Reportagem da fr 2

746 views

Published on

0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total views
746
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
192
Actions
Shares
0
Downloads
1
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Reportagem da fr 2

  1. 1. Araçatuba, domingo, 2 de outubro de 2011 >>Vida C3TEATRO Espaço de efervescência cultural entre os anos 1970 e 1980, o teatro Castro Alves foi palco de grandes espetáculos cênicos e musicaisCastro Alves foi inaugurado em 1968 Arquivo/Museu Histórico e Pedagógico Marechal Cândido Rondon Araçatuba não se pode engolir tudo e Talita Rustichelli que é preciso ter espírito críti- talita.nayla@folhadaregiao.com.br co", diz.U m projeto ousado para MEMÓRIA uma época em que o Infelizmente, muito das Brasil era consumido lembranças relacionadas ao In-pela ditadura militar, o Intec tec e ao teatro se perderam.(Instituto Noroestino de Traba- Em 1973, como conta Baru-lho, Educação e Cultura) foi selli, agentes do DOI-CODIidealizado e construído pelo ARTE Marília Pera se (Destacamento de Operaçõesitaliano Franco Baruselli. Hoje apresenta no palco do de Informações - Centro decom 81 anos, apesar de peque- Teatro Castro Alves no Operações de Defesa Interna),nas falhas de memória (que início da década de 1970; órgão da ditadura militar brasi-ele atribui a uma cirurgia na abaixo, grupo juvenil de leira, estiveram no local, vascu-cabeça, decorrente de um trau- teatro se apresenta para lhando e levando documentosma ocasionado por uma queda uma lotada plateia, também e fotografias.há cerca de três anos), ele lem- na década de 70; abaixo, No mesmo ano, o italia-bra com frescor dos primeiros a fachada do prédio do no, que era frequentementeanos em Araçatuba e de seus antigo Intec, ainda com o acusado de comunista (na épo-feitos políticos, educacionais e painel de Franco da ca, o mar não estava para pei-culturais. Sermide intacto (parede xe e era proibido pensar), foi O teatro Castro Alves foi foi coberta de tinta e o "convidado" a se retirar do Bra-inaugurado, assim como o es- trabalho artístico se perdeu) sil, retornando à Itália. Empaço do Intec central, em 1976, quando o regime militar1968. "O teatro foi o último começava a se abrandar, elegrande presente do Intec para pode, finalmente, voltar aoa cidade. Ali era fecundado o Brasil e retomar suas ativida-espírito de cultura e democra- des no Intec que, segundo ele,cia", diz. E explica o nome: já não tinha mais a mesma vi-"Castro Alves foi o primeiro talidade de antes.poeta a denunciar o que acon-tecia com os escravos, em Onavio negreiro. Ele deu o pri- Arquiteta afirma quemeiro grito. Está entre os poe- revitalização é umatas que muito li". forma de resgatar a Agentes do história da cultura da cidade DOI-CODI levaram A partir de 1979, o espaço documentos e que abriga o teatro passou a ser fotografias do local responsabilidade da prefeitura. Para construir o Intec, Baruselli conta ter feito um acordo com O prédio do Intec onde ho- a administração municipal, noje funciona a Casa de Cultura qual a área foi cedida por deter-Adelino Brandão, além do tea- minado período.tro, abrigava salas onde aconte-ciam cursos de artes plásticas, COMEMORAÇÕESartesanato, teatro, música, cine- A artista plástica Margare-clubes, palestras, além de um th Martins, 58, responsável pe-espaço para exposição de artes la confecção dos troféus do Fes-visuais, entre outros. tara (esculpidos em madeira), A primeira semente do ins- foi uma das pessoas que estevetituto surgiu em 1966, com a empenhada na revitalização doconstrução do CTA (Centro de teatro. "Estou vibrante com aTreinamento Agrícola), onde reabertura do teatro; o que eraatualmente se encontra a facul- uma frustração se transformoudade de medicina veterinária em realização", afirma. Ela foida Unesp e, depois, do CTI ainda uma das defensoras da(Centro de Treinamento Indus- ideia de continuar a destinartrial). Os espaços foram cons- um espaço permanente paratruídos e mantidos graças a co- exposições artísticas no locallaborações de instituições da onde hoje se encontra o MaapHolanda, Itália e Alemanha. (Museu Araçatubense de Artes Para Baruselli, o fato de Plásticas).ter vindo de uma Europa em Rosa Pavan, 51, arquitetareconstrução política e cultu- que desenvolveu o projeto deral, com o fim do nazismo e revitalização, acredita que odo fascismo, o fizeram ter um funcionamento do teatro, alémpensamento amplo. Foi a par- de proporcionar lazer à popula-tir disso que ele afirma ter re- ção, é uma forma de resgatar aconhecido o valor da arte e da história da cultura da cidade.cultura, o que o levou a inves- Franco Baruselli sente-setir nelas. "A cultura é a capaci- satisfeito com a revitalização dodade de enxergar o mundo, local que construiu e comple-distinguir a verdade do erro. menta: "se eu não tivesse 81Os trabalhadores - rurais e ur- anos e com essas falhas na me-banos - precisavam saber que mória, recomeçaria". Local é visto como ‘divisor de águas’ Elis Regina, Toquinho e Vinicius de na cultura e arte araçatubenses Morais estiveram no palco do CA "O teatro simboliza um Antes ou depois dos espetácu- e cada grupo se sustentava fi- Pelo palco do "Castro Al- rios e figurinos para alguns des Mazzini recordam do es- marco divisor na cultura de los, as pessoas mais intelectua- nanceiramente; não havia ne- ves" passaram importantes no- grupos da cidade. petáculo "Apareceu a Margari- Araçatuba", afirma o músico e lizadas se reuniam ali para nhum tipo de verba da prefei- mes da música e do teatro bra- Ele recorda que o melhor da", monólogo com Marília jornalista Alcides Mazzini, conversar sobre diversos as- tura. Ninguém fazia por di- sileiro. Elis Regina, Toquinho, espetáculo teatral que assistiu Pera. A peça esteve em cartaz que ministrou aulas de violão suntos", lembra. nheiro, fazia por amor à ar- Vinícius de Morais, Jorge no teatro era de um grupo do no início da década de 70 e o no Intec e se apresentou no te", conta. Mautner, o grupo de Gianfran- sul. "A peça era Mockinpott, texto é considerado o mais re- teatro com a banda Stylo A na cesco Guarnieri, e os atores texto de Peter Weiss. O espe- presentativo do dramaturgo década de 70, na qual tocava Teatro era INTERCÂMBIO Raul Cortez, Paulo Betti, Eva Roberto Athayde. guitarra. O grupo era um pro- O local, segundo ela, pro- Wilma e Tony Ramos são al- uma espécie de INÍCIO jeto direcionado à execução porcionava um importante in- guns deles. Espaço de músicas da Jovem Guarda “reduto da tercâmbio artístico, em todos Mauro Rico, arquiteto e Mauro Rico, como outros foi o com vocalizações "ousadas", esquerda” do os sentidos. "O Intec incenti- músico, tinha cerca de 20 artistas araçatubenses, come- conforme explica. município vava vários segmentos da ar- anos na época do auge das ati- berço çou sua vida musical ali. É o Ele lembra que o respon- te. Havia oficinas, inclusive vidades do teatro. Ele lembra- de alguns caso também do violonista e sável pela programação do fui aluna de artes plásticas da se especialmente de uma noi- cantor César Menezes, que teatro (e, consequentemente, D. Mildred Paccitti Rocha. te em que foram reunidos artistas começou tocando pífano na por grande parte da guinada A artista plástica Margare- Lembro-me de ficar sentada dois grandes shows: Jards Ma- araçatubenses banda "Música Livre", em cultural da cidade) era Paulo th Martins conta que realiza- nos corredores, esculpindo e calé e Milton Nascimento. Ele 1977, que se transformou no Grobe. va também trabalhos como conversando com o pessoal conta ter tocado em uma apre- grupo "Trilhos Urbanos" . atriz e se apresentava com um de outras áreas; um falando sentação com o músico cea- táculo era todo feito em sím- "A primeira vez que subi REUNIÕES grupo (do qual não se lembra sobre a arte do outro, era rense Calé Alencar. bolos, difícil de ser compreen- em um palco foi no Castro Para o secretário de Cul- o nome), dirigido pelo ator e uma grande troca de expe- dido, numa linguagem que Alves, com 17 anos", conta tura Hélio Consolaro, o teatro músico Magno Martins, que riências. Aliás, conheci pes- CENÁRIOS aguçava a reflexão em época Menezes. Hoje, ambos inte- era uma espécie de "reduto hoje vive em São Paulo. soas de quem sou amiga até Massato Ito, artista plásti- de ditadura. Achei impressio- gram o grupo Companhia e da esquerda" do município. "Fazíamos teatro amador hoje", conta.TR co, foi o responsável pela ela- nante", diz. Música, junto com Querô, boração e produção de cená- Margareth Martins e Alci- Pepa e Makô.TR

×