, 2002). Saú monóEfeitos à Saúde: devido à afinidade da hemoglobina como monóxido forma-de carbono forma-se a carboxihemoglobina que diminui a capacidadedo sangue transportar oxigênio. veí responsáOs veículos movidos à gasolina são responsáveis por cerca de 75%do CO emitido nos grandes centros urbanos.
  9. 9. OzônioDefiniçDefinição: o ozônio é um gás incolor que tem um forte poder gá poluentesoxidante. Ele pode reagir com outras substâncias e formar poluentesatmosféatmosféricos, como exemplo o NO2, (Colls, 2002); RadiaçO2+ Radiação Solar ------ O3 (filtraçEstratosfera (filtração dos raios UV) e troposfera (contato direto);Efeitos à Saúde: em altas concentrações provoca irritação nos olhos Saú concentraç irritaç funçe reduz as funções pulmonares.
  10. 10. Dióxido de NitrogênioDefiniçDefinição: gás incolor de baixa solubilidade; SaúEfeitos à Saúde: é capaz de penetrar profundamente no sistemarespiratórespiratório, podendo dar origem às nitrosaminas, algumas das quaispodem ser carcinogênicas;Principal responsável pelo “smog” fotoquímico. responsá smog” fotoquíResponsáResponsável pela chuva ácida
  11. 11. Consequências da Poluição do Ar Saú Saúde: transtornos respiratórios, cânceres, efeitos ao respirató sistema nervoso. deposiç Materiais: corrosão, deposição, desgaste. Vegetaç Vegetação: redução na capacidade de fotossíntese, reduç fotossí queda de folhas.
  12. 12. Comparativo CaldeirasAs caldeiras alimentadas com gás natural possuem a queima mais completa,basicamente isenta de compostos sulfurosos tais como SO2 e SO3. Possui tambémos menores índices para os poluentes do tipo material particulado, monóxido decarbono e óxidos de nitrogênio.As caldeiras alimentadas a lenha emitem valores maiores de material particulado,monóxido de carbono, óxidos de nitrogênio e compostos orgânicos voláteis quandocomparadas com as caldeiras a gás e a óleo.As caldeiras alimentadas com óleo combustível emitem uma quantidade maiorde óxidos de enxofre e apresentam valores intermediários para os poluentes óxidosnitrosos, monóxido de carbono e compostos orgânicos voláteis, quandocomparadas com as caldeiras alimentadas a gás ou à lenha.
  13. 13. Principais Fontes de PoluiçãoFontes Estacionárias: emissões provenientes de fontes fixas (centraiselétricas, incineradores, geradores, fornos) e fontes naturais(vulcões, incêndios florestais).Fontes Móveis: emissões provenientes de fontes em movimento,como o tráfego rodoviário, aéreo, marítimo e fluvial.
  14. 14. Definições CONAMA 03/90
  15. 15. MeteorologiaDefiniçDefinição: ciência que estuda os fenômenos atmosféricos que se atmosfémanifestam na natureza.A poluição do ar está associada fatores meteorológicos. poluiç está meteorolóFatores de influência:- Temperatura direç- Velocidade e direção do vento- Pressão atmosférica atmosfé- Umidade Precipitaç -Precipitações
  16. 16. MeteorologiaEstabilidade Atmosférica AtmosféForma de PlumaRelacionado com:- Temperatura- Altitude Direç- Direção do Vento
  17. 17. Meteorologia TéInversão Térmica:- fenômeno capaz de confinargrandes quantidades de poluentesnuma estreita camada da atmosfera.- é um fenômeno onde convecça convecção natural é dificultadapela inversão do gradiente detemperatura.
  18. 18. Porto Alegre ClimatolóAspectos Climatológicos:- Clima subtropical úmido. Perí- Período mais chuvoso: julho a setembro. mé 19,5°- Temperatura média: 19,5°C ao ano. Direç- Direção predominante do vento: sudeste.
  19. 19. PMQArRede de Monitoramento da Qualidade do Ar- “O monitoramento é uma das formas de se avaliar a qualidade Alédo ar de uma determinada região. Além do cuidado com os analímétodos analíticos e equipamentos de forma a produzir propóresultados apropriados aos propósitos a que se destinam,deve- també nú estaçdeve-se levar em conta também o número de estações deamostragens e a freqüência de amostragem” (Friedrich, freqü amostragem”1999).
  20. 20. PMQArEm 1999 foi inaugurada a atual rede de monitoramento: - Duas estações localizadas em pontos de intenso tráfego de estaç trá veí veículos na cidade: centro e bairro azenha; Monó - Eram avaliados os parâmetros Monóxido de Carbono (CO) e Partí Partículas Totais em Suspensão (PTS).A Rede Antiga de monitoramento foi desativada em 2001.
  21. 21. PMQAr iniciou- determinaç PartíEm 2008 iniciou-se a determinação do parâmetro PartículasInaláInaláveis (PM10) na Estação Centro. Estaç encerrou- determinaçEm 2009 encerrou-se a determinação do parâmetro PTS;
  22. 22. PMQAr mé Materiais e métodos da nova rede:- O PM10 é medido ciclicamente, a cada 24 horas, por fonte Beta.- Os filtros, que podem ser de fibra de vidro, teflon ou celulose, são trocados automaticamente.- Os dados, armazenados pelo equipamento, são coletados e avaliados semanalmente.- Os resultados são divulgados, às sextas-feiras, no site da SMAM sextas- www1.portoalegre.rs.gov.br/smam.
  23. 23. PMQArLocalizaçLocalização da Nova Rede: Estação Centro Estação Azenha Município de Porto Alegre
  24. 24. PMQArEquipamentos: CO HI- HI-VOL PM- PM-10
  25. 25. 0 30 60 90 120 150 180 1/8/2011 3/8/2011 5/8/2011 7/8/2011 9/8/2011 11/8/2011 13/8/2011 15/8/2011Dias 17/8/2011 Concentração(µg/m³) (Agosto 2011) PMQAr 19/8/2011 21/8/2011 Padrão 23/8/2011 25/8/2011 Partículas Inaláveis (µg/m³) - Estação Centro 27/8/2011 29/8/2011
  26. 26. O Futuro do PMQAr estaçComplementar as estações com mais equipamentos, de forma a legislaçpoder avaliar todos os parâmetros definidos na legislaçãovigente (Resolução CONAMA no 03 de 28/06/90). (ResoluçObjetivamos também firmar convênio de apoio técnico com a també téFundaç ProteçFundação Estadual de Proteção Ambiental (FEPAM) para interligar anáas redes de monitoramento, possibilitando uma análise maisabrangente da qualidade do ar.
  27. 27. Muito Obrigado ! Glá Gláuber Zettler Pinheiro glauberzp@smam.prefpoa.com.br 3289- Fone: 3289-7528

×