Entendendo a Técnica BPMN
UFRRJ/PPGEN
Análise e Modelagem de
Processos
Business Process Modeling Notation (BPMN – V1)
Prof...
2
Este trabalho “Entendendo a Técnica BPMN” está licenciado com uma
Licença Creative Commons - Atribuição-Não Comercial-
S...
3
Agenda
Introdução ao BPMN
Princípios de modelagem
Grupos de Padronização
BPMN Nativo
Princípios de Modelagem
Introdução
4
 BPMN
 Business Process Modeling Notation
 Padrão de Notação de Modelagem de
Processos de Negócio
5
Introdução
 O BPMN possibilita entender:
 Os procedimentos internos de negócio usando
notação gráfica
 A comunicação ...
6
Desenho do Processo de
Negócio
Implementação do
Processo
Introdução
 Padrão de Modelagem (BPMN)
 Principal objetivo
F...
7
Introdução
 Descrição do BPMN
 Disponível em:
http://www.omg.org/docs/dtc/06-02-01.pdf
8
Introdução
 Muitas organizações têm modelado e
gerenciado seus processos de negócio há anos,
usando uma mistura eclétic...
9
 BPMN gera DPN (Business Process
Diagram)
 Fácil de usar e entender (Pessoal técnico
e não-técnico)
 Oferece recursos...
10
BPMN
BPML
BPEL
(BPEL4WS: BEA, IBM, Microsoft, etc.)
WS-BPELOASISBPMI
BPML – Business Process Modeling Language
BPEL – B...
11
Grupos de Padronização
 BPMI.org (Business Process Management
Intiative)
 Desenvolvimento do BPMN e BPML (Business Pr...
12
http://www.workflowresearch.de/Links/index.html
 W3C (World Wide Web Consortium)
 Padrões voltados para a coreografia...
13
BPMN Nativo
 Implementações do BPMN
 Atualmente 77 empresas
 Planejadas: 4 (Setembro 07, 2011)
 Dão suporte: 9
 Li...
Softwares de Modelagem
 Fuego: Fuego 5™ (BEA)
 Global 360: Business Optimization Server -
Process Sketchpad
 IDS-Scheer...
15
Princípios de Modelagem
 Um processo em um DPN
 É uma “Rede” de “Quem está fazendo o quê”
 Contém sub-processos (gra...
16
Princípios de Modelagem
 Um DPN, portanto, é o ambiente para mapear 1
processo de negócio que, por sua vez, pode ser
c...
17
Exemplo de um DPN
Princípios de Modelagem
18
Princípios de Modelagem
 A decomposição funcional de um
processo é arbitrária
 Deve ser feita com base no bom senso
...
19
Princípios de Modelagem
 Na medida em que vai se aprofundando na
modelagem de processos é possível
especificar “quem f...
20
Exemplo de Pool & Lane
Piscina(Pool)
Raia1Raia2
Princípios de Modelagem
21
Princípios de Modelagem
 A modelagem de um fluxo de processo
consiste em modelar:
 Os eventos que ocorrem para inicia...
22
Princípios de Modelagem
 Modelar um processo, basicamente,
significa determinar:
 Quem faz o quê (o departamento ou o...
23
 Inicialmente escolhe-se um modelo de
diagrama
 Vertical ou Horizontal
 Faz-se a modelagem do fluxo de
processo
 Mo...
24
Princípios de Modelagem
 A Modelagem das Decisões de Negócio
e dos Desvios de Fluxo de Processo
 São modelados usando...
25
 A Modelagem de Eventos
 Durante a modelagem do processo de
negócio é possível especificar os
“Eventos” que ocorrem e...
26
Perguntas/Dúvidas?
Referências
 Descrição do BPMN. Disponível em:
http://www.omg.org/docs/dtc/06-02-01.pdf
 Análise e Modelagem de Processo...
28
Obrigado!
 VEJA TAMBÉM
 Conhecendo os Elementos da Técnica BPMN
 Método de Análise e Solução de Problemas (MASP).
Upcoming SlideShare
Loading in …5
×

Bpnm - Entendendo a técnica bpmn

1,688 views

Published on

BPMN-V1 - Understanding BPMN Notation

Published in: Education
  • Be the first to comment

Bpnm - Entendendo a técnica bpmn

  1. 1. Entendendo a Técnica BPMN UFRRJ/PPGEN Análise e Modelagem de Processos Business Process Modeling Notation (BPMN – V1) Prof. Saulo Barbará – saulobarbara@ufrrj.br / Joana Braconi - joana.braconi@gmail.com
  2. 2. 2 Este trabalho “Entendendo a Técnica BPMN” está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-Não Comercial- SemDerivações 4.0 Internacional. Baseado no trabalho disponível em: http://cursos.ufrrj.br/posgraduacao/ppge/. Saulo Barbará de Oliveira é Doutor em Engenharia de Produção pela COPPE/UFRJ e Prof. de graduação e do Mestrado de Gestão e Estratégia da UFRRJ/ICSA/DCAC. Joana Braconi é Mestre em Engenharia de Produção pela COPPE/UFRJ e atua como analista de negócios no IBRE/FGV.
  3. 3. 3 Agenda Introdução ao BPMN Princípios de modelagem Grupos de Padronização BPMN Nativo Princípios de Modelagem
  4. 4. Introdução 4  BPMN  Business Process Modeling Notation  Padrão de Notação de Modelagem de Processos de Negócio
  5. 5. 5 Introdução  O BPMN possibilita entender:  Os procedimentos internos de negócio usando notação gráfica  A comunicação da Organização com estes procedimentos de maneira padronizada  O desempenho dos colaboradores, da Organização e suas transações de negócios  A responsabilidade e participação de todos os stakeholders, permitindo ajustes internos e evoluindo para o B2B.
  6. 6. 6 Desenho do Processo de Negócio Implementação do Processo Introdução  Padrão de Modelagem (BPMN)  Principal objetivo Fornecer uma notação de fácil e rápido entendimento para todos os usuários BPMN estabelece uma ponte entregue o desenho do processo de negócio e a respectiva implementação do processo
  7. 7. 7 Introdução  Descrição do BPMN  Disponível em: http://www.omg.org/docs/dtc/06-02-01.pdf
  8. 8. 8 Introdução  Muitas organizações têm modelado e gerenciado seus processos de negócio há anos, usando uma mistura eclética de ferramentas e técnicas  BMPN – Desenvolvida com base em matemática computacional (Pi-Calculo): fundamentos dos processos móveis;  Os processos de negócios podem ser manipulados diretamente criando linguagem de execução disponível para uso imediato  Voltada para a modelagem do fluxo de processos de negócios e seu uso via WEB
  9. 9. 9  BPMN gera DPN (Business Process Diagram)  Fácil de usar e entender (Pessoal técnico e não-técnico)  Oferece recursos para a modelagem de processos complexos  Pode ser naturalmente transformado em linguagem de execução Introdução
  10. 10. 10 BPMN BPML BPEL (BPEL4WS: BEA, IBM, Microsoft, etc.) WS-BPELOASISBPMI BPML – Business Process Modeling Language BPEL – Business Process Execution Language WS-BPEL – Web Sevices BPEL OASIS – Organização sem fim lucrativo responsável por padrões de segurança, Web Services, Publicação eletrônica, etc. www.oasis-open.org Introdução
  11. 11. 11 Grupos de Padronização  BPMI.org (Business Process Management Intiative)  Desenvolvimento do BPMN e BPML (Business Process Modeling Language), base para Web Services Choreography Interface (WSCI)  OASIS (Organization for the Advancement of Structured Information Standards), focado na plataforma BPEL4WS - Web Services  OMG (Object Management Group)  Padronização das Facilidades de Gestão de Workflow (Workflow Management Facility) para o ambiente CORBA
  12. 12. 12 http://www.workflowresearch.de/Links/index.html  W3C (World Wide Web Consortium)  Padrões voltados para a coreografia dos Web Services (Web Services Choreography);  WFMC (Workflow Management Coalition)  Fundado em 1993, o mais antigo grupo de padronização focado na tecnologia de workflow. Grupos de Padronização
  13. 13. 13 BPMN Nativo  Implementações do BPMN  Atualmente 77 empresas  Planejadas: 4 (Setembro 07, 2011)  Dão suporte: 9  Lista de empresas que já implementaram: http://www.bpmn.org/BPMN_Supporters.htm#current
  14. 14. Softwares de Modelagem  Fuego: Fuego 5™ (BEA)  Global 360: Business Optimization Server - Process Sketchpad  IDS-Scheer: Aris™  Corel: iGrafx™  Lombardi Software: TeamWorks™ 5  Pegasystems: BPMSuite  Proforma: ProVision™  Savvion: Process Asset Management  Sun Microsystems: Studio Enterprise Edition  Sybase: PowerDesigner® 12  BizAgi 14
  15. 15. 15 Princípios de Modelagem  Um processo em um DPN  É uma “Rede” de “Quem está fazendo o quê”  Contém sub-processos (graficamente mostrados por um sub-diagrama conectado via hiperlink a um símbolo de processo)  Se um processo não é decomposto em sub- processos ele é considerado uma tarefa (o menor nível de um processo)  Um sinal “+” num processo indica que ele é decomposto  Se no processo não este sinal ele é uma “Tarefa”
  16. 16. 16 Princípios de Modelagem  Um DPN, portanto, é o ambiente para mapear 1 processo de negócio que, por sua vez, pode ser constituído por 1 ou mais processos;  Estes processos dentro do processo de negócio podem, por sua vez, serem constituídos por sub- processos. DPN
  17. 17. 17 Exemplo de um DPN Princípios de Modelagem
  18. 18. 18 Princípios de Modelagem  A decomposição funcional de um processo é arbitrária  Deve ser feita com base no bom senso  Dá flexibilidade para se escolher o número de sub-níveis do processo Mas não se pode perder de vista a amplitude da visão que temos do processo Em geral de 3 a 4 sub-níveis de decomposição
  19. 19. 19 Princípios de Modelagem  Na medida em que vai se aprofundando na modelagem de processos é possível especificar “quem faz o quê”, pela colocação de eventos e processos em áreas chamadas “Pools”, indicando quem executa o processo;  Um “Pool” pode ser sub-dividido em “Raias”  Um Pool representa uma “Organização”  As Raias representam, tipicamente, um departamento ou funções, aplicações e sistemas.
  20. 20. 20 Exemplo de Pool & Lane Piscina(Pool) Raia1Raia2 Princípios de Modelagem
  21. 21. 21 Princípios de Modelagem  A modelagem de um fluxo de processo consiste em modelar:  Os eventos que ocorrem para iniciar o processo  Os processos que são executados  E os resultados finais gerados pelo fluxo de processo
  22. 22. 22 Princípios de Modelagem  Modelar um processo, basicamente, significa determinar:  Quem faz o quê (o departamento ou o responsável, dentro da empresa)  Onde é feito (onde ocorre)  Que decisões são tomadas  Quem toma as decisões  Isto é feito usando DPN
  23. 23. 23  Inicialmente escolhe-se um modelo de diagrama  Vertical ou Horizontal  Faz-se a modelagem do fluxo de processo  Modelagem das decisões  Modelagem dos eventos  Faz-se a modelagem das mensagens Princípios de Modelagem
  24. 24. 24 Princípios de Modelagem  A Modelagem das Decisões de Negócio e dos Desvios de Fluxo de Processo  São modelados usando Portais Gateways: símbolos de decisão ou filtros (semelhante no flowchart)
  25. 25. 25  A Modelagem de Eventos  Durante a modelagem do processo de negócio é possível especificar os “Eventos” que ocorrem e mostrar como eles afetam o fluxo do processo;  Um evento pode: Iniciar um processo de fluxo Ocorrer durante um fluxo de processo Terminar um fluxo de processo Princípios de Modelagem
  26. 26. 26 Perguntas/Dúvidas?
  27. 27. Referências  Descrição do BPMN. Disponível em: http://www.omg.org/docs/dtc/06-02-01.pdf  Análise e Modelagem de Processos de Negócio: foco na Notação BPMN. VALLE, Rogerio e OLIVEIRA, Saulo Barbará (Orgs.). São Paulo: Atlas, 2009.  Análise e Melhoria de Processos de Negócios. OLIVEIRA, Saulo Barbará (Org.). São Paulo: Atlas, 2012. 27
  28. 28. 28 Obrigado!  VEJA TAMBÉM  Conhecendo os Elementos da Técnica BPMN  Método de Análise e Solução de Problemas (MASP).

×