Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.

Kanban - Deca Duratex

514 views

Published on

Lean Day Vale do Paraiba Kanban - Deca Duratex

Published in: Business
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

Kanban - Deca Duratex

  1. 1. LEANDAYVALEDOPARAÍBA Dezembro 2015Dezembro 2015
  2. 2. LEANDAYVALEDOPARAÍBA Dezembro 2015 Palestrante Sobre o Palestrante: Almir Gomes de Souza Gerente Engenharia Industrial e Logística Graduado em Engenharia Metalúrgica pela Escola Politécnica da USP, Pós Graduado em Administração e MBA em Gestão Empresarial pela FIA. Carreira construída gerenciando unidades de produção em grandes empresas como Alcan e Deca. Em 2014 foi convidado a criar uma nova área, tendo como desafio gerenciar o ciclo do pedido da Deca desde sua entrada na carteira até a entrega final no cliente. 2
  3. 3. LEANDAYVALEDOPARAÍBA Dezembro 2015 Maior fabricante de painéis e pisos laminados de madeira, louças e metais sanitários do Hemisfério Sul, além de produzir aquecedores solares e chuveiros eletrônicos Líder no mercado brasileiro com as marcas Deca, Hydra, Durafloor e Duratex 64 anos de experiência nos mercados da América Latina, Europa e EUA Visão Geral 3
  4. 4. LEANDAYVALEDOPARAÍBA Dezembro 2015 Visão Geral 12 mil colaboradores 15 unidades industriais no Brasil, além de 3 fábricas de painéis na Colômbia (Tablemac) 1.200 itens em louças sanitárias 5.000 itens em metais 3.500 itens entre as linhas de pisos Durafloor, Painéis e Chapas de Fibra, e Rodapés 4
  5. 5. LEANDAYVALEDOPARAÍBA Dezembro 2015 Visão Geral Receita líquida em R$ milhões 3.3732012 2013 2014 3.873 3.985 14,8% 2,9% Carteira com mais de 20 mil clientes e exportações para 30 países 5
  6. 6. LEANDAYVALEDOPARAÍBA Dezembro 2015 Visão Geral Ebtida em R$ milhões / Margem Ebtida em % 1.0242012 2013 2014 1.200 952,1 30,4% 31% 23,9% 6
  7. 7. LEANDAYVALEDOPARAÍBA Dezembro 2015Dezembro 2015 Filme 7
  8. 8. LEANDAYVALEDOPARAÍBA Dezembro 2015 Fábricas Deca Louças Jundiaí Metais Planidil Metais São Paulo Louças Sul Louças Paraiba Louças Recife Louças Queimados Metais Jacareí 8
  9. 9. LEANDAYVALEDOPARAÍBA Dezembro 2015 Metais sanitários Deca • BÁSICOS HYDRA • ACABADOS Registros de Gaveta, Registros de Pressão, Registro de Esfera, Torneira de Bóia, Válvulas Hydra: Slim, Duo, Max, Plus, Eco, Clean, Pro e Retrô. Misturadores e Monocomandos, Filtros, Acessórios, Torneiras (Cozinha e Banheiro), Acabamentos, Duchas , Chuveiros, Desviadores, Complementares 9
  10. 10. LEANDAYVALEDOPARAÍBA Dezembro 2015 Produto 10
  11. 11. LEANDAYVALEDOPARAÍBA Dezembro 2015 Processos EXPEDIÇÃOPARAOMERCADO Fundição Bronze Fundição Latão Forjaria Estamparia Injeção Plástico Injeção Zamak Usinagem Soldas Dobras Afinação (lixa) e Polimento Banho Galvânico, PVD e Pintura Epóxi Registros Torneiras Válvula Hydra Chuveiros Misturadores Acessórios Processos Primários Processos Mecânicos Acabamento Montagem Conformação de Tubos METAIS 11
  12. 12. LEANDAYVALEDOPARAÍBA Dezembro 2015 Complexidade operacional 12
  13. 13. LEANDAYVALEDOPARAÍBA Dezembro 2015 Processo de Atendimento INTEGRADO do Ciclo-do- Pedido Gestão sobre INDICADORES de Nível de Serviço (OTIF) Maior SATISFAÇÃO dos Clientes MELHORIA Contínua – Melhores Práticas Maior INTEGRAÇÃO interna Comercial x Industrial Melhor RELACIONAMENTO com Fornecedores – Transportadoras N G P Desafio: Atendimento ao cliente 13
  14. 14. LEANDAYVALEDOPARAÍBA Dezembro 2015 Comercial Planejamento Industrial • Gestão do Cliente • Política de Serviço • Previsão de Demanda • Entrada de Pedidos até Liberação • Política de Estoques • Plano de Produção • Plano de Compras • Orçamento • Conformidade ao Plano e “Fluxo Kanban” • Qualidade • Custo de Produção NGP • Alocar/ Empenhar Estoque • Planejamento e controle da Produção  gestão do Kanban • Formar cargas • Faturamento • Monitorar e Rastrear Pedidos • Gerenciar OTIF Responsabilidades 14
  15. 15. LEANDAYVALEDOPARAÍBA Dezembro 2015 OTIF On Time = cumprimento da promessa de TEMPO In Full = cumprimento do compromisso de INTEGRALIDADE Item Qtde. Venda Data Prometida Qtde Real Data Real Qtde Real Data Real Qtde Real Data Real Produto A 16 06/fev 16 06/fev 16 10/fev 16 06/fev Produto B 32 06/fev 32 06/fev 32 10/fev 32 06/fev Produto C 48 06/fev 48 06/fev 48 10/fev 48 06/fev Produto D 64 06/fev 63 06/fev 64 10/fev 64 06/fev Situação 3 On Time = OK In Full = OK OTIF = OK Situação 1 On Time = OK In Full = Não OK OTIF = ZERO Situação 2 On Time = Não OK In Full = OK OTIF = ZERO Medida do Nível de Serviço 15
  16. 16. LEANDAYVALEDOPARAÍBA Dezembro 2015 Estoque x % Pedidos Integrais Comportamento do Estoque x % Pedidos Integrais no período de 2.012 a 2.014 Por Volume de Estoque 17
  17. 17. LEANDAYVALEDOPARAÍBA Dezembro 2015 Estoque x In Full 18
  18. 18. LEANDAYVALEDOPARAÍBA Dezembro 2015 On Time 19
  19. 19. LEANDAYVALEDOPARAÍBA Dezembro 2015 Kanban Pré-requisitos: estabilidade, disciplina e padronização “ Face visível” do sistema de produção puxada. - o que produzir - quanto produzir - quando produzir Evitando excessos ou faltas 21
  20. 20. LEANDAYVALEDOPARAÍBA Dezembro 2015 Kanban Deca – Dimensionamento Ex: demanda 100 – 4 lotes/mês – aderência 80% Flutuações Demanda  “Pulmão” Tamanho do lote : Demanda* = 100 = 25 Frequência 4 Flutuações Produção  “Segurança” 25 10 20 - 3 meses histórico vendas - 2 meses Previsão Vendas - 4 meses Orçamento *Demanda média 1 “s “ de 6 meses de histórico do consumo do processo “cliente” Indicador = 1 – “Aderência” do processo fornecedor” = 20% 22
  21. 21. LEANDAYVALEDOPARAÍBA Dezembro 2015 Ponto de Disparo Parâmetros: Tempo de processamento = 1 + Fila de produção = 1 2 dias Demanda = 100  5 produtos/dia 2 dias de demanda 10 produtos  Ponto de disparo = 40 produtos 40 55 Kanban Deca – Dimensionamento Ex: demanda 100 – 4 lotes/mês – aderência 80% 25 10 20 23
  22. 22. LEANDAYVALEDOPARAÍBA Dezembro 2015 Kanban Deca - Dinâmica Fundição Usinagem Acabam. Ponto de disparo Quando o ponto de disparo é atingido, o cartão Kanban volta para a fundição programar a reposição. As peças continuam sendo consumidas até o final do lote. Área fornecedora programa a reposição do Lote informado no cartão. 24
  23. 23. LEANDAYVALEDOPARAÍBA Dezembro 2015 Fundição Ponto de disparo O supermercado é reabastecido e o cartão retorna junto com as peças. Usinagem Acabam. Kanban Deca - Dinâmica 25
  24. 24. LEANDAYVALEDOPARAÍBA Dezembro 2015 Fundição Ponto de disparo As peças processadas, são enviadas para o supermercado na área de Acabamento. Usinagem Acabam. Kanban Deca - Dinâmica 26
  25. 25. LEANDAYVALEDOPARAÍBA Dezembro 2015 Flutuações Demanda Tamanho do lote Flutuações Produção 25 10 20 Kanban Deca – Buscando melhorias 55 27
  26. 26. LEANDAYVALEDOPARAÍBA Dezembro 2015 Flutuações Demanda  Mercado Tamanho do lote Flutuações Produção 25 10 20 Kanban Deca – Buscando melhorias 55 28
  27. 27. LEANDAYVALEDOPARAÍBA Dezembro 2015 Flutuações Demanda Tamanho do lote Flutuações Produção 25 10 20 Kanban Deca – Buscando melhorias 55 DEPEDEM DA OPERAÇÃO 29
  28. 28. LEANDAYVALEDOPARAÍBA Dezembro 2015 Pulmão Segurança Estoque Tamanho de Lote#1 Tamanho de Lote #2 1 Ciclo / Periodo 2 Ciclos / Periodo Estoque Total #2 Estoque Total #1 Lean Production: - Trabalho padronizado - Redução de Setups Kanban Deca – Buscando melhorias 30
  29. 29. LEANDAYVALEDOPARAÍBA Dezembro 2015 Lean Production: - Redução de Variabilidade no processo produtivo - Qualidade Kanban Deca – Buscando melhorias 31
  30. 30. LEANDAYVALEDOPARAÍBA Dezembro 2015 MUDANÇA NA GESTÃO • Estratégia de implementação  cultura • Mudança na atuação da Supervisão de Produção • Integração dos fornecedores ao Kanban COMPLEXIDADE • Momento de demanda mais baixa • Lean em estágios diferentes nas áreas • 15.000 SKUs componentes e 5.000 SKUs produtos • 2 fábricas complementares (+ de 800 máquinas) • Balanceamento de estoque sem interferir no nível de serviços • Produção • NGP • Kaizen House EQUIPE É fácil implantar o sistema? 32
  31. 31. LEANDAYVALEDOPARAÍBA Dezembro 2015 ETAPA 1 • Definição de onde inserir supermercados • Definição de onde haverá FIFO • Criação e Implantação física do sistema • Fabricados • Comprados • Gestão do Kanban • e-KANBAN ETAPA 2 ETAPA 3 Kanban na Deca: Etapas de implantação 33
  32. 32. LEANDAYVALEDOPARAÍBA Dezembro 2015 ETAPA 1 • Definição de onde inserir supermercados • Definição de onde haverá FIFO Kanban na Deca: Etapas de implantação 34
  33. 33. LEANDAYVALEDOPARAÍBA Dezembro 2015 Forja Serra Coquilha Bronze Estamp. Confor. Afi. + Pol (manual) Afi. + Pol (manual) Afinação Galvano Afi. + Pol (manual) Afinação (autom.) Mont. Mont. MP Dobra Polimento (autom.)Brasagem Polimento (autom.) Brasagem Demanda Usinagem 1 Fluxo de informação Fluxo físico Produto acabado Usinagem 2 35
  34. 34. LEANDAYVALEDOPARAÍBA Dezembro 2015 ETAPA 1 • Definição de onde inserir supermercados • Definição de onde haverá FIFO • Gestão do Kanban • e-KANBAN ETAPA 3 Etapas de implantação • Criação e Implantação física do sistema • Fabricados • Comprados ETAPA 2 36
  35. 35. LEANDAYVALEDOPARAÍBA Dezembro 2015 6 caixas 2 horas Ponto de Disparo: Área: 15 cxs = 4 horas Área: COQ 750 Pçs CBT ORIGEM 6224001FUN DESTINO Máquina: SM13 Corpo da Torneira M.C.Filtro 2240C COQ-BI CBT-NH Lote de Produção: Roteiro: COQ-BI . COQ-CQ . COQ-SQ . CBT-NH . CBT-BF . CBT-BF . CBT-BF . CBT-BF . CBT-BF . CBT-BF . CBT-AV . CBT-BF . CBT-BF . CBT-BF . CBT-BF . CBT-BF . CBT-AV . GAU-EY . GAU-CN . GAU-DE Área: LOTE: 1 FARDO - 1.000kg Fabricação de Metais CÓDIGO: 8500 ZINCO ELETROLÍTICO DESTINO Componente Fabricado Kanban de lote Ponto de Disparo Componente Comprado Kanban de embalagem 1 kanban por embalagem Kanban Fabricado / Comprado 37
  36. 36. LEANDAYVALEDOPARAÍBA Dezembro 2015 SM 13 – CBT Cartões posicionados no ponto de disparo SM 17 – Fab.3 Posição dos Cartões Kanban na Deca: Visão física 38
  37. 37. LEANDAYVALEDOPARAÍBA Dezembro 2015 Fila de peças à serem processadas Movimentação das peças nos SM’s Kanban na Deca: Visão física Cartão na máquina. 39
  38. 38. LEANDAYVALEDOPARAÍBA Dezembro 2015 Os cartões das peças consumidas devem ser levados para os Porta Cartões. Os cartões devem ser amarrados nas caixas para evitar perda do cartão. Kanban na Deca: Visão física 40
  39. 39. LEANDAYVALEDOPARAÍBA Dezembro 2015 Os cartões não podem estar em caixas com lixo ou quebradas. Os cartões não podem ser rasurados. Kanban na Deca: Percalços na Implantação 41
  40. 40. LEANDAYVALEDOPARAÍBA Dezembro 2015 ETAPA 1 • Definição de onde inserir supermercados • Definição de onde haverá FIFO • Gestão do Kanban • e-KANBAN ETAPA 3 Etapas de implantação • Criação e Implantação física do sistema • Fabricados • Comprados ETAPA 2 42
  41. 41. LEANDAYVALEDOPARAÍBA Dezembro 2015 e - Kanban Composição Gráfica Gestão do kanban: O sistema não é estático 43
  42. 42. LEANDAYVALEDOPARAÍBA Dezembro 2015 Fabricados Comprados Supervisão mais focada na operação Programação da produção – puxada pela demanda Disseminação cultura Lean Fábrica mais eficiente (menos excessos) - disciplina Melhora no atendimento – (redução carteira descoberta) Redução de 60% no estoque de matéria-prima Programação de compras mais alinhada com a demanda Resultados - Gestão 44
  43. 43. LEANDAYVALEDOPARAÍBA Dezembro 2015 Resultados - Estoques Implantação do Kanban Redução de 60% no estoque de Matéria Prima 45
  44. 44. LEANDAYVALEDOPARAÍBA Dezembro 2015 Resultados – Lead Time 46
  45. 45. LEANDAYVALEDOPARAÍBA Dezembro 2015 Próximos passos Picking Armazém Exped. Mont. Milk run SAP 9988554 6585447 8965001 SM EXP. SM Armazém de componentes SAP x KANBAN x PC-FACTORY Kanban componentes 47
  46. 46. LEANDAYVALEDOPARAÍBA Dezembro 2015 Nosso “GOL” • OTIF: 81% • (90% de “In-full” e 90% de “On-time”) • Redução de estoques (20%) 48
  47. 47. LEANDAYVALEDOPARAÍBA Dezembro 2015 CONTATO Almir Gomes de Souza Tel.: 11 3874-1415 49

×