Factores abióticos

3,831 views

Published on

0 Comments
3 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total views
3,831
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
27
Actions
Shares
0
Downloads
142
Comments
0
Likes
3
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Factores abióticos

  1. 1. O que influencia a distribuição e a biodiversidade Porque ficam castanhas as folhas no Outono? Porque se movimenta o girassol? FOTOTROPISMO Positivo Negativo
  2. 2. LUZ: <ul><li>Distribuição da Biodiversidade </li></ul><ul><li>Taxa Fotossintética </li></ul><ul><li>Fototropismo </li></ul>QUE OUTRAS SITUAÇÕES SÃO INFLUENCIADAS PELA LUZ?
  3. 3. <ul><li>- plantas de dia curto - floresce com fotoperíodos inferiores a 8 horas. </li></ul><ul><li>plantas de dia longo - floresce com fotoperíodos superiores ou iguais a 8 horas </li></ul><ul><li>- plantas neutras ou indiferentes </li></ul>FOTOPERÍODO - Nº DE HORAS DE LUZ NO DIA
  4. 4. 1– Em que mês habitualmente ocorre a desova das trutas? 2–Qual a influência do número de horas de luz na desova das trutas? 3– Se os piscicultores pretendem que as trutas desovem mais cedo que método devem utilizar O gráfico representa a actividade de duas espécies animais (A e B) durante o dia. 1–Indique em que período do dia cada uma das espécies é mais activa. 2–Classifique cada uma das espécies quanto ao seu período de actividade 3–Dê exemplos de animais que possam ser representados, respectivamente, pelas curvas A e B
  5. 5. Influência da luz sobre os animais <ul><li>Quanto ao habitat: </li></ul><ul><ul><li>Lucífilos , se procuram locais bem iluminados </li></ul></ul><ul><ul><ul><li>Ex: borboletas, cobras, insectos </li></ul></ul></ul><ul><ul><li>Lucífugos , se fogem à luz, </li></ul></ul><ul><ul><ul><li>Ex: morcego, minhocas, toupeiras </li></ul></ul></ul>
  6. 6. Influência da luz sobre os animais <ul><li>Manifesta-se essencialmente no comportamento, actividade e reprodução. </li></ul><ul><li>Quanto à actividade: </li></ul><ul><ul><li>Diurnos , se a sua actividade ocorre mais durante o dia; </li></ul></ul><ul><ul><li>Nocturnos , se estão mais activos durante a noite </li></ul></ul>
  7. 7. arminho do Árctico apresenta pelagem de cor branca no inverno e castanha no Verão. 1 – Refire quais foram os factores abióticos investigados nesta experiência. 2 – De acordo com os resultados da investigação, indica qual dos factores abióticos é responsável pela alteração da cor da pelagem do arminho do Ártico. Justifica a resposta. 3 – Qual a vantagem para os animais desta mudança de cor?
  8. 8. Influência da temperatura na actividade dos seres vivos MIGRAÇÕES HIBERNAÇÃO ESTIVAÇÃO estado de dormência durante o período do Inverno estado de dormência durante o período do Verão Diminuição do Metabolismo Basal TEMPERATURA: A temperatura é a quantidade de calor presente num dado ambiente.
  9. 9. Espécies que sobrevivem entre estreitos limites de temperatura (pequena amplitude térmica) Espécies estenotérmicas Espécies que resistem a grandes variações de temperatura (grande amplitude térmica) Espécies euritérmicas
  10. 10. Temperatura A B Qual das espécies poderá ser Euritérmica? Justifica. Animais de temperatura variável Temperatura corporal varia com a temperatura ambiente Poiquilotérmicos Animais de temperatura constante Temperatura corporal não varia com a temperatura ambiente Homeotérmicos
  11. 11. Temperatura e as características morfológicas dos animais Outras adaptações que permitem aos animais resistir a temperaturas muito baixas: Aumento da quantidade de gordura Aumento do revestimento dos pêlos e penas
  12. 12. Raposa do Árctico Raposa do Deserto QUAIS AS DIFERENÇAS? Tamanho das Extremidades Orelhas Focinho Tamanho do Pêlo Quantidade de Gordura Corporal FACILITAM/DIFICULTAM A PERDA DE CALOR
  13. 13. Nas plantas... Plantas anuais- não conseguem suportar o frio deixando as sementes para germinar no ano seguinte. Ex.: feijoeiro. Plantas bienais - perdem a sua parte aérea mas mantêm a parte subterrânea. Ex.: lírio Plantas vivazes ou perenes mantêm a sua estrutura todo o ano, apesar de algumas serem de folha caduca.
  14. 14. Água/Humidade Qual o Habitat destas Plantas? – Xerófilas – plantas de clima seco, adaptadas à captação e armazenamento de água - Hidrófilas – plantas aquáticas, vivem no interior de massas de água
  15. 15. Quais as diferenças entre estas Plantas? As plantas de acordo com a quantidade de água da região onde habitam apresentam diversas adaptações. <ul><li>Raízes Extensas e Pouco Profundas </li></ul><ul><li>(para alcançar água a longas distâncias e o mais rápido possível) </li></ul><ul><li>Folhas transformadas em espinhos </li></ul><ul><li>(para evitar perdas de água por transpiração) </li></ul><ul><li>Caules carnudos </li></ul><ul><li>(para armazenar água) </li></ul><ul><li>Raízes pequenas </li></ul><ul><li>Folhas largas e grandes </li></ul><ul><li>Caules pequenos quase inexistentes </li></ul>
  16. 16. Também os animais que habitam locais onde a água é escassa apresentam adaptações que lhes permitem sobreviver. Exemplos? Animais como o camelo e o dromedário, utilizam a gordura corporal das Bossas para produzir água. A gazela perde pouca água através das excreções, produzindo uma urina muito concentrada O rato canguru não transpira, pois não tem glândulas sudoríparas. Além disso apresenta hábitos nocturnos.
  17. 17. O revestimento impermeável dos répteis impede a saída de água do corpo por transpiração. Uma carocha-preta que existe no deserto da Namíbia, quando há nevoeiro desloca-se até à crista de uma duna e põe-se de cabeça para baixo com as asas e as patas traseiras voltadas para a brisa. A água condensa e escorre pelo corpo inclinado do insecto até à sua boca. CURIOSIDADE:

×