Successfully reported this slideshow.
Apresentação e objetivoNessa unidade vamos conversar sobre:   • Conceitos fundamentais de Banco de Dados.   • Arquitetura ...
ObjetivoObjetivo geral do Modulo:          Conhecer os conceitos de modelagem e           armazenamento em banco de dados.
Introdução       Um sistema é feito para aceitar entrada de dados,realizar processamento e gerar saída das informaçõesproc...
Introdução        Em junho de 1970, E. F. Codd, da IBM publicou umartigo intitulado “A Relational Model of Data for Large ...
Introdução        Duas entidades, a ANSI (American National StandardsInstitute) e a ISO (International Standards Organizat...
O que é SQL      SQL (Strutctured Query Language) é um conjunto decomandos de manipulação de banco de dados.      SQL não ...
O que é SQLA linguagem SQL é dividida nos seguintes componentes: Data Definition Language (DDL) Data Manipulation Langua...
O que é SQLA linguagem SQL é dividida nos seguintes componentes: Data Definition Language (DDL): permite a criação doscom...
O que é SQLA linguagem SQL é dividida nos seguintes componentes:Data Manipulation Language (DML): permite a manipulaçãodo...
O que é SQLA linguagem SQL é dividida nos seguintes componentes:Data Query Language (DQL): permite extrair dados dobanco ...
O que é SQLA linguagem SQL é dividida nos seguintes componentes:Data Control Language (DCL): provê a segurança internado ...
Projetando Banco de Dados       O projeto do banco de dados está para o sistema damesma forma que a estrutura do prédio es...
Banco de Dados      Um banco de dados é um conjunto coerente e lógicode dados relacionados que possuem significância. Esse...
Banco de DadosHierárquico:    Hierárquico,   Um gerenciador desse tipo   representa dados como uma   estrutura de árvore,...
Banco de DadosHierárquico:    Rede,   Representa os dados como   registros vinculados uns aos   outros,   formando     co...
Banco de DadosHierárquico:    Relacional,   Representa os dados como uma   simples coleção de linhas e   colunas        e...
Sistema Gerencidador de Banco de DadosUm gerenciador de banco de dados(DBMS – Database ManagementSystem) é um coleção de p...
Sistema Gerencidador de Banco de DadosPrincipais características de um SGBD:   Controle de redundância   Compartilhament...
TabelaUma tabela pode ser entendida como um conjunto de linhas e colunas.É possível armazenar dados em uma ou várias tabel...
Abordagem RelacionalA abordagem relacional é a utilização de conceitos de Entidade eRelacionamentos para criar as estrutur...
Vantagem do MERVantagens na utilização do Modelo de Entidade x Relacionamento      Sintaxe Robusta,       O modelo docume...
Objetivo da Modelagem de Dados       O principal objetivo da Modelagem de Dados é desenvolver ummodelo que, contendo entid...
Entidade        Uma Entidade é um agrupamento lógico de informações inter-relacionadas necessárias para a execução das ati...
Classificação das EntidadesAs Entidades podem ser classificadas em dois tipos:     Fundamental         Contém dados bási...
Atributos        Os Atributos são as informações básicas que qualificam umaentidade e descrevem seus elementos ou caracter...
Tupla        É uma estrutura de atributos intimamente relacionados einterdependentes que residem em uma entidade.        Q...
ChaveÉ um atributo utilizado para indexar dados.Há três tipos de chave:    o Primária    o Estrangeira    o Secundária
Chave Primária        É o atributo que permite identificar uma única ocorrência de umatrupla em uma entidade.        Dessa...
Chave Estrangeira e Secundária        A Chave Estrangeira é o atributo que estabelece a relação deuma Entidade com a Chave...
RelacionamentoSempre que duas entidades apresentarem interdependência (porexemplo, autor da música ou música do CD), indic...
Convenção para utilização em diagramas 1:1 1:M  M:NCada entidade A pode conter uma ou mais entidade (s) B.Cada entidade B ...
Relacionamento 1:1Ocorre sempre que uma entidade tiver uma única ocorrência para cada ocorrênciana outra entidade.Por exem...
Relacionamento 1:n         Ocorre sempre que uma entidade se relacionar com uma ou mais tuplasda outra entidade e esta out...
Relacionamento m:n         Ocorre sempre que uma entidade se relacionar com várias tuplas deoutra entidade e esta, por sua...
Integridade referencial         É um mecanismo utilizado para manter a consistência das informaçõesgravadas. Dessa forma, ...
PERGUNTAS?
Sql -  introdução
Upcoming SlideShare
Loading in …5
×

Sql - introdução

2,454 views

Published on

  • Be the first to comment

Sql - introdução

  1. 1. Apresentação e objetivoNessa unidade vamos conversar sobre: • Conceitos fundamentais de Banco de Dados. • Arquitetura dos sistemas gerenciadores de banco de dados. • Características típicas de um SGBD. • Modelos de Banco de dados: conceitual, lógico e físico. • Modelo entidade-relacionamento. • Normalização no modelo de dados relacional. • Linguagens de consulta.
  2. 2. ObjetivoObjetivo geral do Modulo: Conhecer os conceitos de modelagem e armazenamento em banco de dados.
  3. 3. Introdução Um sistema é feito para aceitar entrada de dados,realizar processamento e gerar saída das informaçõesprocessadas. Com o tempo, verificou-se a necessidade dearmazenar as informações geradas pelos programas decomputadores.
  4. 4. Introdução Em junho de 1970, E. F. Codd, da IBM publicou umartigo intitulado “A Relational Model of Data for Large SharedData Banks” (Um Modelo Relacional de Dados para GrandesBancos de Dados Compartilhados). Ele estabeleceu princípios sobre gerência de bancode dados. Essa foi a base para a criação de uma linguagem-padrão para manipular informações em Banco de DadosRelacional. Essa linguagem é a SQL (Structured QueryLanguage).
  5. 5. Introdução Duas entidades, a ANSI (American National StandardsInstitute) e a ISO (International Standards Organization), vêmao longo do tempo padronizando a linguagem SQL. O primeiro padrão data de 1986 – SQL-86 e em 1989,surge uma nova versão SQL-89, essa versão é utilizada pelamaioria dos bancos atuais. Em 1992, houve uma nova versão, esse versão defineas regras básicas para os bancos de dados relacionais. Em 1999, surge a SQL-99, conhecida como SQL3,que define um modelo de banco de dados objeto-relacional.
  6. 6. O que é SQL SQL (Strutctured Query Language) é um conjunto decomandos de manipulação de banco de dados. SQL não é uma linguagem de programaçãoautônoma, pois é necessário utilizar uma linguagem deprogramação tradicional (C, Java, Pascal, COBOL, etc) eembutir comandos SQL para manipular os dados.
  7. 7. O que é SQLA linguagem SQL é dividida nos seguintes componentes: Data Definition Language (DDL) Data Manipulation Language (DML) Data Query Language (DQL) Data Control Language (DCL)
  8. 8. O que é SQLA linguagem SQL é dividida nos seguintes componentes: Data Definition Language (DDL): permite a criação doscomponentes do banco de dados, como tabelas, índices etc.  CREATE TABLE,  ALTER TABLE,  DROP TABLE,  CREATE INDEX,  ALTER INDEX,  DROP INDEX.
  9. 9. O que é SQLA linguagem SQL é dividida nos seguintes componentes:Data Manipulation Language (DML): permite a manipulaçãodos dados armazenados no banco de dados.  INSERT,  DELETE,  UPDATE.
  10. 10. O que é SQLA linguagem SQL é dividida nos seguintes componentes:Data Query Language (DQL): permite extrair dados dobanco de dados.  SELECT.
  11. 11. O que é SQLA linguagem SQL é dividida nos seguintes componentes:Data Control Language (DCL): provê a segurança internado banco de dados.  CRETATE USER,  ALTER USER,  GRAND,  REVOKE,  CREATE SCHEMA. Com advento da SQL-99, a linguagem passou a incorporar comandos procedurais (BEGIN, IF, funções, procedimentos). Por exemplo, PL/SQL da Oracle.
  12. 12. Projetando Banco de Dados O projeto do banco de dados está para o sistema damesma forma que a estrutura do prédio está para o edifício. O processo de Análise dos Dados pressupõe trêsfases distintas e integradas:  Modelo Conceitual de Dados  Desenho do Banco de Dados  Criação do Banco de Dados
  13. 13. Banco de Dados Um banco de dados é um conjunto coerente e lógicode dados relacionados que possuem significância. Essesdados representam aspectos do mundo real.Há cinco tipos de banco de dados:  Hierárquico,  Rede,  Relacional,  Objeto-Relacional,  Objeto.
  14. 14. Banco de DadosHierárquico:  Hierárquico, Um gerenciador desse tipo representa dados como uma estrutura de árvore, composta de uma hierarquia de registro de dados. Por exemplo: em uma dada base de dados comercial, uma encomenda (i.e. registro) é possuída por um único cliente.
  15. 15. Banco de DadosHierárquico:  Rede, Representa os dados como registros vinculados uns aos outros, formando conjuntos comuns de dados. Pode-se entender o modelo de rede como uma generalização do modelo hierárquico.
  16. 16. Banco de DadosHierárquico:  Relacional, Representa os dados como uma simples coleção de linhas e colunas em tabelas bidimensionais.
  17. 17. Sistema Gerencidador de Banco de DadosUm gerenciador de banco de dados(DBMS – Database ManagementSystem) é um coleção de programasque permite criar estruturas, manterdados e gerenciar as transaçõesefetuadas em tabelas.
  18. 18. Sistema Gerencidador de Banco de DadosPrincipais características de um SGBD: Controle de redundância Compartilhamento de dados Controle de acesso Esquematização Backup
  19. 19. TabelaUma tabela pode ser entendida como um conjunto de linhas e colunas.É possível armazenar dados em uma ou várias tabelas, dependendo doque e como desejamos as informações.
  20. 20. Abordagem RelacionalA abordagem relacional é a utilização de conceitos de Entidade eRelacionamentos para criar as estruturas que irão compor o banco dedados.Nessa fase é importante saber quais informações são importantes para osistema e o que deve ser armazenado. A essa representação dá-se onome de Modelo de Dados.O Modelo de Dados é composto de Entidade e Relacionamentos, daí serconhecido como Modelo de Entidade x Relacionamento (MER).
  21. 21. Vantagem do MERVantagens na utilização do Modelo de Entidade x Relacionamento  Sintaxe Robusta, O modelo documenta as necessidades de informação da empresa de maneira precisa e clara.  Comunicação com usuário, Os usuários podem, com pouco esforço, entender o modelo.  Facilidade de criação, Os analistas podem criar e manter um modelo facilmente  Integração com várias aplicações, Diversos projetos podem ser inter-relacionados utilizando o modelo de dados de cada um deles.  Utilização Universal. O modelo está vinculado ao negócio da empresa.
  22. 22. Objetivo da Modelagem de Dados O principal objetivo da Modelagem de Dados é desenvolver ummodelo que, contendo entidades e relacionamentos, seja capaz derepresentar os requerimentos das informações do negócio. Exemplo
  23. 23. Entidade Uma Entidade é um agrupamento lógico de informações inter-relacionadas necessárias para a execução das atividades do sistema. Quando transposta ao modelo físico (ao banco de dados),chamamos a entidade de tabela.
  24. 24. Classificação das EntidadesAs Entidades podem ser classificadas em dois tipos:  Fundamental  Contém dados básicos que são resultados ou alimentadores das operações da empresa  Associativa  É formada pelo Relacionamento de duas Entidades Fundamentais sempre que estas se relacionarem mais de uma vez. Exemplo: aluno x matéria, CD x Autor, pedido x produto, etc.....
  25. 25. Atributos Os Atributos são as informações básicas que qualificam umaentidade e descrevem seus elementos ou características. Quando transposta ao modelo físico (ao banco de dados),chamamos os atributos de campos ou colunas.
  26. 26. Tupla É uma estrutura de atributos intimamente relacionados einterdependentes que residem em uma entidade. Quando transposta ao modelo físico (ao banco de dados), umatupla equivale a um registro ou linha da tabela.
  27. 27. ChaveÉ um atributo utilizado para indexar dados.Há três tipos de chave: o Primária o Estrangeira o Secundária
  28. 28. Chave Primária É o atributo que permite identificar uma única ocorrência de umatrupla em uma entidade. Dessa forma seu conteúdo deve ser ÚNICO. Quando há dois atributos para compor uma chave primária,chamamos de Chave Concatenada.
  29. 29. Chave Estrangeira e Secundária A Chave Estrangeira é o atributo que estabelece a relação deuma Entidade com a Chave Primária de outra Entidade e permite umarelação entre entidades. A Chave Secundária é utilizada como meio de classificação epesquisa em entidades.
  30. 30. RelacionamentoSempre que duas entidades apresentarem interdependência (porexemplo, autor da música ou música do CD), indica-se umrelacionamento entre elas. Deve ter Uma ou Cada Entidade 1 ou relacionamento Mais Entidade 2 Pode ter ou Uma únicaCada relacionamento contém um nome (verbo), adeterminação de opcionalidade (deve ou pode) e um grau oucardinalidade (uma única ou uma ou mais)
  31. 31. Convenção para utilização em diagramas 1:1 1:M M:NCada entidade A pode conter uma ou mais entidade (s) B.Cada entidade B deve estar contida em uma única entidade A.
  32. 32. Relacionamento 1:1Ocorre sempre que uma entidade tiver uma única ocorrência para cada ocorrênciana outra entidade.Por exemplo:Um departamento é gerenciado por um gerente, e cada gerente gerencia umdepartamento.
  33. 33. Relacionamento 1:n Ocorre sempre que uma entidade se relacionar com uma ou mais tuplasda outra entidade e esta outra se relacionar apenas com uma tupla daquelaentidade.Por exemplo:Uma gravador possui vários CDs e cada CD é gravado apenas por umaGravadora.Cada Cliente possui vários Pedidos e cada Pedido é de um único Cliente.
  34. 34. Relacionamento m:n Ocorre sempre que uma entidade se relacionar com várias tuplas deoutra entidade e esta, por sua vez, relacionar-se com várias tuplas daquelaentidade.Por exemplo:Cada música é composta por um ou vários Autores, e cada Autor pode comporuma ou várias músicas.
  35. 35. Integridade referencial É um mecanismo utilizado para manter a consistência das informaçõesgravadas. Dessa forma, não são permitidas a entrada de valores duplicados nema existência de uma referência a uma chave inválida em uma entidade.
  36. 36. PERGUNTAS?

×