Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.

Mário Cesariny de Vasconcelos

5,415 views

Published on

Conhecer a vida e obra de um poeta surrealista português: Mário Cesariny de Vasconcelos - Trabalho de Inês Soares (10ºD | Escola Básica 2,3/S de Vale de Cambra), no âmbito do estudo dos poetas do século XX, na disciplina de Português.

Published in: Education
  • Be the first to comment

Mário Cesariny de Vasconcelos

  1. 1. Mário Cesariny deVasconcelos<br />Inês Soares 10ºD<br />
  2. 2. Pontos importantes na sua biografia:<br /><ul><li>Frequentou a Escola de Artes Decorativas António Arroio e a Académie de La Grande Chaumière, em Paris;
  3. 3. Estudou música com o compositor Fernando Lopes Graça;
  4. 4. 1947: encontra-se com André Breton;
  5. 5. Participa com Alexandre O’Neill, António Pedro etc., no Grupo Surrealista de Lisboa;
  6. 6. Funda o "Grupo Surrealista Dissidente”;
  7. 7. Primeiro livro de poesia: Corpo Visível, publicado em 1950;
  8. 8. Prémios: Grande Prémio Vida Literária APE/CGD e Grã-Cruz da Ordem da Liberdade.</li></ul>Inês Soares 10ºD<br />
  9. 9. O Surrealismo e o Poeta<br />Escritor surrealista, mas por vezes a sua poesia é tão consciente e verdadeira que é difícil qualificá-la como verdadeiramente surrealista. A sua poesia apresenta afinidades com nomes tão variados quanto Álvaro de Campos, Mário de Sá-Carneiro, António Maria Lisboa e outros surrealistas franceses Breton e Artaud.<br />Mário Cesariny, com a sua poesia, influenciou muitos poetas à semelhança dos escritores do Orpheu.<br />Inês Soares 10ºD<br />
  10. 10. Obras mais importantes<br /><ul><li>Poesia -1961;
  11. 11. Planisfério e Outros Poemas -1961;
  12. 12. Um Auto para Jerusalém -1964;
  13. 13. Titânia e A Cidade Queimada -1965;
  14. 14. Burlescas, Teóricas e Sentimentais -1972;
  15. 15. Primavera Autónoma das Estradas -1980;
  16. 16. Titânia -1994.
  17. 17. Corpo Visível - 1950;
  18. 18. Discurso sobre a Reabilitação do Real Quotidiano - 1952;
  19. 19. Louvor e Simplificação de Álvaro de Campos -1953;
  20. 20. Manual de Prestidigitação -1956;
  21. 21. Pena Capital-1957;
  22. 22. Alguns Mitos Maiores e Alguns Mitos Menores Postos à Circulação pelo Autor -1958;
  23. 23. Nobilíssima Visão -1959; </li></ul>Inês Soares 10ºD<br />
  24. 24. Lembra-te<br />Lembra-te que todos os momentos que nos coroaram todas as estradas radiosas que abrimos irão achando sem fim seu ansioso lugar seu botão de florir o horizonte e que dessa procura extenuante e precisa não teremos sinal senão o de saber que irá por onde fomos um para o outro vividos Mário Cesariny, in "Pena Capital”<br />Inês Soares 10ºD<br />
  25. 25. Analise do poema<br />Podemos dividir o poema em três partes distintas:<br /><ul><li>1ª parte: Todos temos um caminho, todos percorremos uma estrada
  26. 26. 2ª parte: o objectivo desses caminhos (seu ansioso lugar/ seu botão de florir/ horizonte)
  27. 27. 3ª parte: conclusão, o alcance ou não dos objectivos</li></ul>Lembra-te que todos os momentos que nos coroaram todas as estradas radiosas que abrimos irão achando sem fim seu ansioso lugar seu botão de florir o horizonte e que dessa procura extenuante e precisa não teremos sinal senão o de saber que irá por onde fomos um para o outro vividos <br />
  28. 28. Netgrafia<br />http://www.notapositiva.com/trab_estudantes/trab_estudantes/portugues/portugues_trabalhos/cesariny.htm#vermais 02-02-2011 Entre 17:00h e as 18:30h<br />http://www.citador.pt/poemas.php?poemas=Mario_Cesariny&op=7&author=21188<br />Inês Soares 10ºD<br />
  29. 29. Trabalho realizado por:<br />Inês Soares nº13 10º D<br />"Para a pátria, a igreja e o estado a nossa última palavra será sempre... MERDA“<br />Mário Cesariny<br />

×