A Paisagem do Sítio Histórico de Olinda: Conceito e Conservação (Fábio Cavalcanti)

1,437 views

Published on

Apresentação realizada por Fábio Cavalcanti (IPHAN) no Seminário sobre a Cobertura Vegetal na paisagem do Sítio Histórico de Olinda, em 04/10/2011.

Published in: News & Politics
0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total views
1,437
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
438
Actions
Shares
0
Downloads
18
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

A Paisagem do Sítio Histórico de Olinda: Conceito e Conservação (Fábio Cavalcanti)

  1. 1. SEMINÁRIO <br />A COBERTURA VEGETAL NA PAISAGEM <br />DO SÍTIO HISTÓRICO DE OLINDA<br />Olinda, 04 de outubro de 2011<br />
  2. 2.
  3. 3. Olinda não é uma cidade, é um jardim pontilhado de obras de arte... <br />(Michel Parent. Paris, 1968)<br />
  4. 4.
  5. 5. “De limpeza e claridade<br />É a paisagem defronte.<br />Tão limpa que se dissolve<br />A linha do Horizonte.”<br />...<br />“Olinda é só para os olhos,<br />Não se apalpa, é só desejo<br />Ninguém diz: é la que eu moro<br />Diz somente: é lá que eu vejo.”<br />Carlos Pena Filho<br />
  6. 6.
  7. 7. “Olinda é uma cidade verde, à beira do mar, com um espaço vegetal tão importante quanto o próprio monumento.”<br />Aluísio Magalhães <br />
  8. 8.
  9. 9.
  10. 10.
  11. 11.
  12. 12.
  13. 13.
  14. 14.
  15. 15.
  16. 16.
  17. 17.
  18. 18.
  19. 19. Critérios da Unesco:<br />(ii) Representar uma importante permuta de valores humanos, durante um determinado período de tempo ou dentro de uma área cultural específica, como o desenvolvimento da arquitetura, das artes monumentais, do planejamento urbano ou do desenho de paisagens;<br />(iv) Ser um exemplo excepcional de um tipo de edificação, ou conjunto arquitetônico, ou uma paisagem que ilustre uma ou várias etapas significativas da história humana.<br />
  20. 20. Artigo 5 - Expressão das relações estreitas entre a civilização e a natureza, lugar de deleite, próprio à meditação ou ao sonho, o jardim assume assim o sentido cósmico de uma imagem idealizada do mundo, um "paraíso" no sentido etimológico do termo, mas que é testemunho de uma cultura, de um estilo, de uma época, eventualmente dependente da originalidade do seu criador.<br />Carta de Florença, 1981.<br />
  21. 21.
  22. 22.
  23. 23. Obrigado!<br />FábioCavalcanti<br />Escritório.olinda@iphan.gov.br<br />Iphanolinda.wordpress.com<br />(81) 3429-6003<br />

×