Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.

Úlceras pepticas e apendicite e o processo de enfermagem

É um trabalho que descreve a sintomatologia,etiologia,tratamentos e diagnósticos relacionados a alguns dos principais distúrbios que afetam sistema gastrintestinal sendo abordado especificadamente as úlceras duodenais e pepticas a apendicite,visando relaciona-las com o processo de enfermagem

  • Login to see the comments

Úlceras pepticas e apendicite e o processo de enfermagem

  1. 1. ASSOCIAÇÃO DE ENSINO SUPERIOR DO PIAUÍ CURSO:ENFERMAGEM DISCIPLINA:ATENÇÃO A SAÚDE DA PESSOA/FAMÍLIA EM SITUAÇÃO DE RISCO Assistência de enfermagem as pessoas portadoras de afecções dos sistema gastrointestinal:úlceras gástricas e duodenais e apendicite
  2. 2. FUNÇÕES DO SISTEMA DIGESTIVO  Ingestão:leva comida e bebida ao corpo através da boca  Propulsão:move a comida e os resíduos ingeridos pelo trato alimentário através de contrações musculares(peristaltise)  Digestão química:usa enzimas para separar moléculas  Absorção:o alimento digerido passa do canal alimentário para a corrente sanguínea e sistema linfático atingindo as células.  Excreção:ao defecar
  3. 3. COMPONENTES E ORGÃOS ANEXOS Componentes:  Boca  Esôfago  Estômago  Intestino delgado  Intestino grosso  Reto e anos Orgãos glandulares:  Língua  Glândulas salivares  Pâncreas  Fígado  Vesícula biliar
  4. 4. ESTÔMAGO  Divisão: ─ Cárdia ─ Fundo ─ Corpo ─ Antro  Constituído por: ─ Mucosa ─ Submucosa ─ Camada muscular ─ serosa
  5. 5. DOENÇA ULCEROSA PÉPTICA  A ulcera péptica é uma erosão que se da no estômago ou na primeira parte do intestino delgado(duodeno)  Tem mais a tendência de ocorrer no duodeno que no estômago  Podem ser única ou múltipla
  6. 6. ETIOLOGIA  Helicobacter pylori  AINES:aspirina,ibuprofeno. 5 a 10% o Hipersecreção ácida o Tabagismo o Estresse o Consumo de álcool o Herança familiar(tipagem sanguinea))
  7. 7. MANIFESTAÇÕES CLÍNICAS  Úlcera duodenal: • Hipersecreção HCL • Dor dentro 2 a 3 hr depois de uma refeição • Vômitos raros • Hemorragia menos provável,porem quando presente a melena é mais comum • Maior tendência a perfurar  Úlcera gástrica • Hipossecreção de HCL ou secreção normal • A dor aparece depois de 1 hr de uma refeição • Vômitos comuns • A hemorragia tem mais tendência a ocorrer do que na úlcera duodenal
  8. 8. DIAGNÓSTICO  Para detecção da úlcera  Exame físico  Endoscopia  Para infecção por H.pylori • Exame histológico • Teste de urease rápido da amostra de biopsia • Testes sorológicos para anticorpos contra o antígeno do H.pylori • Teste do antígeno fecal
  9. 9. TRATAMENTO  Farmacológico • Ranitidina,cimetidina nizatidina • Omeprazol,lansoprazol  Não farmacológico • Redução do estresse e repouso • Abandono do tabagismo • Modificação da dieta  Cirúrgico • Piloroplastia • Antrectomia • Vagotomia seletiva
  10. 10. PROCESSO DE ENFERMAGEM  Histórico • Avaliar sinais vitais • Dor descrita como queimação ou lancinante • Formas de alívio da dor • Se constatado vômito,descrever frequência e características • Estilo de vida e hábitos alimentares • Se utiliza AINE,fuma ou bebe • Nível de estresse do paciente
  11. 11. PROCESSO DE ENFERMAGEM  Diagnóstico Com base nos dados,os diagnósticos de enfermagem para o paciente podem incluir: • Dor aguda relacionada com o efeito de secreção ácido gástrico sobre tecido lesionado. • Ansiedade relacionada a doença aguda. • Nutrição alterada relacionada com as modificações na dieta. • Déficit de conhecimento sobre as prevenções dos sintomas e o tratamento da condição.
  12. 12. PROCESSO DE ENFERMAGEM  Planejamento As metas podem incluir: • Alívio da dor • Redução da ansiedade • Manutenção das necessidades nutricionais • Conhecimento a respeito do tratamento • Ausência de complicações
  13. 13. PROCESSO DE ENFERMAGEM  Prescrição de enfermagem O alívio da dor pode ser obtido com medicamentos prescritos.o paciente deve evitar o ácido acetilsalicílico,alimentos e bebidas contendo cafeína e café descafeinado.Alem disso,as refeições devem ser ingeridas a intervalos regulares,em um ambiente tranquilo.
  14. 14. PROCESSO DE ENFERMAGEM  Prescrição de enfermagem • Redução da ansiedade:explicar exames complementares e administrar os medicamentos nos horários certos ajuda a reduzir a ansiedade. • Interagir com o paciente assim como participação da família. • Manutenção do estado nutricional ótimo. • O enfermeiro avalia o paciente quanto à desnutrição e perda de peso. • Paciente é aconselhado sobre a importância de aderir ao esquema medicamentoso.
  15. 15. PROCESSO DE ENFERMAGEM  Evolução Os resultados esperados incluem: • Relata a ausência de dor entre as refeições • Relata a sensação de menos ansiedade • Adere ao esquema terapêutico a.Evita alimentos e bebidas irritantes b.Ingere as refeições em horários regulares • Mantém o peso • Não apresenta complicações
  16. 16. APENDICITE  Apendicite é a inflamação do apêndice, um pequeno órgão linfático parecido com o dedo de uma luva, localizado no ceco, a primeira porção do intestino grosso É a causa mais comum de abdome cirúrgico agudo nos EUA e o motivo mais frequente para cirurgia abdominal de emergência
  17. 17. Obstrução da luz do apêndice Aumento da pressão intraluminal e congestão venosa Isquemia e invasão bacteriana Necrose e prefuração fisiopatologia
  18. 18. MANIFESTAÇÕES CLINICAS  Falta de apetite  Dor intensa na parte inferior do abdome  Náuseas  Vômitos  Febre insistente entre 37,5°C e 38°C
  19. 19. ETIOLOGIA  Alimentação pobre em fibras  Obstrução por fecalito  Hiperplasia dos folículos linfoides  Corpos estranhos,tumores,ascaris  Decorre da obstrução do lumen apendicular
  20. 20. DIAGNÓSTICO  Exame físico: • Ponto de Mc Burney • Sinal de Rosving • Sinal de Blumberg • Sinal de Psoas  Exames de imagem  Hemograma completo:elevação dos neutrófilos e leucócitos  Radiografia,ultrasonografia e TC do abdome
  21. 21. PONTO DE MCBURNEY SINAL DE BLUMBERG
  22. 22. TRATAMENTO  Cirúrgico  Hidratação parenteral e reposição eletrolítica apendicectomia laparotomia laparoscopia
  23. 23. CUIDADOS DE ENFERMAGEM  Aliviar a dor  Evitar o déficit de volume de líquidos  Reduzir ansiedade  Eliminar infecção em consequência da ruptura potencial do trato GI  Manter integridade da pele  Obter uma nutrição ótima  Monitorar frequentemente sinais e sintomas de agravamento da condição,indicando perfuração,abscesso ou peritonite
  24. 24. CUIDADOS DE ENFERMAGEM  Preparar paciente para cirurgia quando estabelecido o diagnóstico  Avaliar os sons intestinais  Avaliar a ocorrência de anorexia,calafrios,febre e sudorese  Corrigir desidratação conforme prescrição  Aplicar bolsa de gelo no abdome para conforto  Pos cirurgia colocar paciente em posição de fowler alta  Ensinar família e paciente a cuidar da incisão e a realizar as trocas de curativos após a alta

×