Successfully reported this slideshow.

Resistência à insulina

177 views

Published on

http://www.suasaudeagora.net/diabetes... ⇐ REVERTA o Diabetes Com Saúde!

Quero conversar com você sobre DIABETES!

Um dos fatores muito importantes que temos que ter em mente é "índice glicêmico". Conhecer este índice é fundamental para você que busca controlar dua diabetes!

Este índice é a comparação o impacto de elevação de açúcar que uma solução de glicose dá, e compara com outros alimentos que você come no dia a dia.

Agora vou falar de alguns alimentos com alto índice glicêmico, que levam muito a glicose em seu sangue e te mantem no diabetes, e engordam. são eles: açúcar de mesa, trigo, pão integral e outros[...]

Published in: Health & Medicine
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

Resistência à insulina

  1. 1. Resistência à insulina
  2. 2. A resistência insulínica é uma situação onde há um desequilíbrio entre a quantidade de insulina produzida pelo pâncreas e o funcionamento desta quantidade de insulina. Para simplificar, em uma pessoa sem resistência insulínica, é como se uma molécula de insulina tivesse a capacidade de colocar uma molécula de glicose dentro da célula, porém, na pessoa com resistência, fosse necessário duas ou mais moléculas de insulina para realizar o mesmo trabalho.
  3. 3. Causas • A principal causa da resistência insulínica é o ganho de peso. Com o ganho de peso e o aumento do tecido adiposo, há maior necessidade do pâncreas produzir insulina e, com isso, o ciclo da resistência insulínica se inicia. Quanto mais insulinaé produzida, mais as células tendem a se proteger do excesso dela, e mais aumenta a resistência insulínica.
  4. 4. Fatores de risco • O maior fator de risco para resistência insulínica é a obesidade. Com o ganho de peso há o aumento do tecido adiposo, o que faz com que o pâncreas tenha necessidade de produzir insulina e, com isso, o ciclo da resistência insulínica se inicie.
  5. 5. Complicações possíveis • A principal complicação da resistência insulínica é o desenvolvimento do diabetes. A questão da resistência insulínica é que ela pode estar associada a uma série de outras condições médicas, como: síndrome dos ovários policísticos, esteatose hepática e aterosclerose. Dessa forma, o paciente com resistência insulínica deve ser avaliado globalmente.
  6. 6. Prevenção • A prevenção da resistência insulínica se dá, principalmente, através da adoção de hábitos saudáveis, como uma alimentação equilibrada, com substituição de alimentos que fornecem açúcar rapidamente para a corrente sanguínea – como os pães brancos, batatas e açúcar refinado – por comidas que a fornecem mais lentamente, como o pão integral, arroz integral, vegetais como brócolis e cenoura, entre outros. Além disso, a prática de exercícios também é fundamental, uma vez que as células musculares são grandes utilizadoras da glicose no sangue.
  7. 7. Buscando ajuda médica • A resistência insulínica é geralmente identificada nos exames laboratoriais de rotina, e também nos casos em que há suspeita clínica. Nos pacientes que estão com sobrepeso e obesidade, ou que apresentam alterações de colesterol, pressão alta e nos casos de gestantes com alterações de glicemia, a resistência insulínica deve ser sempre pesquisada.

×