IONNEWS3                                   Divulga Testesjulho/2011                                                       ...
opinião: o desafio da inovação                                                                                            ...
Upcoming SlideShare
Loading in …5
×

Pro liss 100 ion news - estudo sobre o principio do K LISS

5,368 views

Published on

Published in: Career
0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total views
5,368
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
443
Actions
Shares
0
Downloads
17
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Pro liss 100 ion news - estudo sobre o principio do K LISS

  1. 1. IONNEWS3 Divulga Testesjulho/2011 Nome Comercial:Descrição da Tecnologia:Oxoacetamide CarbocysteineINCI: Glyoxyloyl Carbocysteine Produto seguroOxoacetamide Keratin Amino Acids PRODUTO TESTADO Os recentes resultados dos testes com Pro Liss 100 em®INCI: Glyoxyloyl Keratin Amino Acids diferentes situações, comprovam que trata-se de uma substância que não libera formol em temperatura julho/2011 ambiente (25°C), a 150°C e a 230°C. Não causa reação dérmica ou sistêmica, não é fototóxico, não irritante e é praticamente não irritante para mucosa em doses repetidas. A citotoxidade é compatível com o IC 50 do SDS (sodium dodecyl sulfate), a toxicidade aguda Tecnologia Exclusiva para oral é maior que 300 mg/kg (classe lV) e a toxicidade Realinhamento Tecnologia Amino.Nutritiva Térmico dos Fios Patente Requerida dermal aguda é maior que 2.000 mg/kg. http://invitrocells.site.com.br http://www.appalab.com.br http://www.ecolyzer.com.br imagem ilustrativa http://www.cqa.com.br Os testes foram efetuados nas empresas citadas acima com protocolos validados por ECVAM, por metodologias OECD e de outros desenvolvidos exclusivamente para teste de avaliação de vapores dohttp://www.cas.org produto a 25°/150°/230°C, de acordo com USP 30.CAS Number 1268868-51-4 / 1269630-89-8 Os documentos originais dos testes acima estão disponíveis para registro de produtos de transformação capilar listado na classe ll do regulamento da ANVISA.
  2. 2. opinião: o desafio da inovação É nessa hora que a Indústria e os Técnicos têm a oportunidadePor: Alaor Pereira Lino de criar e inovar, trazendo novas alternativas, eficientes e seguras,Presidente da ION Tecnologias e Serviços principalmente quando comparadas diretamente ao que está consolidado e aceito no mercado, como os derivados de Guanidina/Hidróxidos. Estes atuam mais na área externa do Inúmeros veículos da mídia escrita, impressa e ainda da córtex, sendo absolutamente necessário o uso de neutralizante,internet têm divulgado os avanços econômicos e sociais dos países pois, caso contrário ocorre a depilação do fio. As outras moléculasque compõem o “BRICS - Brasil, Rússia, Índia China e África do aceitas são os derivados do Ácido Tioglicólico, que, ao contrárioSul” onde cada um se destaca de acordo com seus potenciais. da anterior, atua em níveis mais profundos do córtex, sendo Num contraste curioso o Brasil tem surpreendido a todos em também necessária a etapa da neutralização.diversas áreas, uma vez que é auto-suficiente em petróleo, porém, Como o cabelo tipo: “Afro” ou muitoestá em vias de importar álcool. Estranho, não é? cacheado tem o córtex, (paracortex) Na área que nos interessa diretamente, notamos que o desuniforme, criando canais de acesso aobrasileiro está de cabeça nova, segundo a Fecomércio (Federação interior do fio, o resultado da aplicação dedo Comercio de Bens, Serviços e derivados do ácido tioglicólico torna-se corte cabelo afroTurismo do Estado de São Paulo). R$ mais perigoso e restritivo, não sendo, 61,81 gastoA cidade de São Paulo ganha um R$ portanto, recomendado para este fim. 40,43salão novo a cada 40 horas, sendo R$ 24,44 Estes produtos apresentam mudanças importantes no fio e8.420 estabelecimentos R$ 16,02 R$ podem se transformar em depiladores se não houver a aplicaçãoregularizados. A entidade reporta 7,79 dos produtos neutralizantes que interrompem as reaçõesque os gastos entre 2002 e 2008 A B C D E classe Gasto mensal dos paulistas com cabeleireiros (redução/lantionização) que rearranja a estrutura do Cabelo, sendosubiram 44% no Pais. que todavia de forma diferente, o que não possibilita ou restringe Um dos procedimentos que mais avança é o da Modelagem/ outras aplicações na sequência.Alisamento Capilar. E é aí que se percebe algum ruído e possíveis A ANVISA publica a regra e lista os tipos de produtos quemal entendidos, principalmente na forma de promover serviços, sugere como registrar nas Classes I e II, orientando comoprodutos e legislação. Nesta hora a mídia pode colaborar ou não, de promover e comercializar, contudo, não diferencia Modelar eacordo com o tipo de matéria que divulga. Um bom exemplo é Alisar, fato que dificulta a compreensão e facilita a confusãoquando critica o uso de Formol, já proibido pela ANVISA, ou de instaurada no mercado.similares como Glutaral (Glutaraldeído) que é aceito somentecomo conservante limitado a concentrações inferiores a 1,0%. Em nossa opinião, novos produtos, que não alteram a forma daOutra situação curiosa é a citação de novas tecnologias e produtos massa capilar, fáceis de aplicar, não tóxicos ou irritantes,para fins semelhantes que são criticados sem conhecimento e eficientes no resultado, sem necessidade de neutralização, comavaliação de profissionais de outras áreas seja médica, técnica ou propriedade Modeladora forte, capazes de equivaler a Alisantesreguladora. convencionais, se apresentam como alternativas eficientes e seguras atendendo a demanda do consumidor final e da agência Estamos totalmente de acordo com a Agência reguladora, a reguladora.ANVISA, em alertar e coibir o uso de Formol, que já écomprovadamente cancerígeno, além de matar, por aspiração Apresentamos como uma nova opção eficiente e segura o ativofrequente de gases decorrentes da aplicação em alisantes Pro-liss ®100, devidamente registrado em órgãos internacionais,capilares. Como contribuição, podemos citar que o processo de sendo testado no Brasil por empresas reconhecidas e aceitas pelafabricação do formol é de hidrogenação do Metanol. O Formol é ANVISA, demonstrando uma nova tecnologia, mais segura eum produto comercializado em uma solução a 37%, em presença eficiente que qualquer outra para aplicação em produtos dede solventes incluindo 12% de Metanol. O que o torna mais transformação capilar. Moderno e com excelente aceitação emperigoso ainda, pois este álcool evapora e pode matar. muitos países, Pro Liss 100 hoje está presente na Europa e EUA. É desenvolvido e fabricado por empresa Nacional, com patente e O Glutaral, embora ainda não proibido pela ANVISA, reporta registros de marcas solicitadas.atividade tóxica e perigosa, portanto, não se recomenda denenhuma forma o uso desta substância para tratamentos capilares. Assim, estamos à disposição para atender nossos clientes, bem como representantes da mídia e entidades do setor, no Como é alta a demanda para modelar e alisar os cabelos, esclarecimento de qualquer dúvida ou questionamento a respeitoprincipalmente as mulheres que possuem cabelos tipo, “afro”, do tema.caucasiano cacheado ou cabelos muito encaracolados, faz-senecessária a correta promoção e divulgação de produtos e Ratificamos que estamos 100% de acordo com a ANVISA emtecnologias para estas aplicações. regularizar e fiscalizar a produção e venda de produtos cosméticos.

×