Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.

Projeto Lean Melhoramentos Florestal

509 views

Published on

Lean Day Vale do Paraiba - Projeto Lean Melhoramentos Florestal

Published in: Business
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

Projeto Lean Melhoramentos Florestal

  1. 1. UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO Escola de Engenharia de Lorena – EEL LEANDAYVALEDOPARAÍBA Projeto Lean Melhoramentos Florestal Denivaldo Toledo Camargo Leandro Bonifácio José da Silva Amauri Donizete da Silva Dezembro 2015
  2. 2. UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO Escola de Engenharia de Lorena – EEL LEANDAYVALEDOPARAÍBA Histórico 2
  3. 3. UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO Escola de Engenharia de Lorena – EEL LEANDAYVALEDOPARAÍBA Unidades de Manejo 3
  4. 4. UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO Escola de Engenharia de Lorena – EEL LEANDAYVALEDOPARAÍBA Produtos 4
  5. 5. UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO Escola de Engenharia de Lorena – EEL LEANDAYVALEDOPARAÍBA PROJETO CLARYUM 2016 5
  6. 6. UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO Escola de Engenharia de Lorena – EEL LEANDAYVALEDOPARAÍBA Estudo de caso: Aplicação da Logística Lean no Setor Florestal Dezembro 2015 6
  7. 7. UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO Escola de Engenharia de Lorena – EEL LEANDAYVALEDOPARAÍBA Sete Desperdícios Problema Valor Superprodução Atividades executadas além da necessidade. Altos custos com estoques desnecessários e risco de perdas dos estoques, etc. Transporte Má utilização da capacidade dos veículos, falta de planejamento das rotas etc. Altos custos com fretes. Estoque Baixa acuracidade da previsão, gera desbalanceamento dos estoques, baixo giro dos estoques etc. Altos custos com estoques desnecessários e risco de perdas dos estoques, etc. Espera Veículos aguardando carga e descarga, parada de linhas de produção etc. Impacto nos custos de fretes, custos transformação de produtos, etc. Movimentação Máquinas no Pátio de madeira, Floresta e pessoas. Impacto nos custos de fretes, custos transformação de produtos, etc. Os Sete Desperdícios 7
  8. 8. UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO Escola de Engenharia de Lorena – EEL LEANDAYVALEDOPARAÍBA Antes 8
  9. 9. UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO Escola de Engenharia de Lorena – EEL LEANDAYVALEDOPARAÍBA Antes 9
  10. 10. UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO Escola de Engenharia de Lorena – EEL LEANDAYVALEDOPARAÍBA Caminhão aguardando carregamento no campo Caminhão aguardando Descarregamento na fábrica 42 min 35 min Sequência de Operações de Transporte 10
  11. 11. UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO Escola de Engenharia de Lorena – EEL LEANDAYVALEDOPARAÍBA Depois 11
  12. 12. UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO Escola de Engenharia de Lorena – EEL LEANDAYVALEDOPARAÍBA Depois 12
  13. 13. UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO Escola de Engenharia de Lorena – EEL LEANDAYVALEDOPARAÍBA Plataforma roll on roll off Carga Plataforma roll on roll off Descarga Processamento madeira em uma Mesa traçadora Milk Run Sequência de Operações de Transporte 10 min 10 min Tempo de transporte varia de região para região Caminhão nunca fica parado 13
  14. 14. UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO Escola de Engenharia de Lorena – EEL LEANDAYVALEDOPARAÍBA Ganhos Antes do Projeto 4 viagens/dia Média de 88m³/dia Depois do Projeto 6 viagens/dia Média de 132m³/dia Redução de 20% Na tarifa Potencial 8 viagens/dia Média de 176m³/dia 14
  15. 15. UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO Escola de Engenharia de Lorena – EEL LEANDAYVALEDOPARAÍBA Estudo de caso: By Pass Descascadeira Dezembro 2015 15
  16. 16. UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO Escola de Engenharia de Lorena – EEL LEANDAYVALEDOPARAÍBA Os Sete Desperdícios Sete Desperdícios Problema Valor Processamento Desnecessário Madeira descascada passando pela descascadeira Redução no consumo de energia elétrica e spare parts e eliminação no risco de acidente Espera Devido a compressão dos rolos o processo de descascar a madeira é mais lento que o corte Fluxo contínuo Movimentação Desnecessária Funcionário acompanhando equipamento que não acrescenta valor Funcionário dedicado aos equipamentos que agregam valor 16
  17. 17. UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO Escola de Engenharia de Lorena – EEL LEANDAYVALEDOPARAÍBA ANTESDEPOIS Madeira descascada enroscada na descascadeira Preparação de toretes 17
  18. 18. UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO Escola de Engenharia de Lorena – EEL LEANDAYVALEDOPARAÍBA Economia de energia elétrica Parada de produção Manutenção Mecânica Redução de acidente na linha devido ao enrosco da madeira 18,7 kWh da Descascadeira 3 horas mês Requisição de peças Ganhos 18
  19. 19. UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO Escola de Engenharia de Lorena – EEL LEANDAYVALEDOPARAÍBA Link entre os Projetos Antes Madeira 2,40 m C/Casca 100% do descascamento na linha Baixa Produtividade da Colheita Resíduo Custo Fixo Elevado Depois Madeira 6,00 m 80% S/Casca 20% do descascamento fora da linha Aumento da Produtividade da Colheita 20% gerando receita Redução do Custo Fixo 19
  20. 20. UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO Escola de Engenharia de Lorena – EEL LEANDAYVALEDOPARAÍBA 20 Perguntas Obrigado !

×