Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.

O Multiplicador Eike Batista

2,495 views

Published on

Reportagem sobre o empresário Eike Batista. De Sebastião Ribeiro.

Published in: Technology, Business
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

O Multiplicador Eike Batista

  1. 1. | 28 | Economia > ZERO HORA > DOMINGO | 2 | DEZEMBRO | 2007 AG Mineiro arrojado SUPERSTIÇÃO EBX, MPX, MMX, OGX, LLX. A letra xis no final é a marca dos empreendi- mentos de Eike Batista. Não se trata de abreviação de alguma palavra. É mais uma superstição. Sinal de multiplicação, o “X” ajudaria a multiplicar as riquezas, acredita o empresário. EIKE Entre os mais próximos, o nome de Eike tem sempre a pronúncia “Aike”. Tem explicação. Filho de mãe germânica, o nome é falado como em alemão. Em re- cente entrevista, Eike Batista destacou que, da mãe, herdou a disciplina. RADICAL Eike tem apreço pelos esportes. Velo- zes e radicais. Ele já foi campeão mun- dial de motonáutica. Ano passado, bateu recorde de veloci- dade na travessia Santos-Rio, com uma lancha pela qual pagou US$ 1 milhão. Anda a até 200 quilômetros por hora, o brinquedo. NO RIO GRANDE DO SUL O grupo de Eike Batista já tem tentá- culos no Rio Grande do Sul. Há cerca de Nos planos do investidor supersticioso, colecionador de mais sucessos que fracassos, está a construção de um porto maior que Santos em Peruíbe, São Paulo três anos, a MPX comprou 70% de uma mina de carvão da Copelmi, que hoje detém 30% do negócio, em Candiota, na Gente Eike Batista, dono do Grupo EBX, surpreendeu como das Minas e Energia e ex-presidente Região da Campanha. da Vale do Rio Doce Eliezer Batista. Com capacidade de extração entre 10 o maior investidor do leilão da ANP, no último dia 27 Eike, 50 anos, foi talhado para atuar e 14 milhões de toneladas por ano, o lo- em infra-estrutura. Além da influência cal não está em produção no momento, paterna, formou-se em Engenharia mas tem licença para operar e recebe O sedutor que Metalúrgica pela Universidade de Aa- chen, na Alemanha, e é fluente em cin- co línguas. O texto da EBX que o apre- senta na internet informa, com orgu- lho, que o empresário começou cedo: “ainda na faculdade, vendia apólices manutenção periódica. A estimativa é de que a retirada do mi- neral comece em 2010, para suprir a de- manda da usina termelétrica Seival, um projeto para Candiota, com capacidade de geração de cerca de 500 megawatts só pensa no X de seguro para reforçar o orçamento”. e que será construída para a Tractebel. Mas foi no Brasil que começou a forjar A MPX tem o projeto Seival II, usina a própria riqueza. que estaria gerando energia em 2014 com capacidade de 600 megawatts. Negócios diversos incluem até um barco para festas O GRUPO EBX Atua nas áreas de mineração, ener- SEBASTIÃO RIBEIRO Em 1980, aos 23 anos, fundou o gética, logística, imobiliária, ambiental, EIKE BATISTA, EMPRESÁRIO Grupo EBX. Com US$ 500 mil toma- florestal e de entretenimento. EM ENTREVISTA AO JORNAL O GLOBO, AO FALAR SOBRE A O poder de sedução do em- dos de investidores, mandou-se para Além do Brasil, tem negócios em pa- presário Eike Batista parece CARGA TRIBUTÁRIA RECLAMADA PELOS EMPRESÁRIOS Amazônia, entrou no rentável negócio íses como Chile, Argentina e Canadá. não atingir apenas belas mu- “Manda eles irem para o Canadá. Quando todo de garimpo de ouro e começou a ven- O grupo é avaliado em mais de US$ 15 lheres. Alçado a celebridade du- mundo estiver pagando, aí você verá todos se der a produção para joalheiros. Aos bilhões. rante o casamento de 13 anos organizarem. Aqui a maior parte não paga.” poucos, começou a ampliar – e como! com Luma de Oliveira, o hoje – sua área de atuação, da mineração POLÊMICA BANCO DE DADOS namorado da também modelo para outros setores. Hoje, sua holding No carnaval Flávia Sampaio aposta na sua controla OGX, LLX, MPX (mineração de 1998, mes- capacidade de seduzir investi- dos recursos naturais, apontam espe- – A OGX entrou com uma agres- e metálicos), além de negócios tão di- mo sem estar dores na ponta de um império cialistas. O momento é o ideal para sividade grande no leilão, com uma versos como um restaurante chinês no sambódro- de US$ 15 bilhões. seduzir investidores. quantidade de recursos que impres- e um barco de diversões no Rio. Sem mo, Eike gerou – Esse é um negócio relativamen- sionou a todos – diz o diretor geral da contar o projeto de um hospital-dia na muita polêmica. E nquanto se prepara para lançar ações de duas de suas empresas na bolsa – A LLX (área de logística) e te comum, o de primeiro adquirir o bloco e depois procurar gente para se tornar sócio. E, normalmente, se en- Organização Nacional das Indústrias de Petróleo, Elói Fernandez. capital carioca e o investimento de 240 mil hectares de terras no Chile para exploração imobiliária e turística. Seu nome esta- va escrito na coleirinha que Luma de Oli- veira, sua mulher na época, levou para a a MPX (energia) –, o dono do grupo contra, porque hoje sobra dinheiro no Na faculdade, empresário A assinatura de Eike em um empre- Marquês de Sapucaí. EBX, holding com projetos até no Rio mundo para isso – avalia o pesquisa- vendia apólices de seguro endimento, no entanto, não é sinôni- Grande do Sul, surpreendeu na sema- dor de energia Giuseppe Baccocoli, da mo de sucesso garantido. Basta lem- O EMPRESÁRIO na passada arrematando, por meio da Universidade Federal do Rio. A estratégia que Eike adotou na brar o baque que sofreu ano passado, subsidiária OGX, 21 blocos para pros- Os lances no leilão da ANP dizem formação da OGX, criada em junho, quando Evo Morales “expulsou” sua O mineiro, nascido em Governador Va- pecção de gás e petróleo. muito do perfil de Eike – pai de dois mas que realmente debutou no leilão siderúrgica da Bolívia. Ou então o jipe ladares, e que quando crianças foi para Fã da letra X – sinal para multi- meninos – como empresário. Arro- da terça-feira, foi semelhante à aplica- JPX, fabricado por ele entre os anos 90 o Rio, tem 50 anos, é pai de dois filhos e plicar riquezas –, pagou R$ 1,547 jado. Ambicioso. Ousado. Surpreen- da em outras empresas. Chamou exe- e o início desta década. Mas os suces- hoje está à frente de um império de bilhão, 75% do arrecadado no pre- dente. São alguns dos predicados do cutivos de alto nível e reconhecimento sos têm sido maiores que os fracas- gão da Agência Nacional de Petróleo, investidor supersticioso, fã do número no mercado, como o ex-presidente da sos. E os sonhos, maiores do que os dos quais R$ 1,39 bilhão próprios e o restante de sócios. Como em tantas 63, que não hesita em dar largos pas- sos para se tornar um dos maiores Petrobras Francisco Gros. O presidente da holding, no entanto, sucessos. Entre os megaprojetos está a construção de portos, sendo um deles US$ 15 outras empreitadas de sua vida, o mi- neiro Eike terá a tarefa de buscar par- ceiros para levar a cabo a exploração homens de negócios do país. Nem que tenha de gastar milhões a mais em relação ao esperado. tem ele mesmo um respeitável currí- culo que ajuda a dar credibilidade aos seus negócios. Seu pai é o ex-ministro em Peruíbe, no litoral paulista, que superaria o porto de Santos, o maior da América Latina. bilhões

×