11ºano _Espaço Urbano/Espaço rural, o que distingue?

5,840 views

Published on

Published in: Education
0 Comments
1 Like
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total views
5,840
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
821
Actions
Shares
0
Downloads
44
Comments
0
Likes
1
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

11ºano _Espaço Urbano/Espaço rural, o que distingue?

  1. 1. OCUPAÇÃO DO ESPAÇO Geografia A – 11º ano
  2. 2. SOLO RURAL SOLO URBANO Solos com aptidão para as Áreas vocacionadas para actividades agrícolas, pecuárias, urbanização e edificação florestais ou minerais Terrenos urbanizados Ocupação urbanística desde que não implique a Solos cuja urbanização reclassificação como urbano seja programada (exº empreendimentos turísticos; edificações de apoio às Solos definidos nos PDM actividades típicas do solo rural) (planos municipais) como perímetro urbano Vias de comunicação Equipamentos e infra-estruturas
  3. 3. Espaço rural: solo
  4. 4. OCUPAÇÃO DO ESPAÇO RURAL http://georden.blogspot.com/2011/02/promover-utilizacao-sustentavel-dos.html http://www.google.com/imgres?q=portugal%2Bsolos+rurais%2Bemparcelamento
  5. 5. SOLOS RURAIS Resolução da Assembleia da República n.º 12/2011. D.R. n.º 24, Série I de 2011-02-03 A Assembleia da República resolve, nos termos do n.º 5 do artigo 166.º da Constituição, recomendar ao Governo que: 1 — Promova a utilização sustentável dos solos rurais com potencial de utilização agrícola … 2 —Aprofunde o regime de emparcelamento rural, sobretudo nas zonas de minifúndio (…); b) Crie um regime jurídico dissuasor do fraccionamento de prédios rústicos … que permitam quer o redimensionamento da exploração agrícola quer a manutenção de áreas contíguas mínimas susceptíveis de comportarem uma exploração agrícola economicamente viável; c) Constitua bancos de terras para utilização nas acções de estruturação fundiária, nomeadamente para a instalação de jovens agricultores, …
  6. 6. http://agrotec.pt/?cat=166 http://www.bolsadeterras.pt http://www.portugal.gov. pt/pt/osministerios/ministerioda-agricultura-marambiente-eordenamento-doterritorio/mantenha-seatualizado/20120416mamaot-terrascultivo.aspx
  7. 7. OCUPAÇÃO DO ESPAÇO RURAL Espigueiros na Sª do Soajo
  8. 8. OCUPAÇÃO DO ESPAÇO RURAL http://cortesdomeio.blogs.sapo.pt/2009/05/
  9. 9. OCUPAÇÃO DO ESPAÇO RURAL Mêda – Património arquitectónico a conservar
  10. 10. OCUPAÇÃO DO ESPAÇO RURAL Uma ecovia, forma da valorização do espaço rural: lazer e desporto.
  11. 11. OCUPAÇÃO DO ESPAÇO RURAL Ligação ferroviária à Galiza.
  12. 12. OCUPAÇÃO DO ESPAÇO RURAL Aljezur
  13. 13. OCUPAÇÃO DO ESPAÇO RURAL http://oxendro.blogspot.com/2011_04_01_archive.html
  14. 14. Quase 30% da população portuguesa reside nas áreas rurais, … a maior parte do espaço é rural, mas a maior parte da população vive no espaço urbano.
  15. 15. OCUPAÇÃO DO ESPAÇO RURAL http://manuelcoimbra.files.wordpress.com/2010/12/piodc3a3o-serra-do-ac3a7or-83.jpg
  16. 16. OCUPAÇÃO DO ESPAÇO RURAL Parque eólico da Sª do Açor
  17. 17. Hortas urbanas
  18. 18. Estarreja: Terreno com três mil metros quadrados dividido em hortas urbanas Parcelas de terreno dedicadas exclusivamente à produção de espécies hortícolas, plantas aromáticas, medicinais, pequenos frutos e flores de corte. As hortas constituem um importante contributo para a economia familiar e assumem grande importância na promoção de hábitos de consumo sustentáveis. http://gojiberries.blogs.sapo.pt/19773.html Objetivos do projeto: promover hábitos de alimentação saudável recorrer a produtos vegetais provenientes da agricultura tradicional responder às necessidades crescentes de contacto da população urbana com o espaço rural incentivar a requalificação ambiental de terrenos camarários
  19. 19. Distribuição de tipos de solo Os solos, ou resultam de alterações químicas, físicas e biológicas das formações geológicas, as quais dependem, em grande parte, do tipo de clima e do ritmo do tempo – dando os solos eluvionares, em geral pouco espessos, pedregosos e de baixa produtividade –, ou são o resultado da acumulação de detritos transportados pelos cursos de água – os aluviões ou solos aluvionares, em geral mais profundos do que aqueles, mas que só se encontram em áreas reduzidas nos vales largos do norte e nuns largos quilómetros quadrados nas bacias do Tejo - Sado. Seja qual for a sua origem, os solos estão sujeitos a vários tipos de erosão que contribuem para aumentar a sua degradação e o seu empobrecimento http://www.igeo.pt/atlas/cap1/Cap1d_6.html Solos castanhos Solos pedregosos pouco evoluídos Solos argilosos Solos ácidos Solos sobre depósitos fluviais recentes Solos mtº pouco evoluídos Solos negros argilosos Solos pouco evoluídos em montanhas Solos ligados a toalhas de água salgada Solos fracamente permeáveis
  20. 20. USO DO SOLO RURAL – PDM de GAIA Artigo 8.º – Classes e categorias de uso do solo 1. O território municipal reparte-se, de acordo com a delimitação constante na Carta de Qualificação do Solo da Planta de Ordenamento, nas classes de solo rural e urbano. 2. Integram-se na sua totalidade em solo rural os espaços abrangidos pelas seguintes categorias e subcategorias de qualificação do uso do solo: a) Áreas Agrícolas; b) Áreas Agro-florestais; c) Áreas Florestais: i. Áreas Florestais de Produção; ii. Áreas Florestais de Protecção. d) Áreas de Quintas em Espaço Rural. Fonte – Regulamento do PDM de Gaia http://www.gaiurb.pt/revisaopdm_11.htm
  21. 21. USO DO SOLO URBANO – PDM de GAIA 3. Integram-se na sua totalidade em solo urbano : a) Áreas Urbanizadas de Uso Geral: i. Centro Histórico; ii. Áreas Urbanizadas de Tipologia Mista; iii. Áreas Urbanizadas de Tipologia de Moradia; iv. Núcleos Empresariais a transformar. b) Áreas de Comércio e Serviços; c) Áreas Industriais Existentes; d) Áreas Turísticas; e) Áreas de Expansão Urbana de Uso Geral: i. Áreas de Expansão Urbana de Tipologia Mista; ii. Áreas de Expansão Urbana de Tipologia de Moradias; iii. Áreas de Transição. f) Áreas Industriais Previstas; g) Áreas de Verde Urbano: i. Áreas Verdes de Utilização Pública; ii. Quintas em Espaço Urbano; iii. Áreas de Logradouro.
  22. 22. OCUPAÇÃO DO ESPAÇO URBANO Câmara Municipal de V.N. de Gaia
  23. 23. OCUPAÇÃO DO ESPAÇO URBANO
  24. 24. OCUPAÇÃO DO ESPAÇO URBANO Canidelo - Gaia
  25. 25. OCUPAÇÃO DO ESPAÇO URBANO Parque Biológico de Gaia – exemplo de Áreas Verdes de Utilização Pública em espaço urbano.
  26. 26. OCUPAÇÃO DO ESPAÇO URBANO Parque Biológico de Gaia
  27. 27. 1. Complexo habitacional da Vila d´Este. 2. Hotel 3. Equipamento coletivo: parque infantil 1 OCUPAÇÃO DO ESPAÇO URBANO 2 3
  28. 28. OCUPAÇÃO DO ESPAÇO URBANO Centro comercial em V.N. de Gaia
  29. 29. OCUPAÇÃO DO ESPAÇO URBANO Estação das Devesas
  30. 30. OCUPAÇÃO DO ESPAÇO URBANO Canelas / Zona Industrial Espaços escolares – Instituto Piaget e escola de ensino básico do 1º ciclo.
  31. 31. OCUPAÇÃO DO ESPAÇO URBANO Unidade industrial
  32. 32. OCUPAÇÃO DO ESPAÇO URBANO Unidade de lazer
  33. 33. OCUPAÇÃO DO ESPAÇO URBANO Equipamento colectivo
  34. 34. Nova Tipologia urbana-rural para as regiões NUTS III nos 27 Estados-membros Regiões Predominantemente Urbanas – 80% ou mais de população urbana Regiões intermediárias– população rural entre 20 e 50% da população total Regiões Predominantemente Rurais – mais de 50% de população rural
  35. 35. Esta tipologia baseia-se na definição urbana e rural aplicada a uma malha básica de 1 km². As malhas urbanas preenchem duas condições: 1) Uma densidade de população de, pelo menos, 300 hab/km² 2) Um mínimo de 5 000 habitantes numa malha contígua para lá deste patamar de densidade. As outras são consideradas rurais.
  36. 36. Peso percentual da mancha urbana na Europa a 27 100 90 80 70 60 50 40 30 20 10 0 A mancha urbana apresenta uma população cuja - densidade populacional é de 300 Hab/km² em célula de 1km² - e valor numérico de 5 000 habitantes nas malhas contíguas à célula de 1Km² UE 27
  37. 37. Após a análise dos diapositivos que acabamos de visionar põe-se a questão: Como se diferencia o espaço rural do espaço urbano? Quais os elementos que caraterizam cada um destes espaços? Como definir cada um destes espaços face às caraterísticas evidenciadas?

×