Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.
 
Metodologias	
  de	
  Ensino	
  para	
  	
  
Educação	
  Bilíngue	
  
	
  
Profa.	
  Selma	
  de	
  Assis	
  Moura	
  
w...
Modelos	
  de	
  Ensino:	
  Ensino	
  Convergente	
  
• Usa	
  2	
  línguas	
  concorrentemente	
  de	
  forma	
  que	
  u...
Modelos	
  de	
  Ensino:	
  Ensino	
  por	
  imersão	
  
•  Acredita	
  que	
  duas	
  línguas	
  são	
  melhor	
  aprendi...
Modelos	
  de	
  Ensino:	
  Ensino	
  MúlHplo	
  
•  Duas	
  ou	
  mais	
  línguas	
  são	
  sempre	
  usadas	
  em	
  com...
Quadro	
  comparaHvo	
  
Arranjos	
  bilíngues,	
  estratégias	
  e	
  modelos	
  de	
  ensino	
  
Arranjo Bilíngue Flexív...
Para	
  refleHr:	
  
• Qual é a visão de língua que
sustenta cada arranjo
bilíngue do quadro anterior?
• Qual é o tipo de a...
Revisitando	
  as	
  teorias	
  de	
  ensino-­‐aprendizagem	
  
Pedagogia transmissiva
•  O conhecimento é visto como
sepa...
Educação Bilíngue
3 motivos pelos quais o desenvolvimento bilíngue é
promovido quando a língua é usada como meio de ensino...
Abordagem	
  gramaHcal	
  
•  Enfatiza as regras e a estrutura da língua;
•  Os alunos recebem instrução explícita das reg...
Abordagem	
  ComunicaHva	
  
•  Surgiu nos anos 60, com o objetivo de ir além da
abordagem gramatical;
•  Valoriza a exper...
Abordagem	
  CogniHva	
  
•  Surgiu nos anos 80
•  Vê aprendizagem como um processo de construção de
sentido pelo uso de e...
Abordagem	
  CogniHva	
  
•  Vê linguagem como um processo;
•  Vê as funções linguísticas como um aspecto integral de
noss...
Abordagem	
  CogniHva	
  
Exemplo: CALLA – Cognitive Academic Language Learning Approach
•  Usa algumas estratégias da abo...
Como	
  ensinar?	
  
Sem exigência cognitiva
Com exigência cognitiva
Contexto reduzidoContexto amplo
A
B
C
D
Demandas cogn...
Referências:	
  
•  CUMMINS, Jim. Language, power and pedagogy: bilingual
children in the crossfire. Clevedon, Multilingua...
Quer saber mais?
www.educacaobilingue.com
www.educacaobilingue.com
Upcoming SlideShare
Loading in …5
×

Metodologias de Ensino para Educação Bilingue - Selma Moura

4,230 views

Published on

Metodologias de ensino para educação bilíngue. Curso de Selma Moura

Published in: Education
  • Login to see the comments

Metodologias de Ensino para Educação Bilingue - Selma Moura

  1. 1.   Metodologias  de  Ensino  para     Educação  Bilíngue     Profa.  Selma  de  Assis  Moura   www.educacaobilingue.com    
  2. 2. Modelos  de  Ensino:  Ensino  Convergente   • Usa  2  línguas  concorrentemente  de  forma  que  uma  se  subordina   uma  à  outra,  em  um  arranjo  flexível;   • O  objeHvo  é  desenvolver  a  língua  de  maior  poder,  bem  como  os   conteúdos  curriculares  por  meio  desta  língua;   • A  língua  de  menor  poder  é  usada  apenas  para  apoiar  a  instrução   na  língua  majoritária;   • Geralmente  escola  e  professores  não  tem  uma  políHca   linguísHca  nem  uma  compreensão  de  como  as  línguas  são  usadas;   • O  objeHvo  é  proficiência  acadêmica  na  língua  dominante.   www.educacaobilingue.com
  3. 3. Modelos  de  Ensino:  Ensino  por  imersão   •  Acredita  que  duas  línguas  são  melhor  aprendidas  se  isoladas;   •  Há  espaço  específico  para  cada  língua,  que  funciona  como   língua  majoritária;   •  A  políHca  linguísHca  é  clara:  ensinar  monolinguisHcamente   para  o  bilinguismo;   •  É  frequentemente  usada  quando  se  pretende  proteger  a   língua  minoritária  ou  em  casos  de  revitalização  linguísHca;   •  É  também  usada  em  outros  contextos  de  educação  bilíngue   (de  presWgio,  de  mão  dupla,  etc)     www.educacaobilingue.com
  4. 4. Modelos  de  Ensino:  Ensino  MúlHplo   •  Duas  ou  mais  línguas  são  sempre  usadas  em  combinação;   •  Há  ênfase  no  desenvolvimento  de  habilidades  metalinguísHcas   na  comparação  e  no  contraste  das  línguas;   •  Tem  três  objeHvos:  Desenvolvimento  de  proficiência  bilíngue,   de  práHcas  translinguísHcas  e  de  valores  plurilíngues;   •  Valoriza  a  consciência  metalinguísHca  e  competências   mulHlíngues;   •  A  educação  bilíngue  de  surdos  é  sempre  múlHpla.   www.educacaobilingue.com
  5. 5. Quadro  comparaHvo   Arranjos  bilíngues,  estratégias  e  modelos  de  ensino   Arranjo Bilíngue Flexível Convergente Separação Estrita Flexível Múltiplo Estratégias Bilíngues Code-switching aleatório Monoletramento Determinada por tempo, professor, lugar ou matéria Code-switching responsável Prever/ ver/rever Translinguagem Co-linguagem Práticas entre- linguísticas Modelos de ensino bilíngue Convergente Imersão Múltiplo Quadro teórico Subtrativo Aditivo Recursivo ô Dinâmico Tipos Transicional Manutenção De prestígio Imersão Poli-direcional Mão-dupla (dual) CLIL In: Garcia, 2009:310 www.educacaobilingue.com
  6. 6. Para  refleHr:   • Qual é a visão de língua que sustenta cada arranjo bilíngue do quadro anterior? • Qual é o tipo de aluno que pretende formar: • Qual é o impacto na sociedade de cada um dos modelos? www.educacaobilingue.com
  7. 7. Revisitando  as  teorias  de  ensino-­‐aprendizagem   Pedagogia transmissiva •  O conhecimento é visto como separado do aluno, como uma coleção de fatos e conceitos. •  Aprender é guardar, memorizar e reproduzir informações. •  Os alunos são vistos como recipientes vazios que serão preenchidos pelos professores e pelos livros didáticos. •  Os professores organizam a informação em partes pequenas e apresentam-nas linearmente, cobrindo os conteúdos em uma sequencia do mais simples para o mais complexo. Pedagogia construtivista •  O aprendizado envolve negociação social e interação com outros em contextos autênticos que sejam relevantes para o aluno. •  Os professores são facilitadores do aprendizado. www.educacaobilingue.com
  8. 8. Educação Bilíngue 3 motivos pelos quais o desenvolvimento bilíngue é promovido quando a língua é usada como meio de ensino: •  Desenvolvimento cognitivo e desenvolvimento linguístico são inseparáveis; •  Esta junção permite que os alunos desenvolvam o tipo de linguagem usada na escola; •  Os conteúdos escolares são o tema sobre o qual os alunos devem falar na escola, e por isso proporcionam motivação e oportunidade para comunicação significativa. (Snow, Met e Genesee, 1989, citados em Lessow-Hurley, 2005:91) www.educacaobilingue.com
  9. 9. Abordagem  gramaHcal   •  Enfatiza as regras e a estrutura da língua; •  Os alunos recebem instrução explícita das regras e estruturas, que devem praticar bastante. •  Geralmente, esta abordagem se efetiva em um dos três métodos: -  Método da tradução gramatical: foca em tradução de textos completos e acuidade gramatical. Está em desuso. -  Método direto: evita traduções. O professor modela estruturas que os alunos devem repetir -  Método audiolinguístico: os alunos praticam padrões e diálogos para desenvolver estruturas específicas. Nestes métodos os alunos inferem estruturas linguísticas conforme repetem padrões Abordagem gramatical à quadro teórico comportamentalista www.educacaobilingue.com
  10. 10. Abordagem  ComunicaHva   •  Surgiu nos anos 60, com o objetivo de ir além da abordagem gramatical; •  Valoriza a experiência e a interação interpessoal •  Se efetiva em dois métodos: -  Instrução por imersão: uso mais lento de uma linguagem simplificada, com vocabulário controlado e sentenças curtas (comprehensible input); uso do currículo da série, modificado; uso de instrução temática; -  Ensino baseado em conteúdos: ensino simultâneo de língua e conteúdo; o vocabulário-chave geralmente é pré- ensinado; enfatiza a construção de pré-requisitos para a lição; usa suportes visuais e contextuais; é prevalente em muitos programas de educação bilíngue pelo mundo. •  Abordagem Comunicativa à Quadro teórico construtivista www.educacaobilingue.com
  11. 11. Abordagem  CogniHva   •  Surgiu nos anos 80 •  Vê aprendizagem como um processo de construção de sentido pelo uso de estratégias de pensamento e raciocínio; •  O aprendizado é visto tanto como atividade cognitiva quanto social e interativa; •  A ênfase está nos processos metacognitivos do aluno, ou seja, o controle ativo sobre os processos cognitivos usados na aprendizagem; •  Enfatiza a interação com textos e estruturas discursivas; •  Distingue: -  Conhecimento declarativo (o que sabemos) -  Conhecimento procedimental (o que sabemos fazer) -  Conhecimento condicional (quando, por que ou onde usar informações e habilidades) A aprendizagem ocorre na interação entre estes três tipos de conhecimentos. www.educacaobilingue.com
  12. 12. Abordagem  CogniHva   •  Vê linguagem como um processo; •  Vê as funções linguísticas como um aspecto integral de nossos eus pensantes e construtores de sentidos; •  A atuação do aluno, sua motivação e autonomia, emerge e resulta em movimento-ação, percepção e compreensão; (Van Lier, 2006) Métodos derivados desta abordagem geralmente integram teoria cognitiva com estratégias comunicativas e perspectivas construtivistas centradas na criança. www.educacaobilingue.com
  13. 13. Abordagem  CogniHva   Exemplo: CALLA – Cognitive Academic Language Learning Approach •  Usa algumas estratégias da abordagem comunicativa; •  Dá ênfase ao desenvolvimento de habilidades comunicativas acadêmicas; •  Usa instrução explícita em atividades de estratégias de aprendizagem metacognitivas; •  Desenvolve conteúdo, linguagem acadêmica e letramento. •  Há instrução explícita de estratégias como: -  Skimming o texto para identificar a orhganização conceitual e encontrar informações específicas -  Ouvir ou ler seletivamente (atenção seletiva) se atentando a palavras-chave ou marcadores linguísticos - Envolver-se com o material tomando notas e resumindo; - Perguntar, procurando esclarecimentos. Os alunos trabalham em grupos cooperativamente para resolver problemas. www.educacaobilingue.com
  14. 14. Como  ensinar?   Sem exigência cognitiva Com exigência cognitiva Contexto reduzidoContexto amplo A B C D Demandas cognitivas e suporte contextual na pedagogia bilíngue (CUMMINS, 2000:68)www.educacaobilingue.com
  15. 15. Referências:   •  CUMMINS, Jim. Language, power and pedagogy: bilingual children in the crossfire. Clevedon, Multilingual Matters, 2000 •  BAKER, Colin. Foundations of Bilingual Education and Bilingualism. 4th ed. Clevedon, Multilingual Matters, 2006 •  GARCIA, Ofelia. Bilingual Education in the 21st century: a global perspective •  VAN LIER, L. Action-based teaching: autonomy and identity. Lecture, University of Groningen, October 2, 2006 •  LESSOW-HURLEY, J. The foundations of dual language instruction. 4th ed. Boston, Pearson, 2005 www.educacaobilingue.com
  16. 16. Quer saber mais? www.educacaobilingue.com www.educacaobilingue.com

×